1

229 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
229
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
70
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

1

  1. 1. Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Escola de Ciências e Tecnologias HAVC Unidade curricular: História das Artes Visuais Contemporânias Trabalho de: Joana Queiros nº57773 Vila Real, 19 de Outubro de 2013
  2. 2. Paolo Pellegrin 11-11-2013
  3. 3. Índice • Introdução • Desenvolvimento – Biografia de Paolo Pellegrin – Breve descrição da metodologia e paisagens usadas pelo fotografo – Portefólio – Fotografias pessoais usando a tecnica do fotografo trabalhado 11-11-2013
  4. 4. Biografia • • • Paolo Pellegrin nasceu em 1964 em Roma, Itália. Ele estudou arquitetura na Sapienza Università di Roma, antes de passar para a fotografia no Istituto Italiano di Fotografía, também na capital italiana.. Durante estes anos, ele conheceu o fotógrafo italiano Enzo Ragazzini , que se tornou seu mentor. Entre 1991 e 2001, Pellegrin foi representada por Agence VU em Paris. Em 2001, tornou se um Magnum Photos candidato, passando assim a ser membro em 2005. É um fotógrafo de contrato com a revista Newsweek em os EUA ea revistaZeit, na Alemanha. Entre 2005 e 2006, ele trabalhou num projeto sobre a Guantamano Bay centro de detenção e de seus ex-detentos no Afeganistão, Albânia, Kuwait e no Reino Unido Em 2006, viajou para o Líbano para cobrir a guerra, onde foi ferido em Tiro. Ganhou um dos seus prêmios World Press Photo pelo trabalho no Líbano em Fotografia Humanista para o seu projeto de longo prazo sobre o Islã. Em 2007, foi condecorado com a Medalha de Ouro Robert Capa pela Overseas Press Club pelo seu trabalho sobre a guerra no Líbano e ganhou o Prêmio Europeu de Publishers, que publicou como eu estava morrendo. 11-11-2013
  5. 5. • • sobre Yasser Arafat funeral 's. Com Thomas Dworzak, Alex Majoli e Ilkka Uimonen, criado Off Broadway, um projeto multi-media viajando. No mesmo ano, ele cobriu as consequências do tsunami e do furacão Katrina e ganhou dois prêmios de Imprensa da foto do mundo, uma por seu trabalho sobre o funeral do Papa João Paulo II , e outro para a reportagem sobre os bastidores de desfiles de moda em Nova York. No ano de 2008, ele viajou para a Síria ea Jordânia para uma história sobre a diáspora iraquiana e ganhou o Deutsche Fotobuchpreis 2008 para o livroComo eu estava morrendo e os prêmios Book Award Lucie Internacional de Fotografia de 2008. Ele também trabalhou em Portfolio New York Times Magazine anual do Oscar. 11-11-2013
  6. 6. • • Em 2009 ele foi premiado Getty imagem profissional Grant Fotografia Editorial por seu trabalho sobre a diáspora iraquiana no Oriente Médio e uma Carteira Spezial STERN foi publicado com uma monografia de sua obra. Em 2010 publicou o quinto anual Magnum Photos Moda Magazin e, STORM e o número 130 do Poche coleção de fotos. O livro Dies Irae foi publicado em 2011, quando ele viajou para o Egito e Tunísia para cobrir as revoluções no norte da África. Na atribuição para Zeit Magazine, cobriu o terremoto do Japão e destruição do tsunami. Também foi numa viagem de carro de San Antonio de Oakland para o projeto Magnum "Postcards from America“. Em 2012 publicou o livro de Paolo Pellegrin (Kunstfoyer der Versicherungskammer Bayern) e ganhou um Mundial Prêmio Press Photo com sua reportagem sobre o tsunami no Japão. Na atribuição para Zeit Magazine, ele foi para Guantanamo, mais uma vez, para documentar os EUA Base Naval e condições do centro de detenção sob a administração Obama. Ele trabalhou em Rochester e Miami para o projeto Magnum "Postcards from America". Na atribuição para Zeit Magazine, fez uma segunda viagem para Rochester. 11-11-2013
  7. 7. • Em 2013 ele ganhou seu décimo Mundial Prêmio Press Photo com sua reportagem sobre Rochester, Photographer of the Year em Imagens anuais 70 da competição Ano Internacional eo prestigiado Dr. Erich Salomon Prize 2013. 11-11-2013
  8. 8. Breve descrição da metodologia e paisagens usadas pelo fotografo • Paolo Pellegrin têm como maior afluencia no seu trabalho, fotografias de locais “sinistros” como guerras, catastrofes naturais, locais abandonados com ilusão de desgraça. Juntado a isto usa também quase sempre a fotografia a preto e branco, com grandes relevos para dar mais intensidade á imagem. 11-11-2013
  9. 9. Portfólio INDONESIA. Sumatra island. Banda Aceh. After the tsunami. 2005. Ambas representam, a dor na primeira imagem a dor de quem ficou com a partida dos seus na segunda, o sofrmento de quem tenta resistir. 11-11-2013
  10. 10. Portfólio • Destruição em Petionville, um bairro residencial de Porto Príncipe. Consequências do terremoto. Haiti. janeiro 2010 11-11-2013 • SUDÃO. Sul de Darfur. Aleijado criança refugiada em Nyala.
  11. 11. Portfólio • SUDÃO. Sul da província de Darfur. Destruída aldeia Africana perto de Nyala. 11-11-2013 • Tripoli. The Medina (old city).
  12. 12. Portfólio • Aldeia perto da cidade de Mascara. Outubro de 2001. Civil "patriotas", em cooperação com as forças de elite anti-terrorista da Argélia (SIG) de patrulha à noite, protegendo a vila de ataques terroristas do GIA - Grupo Islâmico Armado. 11-11-2013
  13. 13. Portfólio • Camboja, 1998.Inmates na prisão Kompong Chhnang. 11-11-2013 • Camboja, Phnom Penh, 1998. Phanna, 24 vive em uma favela na periferia da cidade, ela tem SIDA
  14. 14. Portfólio • • A mulher sem-teto manca pelas ruas de Port-au-Prince, Haiti, após um terremoto que devastou o país. 2010 11-11-2013 • Camboja, Phnom Penh, 1998.Nhan, 25 anos, ex-prostituta vietnamita. Paciente de SIDA, está a viver no Camboja desde 1992.
  15. 15. Fotografias pessoais usando a técnica do fotografo trabalhado 11-11-2013

×