Módulo  IV  Existência e Sobrevivência do Espírito Propiciar conhecimento a respeito da existência e da sobrevivência do E...
<ul><li>Perispírito: conceito. </li></ul><ul><li>Origem e natureza do Espírito. </li></ul><ul><li>Provas da existência e s...
Roteiro 4 : Progressão dos Espíritos Objetivos específicos: <ul><li>Explicar, em linhas gerais, como se dá a progressão do...
Progresso  – O termo designa uma interpretação da evolução segundo a qual esta se faz no sentido do melhor, tal forma que ...
No contexto da Doutrina Espírita,  progressão  equivale à evolução. É o somatório dos acréscimos de qualidades morais e in...
<ul><li>Ensina a  Doutrina Espírita que Deus criou todos os Espíritos  simples  e  ignorantes , isto é, sem [nenhum] saber...
<ul><li>No desempenho de sua missão, os Espíritos passam por provas e adquirem conhecimento, acertando ou errando, percorr...
São iguais os Espíritos, ou há entre eles qualquer hierarquia? LE: Questão 96 “ São de diferentes ordens, conforme o grau ...
TRÊS ORDENS CLASSIFICAÇÃO DOS ESPÍRITOS 3ª ORDEM – ESPÍRITOS IMPERFEITOS 2ª ORDEM – BONS ESPÍRITOS 1ª ORDEM – ESPÍRITOS PU...
Características gerais 3ª ORDEM – ESPÍRITOS IMPERFEITOS (Predominância da matéria sobre o espírito; propensão ao mal) <ul>...
3ª ORDEM – ESPÍRITOS IMPERFEITOS <ul><li>Impuros </li></ul><ul><li>Levianos </li></ul><ul><li>Pseudo-sábios </li></ul><ul>...
Características gerais <ul><li>Suas qualidades e poderes para fazer o bem dependem do seu grau de adiantamento; </li></ul>...
2ª ORDEM – BONS ESPÍRITOS <ul><li>Espíritos benévolos </li></ul><ul><li>Espíritos de ciência </li></ul><ul><li>Espíritos d...
Características gerais <ul><li>Superioridade intelectual e moral, com relação aos Espíritos das outras ordens; </li></ul><...
Os Espíritos podem degenerar? LE: Questão 118 “ Não; à medida que avançam, compreendem o que os distanciava da perfeição. ...
Todos os Espíritos passam pela fieira do mal para chegar ao bem? LE: Questão 120 “ Não pelo fieira do mal, mas pela da ign...
Por que é que alguns Espíritos seguiram o caminho do bem e outros o do mal? LE: Questão 121 “ Não têm eles o livre-arbítri...
Allan Kardec. O Livro dos Espíritos. Perguntas: 115 e 118. Pontos para nossa reflexão <ul><li>Todos os Espíritos partem do...
Atividades Em pequenos grupos
TAREFAS a) Ler os subsídios do roteiro; b) Listar as principais características da classe de Espíritos indicada para seu G...
Formação dos Grupos GRUPO 1 – Espíritos impuros. GRUPO 2 – Espíritos levianos. GRUPO 3 – Espíritos pseudo-sábios. GRUPO 4 ...
Formação dos Grupos GRUPO 6 – Espíritos benévolos. GRUPO 7 – Espíritos de ciência. GRUPO 8 – Espíritos de sabedoria. GRUPO...
Resultados do estudo em grupo
CONCLUSÕES DO ESTUDO
 
Allan Kardec. O Livro dos Espíritos. Perguntas: 100 a 113. RIVAS, Luis Hu. Doutrina Espírita para principiantes. Brasília,...
Testando nosso aprendizado!
F V F V A Doutrina Espírita nos ensina que Deus criou todos os Espíritos simples e ignorantes e a cada um deu uma determin...
V V V F Os Espíritos, ao progredirem, ganham em conhecimento e moralidade, podendo ser classificados, segundo a Doutrina E...
Divisão de tarefas GRUPO 1 – Origem do Livro dos Espíritos: como e porquê. GRUPO 2 – Impacto de seu lançamento e consequên...
 
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Fund I Mod IV Rot 4

1.727 visualizações

Publicada em

Progressão dos Espíritos

Publicada em: Espiritual
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.727
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
90
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Inferior ao depois
  • Inferior ao depois
  • Simples – Sem malícia, singelo, puro, sincero. Simples como uma criança. Ignorantes – Falta geral de conhecimento, de saber, de instrução.
  • Inferior ao depois
  • Fund I Mod IV Rot 4

