SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 4
Baixar para ler offline
DRE CAPELA DO SOCORRO

EMEF “JOÃO DA SILVA”

PROJETO: IUCHIKAW DANÇANDO NA ESCOLA

Tempo de duração: 15/08/11 a 05/12/2011.

Turmas e Séries envolvidas Ensino Fundamental I e II

Professor Responsável: Jackson Gomes Tolentino

RF. 7485689.1                 Jornada: JEIF

Público Alvo: Alunos do Ensino Fundamental I e II


1-Justificativa

Alguns conceitos como cidadania confunde-se com deveres e direito. Solidariedade,
Respeito, Justiça, Compartilhar são conceitos praticamente não exercidos entre os alunos,
o que quase gera atos de violência e agressões como; física, ao seu próprio corpo, aos
profissionais da escola, desinteresse e desvalorização de sua cultura adquirida e á adquirir
através dos orientadores educacionais. Em virtude disso os trabalhos realizados em sala
de aula perdem resultados qualitativos e quantitativos, dificultando o trabalho realizado
pelos profissionais da escola, mau conservação do patrimônio, enfim nosso principal
objetivo que é o aluno, se confunde ao meio deste cenário
2-Objetivo Específico

A partir dos diversos ritmos da dança de salão os alunos produzirão o seu próprio saber e
desenvolverão os fatos históricos e geográficos ocorridos desde o descobrimento, para
ampliar seu universo cultural e construir uma visão crítica da realidade do país.
Estes conhecimentos auxiliam a busca de uma melhor qualidade de vida para o indivíduo e
para a sua comunidade.
Respeitar diferentes grupos e culturas.
Conhecer e valorizar os grupos que formam nossa sociedade.
Resgatar as diferentes modas de dança.
Explorar plano, simetria e espaço, (discussão, reflexão sobre a importância da junção na
dança).
3- Objetivo Geral
    Por meio da dança, o educando experimenta um meio de expressão diferente da
       palavra.
    Ao falar com o corpo, ele abre a possibilidade de conhecer a si mesmo de outra
       maneira e melhorar a auto-estima.
    O simples prazer de movimentar o corpo alivia o estresse diário e as tensões
       escolares. Para isso, é importante que o corpo não seja tratado como instrumento,
       mas como forma de comunicação.
    Pouco adianta, por exemplo, ensaiar exaustivamente uma coreografia se a
       atividade for apenas mecânica.


4-Desenvolvimento:
      Promover encontros semanais fora do horário de aula.
      Criar condições para que os educandos possam sentir satisfação no ato de dançar.
      Disciplinar-se, reeducar-se para: ouvir, sentir, perceber, compreender-se no tempo
       e espaço.
      Ampliar sua ciência e consciência de corpo.
      Cumprir tarefas rítmicas.


5- Material

      Espaço físico da Unidade Escola;
      Aparelho de Som;
      DVD / CD;
      Vestimentos.


6- CONTEÚDO:


      Forró Universitário
      Salsa
      Bolero
      Soltinho
8- AVALIAÇÃO:


      Assiduidade.
      Participação.
      Disciplina.
      Apresentações na escola.



9- Importância da dança


A dança na vida das crianças é fundamental, tanto para sua formação artística quanto
para sua integração social. Tudo porque a dança desenvolve os estímulos:

TÁTIL         –Sentir os movimentos e seus benefícios para seu corpo.
VISUAL        –Ver os movimentos e transformá-los em atos.
AUDITIVO      –Ouvir a música e dominar o seu ritmo.
AFETIVO       –Emoções e sentimentos transpostos na coreografia.
COGNITIVO     –Raciocínio, ritmo, coordenação.
MOTOR         –Esquema corporal.



