Mioma 88ª Edição, dezembro de 2014
2
INDICE
Pág. 3 — Vaticano: Papa alerta para «tentação» do poder
Pág. 4, 5 — domingo II do Advento;
Pág. 6, 7 — Imaculada ...
3
Francisco afirma que comunidades católicas se devem dis nguir pelo serviço
O Papa Francisco alertou no
Va cano para a ten...
4
DOMINGO II do Advento
(7 de dezembro de 2014)
LEITURA I Is 40, 1-5.9-11
«Preparai o caminho do Senhor»
Leitura do Livro ...
5
LEITURA II 2 Pedro 3
«Esperamos os novos céus e a nova terra»
Leitura da Segunda Epístola de São Pedro
Há uma coisa, car...
6
Imaculada Conceição da Virgem Santa Maria
(8 de dezembro de 2014)
LEITURA I Gen 3, 9-15.20
«Estabelecerei inimizade entr...
7
LEITURA II Ef 1, 3-6.1
«Deus escolheu-nos em Cristo, antes da criação do mundo»
Leitura da Epístola do apóstolo São Paul...
8
DOMINGO III do Advento
(14 de dezembro de 2014)
LEITURA I Is 61, 1-2a.10-11
«Exulto de alegria no Senhor»
Leitura do Liv...
9
Não apagueis o Espírito, não desprezeis os dons proféticos; mas avaliai
tudo, conservando o que for bom. Afastai-vos de ...
10
DOMINGO IV do Advento
(21 de dezembro de 2014)
LEITURA I 2 Sam 7, 1-5.8b-12.14a.16
O reino de David permanecerá eternam...
11
«Ele Me invocará: ‘Vós sois meu Pai,
meu Deus, meu Salvador’.
Assegurar-lhe-ei para sempre o meu favor,
a minha aliança...
12
O Natal do Senhor
(25 de dezembro de 2014)
LEITURA I Is 52, 7-10
«Todos os confins da terra verão a salvação do nosso D...
13
Depois de ter realizado a purificação dos pecados, sentou-Se à direita
da Majestade no alto dos Céus e ficou tanto acim...
14
Sagrada Família de Jesus, Maria e José
(28 de dezembro de 2014)
LEITURA I Sir 3, 3-7.14-17a (gr. 2-6.12-14)
«Aquele que...
15
e com salmos, hinos e cânticos inspirados, cantai de todo o coração a Deus
a vossa gratidão. E tudo o que fizerdes, por...
16
17
18
CURIOSIDADES—NATAL
Significado dos Símbolos de Natal
As comemorações de Natal incluem a presença de diversos símbolos t...
19
20
Com a colaboração do JES
Por favor guarde a nossa voz, pode ser-lhe útil no futuro.
2014
Lua cheia Lua nova Quarto cres...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Voz da paróquia dezembro 2014

186 visualizações

Publicada em

Voz da paróquia dezembro 2014

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
186
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Voz da paróquia dezembro 2014

