22443440 Introducao A Psicomotricidade

20.397 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Tecnologia
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
20.397
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
178
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
860
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

22443440 Introducao A Psicomotricidade

  1. 1. Cláudio Henrique Zafred PSICOMOTRICIDADE
  2. 2. METODOLOGIA DA EDUCAÇÃO FÍSICA “ Psicomotricidade é uma ciência que tem por objetivo o estudo do homem, através do seu corpo em movimento, nas relações com seu mundo interno e externo” Sociedade Brasileira de Psicomotricidade
  3. 3. METODOLOGIA DA EDUCAÇÃO FÍSICA Dr. Levin 1870 Dr. Dupré 1.909 René Descartes (1596-1650) Pierre Paul Broca (1824 - 1880) Julián de Ajuriaguerra (1911 - 1993) Jean Piaget (1896-1980) Lev Semenovich Vygotsky (1896-1934)
  4. 4. Henry WALLON (1879— 1962) Jean Le Boulch (1925-2001) 1979, 1° Encontro Nacional de Psicomotricidade em São Paulo 1972 METODOLOGIA DA EDUCAÇÃO FÍSICA
  5. 5. METODOLOGIA DA EDUCAÇÃO FÍSICA REEDUCAÇÃO PSICOMOTORA TERAPIA PSICOMOTORA EDUCAÇÃO PSICOMOTORA FUNCIONAL EDUCAÇÃO PSICOMOTORA RELACIONAL Finalidade Ensinar a criança a reaprendera executar determinadas funções motoras Tratar patologias psicomotoras, afetivas,relacionas e cognitivas Sanar problemas motores, melhorar as aprendizagens cognitivas e o comportamento Desenvolver as potencialidades relacionais da criança utilizando a ação do brincar Áreas de Base Biomédica neuropsiquiatria infantil Psicanálise Psicopedagogia Psicopedagogia Autores de Base Dupré Wallon Rogers Wallon Piaget Vygotsky Winnicott Principais Autores Darrault Defontaine Empinet, Guilmain Ajuriaguerra Levin Le Boulch Picq Vayer Aucouturier Lapierre Negrine
  6. 6. REED. PSICOMT. TEP. PSICOM. ED. PSIC. EDUC. ED. PSIC. REL. OBRAS E PUBLICAÇÕES Manual de Reeducación psicomotriz 1º, 2º, 3º año La educación psicomotriz como terapia “Bruno” A educação pelo movimento   Simbologia do movimento Relação Adulto Criança Comando, não interage. Escuta, ajuda interação, disponibilidade corporal. Comando, não interage, é o modelo da criança Ajuda, mediação, provocador, escuta interação. COMPOSIÇÃO DOS GRUPOS Grupos pequenos, individual Individual Grupos Grupos ORGANIZAÇÃO E PROPOSIÇÃO DA PRÁTICA Programa de sessões de exercícios conforme a necessidade da criança Atividades em que objetos e o corpo do terapeuta se tornem o depósito das emoções da criança Atividades pré-programadas, e os alunos imitam os modelos do professor Ritual de entrada; atividades livres de expressão, construção e comunicação; Ritual de saída DESENVOLVIMENTO DAS ROTINAS Métodos Diretivos Métodos não Diretivos Métodos Diretivos Métodos não Diretivos AVALIAÇÃO/ ACOMPANHAMEN-TO Bateria de testes que determinam o perfil psicomotor Avalia conforme a evolução da criança Correção do erro Não Mede, Não Compara POSTURA CORPORAL DIANTE DA CRIANÇA Não ocorre contato corporal Ocorre contato corporal Raramente ocorre contato corporal Ocorre contato corporal
  7. 7. Hidropsicomotricidade Sensoriomotricidade Educação Psicomotora Reeducação Psicomotora Sóciopsicomotricidade Biopsicomotricidade Gerontopsicomotricidade VARIÁVEIS METODOLOGIA DA EDUCAÇÃO FÍSICA
  8. 8. METODOLOGIA DA EDUCAÇÃO FÍSICA