10-Benefícios da dança de salão


Para que o homem evite a alienação é necessário, que tome consciência de seu próprio
corpo, do movimento consciente e criativo, de suas possibilidades expressivas, do uso de
seu espaço, do sentido do tempo e de sua relação com os demais. A forma como funciona
a sociedade em que vivemos, nos leva a ter uma visão fragmentada sobre tudo o que nos
rodeia.
A vida atual do homem nas grandes cidades, longe da natureza, de sentimentos e
manifestações      espontâneas,     leva-o   a   massificação      e   o    estereotipam.
A dança de salão pode nos proporcionar um conhecimento mais profundo de nossos
corpos: seus limites, a beleza de seus movimentos, a alegria da expressão corporal.
Cada passo é uma extensão de nosso corpo, pois transmite nossas sensações diante de
alguma música, nossa reação está diretamente ligada à emoção que a música nos causa.
Nosso corpo tende a se expressar mais lentamente em momentos em que estamos tristes,
nossos movimentos parece que expandem a tristeza que sentimos para o ambiente em
que estamos, por outro lado, quando estamos alegres, expressamos tal situação em
movimentos alegres e descontraídos contagiando o ambiente e as pessoas que estão à
nossa volta. (FREITAS, 1998).
Referências Bibliográficas:


BRASIL - Ministério da Educação - Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros
Curriculares Nacionais. Brasília, 1997.
CANDAU, Vera Maria (Org). Magistério. Construção Cotidiana. Petrópolis: Vozes, 1997.
CERTEAU, Michel de. A cultura no plural. São Paulo: Papirus, 1986.
FREIRE, Paulo. À sombra desta mangueira. São Paulo: Olho d'Água, 1995.
GOMBRICH, E. H. Arte e Ilusão - um estudo da psicologia da representação pictórica. São
Paulo: Martins Fontes, 1986.
LÉVY, Pierre. O que é o virtual?. Tradução de Paulo Neves. São Paulo: Ed. 34 Coleção
TRANS), 1996.
 Os Sete Saberes necessários à Educação do Futuro. São Paulo: Cortez: Brasília, DF :
UNESCO, 2000.
PILLAR, Analice Dutra (Org). A Educação do Olhar no Ensino das Artes. Porto Alegre:
Mediação, 1999.
DAMÁSIO, António. O mistério da consciência: do corpo e das emoções ao conhecimento
de si. São Paulo: Companhia das Letras, 2000.
____________. O erro de Descartes: emoção, razão e o cérebro humano. São Paulo:
Companhia das Letras, 1996.
Cury, Augusto. Pais brilhantes e Professores fascinantes.
CANDAU, V. M. (Org.). Magistério: Construção Cotidiana. Petrópolis: Vozes, 1997.
CHOMSKY, N. Reflexões sobre a linguagem. Trad. Carlos Vogt (et al.). São Paulo: Cultrix,
1980.
DIENES, Z.P.;GOLDING, E.W. Exploração do espaço e prática da medição. Editora Herder,
São Paulo, 1969.
FAINGUELERNT, E.K. Educação Matemática: Representação e Construção em
Parâmetros curriculares nacionais de matemática, 2ciclo.
BRANCHER.        Leoberto Narciso. Cidadania e transformação social.
 Papert, Seymour. Logo; computadores e educação.Tradução José Armando Valente e
beatriz Bilteman, 1edição, ED.brasiliense s/a, 1985.

Nova Escola
Internet
www.epdança.com.br
www.stellaaguiar.com.br
www.dancadesalao.com/passosecompassos.com.br
www.jaumearoxasp.com.br
www.dancart.com.br
www.celsovieira.com.br
www.celsovieira.com.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Planejamento ensino médio 1º 2º
Planejamento ensino médio 1º 2ºPlanejamento ensino médio 1º 2º
Planejamento ensino médio 1º 2ºRednei Pinto
 
Projeto páscoa feliz
Projeto páscoa felizProjeto páscoa feliz
Projeto páscoa felizjuviane
 
PLANEJAMENTO ANUAL REDE ARTE 2022 corrigido-convertido.docx
PLANEJAMENTO ANUAL REDE ARTE 2022 corrigido-convertido.docxPLANEJAMENTO ANUAL REDE ARTE 2022 corrigido-convertido.docx
PLANEJAMENTO ANUAL REDE ARTE 2022 corrigido-convertido.docxWeslleyDias8
 
PLANEJAMENTO DE ARTE 2023.docx
PLANEJAMENTO DE ARTE 2023.docxPLANEJAMENTO DE ARTE 2023.docx
PLANEJAMENTO DE ARTE 2023.docxWeslleyDias8
 
Plano de-aula-ritmo-e-expressao-corporal
Plano de-aula-ritmo-e-expressao-corporalPlano de-aula-ritmo-e-expressao-corporal
Plano de-aula-ritmo-e-expressao-corporalAlexandre Reis
 
