SlideShare uma empresa Scribd logo
MONITORIZAÇÃO DE ESTERILIZAÇÃO
Esterilização
JANAÍNA NASCIMENTO LASSALA
E N F E R M E I R A C C I H / C M E
F O R M A D A P E L A U N I V E R S I D A D E F E D E R A L D A B A H I A
P Ó S G R A D U A D A E M G E R O N T O L O G I A - U F B A
E S P E C I A L I Z A Ç Ã O E M E N F E R M A G E M D E R M A T O L Ó G I C A - E S T Á C I O
Esterilização
 Reprocessamento Seguro
 Processo onde os
microrganismos vivos são
removidos ou mortos a tal
ponto que não seja
possível detectá-los no
meio de cultura padrão
onde previamente haviam
proliferado
Processo de Esterilização
Classificação de Materiais
Material Não Crítico
Entra em contato com pele
íntegra. Ex.: comadre
Material Semi Crítico
Entra em contato com
mucosa ou com pele não
íntegra. Ex.: inaladores
Material Crítico
Entra em contato com vasos
sanguíneos ou tecidos livres
de microorganismos. Ex.:
instrumental
Limpeza
Desinfecção
Esterilização
Infecção
Susceptível
Reservatório
Agente
REQUISITOS PARA
UM PROCESSO
EFICAZ
Esterilização
Limpeza
 Remoção da sujidade, utilizando-se de ação
mecânica
É possível limpar o material sem esterilizá-lo, mas
é IMPOSSÍVEL esterilizar ou desinfetar sem
antes limpar o material adequadamente.
Tipos de limpeza
 Limpeza Manual
- Procedimento manual por meio de ação física
 Limpeza Mecânica
- Procedimento automatizado por meio de lavadoras
com ação física e química (ex.: ultra-sônica,
descontaminadoras de descarga, termo-
desinfectadoras)
Insumos
 Detergentes: limpeza por redução da tensão
superficial da água, dispersão e suspensão da sujeira
 Desinfetantes: agentes químicos capazes de
destruir bactérias, fungos e vírus em um intervalo de
tempo operacional
 Lubrificantes: proteção de instrumentais, deve ser
solúvel em água
Finalidades
 Garantia da eficácia do processo de esterilização;
 Garantia de reuso de artigos não críticos que são
submetidos à limpeza;
 Preservação do material;
 Prevenção de deterioração;
 Restauração da aparência;
 Redução e remoção da carga microbiana presente.
Desinfecção
 É o processo de eliminação e destruição de
microorganismos, patogênicos ou não através de
germicidas ou desinfetantes.
 São usados os seguintes princípios ativos permitidos
como desinfetantes pelo Ministério da Saúde:
hipoclorito 1%, ácido paracético.
Secagem
 Importância: a umidade interfere no processo de
esterilização.
 Material utilizado:
- Ar comprimido medicinal (material com lúmen)
- Pano limpo, seco e absorvente
Preparo
 Inspeção e verificação de artigos – lupa
- oxidações, sujidades ou umidade
 Selagem e embalagem
- finalidades
- cuidados com a selagem
 Identificação Material: __________________________________
Esterilizado em: ___/____/____ Hora:________
Validade: ___/____/____
Assinatura: _________________
Não
Esquecer!
Higienização
das Mãos
Proteção da Saúde do Trabalhador
Área/EPI
Óculos
proteção
Máscara Luvas
Avental
impermeável
Protetor
auricular
Calçado
Recepção X X
Procedimento
X -
Impermeável
Antiderrapante
Limpeza/
preparo X X
Borracha cano
longo X X
Impermeável
Antiderrapante
Inspeção
- X
Procedimento
-
Se
necessário
Calçado
fechado
Desinfecção
química X X
Borracha cano
longo X -
Impermeável
Antiderrapante
Fonte: Resolução RDC 15 de 15 de março de 2012
Controles do Processo de Esterilização
1. Controle de Carga Indicador Biológico
2. Controle de Pacote Indicador Químico
3. Controle de Processo Fita de Autoclave
4. Controle de dos Registros Livro de Registros
Controle de Carga
 Teste: indicador biológico
 Objetivo: monitorar carga baseada no resultado do
IB colocado no pacote teste
 Frequência: diário (primeira carga do dia)
Indicadores Biológicos
 Verdadeiro controle de carga
 Integra todos os parâmetros necessários ao processo
 Teste mais crítico para o processo
Teste Biológico
Controle de Pacote
 Teste: integrador químico (classe 5 ou 6)
 Objetivo: reagir a todos os parâmetros críticos
dentro de um intervalo de tempo específico de ciclo
de esterilização (tempo, temperatura e vapor)
 Frequência: em cada pacote processado
Controle de processo
 Classe 5 – Indicador
integrador
 Classe 6 – Indicador
emulador
Controle de Processo
 Informa se o artigo foi processado
 Não deve ser o único meio de liberação de carga
Controle de Registro
 Documentar material processado e o resultado
obtido
 Objetivo: rastrear pacote não estéril
 Frequência: diário e após reparos ou manutenções
Não podemos ver a esterilidade ...
... Mas podemos nos cercar de cuidados para
que ela seja efetiva e transmita segurança.
Monitoramento da Esterilização

