02 gestão escolar organização

5.177 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.177
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
18
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
167
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

02 gestão escolar organização

  1. 1. GESTÃO ESCOLAR Prof. Esp. João Carlos S. Balbi [email_address]
  2. 2. Administração, gerência ou gestão? ADMINISTRAÇÃO, substituída – nova dinastia com a expressão GERÊNCIA. Nas últimas décadas, a palavra GESTÃO ganha nova nobreza. GESTÃO a idéia de dirigir e de decidir, mas ainda pela novidade, sem revelar os preconceitos dos termos anteriores . GESTÃO deve ser uma atividade facilitadora e estruturada na definição e na prática desses objetivos EDUCACIONAIS. GESTÃO é um componente decisivo na eficácia escolar, educação e o ensino. A prática administrativa, a GESTÃO escolar, devem estar a serviço do pedagógico, do educacional.
  3. 3. O CONTEXTO ATUAL E OS ESTILOS DE GESTÃO MUNDO - ALDEIA GLOBAL MUNDO – SISTEMA ABERTO, PRÓXIMO, INTERLIGADO TAYLOR À TEORIA DA CONTINGÊNCIA UM LONGO CAMINHO... TEORIA DA CONTINGÊNCIA = Relativo, contingente, nada é absoluto, não existe uma única e exclusiva melhor maneira de administrar ou de organizar. As empresas bem sucedidas aprendem a adaptar-se às demandas ambientais. Para mudar a empresa precisa – ambiente de mudanças, inovação e criatividade. Exige – planejamento em equipe, envolvendo todas as pessoas.
  4. 4. FLEXIBILIDADE é necessária não só em função das grandes transformações do mundo hoje, mas principalmente porque essas mudanças se acentuarão em grau, velocidade e complexidade. VISÃO ESTRATÉGICA – antever o futuro SER DIRIGENTE – reger uma orquestra, onde as partituras mudam a cada instante e os músicos têm liberdade para marcar seu próprio compasso . PODER – pressupõe liberdade e participação para o alcance de objetivos comuns. MOTIVAÇÃO – possibilita a congruência entre desejos e aspirações individuais com as necessidades do bem comum. Cooperação e colaboração são essenciais. VERDADEIRO LÍDER – é conhecido pelos liderados. LIDERANÇA é: habilidade humana e gerencial; alcançável por pessoas comuns; produto de habilidades e conhecimentos aprendidos; forma de comunicação e articulação existente nas pessoas para garantir o alcance de propósitos comuns.
  5. 5. GESTÃO ESCOLAR 1) A ESCOLA COMO FOCO DE ANÁLISE: A MESO-ABORDAGEM As instituições escolares adquirem uma dimensão própria, enquanto espaço organizacional, onde também se tomam importantes decisões educativas, curriculares e pedagógicas. TERRITORIALIDADE ESPACIAL E CULTURAL JOGO DOS ATORES – INTERNO E EXTERNOS AUTONOMIA CONSTRUÇÃO DO PROJETO PEDAGÓGICO MOBILIZAÇÃO DO CONJUNTO DE PROFISSIONAIS – (TRABALHO COLETIVO) GESTÃO PARTICIPATIVA – PROFESSORES E DIREÇÃO = TRAZER COMUNIDADES LOCAIS PARA DENTRO DA ESCOLA