DANÇA DE SALÃO: UMA PROPOSTA PARA A ESCOLA Carlyle Rosemond Freire Santos
DANÇA DE SALÃO: UMA PROPOSTA PARA A ESCOLA  Carlyle Rosemond Freire SantosDANÇA DE SALÃO: UMA PROPOSTA PARA A ESCOLA  Carlyle Rosemond Freire Santos
DANÇA DE SALÃO: UMA PROPOSTA PARA A ESCOLA Carlyle Rosemond Freire Santoschristianceapcursos
 
Plano de curso de arte E.M BNCC 2019
Plano de curso de arte E.M BNCC 2019Plano de curso de arte E.M BNCC 2019
Plano de curso de arte E.M BNCC 2019Vera Britto
 
Arte corte temporal 4º
Arte  corte temporal 4ºArte  corte temporal 4º
Arte corte temporal 4ºLorena Alves
 
Planejamento anual de artes ensino fundamental
Planejamento anual de artes ensino fundamentalPlanejamento anual de artes ensino fundamental
Planejamento anual de artes ensino fundamentalMarcia Alves de Oliveira
 
Projeto de Arte - Pascoa na escola
Projeto de Arte - Pascoa na escolaProjeto de Arte - Pascoa na escola
Projeto de Arte - Pascoa na escolaIvete Diniz
 
Plano anual de arte 1º ano
Plano anual de arte 1º anoPlano anual de arte 1º ano
Plano anual de arte 1º anoNildemar Lago
 
Projeto Música na escola
Projeto Música na escolaProjeto Música na escola
Projeto Música na escolaVenicio Borges
 
Avaliação para o 7º ano
Avaliação para o 7º anoAvaliação para o 7º ano
Avaliação para o 7º anoAndreza Andrade
 
Artes Dança/ Danças Regionais e Atividades
Artes Dança/ Danças Regionais e AtividadesArtes Dança/ Danças Regionais e Atividades
Artes Dança/ Danças Regionais e AtividadesGeo Honório
 
Plano de curso arte 5º ano
Plano de curso arte   5º anoPlano de curso arte   5º ano
Plano de curso arte 5º anoMary Alvarenga
 
PROJETO " A MÚSICA EM MINHA VIDA"
PROJETO  " A MÚSICA EM MINHA VIDA"PROJETO  " A MÚSICA EM MINHA VIDA"
PROJETO " A MÚSICA EM MINHA VIDA"zildamariagomes
 

Mais procurados (20)

Planejamento ensino médio 1º 2º
Planejamento ensino médio 1º 2ºPlanejamento ensino médio 1º 2º
Planejamento ensino médio 1º 2º
 
Projeto páscoa feliz
Projeto páscoa felizProjeto páscoa feliz
Projeto páscoa feliz
 
PLANEJAMENTO ANUAL REDE ARTE 2022 corrigido-convertido.docx
PLANEJAMENTO ANUAL REDE ARTE 2022 corrigido-convertido.docxPLANEJAMENTO ANUAL REDE ARTE 2022 corrigido-convertido.docx
PLANEJAMENTO ANUAL REDE ARTE 2022 corrigido-convertido.docx
 
PLANEJAMENTO DE ARTE 2023.docx
PLANEJAMENTO DE ARTE 2023.docxPLANEJAMENTO DE ARTE 2023.docx
PLANEJAMENTO DE ARTE 2023.docx
 
Plano de-aula-ritmo-e-expressao-corporal
Plano de-aula-ritmo-e-expressao-corporalPlano de-aula-ritmo-e-expressao-corporal
Plano de-aula-ritmo-e-expressao-corporal
 
DANÇA DE SALÃO: UMA PROPOSTA PARA A ESCOLA Carlyle Rosemond Freire Santos
DANÇA DE SALÃO: UMA PROPOSTA PARA A ESCOLA  Carlyle Rosemond Freire SantosDANÇA DE SALÃO: UMA PROPOSTA PARA A ESCOLA  Carlyle Rosemond Freire Santos
DANÇA DE SALÃO: UMA PROPOSTA PARA A ESCOLA Carlyle Rosemond Freire Santos
 
