Newcoffee

1.109 visualizações

Publicada em

Publicada em: Marketing
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.109
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Newcoffee

  1. 1. Este trabalho é uma abordagem sobre o mercado do café em Portugal, dando uma perspectiva principal sobre os produtos da NewCoffee,Co., de forma a conhecermos porque marcas é formado este grupo, as suas estratégias e objectivos. Pretendemos também, definir o estado actual do mercado, contemplando os dados dos consumidores e marcas concorrentes, a forma como operam, como pensam e como influenciam o próprio mercado.
  2. 2. NewCoffee Estrutura accionista: 34% da Unicer, 22% do Funco Caravela (Inter-Risco), 22% da InovCapital e 22% da IberPartners. Marcas constituintes da empresa: Mercado em que a empresa opera: • Segmento Horeca; • Mercado da produção e distribuição dos cafés torrados; • Possui uma quota de 3,6% no mercado e 13,5 milhões de euros de volume de negócios; • Detém o quarto lugar do sector, atrás da Nutricafés, Nestlé e Delta.
  3. 3. Marcas que compõem a NewCoffee Caffècel • Marca criada em 1994 em Cabeceiras de Basto; • Em Julho de 2008, a marca foi adquirida pelo grupo NewCoffee,Co Sanzala • Marca criada em 1963 no coração da cidade do Porto; • Em 2007 a marca é adquirida pelo grupo NewCoffee.
  4. 4. Lavazza • Nasce em 1895, em Itália; • Entrada da marca no mercado nacional data o ano de 2001; • Em Novembro de 2008, o grupo NewCoffee adquire a carteira de clientes no canal HORECA da marca. Bogani • Entrou no sector dos cafés com a aquisição da totalidade da empresa A Caféeira, em Março de 2002; • A marca Bogani é integrada no portfólio de marcas da NewCoffee.Co., em Setembro de 2009. A Caféeira • Representada em Portugal desde 1866; • Foi totalmente adquirida pela Unicer (Bogani) em 2002
  5. 5. Swot PONTOS FORTES • Grupo Unicer com considerável reconhecimento no mercado nacional. • Diversidade no portfólio de produtos; • Qualidade dos produtos das marcas que constituem o grupo; • Capacidade positiva de adaptabilidade do produto. PONTOS FRACOS • • • • Falta de inovação; Falta de suporte on-line: Mau posicionamento; Má política comercial da empresa; • Empresa New Coffee recente (Falta de Notoriedade);
  6. 6. OPORTUNIDADES • Condenação da Nestlé Portugal pela AdC, (pode ser altura para a NewCoffe criar novas parcerias, e assim aumentar a sua quota de mercado). • Grupo forte e consolidado, com forte peso para a concretização de novas parcerias; • Aposta no consumo no lar; • Criação de ferramentas de fidelização do cliente, (Alargamento de contratos com pontos de venda). AMEAÇAS • Forte concorrência no mercado de cafés; • Crescimento da tendência do consumo de cafés em cápsula; • Aparecimento de máquinas de distribuição de cafés (Vending); • Decréscimo do poder de compra.
  7. 7. Ciclo de vidas das marcas que integram a NewCoffee As marcas que integram a organização em estudo distribuem-se da seguinte forma a nível de ciclo de vida de produto:
  8. 8. CVP - MARCAS Marca Umbrela - Estado de Introdução. Marcas que compõem a New Coffee: Caffècel – Estado de maturidade crescente. Sanzala – Estado de maturidade estabilizada (Saturação). Lavazza e Bogani – Estado de crescimento. Cafeeira – Estado de maturidade decadente / declínio.
  9. 9. CVP - Mercado do café, em Portugal O mercado de café tem caído uma média de 1,3% em volume. Variações Mercado de Café Torrado 2004 2005 2006 Volume -1% -1% -2% Dado este resultado, relacionando estes dados com o ciclo de vida do produto, podemos afirmar que este se encontra no estado de maturidade/declínio.
  10. 10. Ciclo de vida e Estratégia Comercial