  6. 6. FINALIDADE DA ESCOLA A ESCOLA É UMA ORGANIZAÇÃO QUE TEM POR FINALIDADE O DESENVOLVIMENTO DE UM CONJUNTO DE CAPACIDADES COGNITIVAS, AFETIVAS E PSICOMOTORAS. VISA O DESENVOLVIMENTO DA AUTONOMIA MORAL E INTELECTUAL DOS SUJEITOS PARA A FORMAÇÃO, CIDADANIA E PREPARAÇÃO PARA O TRABALHO.
  7. 7. AO PROCESSO DE GESTÃO CABE CRIAR CONDIÇÕES PARA QUE O PROCESSO DE BASE CONTE COM REFERENCIAIS E RECURSOS, PRINCIPALMENTE HUMANOS, ADEQUADOS. UMA CULTURA E UM CLIMA ORGANIZACIONAL DE MELHORIA CONTÍNUA DOS PROCESSOS DE GESTÃO SÃO NECESSÁRIOS PARA ASSEGURAR QUALIDADE DOS SERVIÇOS PRESTADOS E FORMAÇÃO COM COMPETÊNCIA, EM UM CENÁRIO SÓCIO-ECONÔMICO DE MUDANÇAS CONSTANTES. DEMOCRATIZAÇÃO DO ENSINO A ESCOLA E O APRIMORAMENTO DO CONHECIMENTO
  8. 8. Direção tem que enfrentar desafios <ul><ul><ul><li>O Diretor de Escola é a figura central do processo educacional dentro da escola que dirige. </li></ul></ul></ul>VISIONÁRIO PENSADOR CORAJOSO SENSÍVEL TOMAR DECISÕES ASSUMIDOR DE COMPROMISSOS O Diretor de Escola tem que liderar, ter posturas firmes e exemplos a serem seguidos.
  9. 9. NOVO PERFIL DO GESTOR <ul><ul><ul><li>CAPACIDADE DE TRABALHAR EM EQUIPE </li></ul></ul></ul>CAPACIDADE DE GERENCIAR UM AMBIENTE CADA VEZ MAIS COMPLEXO MANEJO DE TECNOLOGIAS EMERGENTES CAPACIDADE DE COMUNICAÇÃO DISPOSIÇÃO DE ASSUMIR RESPONSABILIDADE PELOS RESULTADOS CAPACIDADE DE ABSTRAÇÃO SOCIEDADE PÓS-MODERNA E SUAS DEMANDAS PARA A ESCOLA ATUALIZAÇÃO PERMANENTE
  10. 10. <ul><ul><ul><li>ESCOLA >> EDUCAÇÃO DE QUALIDADE >>> REQUER ALTERAÇÃO NA CONCEPÇÃO DE GESTÃO DAS ORGANIZAÇÕES ESCOLARES </li></ul></ul></ul>COMPROMISSO DOS EDUCADORES QUE EDUÇÃO PRATICAMOS? QUE VALORES DEVEM SER TRABALHADOS PELA ESCOLA? A SERVIÇO DE QUEM E DE QUE EDUCAMOS?
  11. 11. Direção tem que enfrentar desafios <ul><ul><ul><li>PREOCUPAÇÕES DA GESTÃO ESCOLAR EM RELAÇÃO AOS OBJETIVOS DA EDUCAÇÃO ESCOLAR. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Perez Gómez </li></ul></ul></ul>CONSIDERAR E TRABALHAR A REALIDADE DO ALUNO EM SEUS ASPECTOS INFORMATIVOS E COMPORTAMENTAIS FUNÇÃO COMPENSATÓRIA ATENÇÃO E RESPEITO PELA DIVERSIDADE
  12. 12. Direção tem que enfrentar desafios <ul><ul><ul><li>APRENDIZAGEM DOS ALUNOS É PREOCUPAÇÃO DA GESTÃO ESCOLAR </li></ul></ul></ul>DIFERENTES CONCEPÇÕES DE GESTÃO DIFERENTES COINCEPÇÕES DE ENSINO -APRENDIZAGEM <ul><li>COMPETÊNCIAIS E HABILIADES: </li></ul><ul><li>REFLEXÃO </li></ul><ul><li>AUTO-AVALIAÇÃO </li></ul><ul><li>- AÇÃO </li></ul>PRÁXIS: AÇÃO –REFLEXÃO -AÇÃO
  13. 13. Direção tem que enfrentar desafios <ul><ul><ul><li>VALORIZAÇÃO DO ASPECTO HUMANO: ERA DAS RELAÇÕES </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>HUMANIZAÇÃO DO SER HUMANO </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>CONHECIMENTO E VIDA ( Maturana e Varela) </li></ul></ul></ul>LINGUAGEM COMUNICAÇÃO PAPEL DO GESTOR, DA GESTÃO PAPEL DO PROFESSOR, DA DOCÊNCIA

×