16

129 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
129
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • \n
  • 16

    1. 1. aqui entra um vídeo, assim eu o consiga fazer.a ideia é ser o 16 (o bus mesmo) a entrar aqui na grão vasco ao som da marcha de Benfica. depois segue para alguma história da freguesia, onde englobe a mata, a fábrica simões, as hortas, o fado, o mercado. tonicha, fernanda peres ou amália. http://www.youtube.com/watch?v=qvOZeDmd5Lo http://www.youtube.com/watch?v=Ves37MLxc1o http://www.youtube.com/watch?v=h6r5nwAw25s queria ver se filmava amanhã.
    2. 2. ISTO É SÓ UMA NOTA Estribilho Quando a marcha na rua passa Marcha de Benfica se cai em graça Letra de Silva Tavares vale por três Música de António Melo e esta marcha da saloiada vai ser falada Olha a marcha de Benfica mais uma vez. Que na genica não tem que temer Nada resta das frescas hortas a marcha da simpatia fora de portas com alegria da capital para dar e vender Mas Benfica que alegre passa não perde a graça Junto à gente com franqueza tradicional. não há tristeza que possa vingar Nos "retiros" de Benfíca pois queira ou não queira coisa tão rica quem se nos abeira de ver e pasmar, tem que por força cantar! já ninguém procura o fado que bem cantado fazia chorar. E a bela sardinha assada que era regada com bom carrascão ninguém com "larica" vai hoje a Benfica procurá-lo como então
    3. 3. ATIVIDADESINTERGERACIONAIS
    4. 4. ATIVIDADESINTERGERACIONAIS • esplendor na relva
    5. 5. ATIVIDADESINTERGERACIONAIS • esplendor na relva • bordados e contos
    6. 6. ATIVIDADESINTERGERACIONAIS • esplendor na relva • bordados e contos • hortelões de bem fica
    7. 7. ATIVIDADESINTERGERACIONAIS • esplendor na relva • bordados e contos • hortelões de bem fica • terças de trocas
    8. 8. ATIVIDADESINTERGERACIONAIS • esplendor na relva • bordados e contos • hortelões de bem fica • terças de trocas •a menina dança?
    9. 9. PRODUTOS CULTURAIS
    10. 10. PRODUTOS CULTURAIS • festival de arte urbana
    11. 11. PRODUTOS CULTURAIS • festival de arte urbana • cinema de lençol
    12. 12. PRODUTOS CULTURAIS • festival de arte urbana • cinema de lençol • teatro de intervenção
    13. 13. PRODUTOS CULTURAIS • festival de arte urbana • cinema de lençol • teatro de intervenção •a música e o mundo
    14. 14. PRODUTOS CULTURAIS • festival de arte urbana • cinema de lençol • teatro de intervenção •a música e o mundo • fados no retiro
    15. 15. RECURSOS
    16. 16. RECURSOS • Humanos
    17. 17. RECURSOS • Humanos • de Distribuição
    18. 18. RECURSOS • Humanos • de Distribuição • de Instalações
    19. 19. RECURSOS • Humanos • de Distribuição • de Instalações • dePatentes, Licenciamentos e de outras formas de protecção legal
    20. 20. RECURSOS • Humanos • de Distribuição • de Instalações • dePatentes, Licenciamentos e de outras formas de protecção legal • Financeiros
    21. 21. RECURSOS • Humanos • de Distribuição • de Instalações • dePatentes, Licenciamentos e de outras formas de protecção legal • Financeiros • de rede.
    22. 22. CLIENTE• Maria Rousada, mulher casada com seu marido, que dormira com ela por força antes de a receber por mulher, ao que então chamavam, "Rousar" e depois "Forçar" (estuprar) por a qual cousa ele merecia morte se ela lhe não perdoasse. E tendo já dela filhos, viviam ambos muito contentes, e em grande bem querença e ouvindo-a El-Rey chamar por tal nome, perguntou porque lho chamavam? E soube da sorte como tudo fora, e que se avieram que casassem ambos por tal feito não vir mais a público. El-Rey por cumprir justiça mandou-o logo enforcar, e ia a mulher e os filhos carpindo atrás dele com grande lastimança, mas não lhe valeu. (Dizem que isto sucedeu no Termo de Lisboa, no Lugar de Bemfica, e que dizendo os que acompanhavam El-Rey, que a mulher ficava mal, respondeu El-Rey: Bem fica, e casando-a depois com outro lhe deu com que passar; e que celebrando-se a acção del Rey ficara este nome ao Lugar, que dantes tinha outro, porque as palavras dos Príncipes, ditas com discrição, ficam em Provérbios, e quase em Leis, e Ordenações.
    23. 23. PARCERIAS
    24. 24. PARCERIAS • AUDAX
    25. 25. PARCERIAS • AUDAX • Junta de Freguesia de Benfica
    26. 26. PARCERIAS • AUDAX • Junta de Freguesia de Benfica • EGEAC
    27. 27. PARCERIAS • AUDAX • Junta de Freguesia de Benfica • EGEAC • Unisben
    28. 28. PARCERIAS • AUDAX • Junta de Freguesia de Benfica • EGEAC • Unisben • Parque Escolar
    29. 29. PARCERIAS • AUDAX • Junta de Freguesia de Benfica • EGEAC • Unisben • Parque Escolar • outros agentes locais
    30. 30. MARKETING
    31. 31. MARKETING • ações comunitárias
    32. 32. MARKETING • ações comunitárias • redes sociais / blogue / sítio
    33. 33. MARKETING • ações comunitárias • redes sociais / blogue / sítio • brochuras, flyers, cartazes
    34. 34. MARKETING • ações comunitárias • redes sociais / blogue / sítio • brochuras, flyers, cartazes • cartão 16
    35. 35. RECURSOS HUMANOS
    36. 36. RECURSOS HUMANOS • Ana Maria do Vale
    37. 37. RECURSOS HUMANOS • Ana Maria do Vale • João B. Guimarães
    38. 38. RECURSOS HUMANOS • Ana Maria do Vale • João B. Guimarães • Sara Eugénio
    39. 39. RECURSOS HUMANOS • Ana Maria do Vale • João B. Guimarães • Sara Eugénio • Sara Galvão
    40. 40. RECURSOS HUMANOS • Ana Maria do Vale • João B. Guimarães • Sara Eugénio • Sara Galvão • Consultores
    41. 41. RECURSOS HUMANOS • Ana Maria do Vale • João B. Guimarães • Sara Eugénio • Sara Galvão • Consultores • Formadores
    42. 42. RECURSOS HUMANOS • Ana Maria do Vale • João B. Guimarães • Sara Eugénio • Sara Galvão • Consultores • Formadores • TOC
    43. 43. PLANO FINANCEIRO

    ×