Filosofia Questão Judaica

1.485 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Filosofia Questão Judaica

  1. 1. Professor: Jaime Jose ZitkoskiAlunas: Amanda Oliveira, Ana Paula Brum Sena Saldanha, Elisabete Bloss,Franciele Menger Melo, Maristela Inês Weber Viera, Tania Maria Nunes SousaE SilvaFaculdade de EducaçãoEdu01050-Filosofia da Educação II: Problemas Filosóficos
  2. 2. Em 1842 foi obrigado a sair da Alemanha, foi para Paris, ondeconheceu Friedrich Engels, seu companheiro de idéias epublicações.Karl Marx (1818-1883) e Engels (1820-1895)KARL MARX (1818-1883 )VIDA E OBRASFilósofo alemão, nascido em Treves, uma província alemã doReno.De uma família judia convertida ao protestantismo, sua obra teveum grande impacto em sua época e na formação do pensamentosocial e político contemporâneo
  3. 3. Em 1848, escreveu, com Engels, "O Manifesto Comunista",obra fundadora do "marxismo", enquanto movimento políticoe social a favor do proletariado.Com o malogro das revoluções de 1848, Marx mudou-se paraLondres onde se dedicou a um grandioso estudo crítico daeconomia política.Marx foi um dos fundadores da Associação Internacional dosOperários ou Primeira Internacional.Obras principais : A Ideologia Alemã, A Miséria da Filosofia,Contribuição à Crítica da Economia Política, A Luta deClasses na França, O Capital.Expulso da França em 1845, foi para Bruxelas onde participouda recém fundada Liga dos Comunistas.Foi expulso da Bélgica.
  4. 4. A questão judaica, englobando os doisensaios de Karl Marx, foi publicada em 1844no primeiro e único dos Anais Franco-Alemães, em resposta aos seguintes artigosde Bruno Bauer dedicados ao tema:“A questão judaica”, publicado nos Anais Franco-Alemães de 17 a 29 de novembro de 1842, e “Sobre acapacidade de judeus e de cristãos atuais ascenderem àliberdade”, publicado nas Vinte e uma folhas de GeorgHerwegh, em maio de 1843.MarxBauer
  5. 5. Filósofo idealista alemão, umdos mais conhecidos jovenshegelianos, radical burguês,autor de vários trabalhos sobre ahistória do período inicial docristianismo; depois de 1866,nacional-liberal e partidário deBismarck. Realizou trabalho devalor científico em relação àhistória do cristianismoprimitivo.
  6. 6. Bauer argumentou que os judeussomente poderiam atingir aemancipação política se renunciassem asua consciência religiosa particular, umavez que a emancipação política requerum estado secular, que ele assume nãodeixar muito "espaço" para identidadessociais como a religião. De acordo comBauer, as demandas religiosas sãoincompatíveis com a idéia de"Direitos do Homem”. A emancipaçãopolítica verdadeira, para Bauer, requer aabolição da religião.Ideia principal de Bauer sobre aquestão judaica.
  7. 7. “ Ao querer a emancipação do Estado cristão,está a pedir ao Estado cristão que abandone oseu preconceito religioso. Renunciará ele,judeu, ao seu preconceito religioso? Teráentão o direito de exigir que outro renegue asua religião?”(BAUER apud MARX, p4)Segundo Marx, Bauer se limita a transformar asquestões sociais em questões teológicas e a exigir aemancipação religiosa como condição prévia daemancipação política.A Questão Judaica -Karl Marx
  8. 8. “O Estado pode ser um Estado livre semque o homem seja um homem livre”.(MARX,p10)Para Marx, o limite da emancipação política:O Estado é o intermediário entre o homem e aliberdade humana. O homem confia toda sua liberdadeao Estado, através das leis.
  9. 9. Tem como decorrência mais importante, no que se refere asuposta emancipação religiosa, a separação entre o públicoe o privado.“Vive na comunidade política, cujo seio é considerado comoser comunitário, e na sociedade civil, onde age comosimples indivíduo privado, tratando os outros homens comomeio e tornando-se joguete de poderes estranhos” (MARX,p.13)“O homem se emancipa politicamente da religião, aobani-la do direito público para o direito privado. Areligião torna-se o espírito da sociedade civil.[...] Jánão constitui a essência da comunidade, mas aessência da diferenciação. (MARX, p.13)
  10. 10. Constituição Francesa 1793.Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão, 1781.Constituições Norte Americanas.IGUALDADE-SEGURANÇA-LIBERDADE E PROPRIEDADE“Segundo Bauer, o homem ver-se forçado a sacrificar o‘privilégio da fé’ a fim de adquirir os direitos gerais dohomem(os direitos do homem); examinemo-los em suaforma autêntica, na forma que possuem entre aquelesque os descobriram, Os Norte Americanos e os Franceses[...]” (MARX, p.22)
  11. 11. Homem, membro da sociedade civil,é a base e o pressuposto do Estado político.Crítica aos Estado Burguês e Liberal
  12. 12. Homem naturalAutêntico, existênciasensível, individual eimediata.Homem políticoTorna-se unicamente o homemabstrato, artificial, o homemcomo pessoa alegórica, moral.“A Emancipação política é a redução do homem, por umlado, a membro da sociedade civil, indivíduoindependente e egoísta, e por outro, a cidadão, moral”(MARX, p.30)“A emancipação humana só será plena quando o homemreal e individual tiver em si o cidadão abstrato[...] quandotiver reconhecido e organizado as suas próprias forçascomo forças sociais, de maneira a nunca separar de si aforça social como força política” (MARX, p.30)
  13. 13. “O judaísmo, não é utilizado por Marx como sinônimo decapitalismo, é utilizado como ‘religião da necessidade prática’,ele foi generalizado pela sociedade capitalista, pelocapitalismo, não pelos judeus.” (Arlene Clemesha, 2012 )“Marx está usando a questão judaica para mostrar umasociedade doente, e que todos devem se emancipar docapitalismo.”(Arlene Clemesha, 2012 )Capitalismo= Judaísmo. Visão de Marx como anti-semita.
  14. 14. MARX, Karl. A questão judaica. Disponível em<http://www.lusosofia.net/textos/marx_questao_judaica.pdf >Acesso em 05 de abril de 2013.CLEMESHA, Arlene. Sobre a questão judaica e Sobre o suicídio.Disponível em <http://www.youtube.com/watch?v=qkEorztMlmg> Acesso em 07 de abril de 2013.

×