Correção grupo8

376 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
376
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Correção grupo8

  1. 1. Correção Grupo 08 e 09
  2. 2. Atividade 39 p. 169 <ul><li>01. É verdadeira. No Nordeste, desde os tempos coloniais, os latifúndios controlam as terras férteis da Zona da Mata. os camponeses pobres são obrigados a viver da produção dos minifúndios. </li></ul>
  3. 3. <ul><li>02. a) começou quando a economia colonial deslocou-se para a região das Minas Gerais, no século XVIII. </li></ul><ul><li>B) comparar a mortalidade infantil e a expectativa de vida; outra é comparar os indicadores educacionais </li></ul>
  4. 4. <ul><li>03. </li></ul><ul><li>1) Meio-norte 2) Sertão </li></ul><ul><li>3) Agreste 3) Zona da Mata </li></ul><ul><li>A mais industrializada é a Zona da Mata. </li></ul>
  5. 5. <ul><li>p.170 </li></ul><ul><li>04. A maior sub-região é o Sertão, e a mais povoada é a Zona da Mata. </li></ul>
  6. 6. Exercícios Propostos p.170 <ul><li>05. F. V. V.F </li></ul><ul><li>06. desde o século XVIII, com a decadência econômica do Nordeste, começaram as migrações para o Norte, Sudeste e centro-oeste. </li></ul>
  7. 7. <ul><li>07. a) Criação de gado, algodão </li></ul><ul><li>B) franceses, holandeses </li></ul><ul><li>08. Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe, Bahia, norte de Minas Gerais e metade leste do Maranhão. </li></ul>
  8. 8. Atividade 40 A Zona da Mata nordestina p.171 <ul><li>01.E. E. C. C. C. </li></ul>
  9. 9. <ul><li>02. uma área de clima tropical úmido, com temperaturas médias elevadas e chuvas abundantes, principalmente nos meses de março a junho. Quanto aos solos, apresenta várias áreas de massapê, solo escuro e de grande fertilidade. </li></ul>
  10. 10. <ul><li>03. o estado é a Bahia, e as principais cidades são Ilhéus e Itabuna. </li></ul><ul><li>04. </li></ul><ul><li>a) Superintendência do desenvolvimento do </li></ul><ul><li>Nordeste. </li></ul><ul><li>b) Foi criada em 1960, pelo governo federal, com o objetivo de modernizar a região, levando indústrias para o Nordeste. </li></ul>
  11. 11. <ul><li>P. 172 </li></ul><ul><li>04. c) Menos impostos, empréstimos a juros baixos e longos prazos de pagamento </li></ul><ul><li>) pólo petroquímico de Camaçari, refinaria Lindolfo Alves e o centro industrial de Aratu, localizados no Recôncavo Baiano. </li></ul>
  12. 12. Exercícios Propostos P. 172 <ul><li>05. B. C. A. B. A </li></ul><ul><li>06. se adaptou às condições climáticas com temperaturas elevadas e muita chuva. Seu cultivo foi favorecido pelos solos férteis de massapê. </li></ul>
  13. 13. <ul><li>07. porque a principal causa é a concentração de riqueza. </li></ul><ul><li>08. são do Centro-Sul e também grupos econômicos internacionais, como a Ásia Motors. saturação industrial na Grande São Paulo, mão de obra mais barata e proximidade dos portos do Nordeste com a Europa e os Estados unidos. </li></ul>
  14. 14. <ul><li>Atividade 41 p.173 </li></ul><ul><li>O Sertão </li></ul><ul><li>C </li></ul><ul><li>2. possui temperaturas médias mensais elevadas e baixos índices pluviométricos. </li></ul><ul><li>3. porque não aumentou o número de empregos nem incrementou a produção de alimentos básicos à população. </li></ul>
