1                                                                                                                         ...
2                                              ÍNDICE     I.    Avaliação e testes em pedagogia __________________________...
3  NOTAEste documento é publicado sob uma licença Criativa Commonshttp://en.wikipedia.org/wiki/Creative_Commonshttp://crea...
4      I. Avaliação e Testes em Pedagogia        Por Ridwan Mohamed Osman    II. Pré-requisitos / conhecimentos prévios ne...
5      VI. Conteúdos      6.1 Contornos    Este Módulo - Avaliação e Testes em Pedagogia - tem como meta permitir-vos sere...
6      Unidade IV: Elaboração de um instrumento           i. Concepção do teste           ii. Construção dos artigos do te...
7                 Selection of Tests: Selecção de testes               Developments of Tests: Elaboração de testes        ...
8      A natureza da avaliação                   Definir e descrever a avaliação    Os tipos de avaliação                ...
9                                         objectivo                                         Escolher um domínio de intere...
10  4   Elaboração           de    um    instrumento    Concepção do teste                   Identificar e descrever as p...
11                                            Explicar os resultados da análise de                                       ...
12                                                         relatório de avaliação formal    IX. Avaliação do conhecimento ...
13      3. A análise de uma situação faz parte de que etapa do processo de avaliação?           a. planificação           ...
14             b. a condição           c. o critério           d. todas estas respostas    8. A secção de um teste na qual...
15             b. da dificuldade do exame           c. de critérios previamente estabelecidos           d. da aquisição do...
16             b. ajudar os estudantes a melhor compreenderem as instruções           c. promover a segurança de um teste ...
17             d. nenhuma destas respostas    19. Os dados de avaliação podem ser colectados pela:           a. administra...
18      8a    9c    10 d    11 a    12 d    13 c    14 b    15 a    16 c    17 e    18 b    19 d    20 d    Pedagogia para...
19      X. Conceitos - Chave (glossário)    A avaliação é a colecta e a análise sistemática de dados para fins decisionais...
20  Um teste padronizado é um teste desenvolvido por especialistas de medida que dominam amatéria.Um teste concebido local...
21  A validez combinada é conhecida quando a medida dos critérios tem lugar ao mesmo tempoque a obtenção das notas.A valid...
22  participantes no programa. Estas informações visam responder as perguntas relativas à avaliaçãodo projecto e fornecer ...
23  ResumoEste artigo fornece um exemplo de cada taxonomia dos objectivos pedagógicos de Bloom aoestudante. De maneira mai...
24  fornece também alguns exemplos de objectivos quantificáveis. No fim deste, algumas distinçõessão feitas entre os difer...
25  modelos de quadros de especificações no anexo deste artigo. Estes quadros estão representadosem vários domínios dos pr...
26  de utilizacão destes testes e a maneira de elaboará-los. No fim deste artigo, é abordado oprocesso de anotação dos tes...
27  vantagens e fraquezas; dos momentos apropriados para os utilizar e dos diferentes tipos de QEM.O artigo explica como a...
28  ResumoEste artigo apresenta os conceitos subjacentes às estatísticas descritivas dando alguns exemploscomplexos tirado...
29  A avaliação é uma parte integrante de todos os sistemas de educação em todas as fases. Elapermite aos educadores, aos ...
30  É crucial que as decisões sejam baseadas num procedimento válido, porque embora todas asdecisões não se revistem da me...
31  exigem-se algumas combinações de testes padronizados ou de testes autoconcedidos, ou dosdois.Tipos de avaliaçãoQuando ...
32  Outras tantas decisões são tomadas que tendo características ligadas aos alunos, não relevam oprofessor e este só pode...
33  c) Avaliação da escolaA avaliação de uma escola tem em conta a avaliação da totalidade de seu programa de educaçãoe in...
34  f) Avaliação do pessoalA avaliação do pessoal inclui a avaliação de toda a pessoa responsável, directa ouindirectament...
35  Analisar a situação como ela é presentemente, constitui a primeira iniciativa para estabelecer osparâmetros do esforço...
36  A colecta de dados para determinar o grau de alcance dos objectivos exige a administração deum instrumento ou mais. Es...
37  Fase do produtoA fase do produto necessita de decisões tomadas no fim ou provavelmente no final de um ciclode pedagogi...
38  ProgramasespeciaisPessoalActividade 2Mencione cinco problemas ligados à avaliação final.1 ____________________________...
39  1. O que significa uma avaliação para esta escola? O que é que a motiva?2. Que tipos de avaliação são utilizadas nesta...
40  sua importância na educação. Além disso, eles dominarão os tipos de objectivos educationais eseus elementos. A taxonom...
41  Os objectivos são as declarações específicas daquilo que deve ser cumprido e da medida na qualdeve ser realizado. Eles...
42  Classificação e formulação dos objectivosTipos de objectivosOs objectivos são semelhantes, pouca importa o tipo de ava...
43  existência de taxonomias chama também a atenção em muitos resultados comportementais; domodo que haverá menos vantagen...
44  a aprendizagem; obviamente, é mais difícil para os resultados emocionais. A realização dosobjectivos emocionais pode s...
45  os resultados mais imediatos, cada um representando um comportamento ou um resultado; elessão geralmente chamados de o...
46                                                                      Objectivos da unidadeObjectivos        Declarações...
47  Quando formulado, o critério de um objectivo é um aspecto que nos indica a boa maneira que umcomportamento deve ser re...
48  1       Tornar um bom cidadão2       Escrever uma carta comercial na forma correcta3       Indicar três fontes aliment...
49  4. Para cada um destes objectivos elaborados, classifique-os de acordo com o domíniorelacionado: cognitivo, emocional ...
50  Os testes de caráter ou personalidade são concebidos para avaliar características das pessoasassim como de um certo nú...
51  ConteúdoAvaliação e testeComo vimos anteriormente, a avaliação é um aspecto essencial do processo de avaliação. Elades...
Avaliação e testes em pedagogia
Avaliação e testes em pedagogia
Avaliação e testes em pedagogia
Avaliação e testes em pedagogia
Avaliação e testes em pedagogia
Avaliação e testes em pedagogia
Avaliação e testes em pedagogia
Avaliação e testes em pedagogia
Avaliação e testes em pedagogia
Avaliação e testes em pedagogia
Avaliação e testes em pedagogia
Avaliação e testes em pedagogia
Avaliação e testes em pedagogia
Avaliação e testes em pedagogia
Avaliação e testes em pedagogia
Avaliação e testes em pedagogia
Avaliação e testes em pedagogia
Avaliação e testes em pedagogia
Avaliação e testes em pedagogia
Avaliação e testes em pedagogia
Avaliação e testes em pedagogia
Avaliação e testes em pedagogia
Avaliação e testes em pedagogia
Avaliação e testes em pedagogia
Avaliação e testes em pedagogia
Avaliação e testes em pedagogia
Avaliação e testes em pedagogia
Avaliação e testes em pedagogia
Avaliação e testes em pedagogia
Avaliação e testes em pedagogia
Avaliação e testes em pedagogia
Avaliação e testes em pedagogia
Avaliação e testes em pedagogia
Avaliação e testes em pedagogia
Avaliação e testes em pedagogia
Avaliação e testes em pedagogia
Avaliação e testes em pedagogia
Avaliação e testes em pedagogia
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Avaliação e testes em pedagogia

1.069 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Avaliação e testes em pedagogia

  1. 1. 1                                                                                                                                                                                                         Avaliação e Testes em Pedagogia Preparado por Ridwan Mohamed OSMAN Traduzido por dr. Osvaldo Omar Hassane LOGO TRILINGUE PARA INSERIR EM BAIXO DA PRIMEIRA PÁGINA
  2. 2. 2   ÍNDICE I. Avaliação e testes em pedagogia __________________________________________4 II. Pré-requisitos / conhecimentos prévios necessários_____________________________4 III. Volume horário/tempo____________________________________________________4 IV. Material didáctico_____________________________________________________ 4 V. Justificação/importância do Módulo________________________________________ 4 VI. Conteúdo______________________________________________________________ 4 6.1 Contorno___________________________________________________________ 4 6.2 Grandes linhas_______________________________________________________ 5 6.3 Representação gráfica__________________________________________________6 VII. Objectivos Gerais________________________ ________________________________7 VIII. Objectivos específicos para as actividades de aprendizagem_______________________7 IX. Avaliação dos conhecimentos______________________________________________11 X. Conceitos - Chaves (glossário)_____________________________________________18 XI. Leituras obrigatórias____________________________________________________21 XII. Actividades de aprendizagem______________________________________________27 XIII. Avaliação somativa _____________________________________________________ 84 XIV. Síntese do Módulo _____________________________________________________86 XV. Autor do Módulo _______________________________________________________87
  3. 3. 3  NOTAEste documento é publicado sob uma licença Criativa Commonshttp://en.wikipedia.org/wiki/Creative_Commonshttp://creativecommons.org/licenses/by/2.5 /
  4. 4. 4   I. Avaliação e Testes em Pedagogia Por Ridwan Mohamed Osman II. Pré-requisitos / conhecimentos prévios necessários As aulas prévias para esta matéria são a Psicologia Geral, Psicopedagogia e a Psicologia de Aprendizagem. III. Volume horário/tempo A duração necessária para este Módulo é de 120 horas. Estas horas são distribuídas de seguinte maneira: Unidade I: 25 horas Unidade II: 25 horas Unidade III: 25 horas Unidade IV: 25 horas Unidade VI: 20 horas IV. Material didáctico Um computador dotado de uma conecção à Internet, de um sistema de exploração e um software de aplicação de base. V. Justificação / Importância do módulo A avaliação faz parte integrante da educação. Ela tem um efeito na maneira como os alunos estudam, nas suas motivações, produções, como também nas suas aspirações. No contexto escolar, ela permite aos inspectores e aos funcionários do ministério determinar a qualidade da educação oferecida numa dada escola, numa determinada região ou no país inteiro. No quadro do programa, ela dá-nos uma idéia da medida na qual o Módulo que nós organizamos - nossos meios - nos permite alcançar nossas metas e nossos objectivos - nossos fins. Para vós que sóis professores, este Módulo permitir-vos-á notar a importância da avaliação na educação. Ele ajudar-vos-á também a decidir a melhor maneira para avaliar os alunos.