Plano de curso de arte E.M BNCC 2019
Plano de curso de arte E.M BNCC 2019Plano de curso de arte E.M BNCC 2019
Plano de curso de arte E.M BNCC 2019
 
Arte corte temporal 4º
Arte  corte temporal 4ºArte  corte temporal 4º
Arte corte temporal 4º
 
Planejamento anual de artes ensino fundamental
Planejamento anual de artes ensino fundamentalPlanejamento anual de artes ensino fundamental
Planejamento anual de artes ensino fundamental
 
Projeto de Arte - Pascoa na escola
Projeto de Arte - Pascoa na escolaProjeto de Arte - Pascoa na escola
Projeto de Arte - Pascoa na escola
 
Projeto Páscoa da Amizade.
Projeto Páscoa da Amizade.Projeto Páscoa da Amizade.
Projeto Páscoa da Amizade.
 
Historia da musica atividades
Historia da musica atividadesHistoria da musica atividades
Historia da musica atividades
 
Plano anual de arte 1º ano
Plano anual de arte 1º anoPlano anual de arte 1º ano
Plano anual de arte 1º ano
 
Projeto Música na escola
Projeto Música na escolaProjeto Música na escola
Projeto Música na escola
 
Avaliação para o 7º ano
Avaliação para o 7º anoAvaliação para o 7º ano
Avaliação para o 7º ano
 
Artes Dança/ Danças Regionais e Atividades
Artes Dança/ Danças Regionais e AtividadesArtes Dança/ Danças Regionais e Atividades
Artes Dança/ Danças Regionais e Atividades
 
Prova 6º Ano
Prova 6º AnoProva 6º Ano
Prova 6º Ano
 
Plano de curso arte 5º ano
Plano de curso arte   5º anoPlano de curso arte   5º ano
Plano de curso arte 5º ano
 
PROJETO " A MÚSICA EM MINHA VIDA"
PROJETO  " A MÚSICA EM MINHA VIDA"PROJETO  " A MÚSICA EM MINHA VIDA"
PROJETO " A MÚSICA EM MINHA VIDA"
 
Apostila de Artes Visuais (revisada e ampliada 2014)
Apostila de Artes Visuais (revisada e ampliada 2014)Apostila de Artes Visuais (revisada e ampliada 2014)
Apostila de Artes Visuais (revisada e ampliada 2014)
 

Semelhante a Projeto de Dança de Salão

Dança na escola expressão pelo movimento
Dança na escola expressão pelo movimentoDança na escola expressão pelo movimento
Dança na escola expressão pelo movimentoMarleila Barros
 
A criança e a dança na educaçao infantil
A criança e a dança na educaçao infantilA criança e a dança na educaçao infantil
A criança e a dança na educaçao infantilMaria Teixeira
 
Pdf de unidade de estudos de unidade de estudo 2 musica - com img
Pdf de unidade de estudos de unidade de estudo 2   musica - com imgPdf de unidade de estudos de unidade de estudo 2   musica - com img
Pdf de unidade de estudos de unidade de estudo 2 musica - com imgJanaina Andrea Pinheiro
 
Poesia em movimento. Aula prática de Dança
Poesia em movimento. Aula prática de DançaPoesia em movimento. Aula prática de Dança
Poesia em movimento. Aula prática de DançaSeduc MT
 
A importancia de ensinar brincando,cantando e dançando na
A importancia de ensinar brincando,cantando e dançando naA importancia de ensinar brincando,cantando e dançando na
A importancia de ensinar brincando,cantando e dançando naMarleila Barros
 
123997613 oficina deteatro
123997613 oficina deteatro123997613 oficina deteatro
123997613 oficina deteatroSandra Leite
 
Atividades, projetos e sequências didáticas projeto música e movimento na ed...
Atividades, projetos e sequências didáticas  projeto música e movimento na ed...Atividades, projetos e sequências didáticas  projeto música e movimento na ed...
Atividades, projetos e sequências didáticas projeto música e movimento na ed...Arnaldo Alves
 
Apresentação relatório proposta sentir para dançar
Apresentação relatório proposta sentir para dançarApresentação relatório proposta sentir para dançar
Apresentação relatório proposta sentir para dançarJuliana Silva
 