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Período Pós Operatório AULA 7
Período Pós Operatório AULA 7Período Pós Operatório AULA 7
Período Pós Operatório AULA 7
Aline Bandeira
 
Estratégia Multimodal da OMS para Higienização das mãos e Degermação cirúrgica
 Estratégia Multimodal da OMS para Higienização das mãos e Degermação cirúrgica Estratégia Multimodal da OMS para Higienização das mãos e Degermação cirúrgica
Estratégia Multimodal da OMS para Higienização das mãos e Degermação cirúrgica
resenfe2013
 
Apresentação 2 limpeza de materiais e arrumação de caixa.
Apresentação 2 limpeza de materiais e arrumação de caixa.Apresentação 2 limpeza de materiais e arrumação de caixa.
Apresentação 2 limpeza de materiais e arrumação de caixa.
Eliete Santos
 
Assepsia e antissepsia
Assepsia e antissepsiaAssepsia e antissepsia
Assepsia e antissepsia
Fernando de Oliveira Dutra
 
Limpeza, desinfecção e esterilização de artigos como medidas de prevenção e c...
Limpeza, desinfecção e esterilização de artigos como medidas de prevenção e c...Limpeza, desinfecção e esterilização de artigos como medidas de prevenção e c...
Limpeza, desinfecção e esterilização de artigos como medidas de prevenção e c...
Conceicao Cavalcante
 
Aula tempos cirurgicos
Aula tempos cirurgicosAula tempos cirurgicos
Aula tempos cirurgicos
Cacilda Peixoto
 
Limpeza e desinfecção hospitalar
Limpeza e desinfecção hospitalarLimpeza e desinfecção hospitalar
Limpeza e desinfecção hospitalar
PrLinaldo Junior
 
Períodos Perioperatórios: Pré Operatório AULA 4
Períodos Perioperatórios: Pré Operatório AULA 4Períodos Perioperatórios: Pré Operatório AULA 4
Períodos Perioperatórios: Pré Operatório AULA 4
Aline Bandeira
 
Limpeza e higienização hospitalar
Limpeza e higienização hospitalarLimpeza e higienização hospitalar
Limpeza e higienização hospitalar
B&R Consultoria Empresarial
 
ESTRUTURA DO CME - ALTERADO.pptx
ESTRUTURA DO CME - ALTERADO.pptxESTRUTURA DO CME - ALTERADO.pptx
ESTRUTURA DO CME - ALTERADO.pptx
MariaTeresaDaCunha1
 
Aula residuos de serviços da saúde
Aula   residuos de serviços da saúdeAula   residuos de serviços da saúde
Aula residuos de serviços da saúde
santhdalcin
 
Complicações cirurgicass.pptx
Complicações cirurgicass.pptxComplicações cirurgicass.pptx
Complicações cirurgicass.pptx
MeysonSantosSilva
 
Limpeza hospitalar
Limpeza hospitalarLimpeza hospitalar
Limpeza hospitalar
0100100100
 