  5. 5. 5   VI. Conteúdos 6.1 Contornos Este Módulo - Avaliação e Testes em Pedagogia - tem como meta permitir-vos serem capazes de compreender os princípios e os conceitos dos diferentes tipos de avaliações pedagógicas. Trata-se de uma aula introdutória, o que significa que não se espera que se tornem peritos de avaliação e testes em pedagogia. Vocês serão, por outro lado, capazes de melhor compreenderem o processo de avaliação, de medidas e testes e serão também capazes, doravante, de levar a cabo a planificação e a administração de acordo com princípios estabelecidos e de práticas eficazes. Quando terminarem o estudo deste Módulo, serão capazes de entender o que une e diferencia as metas, os objectivos, a testagem e a avaliação dos programas. Também terão uma nova perspectiva sobre a utilização dos resultados das avaliações. 6.2 Grandes linhas Unidade 1: Avaliação em pedagogia i. A natureza da avaliação ii. Os tipos de avaliação iii. As etapas da avaliação Unidade II: Especificação dos objectivos i. A natureza dos objectivos ii. Classificação e enunciado dos objectivos Unidade III: Classificação e selecção dos testes i. Classificação dos testes ii. Selecção dos testes
  6. 6. 6   Unidade IV: Elaboração de um instrumento i. Concepção do teste ii. Construção dos artigos do teste iii. Concepção e reprodução do teste iv. Validação do teste Unidade VI: Análise, interpretação e uso dos resultados i. Análise ii. Interpretação iii. Uso e exposição dos resultados 6.3 Representação gráfica INSERIR GRÁFICO AQUI Texto do gráfico: Educational Evaluation and Testing: Avaliação e testes em pedagogia Types of Evaluation: Tipos de avaliação Curriculun Evaluation: Avaliação do currículo Project Evaluation: Avaliação do projecto Schol Evaluation: Avaliação escolar Evaluation of large population: Avaliação de uma população numerosa Student Evaluation: Avaliação do estudante Personnal Evaluation: Avaliação do pessoal Instructional Objectives: Objectivos pedagógicos Testing: Testes
  7. 7. 7   Selection of Tests: Selecção de testes Developments of Tests: Elaboração de testes Administration of tests: Administração de testes Measurement: Medição Test resultats: Resultados de testes Analysis, interpretation and use of results: Análise, interpretação e uso dos resultados VII. Objectivos gerais No final desta matéria, o estudante deverá: (1) Demonstrar a sua compreensão sobre os princípios de base da avaliação e testes em pedagogia; (2) Construir, analisar e melhorar os processos de avaliação que julgam de maneira adequada os objectivos do ensino gerais e específicos; (3) Fazer a crítica e a interpretação de resultados de testes unificados; (4) Integrar os resultados da avaliação à avaliação da produção do aluno; (5) Explicar os resultados das avaliações aos alunos, aos pais e à colectividade; (6) Construir e interpretar os testes.VIII. Objectivos específicos para as actividades de aprendizagemUnidade 1 Temáticas das unidades Objectivos das actividades de aprendizagem1 Avaliação em pedagogia
  8. 8. 8   A natureza da avaliação  Definir e descrever a avaliação Os tipos de avaliação  Descrever as etapas principais do processo de As fases da avaliação avaliação  Definir e explicar os termos ‟medidaˮ, ‟avaliaçãoˮ e ‟testeˮ  Nomear os elementos que têm em comum todos os modelos de avaliação válidos  Descrever os diferentes tipos de avaliação, identificando as principais variáveis avaliadas por cada tipo e para cada decisão tomada  Definir as diferentes etapas da avaliação e enumerar as actividades de cada uma destas fases2 Especificação dos objectivos A natureza dos objectivos  Nomear os componentes de base de todo o modelo válido de avaliação das Classificação e enunciado dos necessidades objectivos  Nomear três factores a considerar no momento de estabelecer a prioridade das necessidades  Nomear e descrever os diferentes tipos de objectivos  Nomear os princípios directores da determinação do degrau de especificidade requerido para um
  9. 9. 9   objectivo  Escolher um domínio de interesse e escrever alguns objectivos relacionados para cada uma das principais categorias do componente cognitivo  Escolher um domínio de interesse e escrever alguns objectivos relacionados para cada uma das principais categorias do componente emocional  Escolher um domínio de interesse e escrever alguns objectivos relacionados para cada uma das principais categorias da componente psicomotora3 Classificação e selecção dos testes Classificação dos testes  Nomear três meios importantes de coleccionar os dados e identificar uma Selecção dos testes situação que se aplica a cada um dos meios  Nomear quatro diferenças importantes entre um teste padronizado e um teste concebido localmente  Nomear as principais categorias de teste e descrever as suas utilidades  Enumerar as características de um bom teste  Enumerar os factores que é necessário tomar em conta no momento de escolher um teste entre os outros
  10. 10. 10  4 Elaboração de um instrumento Concepção do teste  Identificar e descrever as principais componentes de um quadro de Construção dos artigos do teste especificações Concepção e reprodução do  Identificar e descrever as instruções teste gerais de construção dos artigos do Validação do teste teste  Descrever os tipos de resultados pelos quais o teste é a moda de avaliação a privilegiar  Descrever de forma breve duas aproximações para notar o teste (???)  Dar duas instruções importantes para a construção de testes objectivos  Nomear um objectivo específico e um artigo que se relaciona com cada um dos tipos de teste seguintes: teste curto, teste de desenvolvimento, escolha múltipla, verdadeiro ou falso e emparelhamento  Descrever as principais aproximações para organizar os artigos do teste  Enumerar as principais instruções relativas ao formato dos testes  Nomear e descrever os principais aspectos da validação dos testes  Identificar e explicar os principais aspectos da análise de artigos que se aplicam a um teste normativo
  11. 11. 11    Explicar os resultados da análise de artigos e sua interpretação na colocação de um teste normativo  Identificar e explicar os principais aspectos da análise de artigos que se aplicam aos critérios dos testes  Explicar os resultados da análise de artigos e a sua interpretação na colocação de um teste criterial5 Análise, interpretação e utilização dos resultados Análise  Descrever os quatro escalões de medida e dar três exemplos para cada um Interpretação  Definir e descrever as estatísticas Uso e exposição dos resultados seguintes assim como sua interpretação: tendência central, variação, lei normal, grau percentual, desvio reduzido, nota T e correlação  Definir e descrever as equivalências de nível e idade  Descrever e explicar os diferentes modos de interpretação dos dados de um exame  Explicar o principal uso geral dos resultados aos testes  Dar quatro princípios gerais de relatório  Identificar e descrever de forma breve os componentes principais de um
  12. 12. 12   relatório de avaliação formal IX. Avaliação do conhecimento Justificação Esta avaliação dos conhecimentos para o Módulo tem como fim verificar o vosso conhecimento dos conteúdos deste Módulo. Depois desta avaliação dos conhecimentos, vocês estão em condições de conhecer o nível de conhecimentos e competências ligadas a este Módulo. Esta avaliação dos conhecimentos vos permitirá de julgar os esforços que vocês deverão prover neste Módulo. Avaliação do conhecimento 1. A colecta e a análise sistemática de dados a fins decisionais são: a. a avaliação b.a medida c. a apreciação d. o teste 2. O processo pelo qual se avalia até que ponto uma pessoa ou um objecto possuem uma característica é: a. a avaliação b. a medida c. a apreciação d. o teste
  13. 13. 13   3. A análise de uma situação faz parte de que etapa do processo de avaliação? a. planificação b. processo c. produto 4. Os objectivos do controlo têm por finalidade transmitir: a. a prioridade relativa das necessidades b. os comportamentos julgados necessários para ter sucesso c. as atitudes que todo o estudante deveria ter d. a complexidade dos objectivos 5. Entre as habilidades seguintes, qual requer algumas faculdades físicas? a. a inteligência cognitiva b. a inteligência emocional c. as habilidades psicomotoras 6. Os objectivos mais distintos e mensuráveis são: a. a visão b. as metas c. os objectivos intermediários d. os objectivos específicos 7. Entre os elementos seguintes, qual deveria fazer parte dos objectivos pedagógicos? a. o comportamento
  14. 14. 14   b. a condição c. o critério d. todas estas respostas 8. A secção de um teste na qual os estudantes escrevem a resposta é: a. o teste padronizado b. a escolha múltipla c. o verdadeiro ou falso d. o emparelhamento 9. Os testes de produção têm como meta medir: a. as atitudes b. a inteligência geral c. o progresso ou o produto de uma actividade d. a personalidade 10. O teste de conhecimento mede: a. o potencial dos estudantes b. as características pessoais c. o domínio dos conhecimentos e das competências d. a perseverança e a paciência 11. A interpretação das notas de acordo com o modelo normativo faz-se em função: a. das notas dos outros estudantes do mesmo nível
  15. 15. 15   b. da dificuldade do exame c. de critérios previamente estabelecidos d. da aquisição do estudante 12. Entre os estudantes seguintes, qual não caracteriza PAS um bom teste? a. a validez b. a fiabilidade c. a representatividade d. a dificuldade 13. A validez do teste é: a. nenhuma variação de notas, pouco importa o revisor b. a descoberta das diferenças de conhecimentos dos estudantes c. o facto que um teste mede aquilo que deve medir d. a consistência do teste 14. Um teste frequentemente administrado, dando alguns resultados semelhantes é: a. válido b. seguro c. representativo d. descriminatório 15. O quadro de especificações tem por finalidade: a. assegurar a medida de todos os elementos a avaliar
  16. 16. 16   b. ajudar os estudantes a melhor compreenderem as instruções c. promover a segurança de um teste d. equilibrar as dificuldades do teste 16. Qual é o termo que designa o número pelo qual o seguimento dos sucessos de um estudante está seguro? a. a nota bruta b. a percentagem de exactidão c. o equivalente do nível escolar d. a nota padrão 17. Entre os elementos seguintes, que procedimento tem uma incidência sobre a fiabilidade de um teste? a. a administração b. a anotação c. a normalização d. as instruções e. nenhuma destas respostas 18. A validez, ligada ao conteúdo, é um tipo de validade de acordo com o qual: a. foi demonstrado que o teste previu eficazmente os critérios ou os indicadores de um conceito b. os artigos do teste são representativos das noções que o teste tem que cobrir c. é demonstrada a ligação entre os resultados e os traços teóricos preditos
  17. 17. 17   d. nenhuma destas respostas 19. Os dados de avaliação podem ser colectados pela: a. administração de instrumentos padronizados b. administração de instrumentos concebidos localmente c. observação d. todas as respostas são válidas 20. Entre os elementos seguintes, qual não é um dos objectivos dos testes? a. descrever o nível de desenvolvimento de um estudante de acordo com um domínio de avaliação b. identificar as forças e as fraquezas de um estudante de acordo com a disciplina c. assegurar o seguimento da progressão anual dos conhecimentos de base de um estudante. d. predizer o sucesso futuro de uma pessoa Respostas 1a 2b 3b 4c 5c 6d 7d
  18. 18. 18   8a 9c 10 d 11 a 12 d 13 c 14 b 15 a 16 c 17 e 18 b 19 d 20 d Pedagogia para os estudantes Como foi dito anteriormente, a finalidade da avaliação destes conhecimentos era de vos ajudar a apreender o vosso domínio do conteúdo deste Módulo. Se adquiriram mais de dez respostas boas, significa que já têm um bom domínio dos conceitos e dos princípios da avaliação e dos testes em pedagogia. Fazer as actividades deste Módulo ajudar-vos-á a melhorar os vossos conhecimentos e aptidões neste domínio. Se adquiriram de cinco a dez respostas boas, não terão muitas dificuldades para estudar este Módulo; mostram que têm uma boa idéia do que são os principais conceitos, mas deverão também dominar todos os detalhes. Se adquiriram menos de cinco respostas boas, deverão prover de tempos e esforços para dominar este Módulo, o que vos permitirá aumentar os vossos conhecimentos no domínio da avaliação e dos testes em pedagogia.