Apresentação relatório proposta sentir para dançar
Apresentação relatório proposta sentir para dançarApresentação relatório proposta sentir para dançar
Apresentação relatório proposta sentir para dançarJuliana Silva
 
AaaadançAs Circulares Sagradas ReflexõEs Conv. Ped. Smed Ppt
AaaadançAs Circulares Sagradas   ReflexõEs Conv. Ped. Smed   PptAaaadançAs Circulares Sagradas   ReflexõEs Conv. Ped. Smed   Ppt
AaaadançAs Circulares Sagradas ReflexõEs Conv. Ped. Smed PptAlcides Almeida
 
AaaadançAs Circulares Sagradas ReflexõEs Conv. Ped. Smed Ppt
AaaadançAs Circulares Sagradas   ReflexõEs Conv. Ped. Smed   PptAaaadançAs Circulares Sagradas   ReflexõEs Conv. Ped. Smed   Ppt
AaaadançAs Circulares Sagradas ReflexõEs Conv. Ped. Smed PptAlcides Almeida
 
Apresentação curso de pedagogia
Apresentação curso de pedagogiaApresentação curso de pedagogia
Apresentação curso de pedagogiaCris Cardoso
 
Aproximações dos Meios de Procedimentos Experimentais e Colaborativos
Aproximações dos Meios de Procedimentos Experimentais e ColaborativosAproximações dos Meios de Procedimentos Experimentais e Colaborativos
Aproximações dos Meios de Procedimentos Experimentais e ColaborativosPeticia Carvalho
 
Pcn Arte
Pcn ArtePcn Arte
Pcn ArteBeatriz
 
Revista Educatrix - Cartilha musical - Ed02
Revista Educatrix - Cartilha musical - Ed02Revista Educatrix - Cartilha musical - Ed02
Revista Educatrix - Cartilha musical - Ed02Editora Moderna
 
Comunicação corporal
Comunicação corporalComunicação corporal
Comunicação corporalCris Akemi
 

Semelhante a Projeto de Dança de Salão (20)

Dança na escola expressão pelo movimento
Dança na escola expressão pelo movimentoDança na escola expressão pelo movimento
Dança na escola expressão pelo movimento
 
A criança e a dança na educaçao infantil
A criança e a dança na educaçao infantilA criança e a dança na educaçao infantil
A criança e a dança na educaçao infantil
 
Pdf de unidade de estudos de unidade de estudo 2 musica - com img
Pdf de unidade de estudos de unidade de estudo 2   musica - com imgPdf de unidade de estudos de unidade de estudo 2   musica - com img
Pdf de unidade de estudos de unidade de estudo 2 musica - com img
 
O corpo na educação
O corpo na educaçãoO corpo na educação
O corpo na educação
 
Poesia em movimento. Aula prática de Dança
Poesia em movimento. Aula prática de DançaPoesia em movimento. Aula prática de Dança
Poesia em movimento. Aula prática de Dança
 
A importancia de ensinar brincando,cantando e dançando na
A importancia de ensinar brincando,cantando e dançando naA importancia de ensinar brincando,cantando e dançando na
A importancia de ensinar brincando,cantando e dançando na
 
123997613 oficina deteatro
123997613 oficina deteatro123997613 oficina deteatro
123997613 oficina deteatro
 
SLIDE1.pdf
SLIDE1.pdfSLIDE1.pdf
SLIDE1.pdf
 
Atividades, projetos e sequências didáticas projeto música e movimento na ed...
Atividades, projetos e sequências didáticas  projeto música e movimento na ed...Atividades, projetos e sequências didáticas  projeto música e movimento na ed...
Atividades, projetos e sequências didáticas projeto música e movimento na ed...
 
Apresentação relatório proposta sentir para dançar
Apresentação relatório proposta sentir para dançarApresentação relatório proposta sentir para dançar
Apresentação relatório proposta sentir para dançar
 
Apresentação relatório proposta sentir para dançar
Apresentação relatório proposta sentir para dançarApresentação relatório proposta sentir para dançar
Apresentação relatório proposta sentir para dançar
 
AaaadançAs Circulares Sagradas ReflexõEs Conv. Ped. Smed Ppt
AaaadançAs Circulares Sagradas   ReflexõEs Conv. Ped. Smed   PptAaaadançAs Circulares Sagradas   ReflexõEs Conv. Ped. Smed   Ppt
AaaadançAs Circulares Sagradas ReflexõEs Conv. Ped. Smed Ppt
 