Semiologia slide pronto 19112012 (1)
Semiologia slide pronto 19112012 (1)Semiologia slide pronto 19112012 (1)
Semiologia slide pronto 19112012 (1)
Karina Pereira
 
Assepsia+e
Assepsia+eAssepsia+e
Esterilizar
EsterilizarEsterilizar
Esterilizar
guestf58886
 
Instrumental cirurgico
Instrumental cirurgicoInstrumental cirurgico
Instrumental cirurgico
Marcilio Araujo Araujo
 
Centro cirurgico
Centro cirurgicoCentro cirurgico
Centro cirurgico
shaxa
 
Precauções para prevenção de transmissão de agentes infecciosos intra-hospitalar
Precauções para prevenção de transmissão de agentes infecciosos intra-hospitalarPrecauções para prevenção de transmissão de agentes infecciosos intra-hospitalar
Precauções para prevenção de transmissão de agentes infecciosos intra-hospitalar
Grupo Ivan Ervilha
 
Montagem, circulação e desmontagem de uma sala de operação (SO) - No Caminho ...
Montagem, circulação e desmontagem de uma sala de operação (SO) - No Caminho ...Montagem, circulação e desmontagem de uma sala de operação (SO) - No Caminho ...
Montagem, circulação e desmontagem de uma sala de operação (SO) - No Caminho ...
Lucas Fontes
 

Mais procurados (20)

Período Pós Operatório AULA 7
Período Pós Operatório AULA 7Período Pós Operatório AULA 7
Período Pós Operatório AULA 7
 
Estratégia Multimodal da OMS para Higienização das mãos e Degermação cirúrgica
 Estratégia Multimodal da OMS para Higienização das mãos e Degermação cirúrgica Estratégia Multimodal da OMS para Higienização das mãos e Degermação cirúrgica
Estratégia Multimodal da OMS para Higienização das mãos e Degermação cirúrgica
 
Apresentação 2 limpeza de materiais e arrumação de caixa.
Apresentação 2 limpeza de materiais e arrumação de caixa.Apresentação 2 limpeza de materiais e arrumação de caixa.
Apresentação 2 limpeza de materiais e arrumação de caixa.
 
Assepsia e antissepsia
Assepsia e antissepsiaAssepsia e antissepsia
Assepsia e antissepsia
 
Limpeza, desinfecção e esterilização de artigos como medidas de prevenção e c...
Limpeza, desinfecção e esterilização de artigos como medidas de prevenção e c...Limpeza, desinfecção e esterilização de artigos como medidas de prevenção e c...
Limpeza, desinfecção e esterilização de artigos como medidas de prevenção e c...
 
Aula tempos cirurgicos
Aula tempos cirurgicosAula tempos cirurgicos
Aula tempos cirurgicos
 
Limpeza e desinfecção hospitalar
Limpeza e desinfecção hospitalarLimpeza e desinfecção hospitalar
Limpeza e desinfecção hospitalar
 
Períodos Perioperatórios: Pré Operatório AULA 4
Períodos Perioperatórios: Pré Operatório AULA 4Períodos Perioperatórios: Pré Operatório AULA 4
Períodos Perioperatórios: Pré Operatório AULA 4
 
Limpeza e higienização hospitalar
Limpeza e higienização hospitalarLimpeza e higienização hospitalar
Limpeza e higienização hospitalar
 
ESTRUTURA DO CME - ALTERADO.pptx
ESTRUTURA DO CME - ALTERADO.pptxESTRUTURA DO CME - ALTERADO.pptx
ESTRUTURA DO CME - ALTERADO.pptx
 
Aula residuos de serviços da saúde
Aula   residuos de serviços da saúdeAula   residuos de serviços da saúde
Aula residuos de serviços da saúde
 
Complicações cirurgicass.pptx
Complicações cirurgicass.pptxComplicações cirurgicass.pptx
Complicações cirurgicass.pptx
 
Limpeza hospitalar
Limpeza hospitalarLimpeza hospitalar
Limpeza hospitalar
 
Semiologia slide pronto 19112012 (1)
Semiologia slide pronto 19112012 (1)Semiologia slide pronto 19112012 (1)
Semiologia slide pronto 19112012 (1)
 
