Literatura simbolismo

819 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
819
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
12
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Literatura simbolismo

  1. 1. 1893 - 1902
  2. 2.  Surgiu na França por volta de 1857 com a publicação de As Flores do Mal, de Charles Baudelaire. No Brasil iniciou-se com a publicação de Missal e Broquéis, de Cruz e Sousa, em 1893. E terminou com a publicação de Canaã, de Graça Aranha, em 1902.
  3. 3.  O simbolismo recusa todos os valores ideológicos da burguesia, exprime um intenso desgosto perante as soluções racionalistas e mecânicas. Considera importante a subjetividade individual do poeta. Exploram ao máximo o sentido da palavra, todos os seus sentidos e imagens.
  4. 4.  Os simbolistas aproximaram a poesia da música, a musicalidade está na poesia por meio de ritmos, combinações de rimas, repetições propositais de fonemas. Há sempre um “ar” de mistério. O símbolo é usado nos seus mais diversos sentidos, na maioria das vezes, como mistério do projeto metafísico, cheio de sombras e sons lamentosos. É uma poesia difícil, hermética, misteriosa, que destrói a poética tradicional.
  5. 5.  Cruz e Sousa
  6. 6. Cristais Mais claro e fino do que as finas pratas O som da tua voz deliciava... Na dolência velada das sonatas Como um perfume a tudo perfumava. Era um som feito luz, eram volatas Em lânguida espiral que iluminava, Brancas sonoridades de cascatas... Tanta harmonia melancolizava. Filtros sutis de melodias, de ondas De cantos volutuosos como rondas De silfos leves, sensuais, lascivos... Como que anseios invisíveis, mudos, Da brancura das sedas e veludos, Das virgindades, dos pudores vivos. Cruz e Sousa
  7. 7.  Alphonsus de Guimaraens
  8. 8.   Ismália Quando Ismália enlouqueceu, Pôs-se na torre a sonhar... Viu uma lua no céu, Viu outra lua no mar. No sonho em que se perdeu, Banhou-se toda em luar... Queria subir ao céu, Queria descer ao mar... E, no desvario seu, Na torre pôs-se a cantar... Estava perto do céu, Estava longe do mar... E como um anjo pendeu As asas para voar... Queria a lua do céu, Queria a lua do mar... As asas que Deus lhe deu Ruflaram de par em par... Sua alma subiu ao céu, Seu corpo desceu ao mar... Alphonsus de Guimaraens
  9. 9.  GONZAGA, Sergius. Manual de literatura Brasileira. Editora Mercado Aberto, 1998. MOISÉS, Massaud. O simbolismo. Editora Cultrix, 1966. MOISÉS, Massaud. A Literatura através dos textos. Editora Cultrix, 2012. TUFANO, Douglas. Estudos da Literatura Brasileira. Editora Moderna, 1983. http://www.brasilescola.com/literatura/cruz-sousa.htm http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/simbolismo/simbolismo -3.php http://www.brasilescola.com/literatura/alphonsus-guimaraens.htm Referências:

×