O que é psicopedagogia?

21.457 visualizações

Publicada em

psicopedagogia clínica e institocional.

Publicada em: Educação
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
21.457
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
558
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
746
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O que é psicopedagogia?

  1. 1. “O PSICOPEDAGOGO E SEU PAPEL FRENTE ÀS DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM” Nívea Maria de Carvalho Fabrício Maio/2008 1
  2. 2. UMA ATIVIDADE SÓ É PSICOPEDAGÓGICA SE ATENDER CENTROS DE INTERESSE. Por isso nossa proposta para hoje, de natureza interativa, será: Registro de construções individuais para questões propostas, Registro coletivo em flip chart, Novas construções para o psicopedagogo, reorganizando o flip chart, Recursos pessoais e atitude psicopedagógica. 2
  3. 3. O QUE É PSICOPEDAGOGIA? (registro individual e em seguida flip chart) . 3
  4. 4. O QUE É APRENDIZAGEM? (registro individual e em seguida flip chart) . 4
  5. 5. O QUE É DIFICULDADE? (registro individual e em seguida flip chart) . 5
  6. 6. O QUE É “PSICOPEDAGOGIA”? É um campo de atuação que lida com o processo de aprendizagem humana, isto é, o aprender e o ensinar, Trabalha com os padrões, “normais ou não”, do aprender, Considera a influência do meio - família, escola e sociedade - no seu desenvolvimento, Tem como focos principais o auto-conhecimento e a autoria de pensamento, 6 (retomar slide 3)
  7. 7. Portanto, a intervenção psicopedagógica é sempre de ordem relacional, isto é, do “conhecimento” relacionado com o “processo de aprendizagem”. 7
  8. 8. O QUE É “APRENDIZAGEM”? É um processo integrado que provoca uma transformação qualitativa na estrutura mental daquele que aprende, revelada pela modificação de conduta de uma pessoa, ou ... É a integração entre o conhecer, o fazer, o conviver e o ser. (retomar slide 4) 8
  9. 9. PORTANTO, A APRENDIZAGEM Acontece durante toda a vida, Em todas as situações: família, escola, atividade profissional, atividades sociais. 9
  10. 10. Se aprendemos a todo momento, dificuldades aparecem, também, a todo momento! 10
  11. 11. Então, a ação psicopedagógica cabe em todos os momentos e em todas as situações em que a aprendizagem acontece! 11
  12. 12. E, o que entendemos por “DIFICULDADES”? Entre tantas definições: Um ou mais déficits nos processos essenciais de aprendizagem, Uma desarmonia evolutiva, caracterizada por uma imaturidade psicomotora que compromete a atividade simbólica, Discrepância ente o desempenho esperado e o apresentado em variadas áreas: motora, atenção, memória, percepção, conhecimentos matemáticos,oralidade, lectoescrita, emocional e sociabilidade. (retomar slide 5) 12
  13. 13. Mas aparecem, também, ao lidar com as novas demandas que sempre o cotidiano traz para todos! (medo do desconhecido) 13
  14. 14. ASSIM, O CAMPO DE ATUAÇÃO DO PSICOPEDAGODO É MUITO VASTO Da clínica e instituições às empresas. Da infância à vida adulta. 14
  15. 15. Na clínica Atuação direta. Atuação indireta (família e escola: atendimentos às famílias e visitas periódicas à escola como modo de contextualizar melhor a criança). 15
  16. 16. Nas Instituições ESCOLAS INSTITUIÇÕES DE SAÚDE (classe hospitalar) EMPRESAS (EM GERAL) 16
  17. 17. Nas diferentes etapas da vida: Primeira infância, Infância, Adolescência, Adulto, 3ª Idade. 17
  18. 18. Pp e ação do professor Promover o desenvolvimento de atitudes e significados pessoais que cada professor dá a si mesmo, aos seus alunos, aos colegas de trabalho e à sua própria função dentro da escola, Acompanhar os alunos em suas atividades em sala de aula, auxiliando-os a criar um vínculo saudável consigo mesmos, com os outros e com o objeto do conhecimento, 18
  19. 19. Pp e ação do coordenador pedagógico e orientador educacional Orientação e apoio ao professor, alunos, e pais, Mediação nas relações de ensino/aprendizagem em geral, Participação nas relações com o administrativo relacionadas ao didático/pedagógico. 19
  20. 20. Pp e a ação do gestor Acompanhar cada pessoa de sua equipe em suas atividades, auxiliando-os a criar um vínculo saudável consigo mesmos, com os outros e com o objeto do conhecimento e/ou trabalho. 20
  21. 21. Pp e a ação do consultor Diagnosticar a modalidade dos seus dirigentes, identificando possíveis ações que originam problemas de aprendizagem na empresa, dificultando o crescimento. Realizar um trabalho construtivo favorecendo aos diretores e funcionários a possibilidade de: . conhecerem-se melhor, . identificarem e desenvolverem suas habilidades e competências, . terem um maior desenvolvimento cognitivo, . poderem identificar talentos internos e suas 21 deficiências pessoais, e conseguir superá-las.
  22. 22. Assim, o campo de atuação da Pp é formado por interfaces! Portanto a ação psicopedagógica é de natureza construtiva, isto é, se estrutura a cada momento e em cada situação em que há ensinantes e aprendentes. E, toda atitude psicopedagógica leva o profissional a, sistematicamente, alternar a posição de ensinante e de aprendente. 22
  23. 23. O que discutimos até aqui é a ação com características pedagógicas que pressupõe, em resumo: Trabalhar com a construção da percepção das dificuldades, 23
  24. 24. Com um novo olhar passar a ver as dificuldades como características e não como problemas, e 24
  25. 25. E assim, trabalhar com elas transformando- as : não disfarçando, negando ou insistindo em alcançar o padrão, mas sim aproveitando para ampliar seu auto-conhecimento e o repertório de recursos metacognitivos, 25
  26. 26. Conseguindo a partir destas características (e não mais dificuldades!!!) novas possibilidades de ações e de processos de desenvolvimento. 26
  27. 27. Toda ação verdadeiramente psicopedagógica decorre de e compõe uma atitude psicopedagógica. 27
  28. 28. Assim, a atitude psicopedagógica é que é fundamental: OBSERVAÇÃO PARTICIPANTE, ENTREVISTA INTENSIVA E SISTEMÁTICA (ALUNO, PAIS, PROFESSORES), ANÁLISE DE REGISTROS DO ALUNO (DESENHOS,TEXTOS,ATIVIDADES). 28
  29. 29. Recursos pessoais necessários: Conhecimento de si mesmo, Olhar diagnóstico, Evitar postura de julgamento, em qualquer situação, Perseverança e flexibilidade – Resiliência, Operatividade mental criativa, Atitude/ação construtiva, Recursos metacognitivos. 29
  30. 30. Enfim, o psicopedagogo deve ser um pesquisador por excelência, já que seu posicionamento no dia-a-dia é o de: . observador atento, . questionador, . investigador, . mediador, . orientador, . analista e avaliador também de suas próprias modalidades de ação. 30
  31. 31. E as “dificuldades” passam a ser lidas como “singularidades”! 31

×