Assepsia+e
Assepsia+eAssepsia+e
Assepsia+e
 
Esterilizar
EsterilizarEsterilizar
Esterilizar
 
Instrumental cirurgico
Instrumental cirurgicoInstrumental cirurgico
Instrumental cirurgico
 
Centro cirurgico
Centro cirurgicoCentro cirurgico
Centro cirurgico
 
Precauções para prevenção de transmissão de agentes infecciosos intra-hospitalar
Precauções para prevenção de transmissão de agentes infecciosos intra-hospitalarPrecauções para prevenção de transmissão de agentes infecciosos intra-hospitalar
Precauções para prevenção de transmissão de agentes infecciosos intra-hospitalar
 
Montagem, circulação e desmontagem de uma sala de operação (SO) - No Caminho ...
Montagem, circulação e desmontagem de uma sala de operação (SO) - No Caminho ...Montagem, circulação e desmontagem de uma sala de operação (SO) - No Caminho ...
Montagem, circulação e desmontagem de uma sala de operação (SO) - No Caminho ...
 

Destaque

Processo de esterilização
Processo de esterilizaçãoProcesso de esterilização
Processo de esterilização
Amanda Amate
 
63 riscos
63 riscos63 riscos
Manual sobre autoclave sus
Manual sobre autoclave   susManual sobre autoclave   sus
Manual sobre autoclave sus
paudosfeerros
 
Aula 4 biossegurança ii
Aula 4   biossegurança iiAula 4   biossegurança ii
Aula 4 biossegurança ii
José Vitor Alves
 
Limpeza e preparo de materiais para esterilização - Central de Material Ester...
Limpeza e preparo de materiais para esterilização - Central de Material Ester...Limpeza e preparo de materiais para esterilização - Central de Material Ester...
Limpeza e preparo de materiais para esterilização - Central de Material Ester...
Teresa Oliveira
 
Manual Higiene e Desinfecção Hospitalar
Manual Higiene e Desinfecção HospitalarManual Higiene e Desinfecção Hospitalar
Manual Higiene e Desinfecção Hospitalar
General Clean
 
Autoclave
AutoclaveAutoclave
Autoclave
tammy1986
 

Destaque (7)

Processo de esterilização
Processo de esterilizaçãoProcesso de esterilização
Processo de esterilização
 
63 riscos
63 riscos63 riscos
63 riscos
 
Manual sobre autoclave sus
Manual sobre autoclave   susManual sobre autoclave   sus
Manual sobre autoclave sus
 
Aula 4 biossegurança ii
Aula 4   biossegurança iiAula 4   biossegurança ii
Aula 4 biossegurança ii
 
Limpeza e preparo de materiais para esterilização - Central de Material Ester...
Limpeza e preparo de materiais para esterilização - Central de Material Ester...Limpeza e preparo de materiais para esterilização - Central de Material Ester...
Limpeza e preparo de materiais para esterilização - Central de Material Ester...
 
Manual Higiene e Desinfecção Hospitalar
Manual Higiene e Desinfecção HospitalarManual Higiene e Desinfecção Hospitalar
Manual Higiene e Desinfecção Hospitalar
 
Autoclave
AutoclaveAutoclave
Autoclave
 

Semelhante a Monitoramento da Esterilização

Aula_CME_Atualizada.pptx
Aula_CME_Atualizada.pptxAula_CME_Atualizada.pptx
Aula_CME_Atualizada.pptx
VanessaAlvesDeSouza4
 
Aula Unidade 4 - Processamento de Produtos para Saúde.pdf
Aula Unidade 4 - Processamento de Produtos para Saúde.pdfAula Unidade 4 - Processamento de Produtos para Saúde.pdf
Aula Unidade 4 - Processamento de Produtos para Saúde.pdf
RaquelOlimpio1
 