  19. 19. 19   X. Conceitos - Chave (glossário) A avaliação é a colecta e a análise sistemática de dados para fins decisionais. A medida é o processo pelo qual avalia-se até que ponto uma pessoa ou um objecto possui um traço específico, por exemplo, a qualidade, o caráter ou uma certa característica. Prévio diz respeito ao comportamento, conhecimento ou habilidades que os estudantes deveriam ter. Os objectivos são as declarações específicas daquilo que deve ser cumprido e da medida na qual deve ser realizada. Eles devem ser mensuráveis e quantificáveis. A avaliação das necessidades é o processo pelo qual as necessidades são identificadas e sua prioridade determinada. Os objectivos centrados nas competências têm por finalidade comunicar os comportamentos julgados necessários ao sucesso futuro dos estudantes, incitando-os a adotarem tais comportamentos durante os seus estudos. Os objectivos de domínio são os objectivos que se deveriam esperar de todos os alunos, independentemente das suas aptidões assim como das suas aquisições. A taxonomia dos objectivos de aprendizagem tem por finalidade classificar os objectivos de acordo com a sua complexidade presumida. As habilidades afectivas estão ligadas aos objectivos intangíveis nas quais a promoção e a medida são difíceis. São exemplos os sentimentos, as atitudes, os interesses e os valores. As habilidades psicomotoras necessitam das habilidades físicas tais como a coordenação muscular, as habilidades motoras, a manipulação dos objectos ou a coordenação neuromuscular. As metas são as declarações gerais contendo os resultados a longo prazo. Os objectivos intermediários são mais exactos que os objectivos gerais, mas não tão detalhados quanto os objectivos específicos. Os objectivos específicos têm traços nos resultados mais distintos. Um teste objectivo é um teste para o qual toda a subjectividade de correcção é eliminada.
  20. 20. 20  Um teste padronizado é um teste desenvolvido por especialistas de medida que dominam amatéria.Um teste concebido localmente é geralmente desenvolvido localmente pelo professor com umobjectivo preciso.A auto - avaliação é uma resposta individual oral ou escrita.A escala de anotação é um instrumento que compreende vários artigos que representam umagama inteira de categorias entre dois extremos.Os testes de conhecimentos são testes que medem o estatuto de um indivíduo de acordo com assuas aptidões em domínios de conhecimento ou de competências diversas.Os testes de carácter ou de personalidade são concebidos para avaliar características daspessoas assim como um certo número de qualidades.Os testes de aptidão medem o potencial de reactividade de uma pessoa em situações para asquais poderia ser confrontado.As normas de produção são os critérios a partir dos quais os resultados são comparados paraserem interpretados.A avaliação normativa é uma avaliação padronizada ou preparada localmente, que informa einterpreta as notas, comparando-as às outras notas obtidas para o mesmo teste.O teste criterial é um teste que informa e interpreta a nota de acordo com um padrão absoluto.A objectividade do teste tem a ver com o facto de que independentemente de quem seja orevisor, o resultado do teste permanece o mesmo.A descriminação é a medida pela qual num teste se detecta ou se medem as pequenas variaçõesde produção.A representatividade é a medida através da qual um teste reflecte os objectivos principais daaula.A validez consiste no facto de que um teste mede aquilo que deve medir.A validez do conteúdo é a medida na qual os artigos de um teste correspondem à extensão dosartigos que um teste normalmente deveria cobrir.A validez criterial é a medida na qual um teste consegue efectivamente predizer algumscritérios ou a indicar uma construção.
  21. 21. 21  A validez combinada é conhecida quando a medida dos critérios tem lugar ao mesmo tempoque a obtenção das notas.A validez predictiva é conhecida quando a medida dos critérios tem lugar após o teste.A validez conceitual é a medida na qual um teste demonstra uma ligação entre os resultdosobtidos no teste e a característica teórica predita.A fiabilidade é a coerência das medidas. Um teste é considerado fiável quando os mesmosresultados são adquiridos de maneira repetida.Um quadro de especificações é essencialmente um projecto de teste cuja meta é assegurar quetodos os resultados visados, e somente os resultados visados, são avaliados e que o testecontenha um número consequente de perguntas para cada artigo avaliado.A validação do teste é o processo pelo qual um teste é administrado e revisto até à obtenção deum nível de validez e fidelidade aceitável.Uma nota bruta é o número de boas respostas adquiridas por um estudante (supondo que cadapergunta vale um ponto).A percentagem de exactidão é adquirida pela divisão da nota bruta pelo número total deperguntas e este resultado é multiplicado por 100.O equivalente do nível escolar é o número pelo qual o seguimento dos sucessos de umestudante está assegurado.O grau percentual é a percentagem de alunos de um grupo preciso que obteve uma nota inferioràquela do estudante.XI. Leituras obrigatóriasLeitura #1Título: Educação designada para Projectos de EducaçãoReferência completa: wateroutreach.uwex.edu/use/documents/NOAAEvalmanual-FINAL.pdfResumo A leitura deste texto cobre os princípios fundamentais da avaliação, apresenta análises variadassobre uma panóplia de tópicos: tipos de avaliação, maneiras para colectar as informações,utilização de um avaliador no exterior e considerações morais ligadas à colecta de dados dos
  22. 22. 22  participantes no programa. Estas informações visam responder as perguntas relativas à avaliaçãodo projecto e fornecer alguns conselhos aquando da utilização da avaliação como ferramentapara a melhoria do projecto.JustificaçãoPor muito tempo, os esforços e os recursos são consagrados para o desenvolvimento e para acolocação de projectos pedagógicos. Evidentemente, a meta é de conceber projectos eficientesque possam servir de modelos de excelência. Pouco importa se o projecto é uma marcha de umahora para ver as espécies em vias de desaparecimento, um festival do dia da família, aobservação dos recursos marinhos ou um fórum comunitário; o fim, que é de fornecer asexperiências pedagógicas de qualidade, não muda. A finalidade desta leitura é de ajudar osprofessores, os administradores, os gestores do projecto e os dirigentes do amanhã acompreenderem o processo de avaliação dos projectos para melhorar a sua eficácia e suaincidência positiva.Leitura #2Título: A Taxonomia de Bloom nos Objectivos EducacionaisReferência completa: www.humboldt.edu/~tha1/bloomtax.htmlResumoA obra apresenta ao leitor a taxonomia dos objectivos educacionais de Bloom. Cada um dos trêsdomínios – cognitivo, emocional e psicomotor - é explicado e são fornecidas as subcategorias decada um e são também providas categorias de cada. Além disso, o leitor terá as listas de verbosque o ajudarão a estabelecer alguns objectivos adequados para cada categoria.JustificaçãoNeste Módulo, este documento favorecerá a compreensão do estudante dos três domínios dataxonomia de Bloom. Os verbos fornecidos ajudá-lo-ão a estabelecer os objectivos apropriadospara cada categoria.Leitura #3Título: Taxonomia de Objectivos EducacionaisReferência completa: www.humboldt.edu/~tha1/bloomtax.html
  23. 23. 23  ResumoEste artigo fornece um exemplo de cada taxonomia dos objectivos pedagógicos de Bloom aoestudante. De maneira mais detalhada, os exemplos facilitam a compreensão dos conceitos.JustificaçãoOs exemplos acompanham a taxonomia e ajudarão a estabelecer os objectivos eficientes e apreparar as questões ou actividades para medir o alcance desses objectivos.Leitura #4Título: Escrevendo Objectivos InstrucionaisReferência completa: www.naacls.org/docs/announcement/writing - objetivo. pdfResumoNo princípio, o artigo sublinha as diferenças dos objectivos pedagógicos, das descrições de aulas.Em seguida, ele fornece um guia facilitando o estabelecimento dos objectivos pedagógicos. Asregras deste artigo estão também ligadas aos domínios do Bloom.JustificaçãoEste artigo incide sobre os objectivos pedagógicos, que constituem importantes pontos de partidapara a avaliação do aluno. Os futuros professores e os outros estudantes deste Módulo serãocapazes de identificar os objectivos específicos quantificáveis predominantes, ou seja, que têmlugar em todos os domínios de aprendizagem.Leitura #5Título: Os fundamentos dos Objectivos Instrucionais Referência completa: ed.fullerton.edu/SecEd/Credential_Prog/EDSC_440S_Ma-terials/Instructional_Objectives.pptResumoEste artigo explica a natureza dos objectivos pedagógicos e seus fins em ensino e em avaliação.Além disso, este documento distingue os quatro principais elementos dos objectivospedagógicos, a saber: o público, o comportamento, as condições e a formação. Este artigo
