O dia em que o mar desapareceu

7.823 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Turismo, Tecnologia
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.823
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2.630
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
96
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O dia em que o mar desapareceu

  1. 1. O dia em que o mar desapareceu<br />De José Fanha<br />
  2. 2. Gosto de ver o mar , molhar as mãos no mar e meter o nariz debaixo de água. O meu mar é azul e quando o vejo fico feliz.<br />
  3. 3. Os mares são diferentes uns dos outros. Há mares sossegadinhos, mares furiosos, mares gelados, mares cheios de peixes, mares que são muito baixinhos e mares que são muito fundos.<br />
  4. 4. O meu mar é azul, mesmo muito azul. Tem sempre um sol por cima e uma praia de areia branca.<br />
  5. 5. Às vezes o meu mar fica cinzento. Tudo por causa do céu que é muito vaidoso. Isso só acontece no Inverno.<br />
  6. 6. É preciso tratar bem do mar para ele ficar sempre assim tão azul, tão brilhante e tão limpo. Mas há quem não trate bem do mar.<br />
  7. 7. Certo dia apareceram na praia uns pássaros Bisnaus, pretos e cheios de borbulhas.<br />
  8. 8. Essa família de Bisnaus, o pai, a mãe e os dois filhos, foram pela praia fora, a fazer barulho, a deitar lixo para o chão e a incomodar toda a gente.<br />
  9. 9. A família Bisnau mal se instalou na praia desatou a fazer porcaria e a incomodar toda a gente. O pai cuspiu no mar, a filha bebeu uma lata de sumo e atirou-a para a areia, o filho entornou um frasco cheio de bronzeador nas rochas, a mãe estava tão aflitinha …! E foi fazer chichi no mar. No mar azul.<br />
  10. 10. Mas os pássaros Bisnaus não ficaram por aí. Fumaram e fartaram-se de encher o ar de fumo. Puseram o rádio tão alto, que as gaivotas fugiram dali. Tiravam pastilhas elásticas da boca e colavam-nas nas estrelas do mar e na carapaça dos caranguejos que ficaram coladinhos uns aos outros e muito aflitos.<br />
  11. 11. O mar é grande, fundo e largo. Mas, mesmo assim, não aguenta tanta porcaria. Por isso foi deixando de ficar azul. Os peixes desataram a tossir.Eu cá vou-me embora daqui! – disse o cavalo-marinho<br />
  12. 12. Os outros peixes também começaram a ir-se embora. E foi assim que lá se foram lagostins, caranguejos, camarões, golfinhos, lulas, raias, atuns, sardinhas, pescadas, bacalhaus, carapaus, estrelas do mar. <br />
  13. 13. Era preciso voltar a nascer o mar! Mas como? Então a mãe do mar que era um nuvem gorda, gordinha, carregadinha de água, começou a deixar cair gotas, uma gota daqui, outra gota dali, com aquela paciência que têm todas as nuvens mães, a nuvem pôs-se a chover, a fazer nascer de novo o mar.<br />
  14. 14. O mar começou por ser pequenino e baixinho, mas cresceu, cresceu! As gotas de água caíam umas em cima das outras, e o mar ia ficando cheio de água e cada vez mais azul. Rapidamente voltaram os peixes que dantes viviam no mar azul.<br />
  15. 15. E trouxeram novos amigos: anémonas, ouriços, conchas e conchinhas, ostras, búzios, pérolas …<br />
  16. 16. E no final até parece que o mar ainda ficou mais bonito!<br />

×