Envenenamento no trabalho organoclorado e organofosforado

1.021 visualizações

Publicada em

slide

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Envenenamento no trabalho organoclorado e organofosforado

  1. 1. Organoclorado Organofosforados
  2. 2.  O envenenamento ou intoxicação aguda ocorre quando uma pessoa inala, entra em contato direto com a pele ou ingere alguma substância tóxica.
  3. 3.  São compostos tanto compostos de carbono de cadeia acíclica, como podendo conter uma anel aromático ou ainda compostos com estruturas mistas, contendo os átomos de cloro distribuídos tanto numa parte quanto noutra.  Sua grande variedade industrial e propriedades químicas variadas conduzem esta classe de compostos a um largo espectro de aplicações. Muitos derivados são controversos por causa dos efeitos destes compostos no ambiente.  Devido a sua ação cancerígena inúmeros de seus compostos foram banidos e outros tiveram suas estruturas modificadas, isso em vários países, inclusive o Brasil.  Seus principais grupos são:  Toxafeno  Hexaclorocicloexano  Dodecacloro e clordecona  DDT e análogos  Ciclodienos
  4. 4.  Estes compostos foram usados por muito tempo como inseticidas. Isto causou um grave impacto ao ecossistema, pois eles apresentam uma grande estabilidade química e toxicidade  Organoclorados que foram banidos do Brasil são aqueles utilizados como agrotóxicos (defensivos agrícolas) como ohexaclorocicloexano .
  5. 5.  é um composto orgânico degradável contendo ligações carbono–fósforo.  São utilizados principalmente no controle de pragas como uma alternativa para hidrocarbonetos clorados, que persistem no meio ambiente.
  6. 6.  Os pesticidas organofosforados reagem com as enzimas que possuem resíduos do aminoácido serina (enzimas de serina ) no sítio ativo, entre elas a acetilcolinesterase, que decompõe a acetilcolina após a transmissão do impulso nervoso de um neurônio a outro. Ao ser decomposta, a acetilcolinesterase não pode mais decompor a acetilcolina, que se acumula nos receptores sinápticos, fazendo com que haja constantes transmissões nervosas, pois a acetilcolina está sempre ligada aos seus receptores. Em mamíferos, estes efeitos caracterizam-se principalmente por lacrimejamento, salivação, sudorese, diarreia, tremores e distúrbios cardiorrespiratórios. Estes últimos são decorrentes de broncoconstrição, aumento das secreções brônquicas e bradicardia, bem como de depressão do sistema nervoso central, sendo as principais causas de morbidade e mortalidade por tais produtos.  O organofosforato é classificado na farmacologia como um anticolinesterásico, ou seja, um colinérgico indireto, pois ele atua inibindo a ação da enzima acetilcolinesterase, enzima esta responsável por hidrolisar a Acetilcolina (Ach).  A ação do organofosforato fará com que a Ach permaneça mais tempo nas fendas sinápticas potencializando os efeitos parassimpáticos, tais como miose ocular, náuseas, vômito, diarreia, entre outros.
  7. 7.  macacão de algodão hidrorrepelente com mangas compridas passando por cima do punho das luvas e as pernas das calças por cima das botas.  botas de borracha.  Avental impermeável.  Máscara com filtro combinado (filtro químico contra vapores orgânicos e filtro mecânico classe P2).  Óculos de segurança com proteção lateral.  Touca árabe e luvas de nitrila.
  8. 8.  Sinalizar a área tratada com os dizeres: “PROIBIDA A ENTRADA. ÁREA TRATADA” e manter os avisos até o final do período de reentrada.  Os EPIs utilizado devem permanecer no local de trabalho para lavagem e limpeza.  Em caso de contaminação a pessoa que presta atendimento ao intoxicado,especialmente durante a adoção das medidas de descontaminação, deverá estar protegida por equipamentos de segurança, de forma a não se contaminar com o agente tóxico.
  9. 9.
  10. 10.  - Caso necessite entrar na área tratada com o produto antes do término do intervalo de reentrada, utilize os equipamentos de proteção individual (EPIs) recomendados para o uso durante a aplicação.  - Mantenha o restante do produto adequadamente fechado em sua embalagem original em local trancado, longe do alcance de crianças e animais.  - Antes de retirar os equipamentos de proteção (EPI), lave as luvas ainda vestidas para evitar contaminação.  - Os equipamentos de proteção individual (EPIs) recomendados devem ser retirados na seguinte ordem: touca-árabe, óculos, avental, botas, macacão, luvas e máscara.  - Tome banho imediatamente após a aplicação do produto.  -Fique atento ao tempo de uso dos filtros, seguindo corretamente as especificações do fabricante.  - Não reutilizar a embalagem vazia.  - No descarte de embalagens utilize equipamento de proteção individual – EPI: macacão de algodão hidrorrepelente com mangas compridas, luvas de nitrila e botas de borracha.
  11. 11.  Prof: Johnes A.Santana  Aluno: João Kleber Capistana Benedito Farias

×