Tradução apresentação

2.110 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.110
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
93
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Tradução apresentação

  1. 1. Teorias, Práticas e Ref lexões Jessé de S. Mourão UVA Sobral - 2011
  2. 2.  O que é tradução? Uma tradução é fiel ao texto original? Qualquer texto em uma determinada língua pode ser traduzido para outra?
  3. 3. O verbo “traduzir” vem do verbo latino traducere, que significa “conduzir ou fazer passar de um lado para o outro”, algo como “atravessar”.A tradução, enquanto passagem de um texto de uma língua para outra, tem a ver ora com o léxico, ora com a sintaxe, ora com a morfologia, da língua da qual se traduz, língua-fonte, e da língua para a qual se traduz, língua-meta.
  4. 4. A definição mais objetiva é talvez a do ensaísta inglês John Cunnison Catford: “tradução é a substituição de material textual de uma língua por material textual equivalente em outra”; por “material textual” entendem-se tanto os elementos de forma quanto os de conteúdo.”E a definição menos objetiva talvez seja a da psicóloga norte-americana Keith Bosley: “tradução é uma língua fazendo amor com outra”.
  5. 5.  Tradução direta e indireta Tradução literal e oblíqua
  6. 6. Tradução Literal Empréstimo Linguístico: Ex.: foot-ball, goal, penalty etc. Decalque: Ex.: Sky-scraper (arranha-céu)
  7. 7. Tradução Oblíqua Transposição: Ex1.: She will be back soon. (Ela não tardará a voltar.) Ex2.: Without the lightest hesitation. (Sem hesitar nem um pouco.) Transposição cruzada: Ex.: He smiled into her eyes. (Ele olhou-a nos olhos sorrindo” ou “Ele fitou-a sorrindo com os olhos).
  8. 8. Tradução Oblíqua Modulação: Ex.: It is difficult to show. (Não é fácil mostrar). Equivalência Ex1.: Dize-me com quem andas e te direis quem és. (Tell me who are your friends, and I tell you what you are.) Ex.: It’s raining cats and dogs. (Está chovendo a cântaros/ Está caindo um toró)
  9. 9.  Compensação:Ex.: “un point rose qu’on met sur l’i du verbe aimer.” (EDMOND ROSTAND, Cirano de Bergerac) “um ponto cor de rosa que se põe sobre o i do verbo amar”. “um ponto róseo no i do lábio que se adora”. (Carlos Porto Carrero)
  10. 10.  Equivalência TextualO que se quer dizer com “equivalência textual” é que o texto traduzido deve transmitir ao seu leitor uma informação semelhante à que o texto original transmitiu ao seu primeiro leitor, em sua língua de origem. Correspondência FormalA “correspondência formal” quer dizer que a forma do texto original deve ser seguida pelo tradutor com a máxima fidelidade possível, muito embora em alguns casos essa fidelidade se reduza ao mínimo.Ex.: O “bom dia” e “boa-noite” português são “equivalentes textuais” do good morning, good evening e good night da língua inglesa.
  11. 11. “O melhor tradutor há de ser aquele que, em qualquer dos casos, realizar o seu trabalho com um mínimo de perdas, seja quanto ao conteúdo, seja quanto à forma: quanto menos perdas, melhor a tradução.” Geir Campos
  12. 12. A Linguistic Theory of Translation, John Cunnison Catford.Textbook of Translation, Peter Newmark.The Translation Studies Reader, Lawrence Venuti.Translation Studies, Susan Bassnett.A Tradução Vivida, Paulo Rónai.Escola de Tradutores, de Paulo Rónai.Coleção Primeiro Passos, Geir Campos.

×