  24. 24. 24  fornece também alguns exemplos de objectivos quantificáveis. No fim deste, algumas distinçõessão feitas entre os diferentes tipos de objectivos (resultado contra o processo, aluno contra osprofessores e geral contra o específico).JustificaçãoEste artigo apresenta ao estudante um resumo dos objectivos pedagógicos e de seus elementos.Este artigo permitir-vos-á identificar os elementos dos objectivos pedagógicos e verificar se osobjectivos determinados se conformam a esta norma. Leitura #6Título: O caso contra os testes padronizadosReferência completa: www.alfiekohn.org/books/tcast.htmResumoEste artigo critica os testes padronizados expondo as principais fraquezas constatadas nas obrassobre este tema. A que ponto as anotações dos testes são válidas para predizer as notas? Elas sãoválidas ou não para predizer o cumprimento actual? Os testes têm um pré-julgamentodesfavorável em relação à sociedade? Este artigo passa em revista as obras críticas e exaustivasconsagradas aos assuntos dos testes padronizados para tentar responder a estas questões.JustificaçãoEste artigo permitirá ao estudante ver o lado negativo dos testes padronizados. As fraquezasexpostas neste artigo manifestar-se-ão concretamente em prática quando o estudante forconfrontado com esta escolha difícil: testes padronizados ou testes concebidos localmente?Leitura #7Título: Desenvolvendo um quadro de EspecificaçõesReferência completa:academicaffairs.cmich.edu/caa/assessment/posters/TableofS-pecifications.pdfResumoNeste artigo são apresentados e explicados os aspectos comuns do quadro de especificações.Uma atenção particular é dada à validez do conteúdo e do processo. Encontram-se também os
  25. 25. 25  modelos de quadros de especificações no anexo deste artigo. Estes quadros estão representadosem vários domínios dos programas educativos do ensino secundário.JustificaçãoO quadro de especificações é uma ferramenta importante que permite o professor elaborar osexames que melhor representam os conteúdos e os objectivos que são supostos a seremavaliados. A finalidade deste artigo é facilitar a elaboração pelos estudantes de quadros deespecificações para os exames na turma.Leitura #8Título: Construção de testes: Algumas idéias práticasReferência completa: www.utexas.edu/academic/cte/sourcebook/tests.pdfResumoEste artigo apresenta algumas idéias práticas e úteis na elaboração de testes e na construção deartigos que avaliam aquilo que é suposto ser avaliado da melhor maneira possível. No geral, há12 directivas que abordam sobre o processo de concepção de testes; de conceitos como os planosdetalhados de testes e de outros tipos de questões; e uma análise e abordagem de elementos commais profundidade.JustificaçãoEste artigo visa fornecer ao estudante um resumo sobre a maneira de elaborar os testes actuais.Leitura #9Título: Improving Essay testsReferência completa: www.theideacenter.org/sites/default/files/Idea_Paper_ 17.pdfResumoEste artigo, que destaca a elaboração de teste, dá uma visão geral de conjunto deste tipo de teste.Ele começa por descrever o teste e, em seguida, fornece um panorama de forças e das fraquezasdesses testes. Este texto apresenta também algumas recomendações sobre o momento apropriado
  26. 26. 26  de utilizacão destes testes e a maneira de elaboará-los. No fim deste artigo, é abordado oprocesso de anotação dos testes.JustificaçãoEste artigo ajudará os estudantes a ter uma idéia sobre a maneira de conceber questões adequadaspara as respostas dos testes elaborados na turma. O estudante terá também um resumo dasprincipais fraquezas que travam a eficiência dos testes de questões abertas, que são asferramentas pedagógicas.Leitura #10Título: Perguntas de Teste de Objectivos artificiosas: Um Seminário IntrodutórioReferência completa: http://www.caacentre.ac.uk/dldocs/otghdout.pdfResumoEste artigo apresenta os diferentes tipos de questões para os testes objectivos e o modo de osconstruir. O tipo de questões abordadas compreendem as questões de escolha múltipla (QEM), asde "verdadeiro ou falso", a razão da afirmação, as questões a respostas múltiplas (QRM) e asquestões de emparelhamento.JustificaçãoEsta ligação ajudará os estudantes a ter uma idéia geral dos diferentes tipos de perguntas para ostestes objectivos. Em cada categoria, são apresentados alguns exemplos para facilitar a tarefa nahora da elaboração de questões deste género.Leitura #11Título: Como preparar melhor um artigo de testes de escolha múltipla: diretrizes para aFaculdade UniversitáriaReferência completa: http://testing.byu.edu/info/handbooks/betteritems. pdfResumoEsta brochura é consagrada inteiramente às questões de escolha múltipla que são o tipo deperguntas de teste sobre os objectivos mais importantes. Ela trata da estrutura das QEM, das
  27. 27. 27  vantagens e fraquezas; dos momentos apropriados para os utilizar e dos diferentes tipos de QEM.O artigo explica como as QEM podem ser empregadas para avaliar as competências de nívelmais alto. No final desta brochura, encontram-se alguns conselhos para a elaboração deste tipode questões de teste.JustificaçãoDepois de ter estudado exaustivamente esta brochura e posto em prática o que havia no interior,o estudante deverá ser capaz de distinguir os objectivos pedagógicos que são avaliados o maispertinentemente pelas QEM; de avaliar as QEM, usando os critérios aceites actualmente esublinhando os defeitos das QEM; e recomendar os modos para os melhorar. Acima de tudo, oestudante deverá ser capaz de construir correctamente e por escrito as QEM que avaliam algunsobjectivos específicos.Leitura #12Título: Melhores Práticas em Matemática: usando os resultados dos testes para informar asinstruções e melhorar as realizações do estudanteReferência completa:http://www.ctb.com/media/articles/pdfs/resources/ctb_best_practice_in_math.pdfResumoEste artigo examina as diferentes maneiras de como os professores podem usar os resultados dostestes para dar algumas instruções e melhorar a produção escolar. Um certo número de conselhossão dados ao professor que deseja usar os resultados dos testes. Há também um exemplo deboletim.JustificaçãoEste artigo fornecerá aos professores algumas pistas quando estes pensarem em usar osresultados dos testes. Deste modo, dir-se-á que a sua pedagogia está ligada às necessidades e asfraquezas dos alunos. Leitura #13 Título: Estatísticas DescritivasReferência completa: http://www.sagepub.com/upm-data/9881_040143ch02.pdf
  28. 28. 28  ResumoEste artigo apresenta os conceitos subjacentes às estatísticas descritivas dando alguns exemploscomplexos tirados das ciências sociais. Encontram-se alguns tipos de dados, algumas estatísticasdescritivas visuais assim como algumas estatísticas descritivas numéricas.JustificaçãoDepois desta leitura, os estudantes terão uma melhor compreensão das estatísticas descritivas eestarão em condições de utilizar estes conceitos para os seus testes quotidianos.XII. Actividades de aprendizagemActividades de aprendizagem #1AVALIAÇÃO PEDAGÓGICAResumoA primeira actividade deste Módulo visa a aquisição pelo aluno de uma compreensão elementarda avaliação pedagógica e do exame. Será abordada a terminologia de base relativa ao tópico.Além disso, serão tomados em consideração alguns tipos de avaliação serão. A actividade deaprendizagem também cobrirá as diferentes fases da avaliação: a preparação e a finalização doprocesso. As leituras e os exercícios integrados a esta actividade de aprendizagem deverãopermitir ao estudante alcançar os objectivos estabelecidos para as unidades correspondentes aoMódulo.Lista de conceitos-chaveA avaliação é a colecção e a análise sistemática de dados para fins decisionais.A medida é o processo pelo qual avalia-se até que ponto uma pessoa ou um objecto possui umacaracterística específica; por exemplo, a qualidade, o caráter ou uma outra característica.Prévio diz respeito ao comportamento, conhecimento ou inteligência que os estudantes deveriamter.CONTEÚDOAvaliação e medida
  29. 29. 29  A avaliação é uma parte integrante de todos os sistemas de educação em todas as fases. Elapermite aos educadores, aos professores, aos administradores, aos dirigentes e a comunidade dese ter uma idéia do que falta e do que é acessível. A avaliação pode ser definida de duasmaneiras, dependendo daquilo que se pretende adquirir no final do exercício.Trata-se da colecta e análise sistemática de dados para determinar se os objectivos foramalcançados e em que medida foram ou estão em vias de serem alcançados.A avaliação é a colecção e a análise sistemática de dados a fim de tomar decisões.A primeira parte destas definições (colecta e análise sistemática de dados) é comum a duasdefinições formuladas acima. Porém, as principais diferenças entre estas definições dizemrespeito à questão de incluir ou não as decisões ou os julgamentos como parte integrante daavaliação. A segunda definição parece ser mais inclusiva e não exclui as actividades implicadasna primeira definição.Na maioria dos casos, a avaliação quer responder às questões que requerem um nível deavaliação. Questões como:a) O programa especial vale a pena por aquilo que ele custa?b) O novo programa de estudos em leitura de verificação é melhor do que o precedente?c) O Sr. Ahmed deveria ser colocado num programa para os talentosos?Necessita a colecta e a análise de dados e a interpretação destes dados no que diz respeito a umcritério ou mais. Quanto mais os critérios são objectivos, mais eles são eficientes, porque háinevitavelmente uma parte de subjectividade, sendo dado que as pessoas tomam a decisãoconcludente. Para dar algumas respostas às perguntas precedentes, a avaliação não consistesomente em determinar se alguma coisa é " boa " ou " má ". A função ou a meta da avaliação éde:- determinar a posição actual do objecto da avaliação;- comparar o estatuto com um conjunto de normas ou de critérios;- efectuar uma escolha a fim de tomar uma decisão.No final do processo, pode acontecer que haja só duas escolhas ou uma combinação deactividades e de programas complexos concebidos como intervenção para a situação presente.Em geral, o processo de avaliação inclui a determinação dos tipos de dados que devem sercolectados, a determinação das pessoas, dos grupos que constituem a amostra, a colecta, a análisea interpretação dos dados e a tomada de decisão.