  9. 9. CONDUTAS PSICOMOTORAS SEGUNDO L. PICQ E PIERRE VAYER METODOLOGIA DA EDUCAÇÃO FÍSICA 1 – Condutas Motoras de Base 2 – Condutas Neuromotoras 3 – Condutas Perceptivo motoras - Equilíbrio. - Postura. - Respiração Voluntária. - Coordenação Dinâmica Global. - Coordenação Segmentar. - Coordenação dos Músculos da Face. - Estruturação do Esquema Corporal. - Lateralização. - Controle de Sincinesias e Paratonias. - Organização Espaço- -Temporal.
  10. 10. METODOLOGIA DA EDUCAÇÃO FÍSICA
  11. 11. CONDUTAS MOTORAS DE BASE CONDUTAS MOTORAS DE BASE METODOLOGIA DA EDUCAÇÃO FÍSICA <ul><li>Equilíbrio: É a capacidade de assumir e manter qualquer posição corporal </li></ul><ul><li>contra a força da gravidade. </li></ul><ul><li>Equilíbrio Estático Equilíbrio Dinâmico </li></ul><ul><li>Postura: Constitui o padrão básico que garante, convenientemente, a posição do </li></ul><ul><li>corpo em relação ao seu centro de gravidade. </li></ul><ul><li>Respiração Voluntária: Tornar-se consciente em seus dois tempos, inspiração e </li></ul><ul><li>expiração. </li></ul><ul><li>Coordenação Dinâmica Global: É o resultado de uma harmonia de ações </li></ul><ul><li>musculares em repouso e em movimento, como resposta a determinados </li></ul><ul><li>estímulos. </li></ul><ul><li>Coordenação Segmentar: Consiste na habilidade de realizar movimentos </li></ul><ul><li>independentes com os diferentes segmentos corporais e os movimentos não </li></ul><ul><li>solicitam metodicamente a conscientização do “corpo próprio”. </li></ul><ul><li>Coordenação dos Músculos da Face: Consiste em pedir a criança a realização de </li></ul><ul><li>movimentos faciais unilaterais e bilaterais. </li></ul>
  12. 12. METODOLOGIA DA EDUCAÇÃO FÍSICA
  13. 13. CONDUTAS NEUROMOTORAS METODOLOGIA DA EDUCAÇÃO FÍSICA <ul><li>Esquema Corporal: É a representação relativamente global, científica e diferenciada </li></ul><ul><li>que a criança tem de seu próprio corpo. Imagem corporal, controle e conhecimento </li></ul><ul><li>corporal, constituem como elementos dele. </li></ul><ul><li>Lateralização: É a predominância de um lado do corpo sobre o outro. </li></ul><ul><li>Sincinesia: a ocorrência de movimentos simultâneos ou uma seqüência coordenada </li></ul><ul><li>de movimentos de músculos inervados por diferentes nervos ou diferentes ramos do </li></ul><ul><li>mesmo nervo. Fenômeno de Marcus Gunn, 1883. </li></ul><ul><li>Paratonia: Incapacidade de inibição voluntária. </li></ul>
  14. 14. METODOLOGIA DA EDUCAÇÃO FÍSICA
  15. 15. CONDUTAS PERCEPTIVO-MOTORAS METODOLOGIA DA EDUCAÇÃO FÍSICA <ul><li>Orientação Espaço-Temporal: Capacidade de situar-se e orientar-se a si próprio, </li></ul><ul><li>localizar os outros objetos num determinado espaço; ter noção dos conceitos de </li></ul><ul><li>direção (acima, abaixo, frente, trás, direita, esquerda), distancia (longe, perto) e </li></ul><ul><li>ter a capacidade de organização das relações no espaço e no tempo. </li></ul>
  16. 16. Pirâmide Psicomotora METODOLOGIA DA EDUCAÇÃO FÍSICA TONICIDADE EQUILIBRAÇÃO LATERALIZAÇÃO SOMATOGNOSIA ESPAÇO TEMPO PRAXIA GLOBAL Praxia Fina
  17. 17. Eu sei que o meu corpo fala mesmo quando eu estou calado Só precisava mesmo era de quem o escutasse... De quem me escutasse... Com a delicadeza de um convidado, Com a cumplicidade de um íntimo Mas com a surpresa de um descobridor. (Prof. David Rodrigues) METODOLOGIA DA EDUCAÇÃO FÍSICA
  18. 18. METODOLOGIA DA EDUCAÇÃO FÍSICA

×