    1. 1. Módulo IV Existência e Sobrevivência do Espírito Propiciar conhecimento a respeito da existência e da sobrevivência do Espírito. Objetivo Geral
    2. 2. <ul><li>Perispírito: conceito. </li></ul><ul><li>Origem e natureza do Espírito. </li></ul><ul><li>Provas da existência e sobrevivência do Espírito. </li></ul><ul><li>Progressão dos Espíritos. </li></ul>Roteiros Existência e sobrevivência do Espírito Módulo IV
    3. 3. Roteiro 4 : Progressão dos Espíritos Objetivos específicos: <ul><li>Explicar, em linhas gerais, como se dá a progressão dos Espíritos. </li></ul><ul><li>Identificar a hierarquia dos Espíritos, segundo a escala espírita. </li></ul>
    4. 4. Progresso – O termo designa uma interpretação da evolução segundo a qual esta se faz no sentido do melhor, tal forma que o antes é sempre inferior ao depois. Polis – Enciclopédia Verbo da Sociedade e do Estado. CONCEITO Progressão dos Espíritos
    5. 5. No contexto da Doutrina Espírita, progressão equivale à evolução. É o somatório dos acréscimos de qualidades morais e intelectuais obtidos pelo Espírito em cada uma de suas encarnações. CONCEITO Progressão dos Espíritos
    6. 6. <ul><li>Ensina a Doutrina Espírita que Deus criou todos os Espíritos simples e ignorantes , isto é, sem [nenhum] saber, no entanto, sujeitos ao progresso. </li></ul>Conteúdo Básico <ul><li>A cada um deu determinada missão, com o fim de esclarecê-los e de os fazer chegar progressivamente à perfeição, pelo conhecimento da verdade, para aproximá-lo de si. [...] </li></ul>Allan Kardec. O Livro dos Espíritos. Pergunta 115.
    7. 7. <ul><li>No desempenho de sua missão, os Espíritos passam por provas e adquirem conhecimento, acertando ou errando, percorrem o caminho rumo à perfeição. </li></ul>Conteúdo Básico <ul><li>Com a liberdade de que dispõem os Espíritos para decidir como realizar suas tarefas, podem escolher alternativas mais ou menos felizes, retardando ou não seu progresso. </li></ul>Allan Kardec. O Livro dos Espíritos. Perguntas: 115, 117, 121, 127.
    8. 8. São iguais os Espíritos, ou há entre eles qualquer hierarquia? LE: Questão 96 “ São de diferentes ordens, conforme o grau de perfeição que tenham alcançado.”
    9. 9. TRÊS ORDENS CLASSIFICAÇÃO DOS ESPÍRITOS 3ª ORDEM – ESPÍRITOS IMPERFEITOS 2ª ORDEM – BONS ESPÍRITOS 1ª ORDEM – ESPÍRITOS PUROS
    10. 10. Características gerais 3ª ORDEM – ESPÍRITOS IMPERFEITOS (Predominância da matéria sobre o espírito; propensão ao mal) <ul><li>Cultivam a ignorância, orgulho, egoísmo e outras más paixões; </li></ul><ul><li>Têm intuição de Deus, mas não o compreendem; </li></ul><ul><li>Nem todos são essencialmente maus; </li></ul><ul><li>Em alguns há mais leviandade, inconsequência e malícia do que verdadeira maldade; </li></ul><ul><li>Uns não fazem o bem nem o mal; </li></ul><ul><li>Podem aliar a inteligência à maldade ou à malícia; </li></ul><ul><li>Percebem a felicidade dos bons e isso os atormentam. </li></ul>
    11. 11. 3ª ORDEM – ESPÍRITOS IMPERFEITOS <ul><li>Impuros </li></ul><ul><li>Levianos </li></ul><ul><li>Pseudo-sábios </li></ul><ul><li>Neutros </li></ul><ul><li>Batedores e perturbadores </li></ul>Classes de Espíritos
    12. 12. Características gerais <ul><li>Suas qualidades e poderes para fazer o bem dependem do seu grau de adiantamento; </li></ul><ul><li>Uns são avançados em ciência, outros em sabedoria e bondade; </li></ul><ul><li>Os mais adiantados aliam o saber às qualidades morais; </li></ul><ul><li>Compreendem Deus e o infinito e já gozam da felicidade dos bons; </li></ul><ul><li>São felizes pelo bem que fizerem e pelo mal que impedem; </li></ul><ul><li>Não experimentam ódio, rancor, inveja ou ciúme e fazem o bem pelo bem. </li></ul>2ª ORDEM – BONS ESPÍRITOS (Predominância do espírito sobre a matéria; desejo do bem)
    13. 13. 2ª ORDEM – BONS ESPÍRITOS <ul><li>Espíritos benévolos </li></ul><ul><li>Espíritos de ciência </li></ul><ul><li>Espíritos de sabedoria </li></ul><ul><li>Espíritos superiores </li></ul>Classes de Espíritos
    14. 14. Características gerais <ul><li>Superioridade intelectual e moral, com relação aos Espíritos das outras ordens; </li></ul><ul><li>Não têm que sofrer mais provas, nem expiações e não estão mais sujeitos à reencarnação; </li></ul><ul><li>Gozam de inalterável felicidade e realizam a vida eterna no seio de Deus; </li></ul><ul><li>São os mensageiros e ministros de Deus, cujas ordens executam para a manutenção da harmonia universal; </li></ul><ul><li>Comandam todos os Espíritos que lhe são inferiores. </li></ul>1ª ORDEM – ESPÍRITOS PUROS – Classe Única (Nenhuma influência da matéria.)