  30. 30. 30  É crucial que as decisões sejam baseadas num procedimento válido, porque embora todas asdecisões não se revistem da mesma importância, cada uma tem uma incidência directa ouindirecta nos alunos. Quanto mais uma consequência é importante, mais a decisão seráimportante. Porém, cada decisão pedagógica deveria ser tomada logicamente e objectivamente, edeveria basear se nos dados mais pertinentes, na medida do possível.Os dados colectados durante o processo de avaliação são também bons quanto às medidas sobreos quais são fundadas. A medida é o processo pelo qual avalia-se até que ponto uma pessoa ouum objecto possui uma característica específica, por exemplo, a qualidade, o caráter ou umacaracterística.As medidas permitem uma descrição mais objectiva no que concerne às características decarácter e facilitam as comparações. Assim, em vez de dizer que Kimani está magro para a suaidade e seu tamanho, nós podemos dizer que Kimani tem 16 anos, mede 5 pés e 8 polegadas e sópesa 85 quilos. Também, ao invés dizer que Kimani é mais inteligente que Juma, nós podemosdizer que Kimani possui um Q.I. de 125 e que o Q.I. de Juma é de 88. Em cada caso, o uso dosnúmeros é mais preciso, mais objectivo e menos sujeita a interpretação que as descrições verbaisque significam a mesma coisa.A quantificação de todas as características de interesse é possível? Para os profissionais, hádivergência de opiniões nesta pergunta. Nós realmente podemos quantificar um pouco dequalidades indefiníveis como a empatia, a avaliação, o incentivo ou os interesses? Nós podemosrealmente quantificar os valores e as atitudes? A resposta é " sim ", mas é difícil. Os defensoresdesta posição usam o argumento seguinte: se alguma coisa existe, ela existe em quantidades; seela existe em quantidade, ela pode ser medido. Se nós aceitamos esta lógica, aos olhos doseducadores, toda a característica de interesse pode ser quantificada. Assim, o fim da medidapsicopedagógica é de saber em que medida uma pessoa ou uma entidade possui " algo ".Admitir que, teoricamente, todas as coisas podem ser medidas e medir todas estas coisas são doisprocessos completamente diferentes. Em educação, é difícil ter medidas válidas. O principalproblema é que, à excepção da medida das características físicas como o tamanho e o peso, todaa medida é indirecta; não há critérios ou escalas para medir algumas características como ainteligência, o sucesso ou a atitude. A avaliação destas características deve necessariamentebasear-se sobre a dedução. Além disso, o problema é agravado pela falta de instrumentos bemválidos. Em alguns domínios, o problema é menos sério que em outros.Os termos "medida" não rimam com a administração de testes na sala. Os dados podem sercolectados pela observação, pela análise e pela avaliação de um produto. Em alguns casos, já setem acesso aos dados necessários e estes podem se encontrar nos arquivos. Contudo, talvez játenha acesso aos dados exigidos e estes possam estar em arquivos. Porém, em muitas ocasiões,
  31. 31. 31  exigem-se algumas combinações de testes padronizados ou de testes autoconcedidos, ou dosdois.Tipos de avaliaçãoQuando nós fazemos referência aos tipos de avaliação, nós fazemos alusão aos diferentesprocessos, produtos e às pessoas que podem ser avaliadas, notavelmente os alunos, os programaseducativos, as escolas, os sistemas escolares, as populações numerosas, os programas ou osprojectos especiais e o pessoal. Quando nós falamos dos tipos diferentes de avaliação, nãosignifica que haja vários processos de avaliação diferentes. Basicamente, o processo de avaliaçãopermanece o mesmo, pouco importa o que faz o objecto da avaliação. O que difere é o que éavaliado, como o processo de avaliação é aplicado e o tipo de decisões efectuadas. Os diferentestipos de dados colectados variarão de acordo com o que é avaliado; vários critérios se aplicarãoaos diferentes dados e diferentes tipos de decisões serão efectuados. Mas, basicamente, oprocesso de avaliação permanece o mesmo assim como os conceitos e princípios gerais demedida e de avaliação em vigor.a) Avaliação do alunoO sucesso é uma das variáveis que constituem o objecto de avaliação do aluno; as outrasvariáveis importantes compreendem a aptidão, a inteligência, a personalidade, as atitudes e osinteresses. Para avaliar o sucesso, são usados como dados os testes padronizados e concebidospelo professor; os projectos, o procedimento e as apresentações orais avaliados; e a observaçãoformal e informal efectuada. Um professor serve-se de dados ligados à produção do aluno não sópara avaliar o progresso realizado pelo aluno, mas também para avaliar a sua própria pedagogia.Em outras palavras, o processo de avaliação dos alunos dá a retroação para a avaliação doprofessor.A retroação sobre o progresso actual do aluno pode também guiar o professor com vista àsactividades pedagógicas ulteriores. Todos os modos de decisões efectuados tem um impactodirecto sobre o aluno e todas estas decisões não são tomadas pelo professor. Este escolhe: - Se o aluno atingiu os seus objectivos, ou em que medida atingiu esses objectivos, eprevê um ensino correctivo adequado se for necessário; - Se o aluno desenvolve um potencial; - As expectativas de um aluno ou de um grupo de alunos em particular; - Se a criança tem necessidades particulares que não podem ser satisfeitas na sala ordinária e pode recomendar que a criança seja colocada num ambiente adaptado.
  32. 32. 32  Outras tantas decisões são tomadas que tendo características ligadas aos alunos, não relevam oprofessor e este só pode distribuir algumas recomendações. Estas decisões compreendem: - O lugar da criança num programa particular; - A admissão de um aluno em turmas superiores; - A colocação de alunos e sua admissão em outros estabelecimentos escolares.b) Avaliação do programa educativoA avaliação do programa educacional inclui a avaliação de todo o programa ou materialpedagógico e de factores como as estratégias de ensino, os manuais, o material audiovisual e adisposição física e organizacional. A avaliação do programa do ensino pode tambémcompreender a avaliação de um programa completo ou aquele de um pequeno aspecto de umprograma educativo completo, como para um filme. Embora os programas contidos fassam oobjecto de uma avaliação, a avaliação do programa do ensino está geralmente ligada à inovação,uma aproximação nova ou diferente; a aproximação pode ser geral ou específico a umdeterminado domínio.A avaliação do programa de estudos implica geralmente alguns critérios internos e externos, edas comparações. A avaliação interna vê se o novo processo ou o produto cumpre os objectivosexpostos; em outras palavras, ela verifica se faz aquilo que se pretende fazer e também avalia osobjectivos. A avaliação externa vê se o processo ou o produto faz algo a mais que outrosprocessos ou produtos particulares.Além do sucesso do aluno, há um certo número de outros factores que deveriam ser tomados emconsideração no momento da avaliação do programa educativo. Os dois factores maisimportantes são a atitude e o custo. A pesquisa provou que há uma relação proporcional entre aatitude do professor em relação ao programa de ensino e sua última eficiência.O problema principal ligado à avaliação do programa é que é muito difícil de compararequitativamente a eficiência de um programa ou de uma aproximação com outros programas ouaproximações. Mesmo que dois programas tratam da mesma disciplina, eles podem possuir osobjectivos muito diferentes, e encontrar um teste ou outras medidas que têm a mesma exactidãoou validez não é uma tarefa fácil. Se um programa de estudos deve ser comparado a um outro, osobjectivos de cada um devem ser examinados atentamente: se não se pode encontrar nenhumamedida que se aplique adequadamente aos dois programas, então é necessário conceber umanova.
  33. 33. 33  c) Avaliação da escolaA avaliação de uma escola tem em conta a avaliação da totalidade de seu programa de educaçãoe inclui a colecta de dados em todos os aspectos do funcionamento da escola. A meta daavaliação da escola é determinar em que medida os objectivos são alcançados e registar ospontos fortes e fracos do programa ao todo. As informações colectadas dos programaspedagógicos fornecem a retroacção que guia as actividades próximas da escola e isso motivaalgumas decisões relativas à distribuição de recursos.Um aspecto principal da avaliação da escola é o programa de testes para a escola; quanto mais oprograma de testes é completo, mais os dados colectados deste programa são preciosos. Umprograma de testes para a escola deveria incluir a medida do sucesso, da aptidão, dapersonalidade e do interesse. Os testes escolhidos para uma escola têm que concordar com osobjectivos da escola e devem ser adequados para os alunos que os suportarão.Em geral, a avaliação da escola compreende mais que a administração de testes para o élèves;ela pode necessitar dos questionários, das entrevistas e das observações seguindo de dadoscolectados por todas as pessoas dentro da comunidade escolar, inclusive os membros dadirecção, os professores e os conselheiros.d) Avaliação de populações numerosasA avaliação de populações numerosas inclui a avaliação da posição presente e o progressoeducativo de um número grande de alunos, geralmente distribuídos numa grande regiãogeográfica. Os programas de avaliação que cobrem um Estado inteiro são geralmente fundadosna idéia de que o sistema de ensino do Estado é responsável pela realização de algumascompetências fundamentais exigidas ao aluno para funcionar eficazmente na nossa sociedade, ena idéia de que os programas concebidos para encorajar a realização destas competênciasdeveriam ser eficientes e económicos, na medida do possível. Uma das principais metas daavaliação do Estado é de difundir as informações aos dirigentes do Estado e as regiões sobre ocarácter adequado dos programas educacionais de base. A avaliação que geralmente cobre umEstado inteiro inclui a avaliação de um número mínimo de objectivos educacionais e objectivosopcionais que usam os testes criteriais e normativos.e) Avaliação de projectos e programas particularesOs projectos e os programas particulares comportam todos os esforços combinados que, naverdade, não fazem parte dos programas de educação ordinários. Geralmente, eles são modernose a duração de sua existência varia de acordo com o seu sucesso. Que seja exigido ou não, apropriedade de uma avaliação é de um interesse primordial para um projecto ou um programadesde que ela constitua a única maneira válida para verificar a sua eficiência.