Aula 8 - LIMPEZA, DESINFECÇÃO E ESTERILIZAÇÃO OK.pdf
Aula 8 - LIMPEZA, DESINFECÇÃO E ESTERILIZAÇÃO OK.pdfAula 8 - LIMPEZA, DESINFECÇÃO E ESTERILIZAÇÃO OK.pdf
Aula 8 - LIMPEZA, DESINFECÇÃO E ESTERILIZAÇÃO OK.pdf
HerikaValenzuelaferr
 
pcr
pcrpcr
pcr
tita999
 
Aula 25 - CC e CME III (Slide).pptx
Aula 25 - CC e CME III (Slide).pptxAula 25 - CC e CME III (Slide).pptx
Aula 25 - CC e CME III (Slide).pptx
Felipe Ribeiro
 
Aula Biossegurança - Embalagem.pdf
Aula Biossegurança - Embalagem.pdfAula Biossegurança - Embalagem.pdf
Aula Biossegurança - Embalagem.pdf
TedTrindade1
 
Higienizacaoehaccpnaindustriaagro alimentar-130504160847-phpapp02
Higienizacaoehaccpnaindustriaagro alimentar-130504160847-phpapp02Higienizacaoehaccpnaindustriaagro alimentar-130504160847-phpapp02
Higienizacaoehaccpnaindustriaagro alimentar-130504160847-phpapp02
Pelo Siro
 
Higienização e haccp na indústria agro alimentar
Higienização e haccp na indústria agro alimentarHigienização e haccp na indústria agro alimentar
Higienização e haccp na indústria agro alimentar
Tiago Faisca
 
Aula6 esteriliza
Aula6 esterilizaAula6 esteriliza
Aula6 esteriliza
Thalita Chaim
 
Aula 06 - Limpeza e esterilização.pdf
Aula 06 - Limpeza e esterilização.pdfAula 06 - Limpeza e esterilização.pdf
Aula 06 - Limpeza e esterilização.pdf
MayaraOliveira228
 
M4 Materiais
M4 MateriaisM4 Materiais
M4 Materiais
Mariana Ferreira
 
AULA DE BISSEGURANÇA TURMA DE ENFERMAGEM E FARMÁCIA
AULA DE BISSEGURANÇA TURMA DE ENFERMAGEM  E FARMÁCIAAULA DE BISSEGURANÇA TURMA DE ENFERMAGEM  E FARMÁCIA
AULA DE BISSEGURANÇA TURMA DE ENFERMAGEM E FARMÁCIA
KarineRibeiro57
 
Agentes biologicos
Agentes biologicosAgentes biologicos
Agentes biologicos
Rita Cleia
 
Introdução à higienização - definições, fatores e etapas.ppt
Introdução à higienização -  definições, fatores e etapas.pptIntrodução à higienização -  definições, fatores e etapas.ppt
Introdução à higienização - definições, fatores e etapas.ppt
GUILHERMEERNANDES1
 
BIOSSEGURANÇA.ppt
BIOSSEGURANÇA.pptBIOSSEGURANÇA.ppt
BIOSSEGURANÇA.ppt
AndriellyFernanda1
 
Processo de esterilização de materiais médicos_hospitalares.pptx
Processo de esterilização de materiais médicos_hospitalares.pptxProcesso de esterilização de materiais médicos_hospitalares.pptx
Processo de esterilização de materiais médicos_hospitalares.pptx
savesegdotrabalho
 
processodeesterilizaodemateriaismdicoshospitalares-240313195632-86dbc181.pdf
processodeesterilizaodemateriaismdicoshospitalares-240313195632-86dbc181.pdfprocessodeesterilizaodemateriaismdicoshospitalares-240313195632-86dbc181.pdf
processodeesterilizaodemateriaismdicoshospitalares-240313195632-86dbc181.pdf
RaquelOlimpio1
 
Aula biossegurança dna
Aula biossegurança   dnaAula biossegurança   dna
Aula biossegurança dna
anadeiva
 
Trabalhadores higiene das_instalacoes_equipamentos-1
Trabalhadores higiene das_instalacoes_equipamentos-1Trabalhadores higiene das_instalacoes_equipamentos-1
Trabalhadores higiene das_instalacoes_equipamentos-1
Telma Cacém E Juromenha
 