AaaadançAs Circulares Sagradas ReflexõEs Conv. Ped. Smed Ppt
AaaadançAs Circulares Sagradas   ReflexõEs Conv. Ped. Smed   PptAaaadançAs Circulares Sagradas   ReflexõEs Conv. Ped. Smed   Ppt
AaaadançAs Circulares Sagradas ReflexõEs Conv. Ped. Smed Ppt
 
Apresentação curso de pedagogia
Apresentação curso de pedagogiaApresentação curso de pedagogia
Apresentação curso de pedagogia
 
Aproximações dos Meios de Procedimentos Experimentais e Colaborativos
Aproximações dos Meios de Procedimentos Experimentais e ColaborativosAproximações dos Meios de Procedimentos Experimentais e Colaborativos
Aproximações dos Meios de Procedimentos Experimentais e Colaborativos
 
Projeto ativ ajunior
Projeto ativ ajuniorProjeto ativ ajunior
Projeto ativ ajunior
 
Pcn Arte
Pcn ArtePcn Arte
Pcn Arte
 
Revista Educatrix - Cartilha musical - Ed02
Revista Educatrix - Cartilha musical - Ed02Revista Educatrix - Cartilha musical - Ed02
Revista Educatrix - Cartilha musical - Ed02
 
Comunicação corporal
Comunicação corporalComunicação corporal
Comunicação corporal
 
Paródias Sociologia (PROJETO)
Paródias Sociologia (PROJETO)Paródias Sociologia (PROJETO)
Paródias Sociologia (PROJETO)
 

Último

Teatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundarioTeatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundarioWyngDaFelyzitahLamba
 
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São PauloCurrículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Pauloririg29454
 
ESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da prova
ESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da provaESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da prova
ESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da provaANNAPAULAAIRESDESOUZ
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfAndersonW5
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leiteprofesfrancleite
 
RENASCIMENTO E HUMANISMO_QUIZ 7º ANO.pptx
RENASCIMENTO E HUMANISMO_QUIZ 7º ANO.pptxRENASCIMENTO E HUMANISMO_QUIZ 7º ANO.pptx
RENASCIMENTO E HUMANISMO_QUIZ 7º ANO.pptxAntonioVieira539017
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...azulassessoria9
 
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024azulassessoria9
 
Prova nivel 3 da XXII OBA DE 2019 - GABARITO POWER POINT.pptx
Prova nivel 3 da XXII OBA DE 2019 - GABARITO POWER POINT.pptxProva nivel 3 da XXII OBA DE 2019 - GABARITO POWER POINT.pptx
Prova nivel 3 da XXII OBA DE 2019 - GABARITO POWER POINT.pptxLucasFCapistrano
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptxSlides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfAnaAugustaLagesZuqui
 
Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................mariagrave
 
VIDA E OBRA , PRINCIPAIS ESTUDOS ARISTOTELES.pdf
VIDA E OBRA , PRINCIPAIS ESTUDOS ARISTOTELES.pdfVIDA E OBRA , PRINCIPAIS ESTUDOS ARISTOTELES.pdf
VIDA E OBRA , PRINCIPAIS ESTUDOS ARISTOTELES.pdfbragamoysesaline
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptxnelsontobontrujillo
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfGisellySobral
 
Quiz | Dia da Europa 2024 (comemoração)
Quiz | Dia da Europa 2024  (comemoração)Quiz | Dia da Europa 2024  (comemoração)
Quiz | Dia da Europa 2024 (comemoração)Centro Jacques Delors
 
Questões sobre o Mito da Caverna de Platão
Questões sobre o Mito da Caverna de PlatãoQuestões sobre o Mito da Caverna de Platão
Questões sobre o Mito da Caverna de PlatãoCelimaraTiski
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEblogdoelvis
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxCarolineWaitman
 

Último (20)

Teatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundarioTeatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundario
 
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São PauloCurrículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
 
ESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da prova
ESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da provaESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da prova
ESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da prova
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
 
RENASCIMENTO E HUMANISMO_QUIZ 7º ANO.pptx
RENASCIMENTO E HUMANISMO_QUIZ 7º ANO.pptxRENASCIMENTO E HUMANISMO_QUIZ 7º ANO.pptx
RENASCIMENTO E HUMANISMO_QUIZ 7º ANO.pptx
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
 
Prova nivel 3 da XXII OBA DE 2019 - GABARITO POWER POINT.pptx
Prova nivel 3 da XXII OBA DE 2019 - GABARITO POWER POINT.pptxProva nivel 3 da XXII OBA DE 2019 - GABARITO POWER POINT.pptx
Prova nivel 3 da XXII OBA DE 2019 - GABARITO POWER POINT.pptx
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptxSlides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
 
Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................
 
