O Ateneu
Raul Pompéia
Contexto social e histórico
A crônica escrita por Raul Pompéia
foi originalmente publicada no ano de 1888.
O século XIX fo...
Estilo literário
Embora muitos estudiosos questionem, a
obra atualmente é enquadrada no movimento
do Realismo, é uma das o...
Autor
Raul Pompéia nasceu em 1863 em Angra
dos Reis e ainda criança mudou-se para a
cidade do Rio de Janeiro. Ingressou no...
Formou-se em Direito e foi nomeado diretor
da Biblioteca Nacional. Foi demitido do cargo
em 1895 por desacato ao President...
Enredo
Neste livro é narrada a história de Sérgio,
já adulto, relembrando sua infância, quando
aos onze anos foi estudar n...
Durante o primeiro ano fez muitas amizades.
Sanches, o mais velho, o salvara de um
afogamento na piscina, mas depois de um...
Barreto que lhe afirmava que a mulher era
um demônio, fato que segundo Sérgio veio a
ser comprovado quando dois homens na ...
Depois ao interessar-se pela biblioteca e os
livros fez mais duas amizades, Júlio Verne e
Bento Alves, ambos mais velhos.
...
O primeiro ano no Ateneu acabou, durante
as férias Sérgio e Bento se encontraram e ao
voltarem ao colégio mantiveram sua a...
No segundo ano Sérgio passou por
momentos divertidos, entre desfiles e
piqueniques com chuva. Bento saiu da escola e
Sérgi...
Viveu ainda o castigo por causa de
travessuras, fez então uma nova amizade,
Egbert, com esse tinha uma amizade fraternal e...
Foi transferido para o dormitório dos rapazes
mais velhos onde participou de passeios
clandestinos durante a noite.
Assim o segundo ano no Ateneu seguiu, com
as férias Sérgio adoeceu, sarampo, ficou sob os
cuidados do diretor, já que sua ...
Por esses dias em que permaneceu doente
viu em D. Ema, mulher de Aristarco, uma mãe,
nem se lembrando mais da verdadeira, ...
Em uma manhã, a ruína do Ateneu chegou,
todos gritavam por fogo, Sérgio saiu de sua
cama e percebeu que estava tudo a arde...
Foco narrativo
O Ateneu é narrado em 1ª pessoa por Sérgio
(principal personagem).
Exemplo: ‘’vais encontrar o mundo, disse...
Espaço
A história se passa no colégio Ateneu que
localizava-se na cidade do Rio de Janeiro.
Tempo
O tempo cronológico não supera dois anos,
que vão desde a entrada de Sérgio no colégio
até o incêndio que o destrói ...
Linguagem
Raul Pompéia sintetizou e incorporou todas
as tendências literárias de seu tempo, numa
linguagem peculiar e nova.
Tema
Tendo por tema central o drama da
solidão, chamado pelo autor de “Crônica de
saudades”. O Ateneu apoia-se numa
experi...
Personagens
Sérgio: personagem principal;
Aristarco: diretor do colégio;
Rebelo: primeiro amigo de Sérgio;
Ribas: menino f...
Centro de Educação Objetivo
Professora: Sandra Ponte
Alunos: João Pedro Schmitz
Série: 2 ano do E.M
Matéria: Português
Pin...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

O ateneu

1.287 visualizações

Publicada em

Trabalho de português sobre o livro O ateneu

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.287
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
58
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O ateneu