  15. 15. Exercícios Propostos <ul><li>04. criação de gado desde os séculos XVI e XVII. Mais tarde, desenvolveu-se a cultura do algodão. </li></ul>
  16. 16. <ul><li>P. 173 </li></ul><ul><li>05. foi controlada por usineiros e plantadores de cana-de-açúcar e o Sertão, por fazendeiros pecuaristas e produtores de algodão. </li></ul>
  17. 17. <ul><li>P. 174 </li></ul><ul><li>06. são rios temporários que ficam secos durante alguns meses do ano (época da estiagem). para regularizar esses rios, são construídos açudes ou represas. </li></ul>
  18. 18. <ul><li>Atividade 44 </li></ul><ul><li>A indústria da seca </li></ul><ul><li>Exercícios de Aplicação p. 177 </li></ul><ul><li>01. Não. o Sertão Nordestino continua a ser uma das maiores áreas de concentração de pobreza do país, porque os açudes servem para abastecer as fazendas de gado dos “coronéis”. </li></ul>
  19. 19. <ul><li>02. porque, em vez de cultivar plantas adequadas ao clima e utilizar a experiência do sertanejo, o governo apenas construiu açudes. </li></ul>
  20. 20. <ul><li>Exercícios Propostos </li></ul><ul><li>03. A “indústria da seca” corresponde aos investimentos destinados a resolver o problema das secas no Nordeste, mas que são desviados para outros setores de interesses particulares </li></ul>
  21. 21. <ul><li>04. são utilizados na formação de frentes de trabalho e cestas de alimentos. </li></ul><ul><li>05. são transformadas em votos nas eleições, garantindo a continuidade do poder da elite. </li></ul>
  22. 22. <ul><li>06. Resposta pessoal </li></ul><ul><li>07. </li></ul><ul><li>o cerrado é típico do Brasil central. </li></ul><ul><li>Por causa de suas raízes profundas. </li></ul><ul><li>é altamente tecnificada (mecanizada), com </li></ul><ul><li>destaque para a produção de soja e algodão. </li></ul>
  23. 23. <ul><li>08. Alternativa B </li></ul>
  24. 24. <ul><li>P. 249 </li></ul><ul><li>01. é necessária a sua preservação tanto para as gerações futuras como para as atuais. Essa preservação é de responsabilidade mundial. </li></ul>
  25. 25. <ul><li>2 A) Abrange o sul do Piauí, o interior da Bahia e o norte de Minas Gerais. </li></ul><ul><li>B) Pecuária extensiva </li></ul><ul><li>C) Bovino </li></ul><ul><li>D) Áreas de irrigação do rio São Francisco e áreas úmidas das várzeas de rios ou pés de serra. </li></ul>
  26. 26. <ul><li>3. A agropecuária predatória em grandes áreas do Nordeste pode levar à desertificação, que ocorre com maior gravidade no estado da Paraíba. </li></ul>
  27. 27. <ul><li>04. O reflorestamento, A captação e a conservação da água, O uso da biotecnologia </li></ul><ul><li>05. 3.4.2.1 </li></ul><ul><li>6 - – Poluição dos rios por esgotos e rejeitos industriais; </li></ul><ul><li>– Devastação da caatinga com a produção de carvão vegetal </li></ul>
  28. 28. <ul><li>Atividade 46 </li></ul><ul><li>Problemas ambientais do Centro-Sul p. 251 </li></ul><ul><li>01. Porque foi intensamente devastada pelas </li></ul><ul><li>diferentes formas de ocupação desde o século </li></ul><ul><li>XVi, com a exploração do pau-brasil, o ciclo </li></ul><ul><li>da cana no nordeste, a economia cafeeira no </li></ul><ul><li>Sudeste, o crescimento urbano-industrial próximo ao litoral. </li></ul>