    15. 15. Os Espíritos podem degenerar? LE: Questão 118 “ Não; à medida que avançam, compreendem o que os distanciava da perfeição. Quando o Espírito termina uma prova, fica com o conhecimento que adquiriu e não o esquece mais. Pode permanecer estacionário, mas não retrograda.”
    16. 16. Todos os Espíritos passam pela fieira do mal para chegar ao bem? LE: Questão 120 “ Não pelo fieira do mal, mas pela da ignorância.”
    17. 17. Por que é que alguns Espíritos seguiram o caminho do bem e outros o do mal? LE: Questão 121 “ Não têm eles o livre-arbítrio? Deus não criou Espíritos maus; criou-os simples e ignorantes, isto é, com igual aptidão para o bem e para o mal. Os que são maus, assim se tornaram por sua vontade.”
    18. 18. Allan Kardec. O Livro dos Espíritos. Perguntas: 115 e 118. Pontos para nossa reflexão <ul><li>Todos os Espíritos partem do mesmo ponto. São criados simples e ignorantes. Isto é, sem saber, mas são impulsionados a progredirem sempre. </li></ul><ul><li>Os Espíritos jamais perdem ou esquecem o conhecimento que adquiriram. Podem permanecer estacionários, mas não retrogradam. </li></ul>
    19. 19. Atividades Em pequenos grupos
    20. 20. TAREFAS a) Ler os subsídios do roteiro; b) Listar as principais características da classe de Espíritos indicada para seu Grupo.
    21. 21. Formação dos Grupos GRUPO 1 – Espíritos impuros. GRUPO 2 – Espíritos levianos. GRUPO 3 – Espíritos pseudo-sábios. GRUPO 4 – Espíritos neutros. GRUPO 5 – Espíritos batedores e perturbadores.
    22. 22. Formação dos Grupos GRUPO 6 – Espíritos benévolos. GRUPO 7 – Espíritos de ciência. GRUPO 8 – Espíritos de sabedoria. GRUPO 9 – Espíritos superiores. GRUPO 10 – Espíritos puros.
    23. 23. Resultados do estudo em grupo
    24. 24. CONCLUSÕES DO ESTUDO
    25. 26. Allan Kardec. O Livro dos Espíritos. Perguntas: 100 a 113. RIVAS, Luis Hu. Doutrina Espírita para principiantes. Brasília, DF: CEI, 2007.p.54 ORDEM CLASSE CARACTERÍSTICA 1ª ESPÍRITOS PUROS 1ª ÚNICA Ministros de Deus 2ª ESPÍRITOS BONS 2ª SUPERIORES Ciência + sabedoria + bondade 3ª DE SABEDORIA Conhecimento + bom juízo 4ª DE CIÊNCIA Conhecimento científico 5ª BENÉVOLOS Bondade + conhecimento limitado 3ª ESPÍRITOS IMPERFEITOS 6ª BATEDORES E PERTURBADORES Atitude para efeitos físicos 7ª NEUTROS Nem bons e nem maus 8ª PSEUDO-SÁBIOS Conhecimento + orgulho 9ª LEVIANOS Ignorância + malícia 10ª IMPUROS Inclinação ao mal
    26. 27. Testando nosso aprendizado!
    27. 28. F V F V A Doutrina Espírita nos ensina que Deus criou todos os Espíritos simples e ignorantes e a cada um deu uma determinada missão, com o fim de esclarecê-lo e o de fazê-lo chegar progressivamente à perfeição. Desse modo, podemos entender que (Módulo IV, Roteiro 4): a) Alguns Espíritos são destinados a uma evolução mais rápida que outros menos privilegiados. b) Todos os Espíritos aceitam, sem retrucar, as provas que Deus lhes impõe. c) A passagem dos Espíritos pela vida corporal é necessária para que eles possam cumprir os desígnios cuja execução Deus lhes confia. d) Para todos os Espíritos, a encarnação é apenas um estado transitório. É uma tarefa que Deus lhes impõe, com o fim de fazê-los chegar à perfeição.
    28. 29. V V V F Os Espíritos, ao progredirem, ganham em conhecimento e moralidade, podendo ser classificados, segundo a Doutrina Espírita, nas seguintes ordens (Módulo IV, Roteiro 4): a) Espíritos imperfeitos (impuros, levianos, pseudo-sábios, neutros, batedores e perturbadores) que se caracterizam pela predominância da matéria sobre o espírito e pela propensão ao mal. b) Bons Espíritos (benévolos, de ciência, de sabedoria e superiores) que se caracterizam pela predominância do espírito sobre a matéria e pelo desejo do bem. c) Espíritos puros são aqueles que já atingiram o grau supremo da perfeição e que não têm mais que sofrer provas, nem expiações. d) Espíritos divinos são aqueles que atingiram a perfeição absoluta.
    29. 30. Divisão de tarefas GRUPO 1 – Origem do Livro dos Espíritos: como e porquê. GRUPO 2 – Impacto de seu lançamento e consequências. GRUPO 3 – 1ª e 2ª edições: Comparação e repercussão. GRUPO 4 – Estrutura do livro dos Espíritos e sua relação com as demais obras da codificação. GRUPO 5 – Atualidade do Livro dos Espíritos. Atividades extraclasse Dia 18 de abril de 2009

    ×