Estatistica inferencial

505 visualizações

Publicada em

est

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
505
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
16
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Estatistica inferencial

  1. 1. Estatística Inferencial Intervalos de Confiança e Testes de Hipóteses
  2. 2. Estatística Inferencial: introdução • A estatística inferencial compreende as técnicas por meio das quais são tomadas decisões sobre uma população estatística, decisões estas baseadas unicamente na observação de uma amostra ou na elaboração de um juízo.
  3. 3. Estatística Inferencial: introdução • A ESTIMAÇÃO é o processo que consiste em utilizar dados amostrais para estimar parâmetros populacionais desconhecidos.
  4. 4. Estimação da Média de uma População • PARÂMETRO POPULACIONAL – Média Pontual: O americano consome 80 kg de carne, em média, por ano. – Média Intervalar: O consumo médio de carne no país está entre 60 e 100 kg por pessoa por ano.
  5. 5. Estimação da Média de uma População   x  erro Intervalo de Confiança
  6. 6. Exemplo: • De acordo com pesquisa realizada pelo Instituto Datafolha, a candidata Marta Suplicy apresenta 37% das intenções de voto para a prefeitura de SP. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos.
  7. 7. Intervalo de Confiança • Um intervalo de confiança dá um intervalo de valores, centrado na estatística amostral, no qual julgamos, com um risco conhecido de erro, estar o parâmetro da população.
  8. 8. Nível de Confiança • NÍVEL DE CONFIANÇA é a probabilidade de o intervalo conter a verdadeira média estimada. • A notação mais usual para o nível de confiança associado a um intervalo é (1)
  9. 9. Nível de Confiança • Quanto maior for o nível de confiança desejado, maior será o intervalo de confiança ou erro. x (1 )  90% (1 )  95% (1 )  99% Intervalo de ocorrência da média populacional
  10. 10. Como calcular um intervalo de confiança? • 1º caso: quando o desvio padrão da média populacional é conhecido. • 2º caso: quando o desvio padrão da média populacional é desconhecido e n>30. • 3º caso: quando o desvio padrão da média populacional é desconhecido e n<30
  11. 11. Intervalo da Confiança: caso da grande amostra   x  erro x n x z  ( )     . 2
  12. 12. Intervalo da Confiança: caso da grande amostra • Para (1 )  99% , z = 2,58. • Para (1 )  95% , z = 1,96. • Para (1 )  90% , z = 1,65.
  13. 13. Intervalo da Confiança: caso da pequena amostra   x  erro s x n x t ( ) . 2    
  14. 14. Intervalo da Confiança: caso da pequena amostra • Para se chegar ao valor de t  , é necessário extrair: – Qual o valor de alfa? – Qual o valor do GL (Graus de Liberdade)? 2 GL = n - 1
  15. 15. DETERMINAÇÃO DO TAMANHO DE UMA AMOSTRA PARA ESTIMATIVA DA MÉDIA • “Tão menor será o erro, quanto maior for o tamanho da amostra”. 2 Z x 2 . ( )            erro n  
  16. 16. TESTES DE SIGNIFICÂNCIA (OU HIPÓTESES) • O teste de hipótese permite-nos, a partir da média amostral e do desvio padrão, buscar prever o comportamento da média populacional dado certo nível de significância. • O teste de hipótese é uma regra de decisão que permite aceitar ou rejeitar como verdadeira uma hipótese nula , com base na evidência amostral.
  17. 17. DEFINIÇÃO DA HIPÓTESE NULA E DA HIPÓTESE ALTERNATIVA • Chamaremos de Hipótese Nula a informação a respeito do valor da verdadeira média que queremos avaliar. LEMBRE-SE: A HIPÓTESE NULA SEMPRE TRÁS CONSIGO O SINAL DE IGUALDADE! • Chamaremos de Hipótese Alternativa a informação a respeito da verdadeira média que aceitaremos caso a hipótese nula seja rejeitada.
  18. 18. COMO FAZER UM TESTE DE HIPÓTESE... • Caso da grande amostra: – 1º passo: definir a H H , 0 – 2º passo: definir o – 3º passo: definir o c Z t Z   x n x Z t  ( )
  19. 19. COMO FAZER UM TESTE DE HIPÓTESE... • Caso da grande amostra: – 4º passo: concluir
  20. 20. COMO FAZER UM TESTE DE HIPÓTESE... • Caso da pequena amostra: – 1º passo: definir a H H , 0 – 2º passo: definir o – 3º passo: definir o c T t T   S x n x T t ( )
  21. 21. COMO FAZER UM TESTE DE HIPÓTESE... • Caso da pequena amostra: – 4º passo: concluir
  22. 22. BOM TRABALHO A TODOS! Professor. Adm. Esp. Wilton Rezende de Freitas E-mail: wiltonft@gmail.com Site: www.wiltonfreitas.wordpress.com

×