Esterilizacaoesterelização
EsterilizacaoesterelizaçãoEsterilizacaoesterelização
Esterilizacaoesterelização
Willian França
 

Semelhante a Monitoramento da Esterilização (20)

Aula_CME_Atualizada.pptx
Aula_CME_Atualizada.pptxAula_CME_Atualizada.pptx
Aula_CME_Atualizada.pptx
 
Aula Unidade 4 - Processamento de Produtos para Saúde.pdf
Aula Unidade 4 - Processamento de Produtos para Saúde.pdfAula Unidade 4 - Processamento de Produtos para Saúde.pdf
Aula Unidade 4 - Processamento de Produtos para Saúde.pdf
 
Aula 8 - LIMPEZA, DESINFECÇÃO E ESTERILIZAÇÃO OK.pdf
Aula 8 - LIMPEZA, DESINFECÇÃO E ESTERILIZAÇÃO OK.pdfAula 8 - LIMPEZA, DESINFECÇÃO E ESTERILIZAÇÃO OK.pdf
Aula 8 - LIMPEZA, DESINFECÇÃO E ESTERILIZAÇÃO OK.pdf
 
pcr
pcrpcr
pcr
 
Aula 25 - CC e CME III (Slide).pptx
Aula 25 - CC e CME III (Slide).pptxAula 25 - CC e CME III (Slide).pptx
Aula 25 - CC e CME III (Slide).pptx
 
Aula Biossegurança - Embalagem.pdf
Aula Biossegurança - Embalagem.pdfAula Biossegurança - Embalagem.pdf
Aula Biossegurança - Embalagem.pdf
 
Higienizacaoehaccpnaindustriaagro alimentar-130504160847-phpapp02
Higienizacaoehaccpnaindustriaagro alimentar-130504160847-phpapp02Higienizacaoehaccpnaindustriaagro alimentar-130504160847-phpapp02
Higienizacaoehaccpnaindustriaagro alimentar-130504160847-phpapp02
 
Higienização e haccp na indústria agro alimentar
Higienização e haccp na indústria agro alimentarHigienização e haccp na indústria agro alimentar
Higienização e haccp na indústria agro alimentar
 
Aula6 esteriliza
Aula6 esterilizaAula6 esteriliza
Aula6 esteriliza
 
Aula 06 - Limpeza e esterilização.pdf
Aula 06 - Limpeza e esterilização.pdfAula 06 - Limpeza e esterilização.pdf
Aula 06 - Limpeza e esterilização.pdf
 
M4 Materiais
M4 MateriaisM4 Materiais
M4 Materiais
 
AULA DE BISSEGURANÇA TURMA DE ENFERMAGEM E FARMÁCIA
AULA DE BISSEGURANÇA TURMA DE ENFERMAGEM  E FARMÁCIAAULA DE BISSEGURANÇA TURMA DE ENFERMAGEM  E FARMÁCIA
AULA DE BISSEGURANÇA TURMA DE ENFERMAGEM E FARMÁCIA
 
Agentes biologicos
Agentes biologicosAgentes biologicos
Agentes biologicos
 
Introdução à higienização - definições, fatores e etapas.ppt
Introdução à higienização -  definições, fatores e etapas.pptIntrodução à higienização -  definições, fatores e etapas.ppt
Introdução à higienização - definições, fatores e etapas.ppt
 
BIOSSEGURANÇA.ppt
BIOSSEGURANÇA.pptBIOSSEGURANÇA.ppt
BIOSSEGURANÇA.ppt
 
Processo de esterilização de materiais médicos_hospitalares.pptx
Processo de esterilização de materiais médicos_hospitalares.pptxProcesso de esterilização de materiais médicos_hospitalares.pptx
Processo de esterilização de materiais médicos_hospitalares.pptx
 
processodeesterilizaodemateriaismdicoshospitalares-240313195632-86dbc181.pdf
processodeesterilizaodemateriaismdicoshospitalares-240313195632-86dbc181.pdfprocessodeesterilizaodemateriaismdicoshospitalares-240313195632-86dbc181.pdf
processodeesterilizaodemateriaismdicoshospitalares-240313195632-86dbc181.pdf
 