  34. 34. 34  f) Avaliação do pessoalA avaliação do pessoal inclui a avaliação de toda a pessoa responsável, directa ouindirectamente, dos resultados pedagógicos: professores, administradores, conselheiros, etc.Verificou-se que este sector de avaliação é muito complicado; Com efeito, é difícil determinar oscomportamentos que devem ser avaliados. A melhor solução para o problema da avaliação dopessoal é de colectar numerosos dados justos provenientes de fontes muito diversificados, atéonde possível.Fases da avaliaçãoA avaliação é um processo ininterrupto. Mas ao contrário do que a maioria das pessoas pensa,aquilo que é efectuado não tem sido o que no fim é avaliado. A avaliação deveria ser planificadaantes da propagação de todo o esforço e deveria fazer parte da actividade desde o princípio até aofim. Geralmente, há uma série de fins temporários num ciclo contínuo. Por exemplo, para aavaliação do aluno, nós começamos por um conjunto de objectivos pedagógicos. Em seguida,nós avaliamos a produção, que é um fim temporário no ciclo educacional. Em função dosresultados, nós reavaliamos os nossos objectivos e as nossas estratégias e depois prosseguimos.Assim, o processo é cíclico e a retroacção, obtida num ciclo, guia o próximo ciclo. Além dosresultados, nós avaliamos outros aspectos; cada fase do processo é submetida à avaliação ecomeça com os objectivos.O processo de avaliação inclui a tomada de decisão. Todo o esforço educacional requer umconjunto de decisões que devem ser efectuadas - decisões sobre os objectivos, as estratégias, asmedidas, etc. Estas decisões diversas podem ser classificadas de acordo com o momento ondeelas forem tomadas, quer dizer, a etapa da actividade do estudo. Assim, cada etapa da avaliaçãoinclui os modos diferentes de decisões. Logicamente, nós podemos distinguir três etapas: a etapada planificação, do processo e do produto.A etapa da planificaçãoEsta primeira fase da avaliação acontece antes e requer a tomada de decisões sobre o plano deacção que será adoptada e de suas metas. A fase da programação põe em questão um certonúmero de processos que são examinados abaixo.a) Análise de situação
  35. 35. 35  Analisar a situação como ela é presentemente, constitui a primeira iniciativa para estabelecer osparâmetros do esforço. Esta iniciativa compreende algumas actividades como a colecta deinformações gerais e a avaliação de constrangimentos actuais. Por conseguinte, o professor podeser chamado a examinar os arquivos de seus alunos para ter um quadro de referência fundadosobre as suas habilidades e seus antecedentes. Uma vez os parâmetros estabelecidos, podem-sedefinir as metas e os objectivos realísticos.b) Especificação dos objectivosAs metas são as declarações dos objectivos, ou os resultados desejados, e não são directamentequantificáveis. Cada objectivo deve ser dividido num objectivo específico ou mais, e estesobjectivos serão mensuráveis. Assim, os objectivos são as declarações específicas concernenteao que deveria ser realizado e a boa maneira para se conseguir chegar lá e são expressados emresultados mensuráveis e quantificáveis. Os objectivos podem ser centrados no processo ou noproduto. Os objectivos de processo descrevem os resultados desejados durante a propagação doesforço e eles estão ligados ao desenvolvimento e a realização. Por seu lado, os objectivosligados ao produto descrevem os resultados esperados seguidos de esforço.Os objectivos guiam todas as actividades ulteriores e o alcance dos objectivos é avaliada emúltimo lugar. Os objectivos de ensino ou do programa, constituem as bases de todas asactividades de avaliação subsequente e, por consequente, é essencial que eles sejam avaliados deacordo com a pertinência, o caráter mensurável, o conteúdo e a precisão técnica.c) Especificação do prévioOs objectivos requerem um procedimento único com respeito à avaliação do aluno. Na maioriados casos, características de um conjunto dado dos objectivos pedagógicos são baseados na idéiasegundo a qual os alunos adquiriram antes algumas competências e conhecimentos. Se esta idéiaé falsa, os objectivos são inadequados. Os comportamentos anticipados são chamados oscomportamentos prévios ou de entrada. Este comportamento prévio deve ser especificado emedido, porque a pedagogia e a avaliação sistemática o exigem. A avaliação doscomportamentos de entrada é especialmente importante no princípio de toda a unidade deinstrução. Para conseguir o prévio você deve se fazer a seguinte questão : O que é que todos osalunos têm de saber ou estar em medida de cumprir antes do ensino afim de aproveitar deste e dealcançar todo o objectivo?d) Escolha e elaboração dos instrumentos de medida
  36. 36. 36  A colecta de dados para determinar o grau de alcance dos objectivos exige a administração deum instrumento ou mais. Estes instrumentos devem ser concebidos ou escolhidos. A escolha dosinstrumentos implica um estudo desses que são acessíveis e a escolha de melhor. Neste caso,melhor quer dizer aquele que é mais satisfatório para os vossos objectivos e vossos usuários. Aclarificação de um bom instrumento pode levar muito tempo, esforços, e requer algumascompetências particulares. Para se fazer isso, uma formação em avaliação é necessária.e) Apresentação das estratégiasNormalmente, as estratégias são as aproximações que encorajam o alcance de um objectivo oumais. Pode haver algumas estratégias para a pedagogia, os programas educacionais e osprogramas. Cada estratégia comporta um certo número de actividades específicas, e geralmente,pode-se escolher entre uma série de estratégias. A utilização destas estratégias deve serplanificado para fazer de forma que os recursos necessários sejam acessíveis. As estratégias quedevem ser o fruto de uma reflexão séria antes da apresentação da avaliação compreendem aanálise das tarefas, a revisão dos conceitos, a sequência e o uso da retroacção e da prática.f) Preparação de um calendário geralA preparação de um calendário geral realístico é importante para todo o tipo de avaliação; rarassão as vezes onde nós temos tanto tempo que nós queremos para conduzir a nossa avaliação. Narealidade, um calendário geral compreende uma lista das principais actividades do esforço deavaliação proposta, do tempo correspondente para cada princípio previsto e do tempo deexecução para cada actividade. Você deveria prever o tempo suficiente; do modo que pudesserespeitar o seu prazo final no caso de contratempo.Fase do processoA fase do processo necessita das decisões tomadas de acordo com eventos que se produzemdurante a colocação actual da pedagogia, do programa ou do projecto previsto. O primeiro passona fase do processo é a administração de pretestes, se estes são apropriados. As decisões, que sãofundadas nos resultados do prétestes, podem ser tomados relactivamente à consideração daexactidão objectiva determinada. Depois do teste inicial, as estratégias e as actividades previstassão realizados na sequência pre-estabelecida. Os dados colectados a esta fase permitem deverificar os objectos, se tudo se desenrola como previsto e se as estratégias e as actividades sãoeficientes. As metas fundamentais desta fase são de ver se o esforço desdobrado assim foiconsiderado, de determinar o grau de alcance dos objectivos do processo e de achar os modosque trazem algumas melhorias. A fase do processo é designada sob o nome de avaliaçãoformativa.
  37. 37. 37  Fase do produtoA fase do produto necessita de decisões tomadas no fim ou provavelmente no final de um ciclode pedagogia, um programa ou um projecto. As decisões tomadas durante a fase do produto sãofundadas sobre os resultados dos postestos e em outros tipos cumulativos de dados. A metaprincipal desta fase de produto é de colectar alguns dados a fim de tomar algumas decisões naeficiência geral da pedagogia, de um programa ou de um projecto. Durante esta fase, determina-se se os objectivos relacionados com produto foram alcançados e se sim, em que medid foramalcançados. Depois da análise e a interpretação de dados, há a preparação de um relatório quedescreve os objectivos, o procedimento e os resultados do esforço. Os resultados da fase doproduto da avaliação são pelo menos empregados de dois modos principais: i.Eles fornecem a retroação e servem de referência a todos aqueles que participaram no esforço ii.Eles fornecem a retroação aos dirigentes no exterior, como os pais, os directores, os membros do conselho escolar e as ajudas públicas.Os resultados da etapa do produto devem ser interpretados com prudência. Por exemplo, o não-respeito dos objectivos não é necessariamente desastroso; o grau de alcance deve serconsiderado. A fase do produto da avaliação é chamada avaliação somativa.Avaliação formativaAtividade 1Depois de ter lido a nota acima sobre os diferentes tipos de avaliação, preencha o quadro abaixoTipo de Principais Principais tipos de Qual é o tipo de avaliaçãoavaliação variáveis de decisões importante para a educação? medidaAlunoProgramaeducacionalEscolaPopulaçãonumerosa
  38. 38. 38  ProgramasespeciaisPessoalActividade 2Mencione cinco problemas ligados à avaliação final.1 _________________________________________________2 _________________________________________________3 _________________________________________________4 _________________________________________________5 __________________________________________________Actividade 3Preencha o quadro abaixo.Etapa da avaliação Exemplos de decisões Actividades particularesPlanificaçãoProcessoProdutoAvaliação - Estudo de casoEscolha uma das escolas de sua região e entreviste o diretor ou a directora da escola ou alguémresponsável pelos exames da escola em relação aos procedimentos a seguir na hora dos exames.As perguntas seguintes servirão de guia.