VIDA E OBRA , PRINCIPAIS ESTUDOS ARISTOTELES.pdf
VIDA E OBRA , PRINCIPAIS ESTUDOS ARISTOTELES.pdfVIDA E OBRA , PRINCIPAIS ESTUDOS ARISTOTELES.pdf
VIDA E OBRA , PRINCIPAIS ESTUDOS ARISTOTELES.pdf
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
 
Quiz | Dia da Europa 2024 (comemoração)
Quiz | Dia da Europa 2024  (comemoração)Quiz | Dia da Europa 2024  (comemoração)
Quiz | Dia da Europa 2024 (comemoração)
 
Questões sobre o Mito da Caverna de Platão
Questões sobre o Mito da Caverna de PlatãoQuestões sobre o Mito da Caverna de Platão
Questões sobre o Mito da Caverna de Platão
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
 

Projeto de Dança de Salão

  • 1. DRE CAPELA DO SOCORRO EMEF “JOÃO DA SILVA” PROJETO: IUCHIKAW DANÇANDO NA ESCOLA Tempo de duração: 15/08/11 a 05/12/2011. Turmas e Séries envolvidas Ensino Fundamental I e II Professor Responsável: Jackson Gomes Tolentino RF. 7485689.1 Jornada: JEIF Público Alvo: Alunos do Ensino Fundamental I e II 1-Justificativa Alguns conceitos como cidadania confunde-se com deveres e direito. Solidariedade, Respeito, Justiça, Compartilhar são conceitos praticamente não exercidos entre os alunos, o que quase gera atos de violência e agressões como; física, ao seu próprio corpo, aos profissionais da escola, desinteresse e desvalorização de sua cultura adquirida e á adquirir através dos orientadores educacionais. Em virtude disso os trabalhos realizados em sala de aula perdem resultados qualitativos e quantitativos, dificultando o trabalho realizado pelos profissionais da escola, mau conservação do patrimônio, enfim nosso principal objetivo que é o aluno, se confunde ao meio deste cenário 2-Objetivo Específico A partir dos diversos ritmos da dança de salão os alunos produzirão o seu próprio saber e desenvolverão os fatos históricos e geográficos ocorridos desde o descobrimento, para ampliar seu universo cultural e construir uma visão crítica da realidade do país. Estes conhecimentos auxiliam a busca de uma melhor qualidade de vida para o indivíduo e para a sua comunidade. Respeitar diferentes grupos e culturas. Conhecer e valorizar os grupos que formam nossa sociedade. Resgatar as diferentes modas de dança. Explorar plano, simetria e espaço, (discussão, reflexão sobre a importância da junção na dança).
  • 2. 3- Objetivo Geral  Por meio da dança, o educando experimenta um meio de expressão diferente da palavra.  Ao falar com o corpo, ele abre a possibilidade de conhecer a si mesmo de outra maneira e melhorar a auto-estima.  O simples prazer de movimentar o corpo alivia o estresse diário e as tensões escolares. Para isso, é importante que o corpo não seja tratado como instrumento, mas como forma de comunicação.  Pouco adianta, por exemplo, ensaiar exaustivamente uma coreografia se a atividade for apenas mecânica. 4-Desenvolvimento:  Promover encontros semanais fora do horário de aula.  Criar condições para que os educandos possam sentir satisfação no ato de dançar.  Disciplinar-se, reeducar-se para: ouvir, sentir, perceber, compreender-se no tempo e espaço.  Ampliar sua ciência e consciência de corpo.  Cumprir tarefas rítmicas. 5- Material  Espaço físico da Unidade Escola;  Aparelho de Som;  DVD / CD;  Vestimentos. 6- CONTEÚDO:  Forró Universitário  Salsa  Bolero  Soltinho
