O reino animal

4.591 visualizações

Publicada em

Apresentação Criada por Adriana Nascimento de Jesus

Publicada em: Educação
0 comentários
6 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.591
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
277
Comentários
0
Gostaram
6
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O reino animal

  1. 1. O REINO ANIMAL(METAZOA) Prof.ª Adriana – Biologia 1
  2. 2. REINO ANIMAL MULTICELULARES; EUCARIONTES; SEM Parede Celular; HETEROTRÓFICOS; Possuem tecidos corporais bem definidos.
  3. 3. CnidáriaPorífera Diblásticos Corpo Triblásticos e simetria primária bilateral (Bilatéria) com sistema Gastrulação e tecidos verdadeiros (Eumetazoa) aqüífero, sem tecido verdadeiro (Parazoa) Desenvolvimento embrionário: mórula e blástula Multicelularidade Protista ancestral flagelado
  4. 4. REINO ANIMAL Reino animal (Metazoa):  Parazoários: não têm tecidos nem sistema digestório; são os Poríferos, representados pelas esponjas.  Enterozoários: correspondem aos demais grupos animais, dotados de tecidos e de sistema digestório.
  5. 5. REINO ANIMAL Mais de 1 milhão de espécies descritas divididas em 35 FILOS.
  6. 6. O GRUPO ANIMAL Simetria
  7. 7. O GRUPO ANIMALReprodução assexuada Reprodução sexuada
  8. 8. PORÍFEROS
  9. 9. PORÍFEROS Filo Porifera (do grego poris, poros, e phoros, portador = poroso, esponjoso); Vida livre; Crescem aderidas a substratos submersos (madeiras, pedras, conchas); Predominantemente marinhas com algumas espécies dulcícolas (água doce); Sésseis; Forma, cor, textura diversas;
  10. 10. ORGANIZAÇÃO GERAL• Corpo com grande quantidade de poros (entrada de água); Parede corporal cortada mostrando poros Poro Substrato submerso
  11. 11. ORGANIZAÇÃO GERAL• Os poros abrem-se em uma cavidade interna (Átrio ou Espongiocele); Átrio Parede corporal cortada mostrando poros Poro Substrato submerso
  12. 12. ORGANIZAÇÃO GERAL• O átrio abre-se em um ósculo (saída de água). Ósculo Átrio Parede corporal cortada mostrando poros Poro Substrato submerso
  13. 13. TIPOS DE CÉLULAS
  14. 14. TIPOS DE CÉLULAS
  15. 15. TIPOS DE CÉLULAS• Pinacócitos: Células achatadas que revestem externamente o corpo do porífero. Pinacócito
  16. 16. TIPOS DE CÉLULAS• Porócitos: Células com um poro central pelo qual a água penetra no corpo do animal. Pinacócito Porócito
  17. 17. TIPOS DE CÉLULAS• Amebócitos: Células totipotentes, capazes de se transformar em qualquer tipo celular. Pinacócito Porócito Amebócito
  18. 18. TIPOS DE CÉLULAS• Escleroblastos: Células especializadas em produzir Espículas Minerais e Fibras de Espongina . Pinacócito Porócito Espícula Escleroblasto Amebócito
  19. 19. TIPOS DE CÉLULAS• Coanócitos: Células flageladas que revestem o átrio (espongiocele). O batimento dos flagelos gera um fluxo contínuo de água através do corpo do animal. Coanócito Pinacócito Porócito Espícula Escleroblasto Amebócito
  20. 20. SUSTENTAÇÃO ESQUELÉTICA• Espículas Minerais e Fibras de Espongina: mantêm a forma das esponjas. Sustentação: Espículas: CaCO3 e SiO2 Proteínas: Espongina
  21. 21. CLASSES DE PORÍFEROS Calcarea: espículas calcárias Hexactinellida: espículas silicosas Desmospongiae: representantes com espículas silicosas e fibras de espongina.
  22. 22. TIPOS BÁSICOS DE ESPONJAS
  23. 23. ASPECTOS FISIOLÓGICOS Nutrição: obtêm alimento filtrando a água ao seu redor = SÃO ANIMAIS FILTRADORES;  O alimento é capturado e digerido pelos coanócitos: Digestão intracelular;  Alimento: algas e protozoários; Não existe nenhum tipo de sistema!!!!!
  24. 24. REPRODUÇÃO NAS ESPONJAS Reprodução assexuada:  Fragmentação;  Brotamento;  Gemulação.
  25. 25. REPRODUÇÃO NAS ESPONJAS Reprodução sexuada:  Maioria;  Óvulos e espermatozóides se formam a partir dos amebócitos;  Desenvolvimento indireto (existe estágio larval).

×