  39. 39. 39  1. O que significa uma avaliação para esta escola? O que é que a motiva?2. Que tipos de avaliação são utilizadas nesta escola? Por que é utilizada?3. Como é que a escola realiza e planifica a avaliação do aluno? Qual é o passo a seguir paracada fase? Como é que os resultados são utilizados? Quem tem acesso aos resultados daavaliação e como eles são utilizados?Avaliação dos projectos pedagógicosA avaliação dos projectos pedagógicos faz parte integrante do processo da revista e da avaliaçãodos sistemas de educação.A leitura obrigatória para o estudo #1 (Avaliação designada para os projectos da avaliação) e aredacção de um teste na avaliação dos projectos do ensino. 1. O que é uma avaliação de projectos? 2. Porque é que uma avaliação de projectos é importante na educação? 3. Quais são as fases a seguir numa avaliação de projectos? 4. Quais são os diferentes tipos de avaliação de projectos? 5. Quais são os diferentes instrumentos para colectar os dados usados na avaliação de projectos?O vosso teste deveria ser redigida e ter entre 1000 e 2000 palavras.Assegurem-se de ter usado as vossas próprias palavras no resumo.Actividade de aprendizagem #2CARACTERÍSTICA DOS OBJECTIVOSResumoOs objectivos encontram-se no centro das actividades da avaliação em educação e guiam oprocesso da educação. Eles nos ajudam a determinar aquilo que é necessário medir e como faze-lo. Eles mostram se o processo de educação foi um sucesso, e o que pode ser feito de forma queele seja um sucesso. Nesta actividade, os estudantes serão capazes de conhecer os objectivos e
  40. 40. 40  sua importância na educação. Além disso, eles dominarão os tipos de objectivos educationais eseus elementos. A taxonomia dos objectivos pedagógicos de Bloom será abordada e servirá deguia para verificar se os objectivos que nós fixamos e medimos foram bastante exaustivos paraincluir todos os aspectos da educação.Lista de conceitos - chaveOs objectivos são as declarações específicas daquilo que deve ser realizado e da medida na qualdeve ser realizado. Eles devem ser mensuráveis e quantificáveis.A avaliação das necessidades é o processo pelo qual as necessidades são identificadas e suaprioridade determinada.Os objectivos centrados nas competências têm por meta comunicar os comportamentosjulgados necessários ao sucesso futuro dos estudantes incitando-os a adotarem durante os seusestudos.Os objectivos de domínio são os objectivos que deveriam atingir todos os alunos, pouco importaas suas aptidões e suas aquisições.A taxinomia dos objectivos de aprendizagem tem por meta classificar os objectivos de acordocom a complexidade presumida.As habilidades afectivas estão ligadas aos objectivos intangíveis do qual a promoção e a medidasão difíceis; por exemplo os sentimentos, as atitudes, os interesses e os valores.As habilidades psicomotoras requerem as habilidades físicas, do quais a coordenação muscular,as habilidades motoras, a manipulação de objectos ou a coordenação neuromuscular.Metas: as metas são as declarações gerais contendo resultados a longo prazo.Os objectivos intermediários são os mais precisos que os objectivos gerais, mas não tãodetalhados quanto aos objectivos específicos.Os objectivos específicos fazem referência aos resultados mais distintos.ConteúdoA natureza dos objectivos
  41. 41. 41  Os objectivos são as declarações específicas daquilo que deve ser cumprido e da medida na qualdeve ser realizado. Eles devem ser mensuráveis e quantificáveis. Eles são relizados antes dodesdobramento de um esforço e podem ser o objecto de um exame técnico e aprofundado. Umobjectivo pedagógico é uma meta expressada por uma declaração que descreve uma mudançaproposta ao estudante - uma declaração que explicaria aquilo que o estudante deveria ser depoisde ter terminado uma experiência de aprendizagem com sucesso. A aprendizagem é um processoinferido que não é directamente observável; assim, deve-se determinar o comportamento ou aprodução que constituirá uma prova suficiente que a faculdade procurada existe. Que acapacidade seja adquirida ou aprendida seguido do ensino, e não pode ser determinado senãoobservando a produção em dois momentos diferentes: antes e depois do ensino, e verificando sehouve uma mudança na realização. A aprendizagem em si, não pode ser observada ou medidadirectamente, mas as mudanças na produção podem sê-lo.Os objectivos guiam as actividades de um esforço. Eles estabelecem uma estratégia e asactividades gerais que favorecem o seu cumprimento. Por conseguinte, alguns objectivosdiferentes possuirão as diferentes estratégias e actividades. Alguns sustentam que os objectivosconduzem a um procedimento, das normas e dos comportamentos rígidos e constrangedores quenão deixam as aulas livres à criatividade e a espontaneidade e que não conseguem ter em contaas diferenças individuais. Eles também põem em dúvida a objectivação de todo o resultadopedagógico e um dos seus argumentos é que nós temos tendência a fixar os objectivos fáceis amedir que não são necessariamente importantes. Porém, é necessário notar que a maioria dosresultados esperados podem ser observáveis e quantificáveis.Avaliação das necessidadesPara o sistema de educação, seria quase impossível tentar encorajar a realização de todos osobjectivos possiveis; formalmente ou informalmente, cada esforço pedagógico deveria escolher ecolocar em prioridade as metas e os objetivos que são referidos. Conceptualmente, se há umdesvio entre o modo como as coisas são (estatuto presente ou estado actual das coisas) e aquelesdos quais nós gostaríamos que eles sejam (o resultado querido), há uma necessidade. Tudodepende do caráter específico da definição da necessidade, ela pode ser exprimida numa meta ounum objectivo; a intenção sendo de eliminar a necessidade. A avaliação das necessidades é oprocesso pelo qual as necessidades são identificadas e sua prioridade, determinada. As metas e osobjectivos fundamentais do sistema de ensino são resididos de maneira estáveis, mas a suaimportância e as suas prioridades mudaram com o transcurso do tempo. A avaliação dasnecessidades pode se aplicar ao sistema educativo, notavelmente para as turmas, os programas,os projectos, as escolas, os sistemas escolares, os Estados e os países, e pode ser utilizada atodos os níveis e em todos os aspectos.
  42. 42. 42  Classificação e formulação dos objectivosTipos de objectivosOs objectivos são semelhantes, pouca importa o tipo de avaliação, e todos os objectivos indicamos resultados esperados. Uma diferença fundamental é que alguns tipos de avaliação, e osobjectivos que lhes correspondem, tratam especialmente das realizações individuais, enquantoque os outros tratam sobretudo de produção dos grupos.Literalmente, milhares e milhares de objectivos cobrem praticamente cada domínio do ensino, eforam escritos para expressar os comportamentos dos alunos. Por outro lado, muito poucosobjectivos existem sobre o plano dos objectivos de produção para os professores, e há aindamenos para os administradores, e praticamente nenhum para o programa especial e o pessoal doprojecto; isto explica-se principalmente pela falta de prova empírica que se junta aosdeterminados comportamentos e o sucesso no uso.a) Objectivos centrados nas competênciasOs alunos de diversos programas têm que alcançar os objectivos ou competências quegeralmente são concebidos por professores de universidade ou estabelecimento de ensinosuperior, por peritos nos seus campos respectivos, e que são passados em revista pela escolaprivada ou os grupos comunitários apropriados. Os objectivos centrados nas competências visama comunicação de comportamentos que se estima ser necessários para a produção de trabalhoconseguidos e a demonstração destes comportamentos durante estudos.b) Domínio dos objectivosEstima-se que alguns objectivos de ensino são necessários, as noções fundamentais de base, ouseja, os objectivos que, praticamente, deveriam ser alcançados por todos os alunos, o que querque seja as suas aquisições e as suas competências; eles são chamados os domínios dosobjectivos ou as competências e os objectivos mínimos. Neste sistema de domínio, a quantidadede noções aprendidas, como é indicado no objectivo, é constante; o ensino é personalizado e otempo exigido para alcançar estes objectivos varia de um aluno para o outro.Taxonomia dos objectivos pedagógicosAs taxonomias classificam todos os objectivos numa hierarquia de categorias de acordo com onível de complexidade suposto. Cada categoria a vir indica que os comportamentos sejamsupostamente mais complexos que o comportamento precedente e estima-se que cada um éprévio ao próximo. A meta expressada das taxonomias é de encorajar a comunicação. A
  43. 43. 43  existência de taxonomias chama também a atenção em muitos resultados comportementais; domodo que haverá menos vantagens que todos os objectivos para um determinado esforço façamintervir somente os comportamentos do nível inferior. Acredita-se que todo o objectivo de ensinopode ser classificado numa das três taxonomias ou num dos três domínios - cognitivo, afectivos epsicomotor.1. O domínio cognitivoIndubitavelmente, a taxonomia dos objectivos cognitivos tem sensibilizado os educadores a umgrande conjunto de competências que intervêm na aprendizagem cognitiva. Cada uma das seisprincipais categorias representa um modo diferente do processo de aprendizagem. As principaiscategorias da taxonomia cognitiva dos objectivos do ensino são:a) o conhecimento;b) a compreensão;c) a aplicação;d) a análise;e) a síntese;f) a avaliação.Robert Gagné abordou a classificação dos tipos de aprendizagem de uma perspectiva diferente.Ele acredita que os tipos ou as classes de aprendizagem podem ser classificadas de acordo comos critérios necessários para facilitar a aprendizagem de todo o tipo. Ganhé distinguiu oitoclasses de aprendizagens e as condições de ensino correspondentes para a aprendizagem quelhes são conectadas a a) aprendizagem do sinal, b) a aprendizagem por estímulo e resposta, c) oencadeamento, d) a associação verbal, e) a aprendizagem por descriminação, f) a aprendizagemdo conceito, e g) a resolução de problemas.Anteriormente, os pedagogos foram criticados por ter tomado uma grande atenção aos resultadoscognitivos e de ter desconsiderado os sentimentos e as atitudes dos alunos. O domínio afectivotrata de tais resultados.2. O domínio afectivoA taxonomia dos objectivos emocionais se ocupa de resultados que são muito mais difíceis deencorajar e medir, imponderáveis como os sentimentos, as atitudes, os interesses e os valores. Ascategorias emocionais representam uma hierarquia de assimilação que vai da vontade a receber,ou a assistência, a caracterização para um valor. Como com todos os objectivos, a meta é deidentificar os comportamentos observáveis e quantificáveis a partir do qual nós podemos deduzir
  44. 44. 44  a aprendizagem; obviamente, é mais difícil para os resultados emocionais. A realização dosobjectivos emocionais pode ser determinada pela administração de auto - avaliação que produzuma quantidade considerável de problemas. As principais categorias da taxonomia emocionaldos objectivos pedagógicos são:a) a recepção;b) a resposta;c) a avaliação;d) a organização;e) a caracterização por valor.3. O domínio psicomotorO domínio psicomotor comporta as capacidades físicas, mais particularmente aquelas que fazemintervir as capacidades musculares ou as habilidades motoras, a manipulação de objectivos, ou acoordenação neuromuscular. A tarefa para o desenvolvimento da taxonomia no domíniopsicomotor é mais complexo que para os outros domínios. Embora não haja categoriasextensivamente aceites para este domínio, as categorias seguintes são usadas numa parte dadocumentação sobre o tópico:a) os reflexosb) os movimentos fundamentaisc) as habilidades perceptivasd) as capacidades físicase) os movimentos hábeisf) a comunicação gestualNíveis de especificidadeOs objectivos podem ser escritos a vários níveis de especificidades. No extremo de uma escala,há declarações muito gerais sobre os resultados a longo prazo; normalmente, se chama as metasou os objectivos gerais. No outro extremo da escala, há outras declarações muito precisas sobre