  29. 29. <ul><li>02. o desmatamento intensifica a erosão dos solos agrícolas, técnicas agrícolas incorretas. </li></ul><ul><li>03.B </li></ul><ul><li>04. Especulação imobiliária, desmatamento, </li></ul><ul><li>caça e pesca predatórias, queimadas e poluição industrial. </li></ul>
  30. 30. <ul><li>05. Parque nacional de Itatiaia (RJ/SP/MG); Parque Estadual da ilha do Cardoso (SP); e a estação ecológica da Jureia (SP), que é uma das mais preservadas. </li></ul>
  31. 31. <ul><li>Exercícios Propostos p.252 </li></ul><ul><li>06.a)restingas, mangues, e a mata das encostas </li></ul><ul><li>B)desenvolvimento sustentável </li></ul><ul><li>C) SOS mata atlantica </li></ul>
  32. 32. <ul><li>07. A. B. D. C </li></ul>
  33. 33. <ul><li>Atividade 47 </li></ul><ul><li>Os problemas ambientais da Amazônia </li></ul><ul><li>Exercícios de Aplicação p. 253 </li></ul><ul><li>01. Verdadeira </li></ul><ul><li>02. A </li></ul><ul><li>03. sua biodiversidade. </li></ul>
  34. 34. <ul><li>04. construção de rodovias e ferrovias; extrativismo mineral; garimpos de ouro; extração da madeira; crescimento demográfico e construção de hidrelétricas. </li></ul>
  35. 35. <ul><li>Exercícios Propostos p. 253 </li></ul><ul><li>05. E, A, B, D </li></ul><ul><li>06. romperam o isolamento físico da Amazônia. </li></ul><ul><li>07. desmatamento, comprometendo o equilíbrio ecológico; conflitos entre indígenas, pequenos agricultores e grandes proprietários; queimadas e baixo aproveitamento agropecuário. </li></ul>
  36. 36. <ul><li>Atividade 48 </li></ul><ul><li>O meio ambiente urbano e a cidadania </li></ul><ul><li>Exercícios de Aplicação P.254 </li></ul><ul><li>01. A poluição de rios e córregos, que provoca a difusão de doenças pelo contato da pele ou pela ingestão de água contaminada; a poluição do ar, que causa problemas respiratórios. </li></ul>
  37. 37. <ul><li>02. D, A, B, C </li></ul><ul><li>03. Poluição atmosférica e sonora, escassez de água, moradias inadequadas e assentamentos clandestinos </li></ul>
  38. 38. <ul><li>04. </li></ul><ul><li>A) doméstica e industrial </li></ul><ul><li>B) Plásticos e vidros </li></ul><ul><li>C) depósitos a céu aberto, aterros cobertos, aterros sanitários, compostagem, reciclagem e até incineração. </li></ul>
  39. 39. <ul><li>E) deve ser tratado, para não causar danos ao meio ambiente. </li></ul><ul><li>F) Facilita a proliferação de ratos e moscas, degrada o solo e o seu vazamento polui os rios. </li></ul>
  40. 40. <ul><li>Exercícios Propostos p. 255 </li></ul><ul><li>05. poluição do ar, grandes áreas construídas, menos infiltração de água no solo, diminuição da vegetação etc. </li></ul>
  41. 41. <ul><li>06. Foi a criação do Sivam (Sistema de Vigilância da Amazônia), que prevê a fiscalização equipada por satélites e o mapeamento dos recursos minerais e das bacias hidrográficas da região </li></ul>
  42. 42. <ul><li>07.D, C, B, A </li></ul><ul><li>08. </li></ul><ul><li>A) divulgam informações, fiscalizam e cobram ações dos órgãos públicos. </li></ul><ul><li>B) nos anos de 1970, em defesa da Amazônia e da Mata Atlântica,e avançou nos anos de 1990 </li></ul>
  43. 43. <ul><li>C) cultura de ostras em lagamar, entre Iguape (São Paulo) e Paranaguá (Paraná). </li></ul><ul><li>objetivos: fixar o caiçara no local e combater a pesca predatória. </li></ul>

×