Aula biossegurança dna
Aula biossegurança   dnaAula biossegurança   dna
Aula biossegurança dna
 
Trabalhadores higiene das_instalacoes_equipamentos-1
Trabalhadores higiene das_instalacoes_equipamentos-1Trabalhadores higiene das_instalacoes_equipamentos-1
Trabalhadores higiene das_instalacoes_equipamentos-1
 
Esterilizacaoesterelização
EsterilizacaoesterelizaçãoEsterilizacaoesterelização
Esterilizacaoesterelização
 

Mais de Janaína Lassala

Avaliação e tratamento de feridas - CBCENF
Avaliação e tratamento de feridas - CBCENFAvaliação e tratamento de feridas - CBCENF
Avaliação e tratamento de feridas - CBCENF
Janaína Lassala
 
Administração de medicamentos
Administração de medicamentosAdministração de medicamentos
Administração de medicamentos
Janaína Lassala
 
Biossegurança
BiossegurançaBiossegurança
Biossegurança
Janaína Lassala
 
Assistência ao Paciente Grande Queimado
Assistência ao Paciente Grande QueimadoAssistência ao Paciente Grande Queimado
Assistência ao Paciente Grande Queimado
Janaína Lassala
 
Curativos e coberturas
Curativos e coberturasCurativos e coberturas
Curativos e coberturas
Janaína Lassala
 
Feridas neoplásicas
Feridas neoplásicasFeridas neoplásicas
Feridas neoplásicas
Janaína Lassala
 
SUS - Aula
SUS - AulaSUS - Aula
SUS - Aula
Janaína Lassala
 
Envelhecimento
EnvelhecimentoEnvelhecimento
Envelhecimento
Janaína Lassala
 
Úlceras Vasculogênicas
Úlceras VasculogênicasÚlceras Vasculogênicas
Úlceras Vasculogênicas
Janaína Lassala
 

Mais de Janaína Lassala (9)

Avaliação e tratamento de feridas - CBCENF
Avaliação e tratamento de feridas - CBCENFAvaliação e tratamento de feridas - CBCENF
Avaliação e tratamento de feridas - CBCENF
 
Administração de medicamentos
Administração de medicamentosAdministração de medicamentos
Administração de medicamentos
 
Biossegurança
BiossegurançaBiossegurança
Biossegurança
 
Assistência ao Paciente Grande Queimado
Assistência ao Paciente Grande QueimadoAssistência ao Paciente Grande Queimado
Assistência ao Paciente Grande Queimado
 
Curativos e coberturas
Curativos e coberturasCurativos e coberturas
Curativos e coberturas
 
Feridas neoplásicas
Feridas neoplásicasFeridas neoplásicas
Feridas neoplásicas
 
SUS - Aula
SUS - AulaSUS - Aula
SUS - Aula
 
Envelhecimento
EnvelhecimentoEnvelhecimento
Envelhecimento
 
Úlceras Vasculogênicas
Úlceras VasculogênicasÚlceras Vasculogênicas
Úlceras Vasculogênicas
 

