Cyberbullying

308 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
308
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
41
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cyberbullying

  1. 1. 1 Cyberbullying N a internet e no telemóvel, mensagens com imagens e comentários depreciativos alastram-se rapidamente e tornam o bullying ainda mais perverso. Como o espaço virtual é ilimitado, o poder deagressão amplia-se e a vítima sente-se acuada mesmo fora da escola. E o que é pior:muitas vezes, não sabe de quem se defender. Todas as pessoas que convivem com crianças e jovens sabem como eles sãocapazes de praticar pequenas e grandes manipulações. Troçam uns dos outros, criamos apelidos mais estranhos, reparam nas mínimas "imperfeições" - e não perdoamnada. Na escola, isso é bastante comum. Implicância, discriminação e agressõesverbais e físicas são muito mais frequentes do que o desejado. Esse comportamentonão é novo, mas a maneira como pesquisadores, médicos e professores o encaramestá a mudar. Há cerca de 15 anos, essas provocações passaram a ser vistas como umaforma de violência e ganharam o nome: bullying (palavra do inglês que pode ser1Cyberbullying é uma variante de bullying, através das novas tecnologias.Cyberbullying António Pinheiro e João Santos Página1
  2. 2. traduzida como "intimidar" ou "amedrontar"). A sua principal característica é que aagressão (física, verbal ou material) é sempre intencional e repetida várias vezes semuma motivação específica. Mais recentemente, a tecnologia deu nova cara aoproblema. E-mails ameaçadores, mensagens negativas em sites de relacionamentocom fotos e textos constrangedores para a vítima foram batizados por cyberbulying. No espaço virtual, as agressões verbais e as provocações estãopermanentemente a atormentar as vítimas. Antes, o constrangimento ficava restritoaos momentos de convívio dentro da escola. Agora é o tempo todo. Os jovens utilizam cada vez mais ferramentas de internet e de troca demensagens via telemóvel - e muitas vezes expõem-se mais do que devem.A tecnologia permite que, em alguns casos, seja muito difícil identificar o(s)agressor(es), o que aumenta a sensação de impotência.Cyberbullying António Pinheiro e João Santos Página2
  3. 3. Cyberbullying António Pinheiro e João Santos Página3

×