  • 3. 8- AVALIAÇÃO:  Assiduidade.  Participação.  Disciplina.  Apresentações na escola. 9- Importância da dança A dança na vida das crianças é fundamental, tanto para sua formação artística quanto para sua integração social. Tudo porque a dança desenvolve os estímulos: TÁTIL –Sentir os movimentos e seus benefícios para seu corpo. VISUAL –Ver os movimentos e transformá-los em atos. AUDITIVO –Ouvir a música e dominar o seu ritmo. AFETIVO –Emoções e sentimentos transpostos na coreografia. COGNITIVO –Raciocínio, ritmo, coordenação. MOTOR –Esquema corporal. 10-Benefícios da dança de salão Para que o homem evite a alienação é necessário, que tome consciência de seu próprio corpo, do movimento consciente e criativo, de suas possibilidades expressivas, do uso de seu espaço, do sentido do tempo e de sua relação com os demais. A forma como funciona a sociedade em que vivemos, nos leva a ter uma visão fragmentada sobre tudo o que nos rodeia. A vida atual do homem nas grandes cidades, longe da natureza, de sentimentos e manifestações espontâneas, leva-o a massificação e o estereotipam. A dança de salão pode nos proporcionar um conhecimento mais profundo de nossos corpos: seus limites, a beleza de seus movimentos, a alegria da expressão corporal. Cada passo é uma extensão de nosso corpo, pois transmite nossas sensações diante de alguma música, nossa reação está diretamente ligada à emoção que a música nos causa. Nosso corpo tende a se expressar mais lentamente em momentos em que estamos tristes, nossos movimentos parece que expandem a tristeza que sentimos para o ambiente em que estamos, por outro lado, quando estamos alegres, expressamos tal situação em movimentos alegres e descontraídos contagiando o ambiente e as pessoas que estão à nossa volta. (FREITAS, 1998).
  • 4. Referências Bibliográficas: BRASIL - Ministério da Educação - Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais. Brasília, 1997. CANDAU, Vera Maria (Org). Magistério. Construção Cotidiana. Petrópolis: Vozes, 1997. CERTEAU, Michel de. A cultura no plural. São Paulo: Papirus, 1986. FREIRE, Paulo. À sombra desta mangueira. São Paulo: Olho d'Água, 1995. GOMBRICH, E. H. Arte e Ilusão - um estudo da psicologia da representação pictórica. São Paulo: Martins Fontes, 1986. LÉVY, Pierre. O que é o virtual?. Tradução de Paulo Neves. São Paulo: Ed. 34 Coleção TRANS), 1996. Os Sete Saberes necessários à Educação do Futuro. São Paulo: Cortez: Brasília, DF : UNESCO, 2000. PILLAR, Analice Dutra (Org). A Educação do Olhar no Ensino das Artes. Porto Alegre: Mediação, 1999. DAMÁSIO, António. O mistério da consciência: do corpo e das emoções ao conhecimento de si. São Paulo: Companhia das Letras, 2000. ____________. O erro de Descartes: emoção, razão e o cérebro humano. São Paulo: Companhia das Letras, 1996. Cury, Augusto. Pais brilhantes e Professores fascinantes. CANDAU, V. M. (Org.). Magistério: Construção Cotidiana. Petrópolis: Vozes, 1997. CHOMSKY, N. Reflexões sobre a linguagem. Trad. Carlos Vogt (et al.). São Paulo: Cultrix, 1980. DIENES, Z.P.;GOLDING, E.W. Exploração do espaço e prática da medição. Editora Herder, São Paulo, 1969. FAINGUELERNT, E.K. Educação Matemática: Representação e Construção em Parâmetros curriculares nacionais de matemática, 2ciclo. BRANCHER. Leoberto Narciso. Cidadania e transformação social. Papert, Seymour. Logo; computadores e educação.Tradução José Armando Valente e beatriz Bilteman, 1edição, ED.brasiliense s/a, 1985. Nova Escola Internet www.epdança.com.br www.stellaaguiar.com.br www.dancadesalao.com/passosecompassos.com.br www.jaumearoxasp.com.br www.dancart.com.br www.celsovieira.com.br www.celsovieira.com.br