Monitoramento da Esterilização

  • 1. MONITORIZAÇÃO DE ESTERILIZAÇÃO Esterilização JANAÍNA NASCIMENTO LASSALA E N F E R M E I R A C C I H / C M E F O R M A D A P E L A U N I V E R S I D A D E F E D E R A L D A B A H I A P Ó S G R A D U A D A E M G E R O N T O L O G I A - U F B A E S P E C I A L I Z A Ç Ã O E M E N F E R M A G E M D E R M A T O L Ó G I C A - E S T Á C I O
  • 2. Esterilização  Reprocessamento Seguro  Processo onde os microrganismos vivos são removidos ou mortos a tal ponto que não seja possível detectá-los no meio de cultura padrão onde previamente haviam proliferado
  • 4. Classificação de Materiais Material Não Crítico Entra em contato com pele íntegra. Ex.: comadre Material Semi Crítico Entra em contato com mucosa ou com pele não íntegra. Ex.: inaladores Material Crítico Entra em contato com vasos sanguíneos ou tecidos livres de microorganismos. Ex.: instrumental Limpeza Desinfecção Esterilização
  • 7. Limpeza  Remoção da sujidade, utilizando-se de ação mecânica É possível limpar o material sem esterilizá-lo, mas é IMPOSSÍVEL esterilizar ou desinfetar sem antes limpar o material adequadamente.
  • 8. Tipos de limpeza  Limpeza Manual - Procedimento manual por meio de ação física  Limpeza Mecânica - Procedimento automatizado por meio de lavadoras com ação física e química (ex.: ultra-sônica, descontaminadoras de descarga, termo- desinfectadoras)
  • 9. Insumos  Detergentes: limpeza por redução da tensão superficial da água, dispersão e suspensão da sujeira  Desinfetantes: agentes químicos capazes de destruir bactérias, fungos e vírus em um intervalo de tempo operacional  Lubrificantes: proteção de instrumentais, deve ser solúvel em água
  • 10. Finalidades  Garantia da eficácia do processo de esterilização;  Garantia de reuso de artigos não críticos que são submetidos à limpeza;  Preservação do material;  Prevenção de deterioração;  Restauração da aparência;  Redução e remoção da carga microbiana presente.
  • 11.
  • 12. Desinfecção  É o processo de eliminação e destruição de microorganismos, patogênicos ou não através de germicidas ou desinfetantes.  São usados os seguintes princípios ativos permitidos como desinfetantes pelo Ministério da Saúde: hipoclorito 1%, ácido paracético.
  • 13. Secagem  Importância: a umidade interfere no processo de esterilização.  Material utilizado: - Ar comprimido medicinal (material com lúmen) - Pano limpo, seco e absorvente
  • 14. Preparo  Inspeção e verificação de artigos – lupa - oxidações, sujidades ou umidade  Selagem e embalagem - finalidades - cuidados com a selagem  Identificação Material: __________________________________ Esterilizado em: ___/____/____ Hora:________ Validade: ___/____/____ Assinatura: _________________
  • 16. Proteção da Saúde do Trabalhador Área/EPI Óculos proteção Máscara Luvas Avental impermeável Protetor auricular Calçado Recepção X X Procedimento X - Impermeável Antiderrapante Limpeza/ preparo X X Borracha cano longo X X Impermeável Antiderrapante Inspeção - X Procedimento - Se necessário Calçado fechado Desinfecção química X X Borracha cano longo X - Impermeável Antiderrapante Fonte: Resolução RDC 15 de 15 de março de 2012
  • 17. Controles do Processo de Esterilização 1. Controle de Carga Indicador Biológico 2. Controle de Pacote Indicador Químico 3. Controle de Processo Fita de Autoclave 4. Controle de dos Registros Livro de Registros
  • 18. Controle de Carga  Teste: indicador biológico  Objetivo: monitorar carga baseada no resultado do IB colocado no pacote teste  Frequência: diário (primeira carga do dia)
  • 19.
  • 20. Indicadores Biológicos  Verdadeiro controle de carga  Integra todos os parâmetros necessários ao processo  Teste mais crítico para o processo
  • 22. Controle de Pacote  Teste: integrador químico (classe 5 ou 6)  Objetivo: reagir a todos os parâmetros críticos dentro de um intervalo de tempo específico de ciclo de esterilização (tempo, temperatura e vapor)  Frequência: em cada pacote processado
  • 23. Controle de processo  Classe 5 – Indicador integrador  Classe 6 – Indicador emulador
  • 24. Controle de Processo  Informa se o artigo foi processado  Não deve ser o único meio de liberação de carga
  • 25. Controle de Registro  Documentar material processado e o resultado obtido  Objetivo: rastrear pacote não estéril  Frequência: diário e após reparos ou manutenções
  • 26. Não podemos ver a esterilidade ... ... Mas podemos nos cercar de cuidados para que ela seja efetiva e transmita segurança.

Notas do Editor

  1. - manter a esterilidade do produto; - vida útil e condições de funcionalidade; - proteção para transporte e armazenamento até a sua utilização; - favorecer a transferência asséptica até a sua utilização.