  11. 11. → Alta Matriz BCG Pontos de Interrogação ← Taxa de crescimento do mercado Estrelas Vacas Leiteiras Baixa Abacaxis Alta participação relativa de mercado  Baixa
  12. 12. Análise concorrencial Concorrentes directos Delta Buondi (Nestlé) Pontos positivos: Pontos positivos: Líder de mercado; Imagem de marca; Notoriedade da marca; Comunicação Grande nº de lotes; Boa presença nos diferentes canais; Cartão de cliente; da marca divertida, dinâmica, convívio); Formação profissional; Boa penetração de mercado. Complementaridade de serviços; Formação profissional. Pontos negativos: Pontos negativos: Incongruência ao nível da comunicação. Baixa gama de produtos. (descontraída, jovial,
  13. 13. Segrafedo Zanetti Sical Pontos positivos Pontos positivos: Abundância de lojas e quiosques Sical; Marca “topo de gama”; Material exclusivo para o ponto de venda; Cartão de cliente; Notoriedade a nível internacional; Formação profissional; Forte notoriedade. Forte presença no mercado internacional. Pontos negativos: Fraca comunicação; Pontos negativos: Baixa penetração. Taxa de crescimento negativa.
  14. 14. Segmentação de mercado - Alargado portfólio de produtos que atingem diferentes segmentos de mercado; - NewCoffee não dispõe de produtos direccionados para o consumo no lar; - Atingimento de segmentos de mercado a nível geográfico (regionalismo das marcas; por ex.: Sanzala) e necessidades específicas dos consumidores; - Marcas direccionadas para um segmento jovem, dinâmico e activo (Bogani, Lavazza); - Marcas que atingem um segmento mais tradicionalista e fidelizado junto da mesma (Caffècel, A Caféeira, Sanzala).
  15. 15. Posicionamento Bogani – “Mentes despertas”; Caffècel – “Um universo que a Caffècel traz até si com uma cuidadosa e rigorosa selecção”; Lavazza – “Italy’s favourite coffee”; A Caféeira – “A companhia do café”; Sanzala – Tradição do café; NewCoffee – “Sabemos bem”.
  16. 16. Marketing-mix Produto - NewCoffee – marca com baixa indíce de notoriedade; - Aplicação da imagem NewCoffee nas embalagens e na comunicação das marcas que a constituem; - Desenvolvimento na vertente de consumo no lar; - Desenvolvimento de nova imagem para as marcas Caffècel e A Caféeira; - Aposta forte nos produtos Bogani e Lavazza.
  17. 17. Preço - Alinhamento pelos concorrentes em função do posicionamento pretendido; - Ponderação entre custos de produção, a margem e preços dos concorrentes; - Produtos de consumo no lar num patamar intermédio em relação à Nesprezzo e Dolce Gusto; - Equilíbrio entre preço e confiança do consumidor.
  18. 18. Promoção - Criação de uma imagem específica para o ponto de venda (bares, cafés); - Imagem distinta para distribuidores (hipermercados, supermercados); - Aposta na imagem Bogani (por ex.: Café Bogani – Cais de Gaia) e Lavazza; - Aposta na degustação e oferta de brindes para recordação da marca e consequente memorização (hipermercados, supermercados).
  19. 19. Distribuição - Firmar a distribuição dos seus produtos nos principais grossistas que operam no mercado (Modelo Continente, Auchan, Pingo Doce); - Posterior incidência nos Intermarché e Feira Nova); distribuidores - Dar profundidade e largura à distribuição dos nossos produtos no mercado nacional.
  20. 20. New Coffee/Distribuição Lançamento da Lavazza para distribuição (Razões): • Marca Italiana; • Marca bem posicionada em Portugal; • Bem estabelecida internacionalmente (presente em cerca de 90 países de 5 continentes); • Investe cada vez mais na expansão para o mercado exterior; • Está entre as cinquenta primeiras em nível europeu, por notoriedade e presença.
  21. 21. Nuno Costa João Correia & Wilson Parada Turma G2NB Gestão de Produto

×