Radioatividadegrupo 2

447 visualizações

Publicada em

trabalho em grupo de química, turma do 9° ano.

Publicada em: Educação
1 comentário
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
447
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
21
Comentários
1
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Radioatividadegrupo 2

  1. 1. RADIATIVIDADE
  2. 2. A radiatividade é definida como a capacidade que alguns elementos fisicamente instáveis possuem de emitir energia sob forma de partículas ou radiação eletromagnética. A radiatividade foi descoberta no século XIX. Até esse momento predominava a ideia de que os átomos eram as menores partículas da matéria. Com a descoberta da radiação, os cientistas constataram a existência de partículas ainda menores que o átomo, tais como: próton, nêutron, elétron. Vamos rever um pouco dessa história? DESCOBERTA DA RADIATIVIDADE
  3. 3. - No ano de 1896, o físico francês Antoine-Henri Becquerel (1852-1908) observou que um sal de urânio possuía a capacidade de sensibilizar um filme fotográfico, recoberto por uma fina lâmina de metal
  4. 4. - Em 1897, a cientista polonesa Marie Sklodowska Curie (1867-1934) provou que a intensidade da radiação é sempre proporcional à quantidade do urânio empregado na amostra, concluindo que a radioatividade era um fenômeno atômico.
  5. 5. Anos se passaram e a ciência foi evoluindo até ser possível produzir a radioatividade em laboratório. Veja a diferença entre radiação natural e artificial: • Radiatividade natural ou espontânea: é a que se manifesta nos elementos radioativos e nos isótopos que se encontram na natureza. • Radiatividade artificial ou induzida: é aquela produzida por transformações nucleares artificiais. TIPOS DE RADIATIVIDADE
  6. 6. TIPOS DE RADIAÇÃO 1-Emissões alfa (2α4) : partículas com carga elétrica positiva, constituídas de 2 prótons e 2 nêutrons. Velocidade média : 20000 km/s . Poder de penetração : pequeno, são detidas por pele, folha de papel ou 7 cm de ar. Poder ionizante ao ar : elevado, por onde passam capturam elétrons, transformando-se em átomos de Hélio.
  7. 7. TIPOS DE RADIAÇÃO 2-Emissões beta ( -1 β 0 ) : partículas com carga elétrica negativa e massa desprezível (elétrons atirados para fora do núcleo) . Os prótons permanecem no núcleo e os elétrons e neutrinos são atirados fora dele. Velocidade média: 95% da velocidade da luz. Poder de penetração : 50 a 100 vezes mais penetrantes que as partículas alfa. São detidas por 1 cm de alumínio (Al) ou 2 mm de chumbo (Pb). Danos os organismos : maiores do que as emissões alfa, podem penetrar até 2 cm do corpo humano e causar danos sérios.
  8. 8. TIPOS DE RADIAÇÃO 3 - Emissões gama (0γ0) : são ondas eletromagnéticas, da mesma natureza da luz, semelhantes ao raio X. Sem carga elétrica nem massa. Velocidade: igual à da luz= 300 000 km/s. Poder de penetração: alto, são mais penetrantes que raios X São detidas por 5 cm de chumbo (Pb) Danos à saúde: máximo, pois podem atravessar o corpo humano, causando danos irreparáveis.
  9. 9. TIPOS DE RADIAÇÃO Partículas Alfa Raios Gama Papel alumínio chumbo concreto Partículas Beta
  10. 10. A radiatividade geralmente provém de isótopos como urânio-235, césio-137, cobalto-60, tório-232, que são fisicamente instáveis e radioativos, possuindo uma constante e lenta desintegração. Tais isótopos liberam energia através de ondas eletromagnéticas (raio gama) ou partículas subatômicas em alta velocidade: é o que chamamos de radiação. O contato da radiação com seres vivos não é o que podemos chamar de uma boa relação. Elementos mais usados como fonte de energia Tório - Fissão assistida Urânio - Atualmente mais usado Actínio - Altamente radioativo, com radioatividade 150 vezes maior do que o Urânio DESINTEGRAÇÃO RADIATIVA
  11. 11. Os efeitos da radiação podem ser em longo prazo, curto prazo ou apresentar problemas aos descendentes da pessoa infectada (filhos, netos). O indivíduo que recebe a radiação sofre alteração genética, que pode ser transmitida na gestação. Os raios afetam os átomos que estão presentes nas células, provocando alterações em sua estrutura. O resultado? Graves problemas de saúde como a perda das propriedades características dos músculos e da capacidade de efetuar as sínteses necessárias à sobrevivência. OS EFEITOS DA RADIAÇÃO
  12. 12. A radiatividade pode apresentar benefícios ao homem e por isso é utilizada em diferentes áreas. Na medicina, ela é empregada no tratamento de tumores cancerígenos; na indústria é utilizada para obter energia nuclear; e na ciência tem a finalidade de promover o estudo da organização atômica e molecular de outros elementos OS BENEFICIOS DA RADIATIVIDADE
  13. 13. Aplicações na Medicina : no diagnóstico das doenças, com traçadores = tireóide ( I131), tumores cerebrais( Hg197 ),câncer ( Co60 e Cs137 ), etc. OS BENEFICIOS DA RADIATIVIDADE
  14. 14. Aplicações na Química : em traçadores para análise de reações químicas e bioquímicas- em eletrônica, ciência espacial, geologia, medicina, etc. Aplicações na Agricultura ; uso de C14 para análise de absorção de CO2 durante a fotossíntese; uso de radioatividade para obtenção de cereais mais resistentes; etc. OS BENEFICIOS DA RADIATIVIDADE
  15. 15. -Aplicações na indústria : em radiografias de tubos, lajes, etc - para detectar trincas, falhas ou corrosões. No controle de produção; no controle do desgaste de materiais; na determinação de vazamentos em canalizações, oleodutos; na conservação de alimentos; na esterilização de seringas descartáveis; etc. OS BENEFICIOS DA RADIATIVIDADE
  16. 16. VANTAGENS DA RADIATIVIDADE ( ENERGIA NUCLEAR): SUBSTITUIÇÃO DE FONTES DE ENERGIA
  17. 17. MENOS POLUENTES
  18. 18. NÃO NECESSITA DE MUITO ESPAÇO PARA CONSTRUÇÃO
  19. 19. DESVANTAGENS
  20. 20. •Sara Smiler •Danilo Wagner •Lucas Oliveira •Letícia Dias •Samara Cristina •Evelyn Xavier •Luma Souza PARTICIPANTES DO GRUPO:

×