  45. 45. 45  os resultados mais imediatos, cada um representando um comportamento ou um resultado; elessão geralmente chamados de objectivos específicos.Metas / objectivos geraisAs metas são algumas declarações gerais sobre os resultados a longo prazo. O alcance destasmetas ou destes objectivos gerais não pode ser medido directamente. As metas da educaçãotendem a ser estabelecidas a escala nacional.Objectivos intermediáriosAs metas são frequentemente traduzidas em objectivos intermediários. A este nível, os objectivossão mais precisos do que dos objectivos gerais, mas não tão detalhados quanto aos objectivosespecíficos. Em várias situações, chama-se objectivos cumulativos, os objectivos de uma aula eas tarefas. Normalmente, tais objectivos são mensuráveis e normalmente representam oscomportamentos complexos previstos seguido da realização de um certo número de objectivosespecíficos prévios.Objectivos específicosOs objectivos específicos tem traços aos resultados mais distintos. Eles são resultadosquantificáveis e constitui a base das actividades quotidianas como o ensino. O procedimento daanálise das tarefas é um método que permite converter os objectivos cumulativos em objectivosespecíficos.O quadro abaixo apresenta um resumo da terminologia ligada ao nível de especificidade dosobjectivos. Objectivos Definições Termos ligados geraisObjetivos gerais Declarações gerais sobre os resultados a longo Metas prazoObjectivos Declaraçõs mais precisas sobre os resultados a Objectivos do segundointermediários curto prazo nível Objectivos do módulo Objectivos das aulas Objectivos terminais
  46. 46. 46   Objectivos da unidadeObjectivos Declarações precisas sobre os resultados Objectivos pedagógicosespecíficos imediatos Objectivos comportamentais Um objectivo pode ser vago a um tal ponto que é ambíguo ou detalhado, a um tal ponto que éinsignificante e pouco realístico. Um princípio exclusivo razoável implica que cada objectivodeveria representar uma tarefa distinta. Uma tarefa pode ser definida como o mais pequenoaspecto da produção que tem uma meta distinta e independente. Quanto mais um objectivo éformulado convenientemente, mais ele é claramente prático.Objectivos expostosA escolha ou a elaboração de um objectivo é a parte mais importante de todo o programaeducacional. O objectivo guia todos os outros aspectos do programa, inclusive o conteúdo e ametodologia que serão usados para o ensino e a avaliação. Antes de tudo, nós temos que avaliar aespecificidade do objectivo. O objectivo deveria comunicar o resultado descontado de formabastante clara de forma que todo o educador o avalie criteriosamente e que esteja em condiçõesde dizer se o objectivo foi ou não alcançado.Elementos dos objectivosa) ComportamentoNum objectivo o comportamento indica o que acontecerá, ou, como é o caso dos objectivospedagógicos, que produção observável e mensurável constituirá uma prova satisfatória de que aaprendizagem esperada aconteceu. Um objectivo deveria expôr o resultado de aprendizagemprevisto por um verbo de acção que representa um resultado observável. Todo o objectivodeveria incluir a realização de só um comportamento, caso contrário, a avaliação da produção éconfundida com outros objectivos.b) CondiçãoAs condições para um objectivo são «dadas», quer dizer, o contexto no qual o comportamentoserá demonstrado. Normalmente, eles especificam o material necessário, os recursos autorizados,ou as restrições impostas e as palavras "dados" necessariamente não são usadas.c) Critérios
  47. 47. 47  Quando formulado, o critério de um objectivo é um aspecto que nos indica a boa maneira que umcomportamento deve ser relizado. Ele é a norma que permite comparar a produção actual. Se ocritério evidente ou cumprido a 100%, não é exposto geralmente.Avaliação formativa1. As leituras obrigatórias para os estudos #2 e #3. Para cada um dos comportamentos seguintes,assinale com «C» se for um comportamento cognitivo e um comportamento emocional.Também, assinale com «S» se representa os resultados de ordem superior e " I " se representa osresultados de ordem inferior.Nº Comportamento Tipo Nível C A S I1 Recita o artigo 1 da Constituição2 Equilibra as equações químicas3 Presta atenção ao filme sobre a genética4 Interpreta um gráfico5 Não compres senão a comida halal6 Define o termo «avaliação» usando palavras próprias7 Escuta uma estação de rádio clássica diariamente no caminho para o trabalho e à volta do trabalho8 Participa numa competição de ortografia9 Prepara uma declaração fiscal10 Conhece o significado dos sinais de estrada2. Para cada uma das declarações seguintes, assinale com «B» se é uma meta, «I» se é umobjectivo intermediário ou «S» se é um objectivo específico.Nº Enunciado B I S
  48. 48. 48  1 Tornar um bom cidadão2 Escrever uma carta comercial na forma correcta3 Indicar três fontes alimentares de ferro4 Conseguir três cestos em dez tentativas lançando da linha de lançadores5 Dominar as competências fundamentais6 Escrever frases gramaticalmente correctas7 Tornar-se auto-suficiente no plano económico8 Efectuar operações de base em fracções9 Ser capaz de escrever uma lista de romances do 20º século e indicar o autor de cada um com precisão de 80%10 Pedir emprestado de sua própria vontade dois livros da biblioteca durante uma sessão3. Estude os conteúdos de leituras #4 e #5 e faça o exercício seguinte.1. Escolha dois dos tópicos seguintes ensinados num programa de aula da escola secundária: a. a periodicidade das substâncias químicas b. o aparelho genital c. a força de gravidade d. as rochas e. os terramotos f. as guerras mundiais2. Para cada um dos sujeitos escolhidos, escreva ao menos dois objectivos gerais e cerca dequatro objectivos específicos que os estudantes têm que alcançar no término da avaliação.3. Indique o nível de ensino secundário para o qual estes objectivos são adequados.
  49. 49. 49  4. Para cada um destes objectivos elaborados, classifique-os de acordo com o domíniorelacionado: cognitivo, emocional ou psicomotor.5. Para cada um dos objectivos elaborados, indique novamente os seus aspectos como oscomportamentos, as condições e os critérios.Actividade de aprendizagem # 3CLASSIFICAÇÃO E ESCOLHA DOS TESTESResumoEsta actividade de aprendizagem visa o domínio de alguns conceitos pelos alunos no domínio daavaliação e dos testes em educação. A actividade começa com alguns conceitos de base ligados àmedida e aos testes. Em seguida, são examinados brevemente os modos de colecta de dadosempregados para a avaliação. Em detalhes, os sistemas de classificação utilizados para classificaros diferentes testes. As características mais importantes de um bom teste são expostosbrevemente depois nesta secção do Módulo. Finalmente, vocês terão acesso a alguns elementosrelactivos ao processo da escolha de um teste (geralmente padronizado) que provêm de um certonúmero de opções.Lista de conceitos - chaveUm teste compreende um certo número limitado de questões e os respondentes têm que escreveras respostas.Um teste objectivo é um teste no qual a subjectividade na correcção é eliminada.Um teste padronizado é um teste elaborado por especialistas da matéria e da avaliação.Um teste concebido localmente é geralmente concebido localmente pelos professores para umafim particular.Os dados na auto - avaliação são respostas orais ou escritas.A escala de anotação é um instrumento que inclui vários artigos ligados a uma variáveldeterminada; cada elemento representa uma quantidade contínua de categorias entre doisextremos.Os testes de conhecimento são os testes que medem o estatuto de um indivíduo de acordo comas suas aptitudes nos diversos domínios de conhecimento.
  50. 50. 50  Os testes de caráter ou personalidade são concebidos para avaliar características das pessoasassim como de um certo número de qualidades.Os testes de aptidão são os modos para medir o potencial emregado para predizer a produçãoprovável de uma pessoa numa situação ulterior.As normas de produção são o critérios que servem comparar os resultados das avaliações afimde se interpretar.Uma avaliação normativa é todo o teste, padronizado ou concebido localmente, que apresenta einterpreta cada nota de acordo com a sua posição em relação às outras notas obtidas no mesmoteste.Um teste criterial é todo o teste que apresenta e interpreta cada nota relativamente a um padrãoabsoluto.A objectividade do teste é o facto que, pouco importa o revisor, a nota do teste permaneceapreciavelmente o mesmo.A discriminação é o facto que um teste detecta ou mede as pequenas variações de produção oude realização.A representatividade indica a que grau um teste cobre os principais objectivos da aula quedevem ser medido.A validez indica aquilo que um teste é suposto medir.A validez do conteúdo é a medida na qual os artigos de um teste correspondem à extensão dosartigos que um teste normalmente deveria cobrir.O critério de validez é a medida na qual um teste consegue efectivamente predizer os critériosou a indicar uma construção.A validez concorrente é conhecida quando a medida dos criterios tem lugar ao mesmo tempoque a obtenção das notas.A validez predictiva é conhecida quando a medida dos critérios acontece depois do teste.A validez conceitual é a medida na qual um teste demonstra uma ligação entre os resultadosadquiridos ao teste e o traço teórico predito.A fiabilidade é a coerêcia das medidas. Um teste é considerado fiável quando os mesmosresultados são adquiridos de maneira repetida.
  51. 51. 51  ConteúdoAvaliação e testeComo vimos anteriormente, a avaliação é um aspecto essencial do processo de avaliação. Eladesempenha um papel essencial, pois as decisões que dela resultam são tão boas quanto aosdados que serviram a esta tomada de decisão. De modo geral, a colecta de dados está presenteem todas as fases da avaliação - a fase da programação, do processo e do produto. Porém, aavaliação que é a medida na qual alguém ou algo possui uma determinada característica,geralmente acontece na fase do processo e do produto.O teste é necessário para alguns lugares e útil a outros. Pode ser efectuado ao término de umciclo de instrução - Semestre, sessão ou unidade. Tais pós-testes servem para determinar em quemedida os objectivos (formal ou informal) foram alcançados, quer sejam objectivos pedagógicosou os objectivos de programa. Os dados sobre os pré-testes ou os dados de referência sãofrequentemente colectados no princípio do ciclo. Os pré-testes tem várias utilidades, o maisimportante sendo que o conhecimento do estado presente de um grupo pode guiar as actividadesulteriores e pode constituir uma base de comparação para os resultados do pós-testes.O teste é útil numa panóplia de situações. Um professor pode administrar alguns testes para oscomportamentos de entrada para determinar se o prévio hipotético foi obtido efectivamente. Umprojecto especial concebido para reduzir o desaperto pode usar os testes de atitude e os testes devariáveis de personalidade como o introversão, a agressividade e a ansiedade tentar identificar osproblemas potenciais e compreender melhor os alunos que têm algumas dificuldades. Umaescola pode administrar os testes de aptidões aos estudos afim de determinar os objectivos derealização para os alunos e de participar no processo de orientação.Colecta de dadosHá três modos principais para colectar os dadosi) Usar um instrumento padronizado ii) Empregar um instrumento concebido localmente iii) Assinalar os dados acessíveis naturalmente (como as médias ponderadas cumulativas e oabsentismo).Tudo dependendo da situação, uma destas maneiras pode ser muito adequado ou umacombinação pode ser requerida. A colecta de dados acessíveis, que requer um mínimo deesforços parece muito atraente. Contudo, estes tipos de dados convém a poucas situações.Mesmo quando eles são apropriados – quer dizer, quando eles facilitam a decisão prevista - tem

×