  1. 1. O Ateneu Raul Pompéia
  2. 2. Contexto social e histórico A crônica escrita por Raul Pompéia foi originalmente publicada no ano de 1888. O século XIX foi marcado pela falsa estruturação do sistema educacional brasileiro, principalmente dos colégios internos frequentados pelos filhos da elite. Além de ser marcado pela decadência da monarquia com a Lei Áurea (1888).
  3. 3. Estilo literário Embora muitos estudiosos questionem, a obra atualmente é enquadrada no movimento do Realismo, é uma das obras mais importantes desse movimento.
  4. 4. Autor Raul Pompéia nasceu em 1863 em Angra dos Reis e ainda criança mudou-se para a cidade do Rio de Janeiro. Ingressou no internato Colégio Abílio e terminou seus estudos secundários no Colégio Pedro II.
  5. 5. Formou-se em Direito e foi nomeado diretor da Biblioteca Nacional. Foi demitido do cargo em 1895 por desacato ao Presidente da República. No mesmo ano, suicidou-se na frente de sua mãe.
  6. 6. Enredo Neste livro é narrada a história de Sérgio, já adulto, relembrando sua infância, quando aos onze anos foi estudar no internato, Ateneu, o colégio de maior prestígio na época, com seu grande diretor Aristarco.
  7. 7. Durante o primeiro ano fez muitas amizades. Sanches, o mais velho, o salvara de um afogamento na piscina, mas depois de uma briga se tornaram inimigos. Franco, um menino mal comportado se envolveu em uma confusão com Sérgio, Franco jogou cacos de vidro na piscina, mas por sorte e para alívio de Sérgio nada aconteceu.
  8. 8. Barreto que lhe afirmava que a mulher era um demônio, fato que segundo Sérgio veio a ser comprovado quando dois homens na luta pelo amor de Ângela, camareira da casa de Aristarco, brigaram, um morreu e outro foi preso.
  9. 9. Depois ao interessar-se pela biblioteca e os livros fez mais duas amizades, Júlio Verne e Bento Alves, ambos mais velhos. Bento e ele tinham uma amizade de irmãos.
  10. 10. O primeiro ano no Ateneu acabou, durante as férias Sérgio e Bento se encontraram e ao voltarem ao colégio mantiveram sua amizade.
  11. 11. No segundo ano Sérgio passou por momentos divertidos, entre desfiles e piqueniques com chuva. Bento saiu da escola e Sérgio teve uma desavença com Aristarco mas sem resultados.
  12. 12. Viveu ainda o castigo por causa de travessuras, fez então uma nova amizade, Egbert, com esse tinha uma amizade fraternal e grandiosa, mas depois de um jantar na casa do diretor, a amizade de Sérgio ficara no passado.
  13. 13. Foi transferido para o dormitório dos rapazes mais velhos onde participou de passeios clandestinos durante a noite.
  14. 14. Assim o segundo ano no Ateneu seguiu, com as férias Sérgio adoeceu, sarampo, ficou sob os cuidados do diretor, já que sua família viajava para a Europa.
  15. 15. Por esses dias em que permaneceu doente viu em D. Ema, mulher de Aristarco, uma mãe, nem se lembrando mais da verdadeira, ansiava o encontro a cada manhã com D. Ema.
  16. 16. Em uma manhã, a ruína do Ateneu chegou, todos gritavam por fogo, Sérgio saiu de sua cama e percebeu que estava tudo a arder em chamas. Ao fim, parte da escola estava carbonizada, o culpado do incêndio proposital era Américo um aluno recém chegado que fora deixado ali contra a vontade, o pai pediu a Aristarco que lhe curasse o mau comportamento.
  17. 17. Foco narrativo O Ateneu é narrado em 1ª pessoa por Sérgio (principal personagem). Exemplo: ‘’vais encontrar o mundo, disse- me meu pai, à porta do Ateneu. Coragem para a luta. Bastante experimentei depois a verdade deste aviso...’’
  18. 18. Espaço A história se passa no colégio Ateneu que localizava-se na cidade do Rio de Janeiro.
  19. 19. Tempo O tempo cronológico não supera dois anos, que vão desde a entrada de Sérgio no colégio até o incêndio que o destrói totalmente.
  20. 20. Linguagem Raul Pompéia sintetizou e incorporou todas as tendências literárias de seu tempo, numa linguagem peculiar e nova.
  21. 21. Tema Tendo por tema central o drama da solidão, chamado pelo autor de “Crônica de saudades”. O Ateneu apoia-se numa experiência colegial.
  22. 22. Personagens Sérgio: personagem principal; Aristarco: diretor do colégio; Rebelo: primeiro amigo de Sérgio; Ribas: menino feio a qual Sérgio admirava; Bento Alves: bibliotecário; Américo: aluno responsável pelo incêndio; Professor Mânilio: Primeiro professor de Sérgio.
  23. 23. Centro de Educação Objetivo Professora: Sandra Ponte Alunos: João Pedro Schmitz Série: 2 ano do E.M Matéria: Português Pinhalzinho - SC

×