  1. 1. Mioma 88ª Edição, dezembro de 2014
  2. 2. 2 INDICE Pág. 3 — Vaticano: Papa alerta para «tentação» do poder Pág. 4, 5 — domingo II do Advento; Pág. 6, 7 — Imaculada Conceição da Virgem Santa Maria; Pág. 8, 9 - domingo III do Advento; Pág.10, 11 — domingo IV do Advento; Pág. 12, 13 — O Natal do Senhor; Pág. 14, 15 — Sagrada Família de Jesus, Maria e José Pág. 16, 17— Pág. 18 – Curiosidades—Natal; Pág. 19 — Passatempos; Agradecemos a todos quantos queiram participar com documentos e/ou testemunhos, que os façam chegar ao J.E.S (Grupo de Jovens Do Espíri- to Santo de Mioma), da seguinte forma e, prazos, para a edição do mês seguinte: Em mão ou por correio, até dia 15; Para, jesmioma@hotmail.com, até ao dia 20. Se queres receber no teu correio eletrónico um exemplar da “A Voz da Paróquia” envia uma mensagem para o endereço jesmioma@hotmail.com com o assunto “Quero receber a Voz” Versão Digital: http://www.slideshare.net/jesmioma http://issuu.com/jesmioma NOTA: As contas apresentadas pelo Conselho Económico a partir desta edição passarão a ser publicadas anualmente.
  3. 3. 3 Francisco afirma que comunidades católicas se devem dis nguir pelo serviço O Papa Francisco alertou no Va cano para a tentação do “poder” que afasta as pessoas do serviço ao próximo. “Jesus diz que ‘o serviço é to- tal’, porque ele fez caminho com esta a tude de serviço. Ele é o servo, Ele apresenta-se como o servo, aquele que veio para servir e não para ser servido: assim o diz, clara- mente”, disse na homilia da Missa a que presidiu na capela da Casa de Santa Marta. Segundo o Papa, o cristão que recebe o dom da fé no Ba smo, mas não “leva em frente este dom na estrada do serviço, torna-se um cristão sem força, sem fecundidade”, que vive apenas para “servir-se a si próprio”. “A preguiça afasta-nos do serviço e leva-nos ao comodismo, ao egoísmo. Há tantos cristãos assim: são bons, vão à Missa, mas o serviço é só até ali…”, observou. Francisco precisou que o “serviço” inclui a oração e a ação em favor do pró- ximo, “sem pedir nada em troca”. Neste contexto, o Papa precisou que os discípulos de Jesus cederam à ten- tação de se apoderaram de uma “a tude de serviço” para a transformarem numa “estrutura de poder”. “Na vida temos de lutar muito contra as tentações que nos procuram afas- tar da a tude de serviço. A preguiça leva ao comodismo, ao serviço pela metade; o apoderar-se das situações, o servo que se torna dono, leva à soberba, ao orgulho, a tratar mal as pessoas, a sen r-se importantes”, concluiu. RV/OC (Ecclesia)
  4. 4. 4 DOMINGO II do Advento (7 de dezembro de 2014) LEITURA I Is 40, 1-5.9-11 «Preparai o caminho do Senhor» Leitura do Livro de Isaías Consolai, consolai o meu povo, diz o vosso Deus. Falai ao coração de Jerusalém e dizei-lhe em alta voz que terminaram os seus trabalhos e está perdoada a sua culpa, porque recebeu da mão do Senhor duplo castigo por todos os seus peca- dos. Uma voz clama: «Preparai no deserto o caminho do Senhor, abri na este- pe uma estrada para o nosso Deus. Sejam alteados todos os vales e abatidos os montes e as colinas; endireitem-se os caminhos tortuosos e aplanem-se as ve- redas escarpadas. Então se manifestará a glória do Senhor e todo o homem ve- rá a sua magnificência, porque a boca do Senhor falou». Sobe ao alto dum monte, arauto de Sião! Grita com voz forte, arauto de Jerusalém! Levanta sem temor a tua voz e diz às cidades de Judá: «Eis o vosso Deus. O Senhor Deus vem com poder, o seu braço dominará. Com Ele vem o seu pré- mio, precede-O a sua recompensa. Como um pastor apascentará o seu rebanho e reunirá os animais dispersos; tomará os cordeiros em seus braços, conduzirá as ovelhas ao seu descanso». Palavra do Senhor. SALMO RESPONSORIAL Salmo 84 (85), 9ab-10.1 Refrão: Mostrai-nos o vosso amor e dai-nos a vossa salvação. Ou: Mostrai-nos, Senhor, a vossa misericórdia. Escutemos o que diz o Senhor: Deus fala de paz ao seu povo e aos seus fiéis. A sua salvação está perto dos que O temem e a sua glória habitará na nossa terra. Encontraram-se a misericórdia e a fidelidade, abraçaram-se a paz e a justiça. A fidelidade vai germinar da terra, e a justiça descerá do Céu. O Senhor dará ainda o que é bom, e a nossa terra produzirá os seus frutos. A justiça caminhará à sua frente, e a paz seguirá os seus passos.
  5. 5. 5 LEITURA II 2 Pedro 3 «Esperamos os novos céus e a nova terra» Leitura da Segunda Epístola de São Pedro Há uma coisa, caríssimos, que não deveis esquecer: um dia diante do Senhor é co- mo mil anos e mil anos como um dia. O Senhor não tardará em cumprir a sua pro- messa, como pensam alguns. Mas usa de paciência para convosco e não quer que ninguém pereça, mas que todos possam arrepender-se. Entretanto, o dia do Senhor virá como um ladrão: nesse dia, os céus desaparecerão com fragor, os elementos dissolver-se-ão nas chamas e a terra será consumida com todas as obras que nela existem. Uma vez que todas as coisas serão assim dissolvidas, como deve ser santa a vossa vida e grande a vossa piedade, esperando e apressando a vinda do dia de Deus, em que os céus se dissolverão em chamas e os elementos se fundirão no ardor do fogo! Nós esperamos, segundo a promessa do Senhor, os novos céus e a nova terra, onde habitará a justiça. Portanto, caríssimos, enquanto esperais tudo isto, empenhai-vos, sem pecado nem motivo algum de censura, para que o Senhor vos encontre na paz. Palavra do Senhor. ALELUIA Lc 3, 4.6 Refrão: Aleluia. Preparai o caminho do Senhor, endireitai as suas veredas, e toda a criatura verá a salvação de Deus. EVANGELHO Mc 1, 1-8 «Endireitai os caminhos do Senhor» Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Marcos Princípio do Evangelho de Jesus Cristo, Filho de Deus. Está escrito no profeta Isaías: «Vou enviar à tua frente o meu mensageiro, que pre- parará o teu caminho. Uma voz clama no deserto: ‘Preparai o caminho do Senhor, endireitai as suas veredas’». Apareceu João Baptista no deserto, a proclamar um batismo de penitência para re- missão dos pecados. Acorria a ele toda a gente da região da Judeia e todos os habi- tantes de Jerusalém, e eram batizados por ele no rio Jordão, confessando os seus pecados. João vestia-se de pêlos de camelo, com um cinto de cabedal em volta dos rins, e alimentava-se de gafanhotos e mel silvestre. E, na sua pregação, dizia: «Vai chegar depois de mim quem é mais forte do que eu, diante do qual eu não sou digno de me inclinar para desatar as correias das suas sandálias. Eu batizo-vos na água, mas Ele batizar-vos-á no Espírito Santo». Palavra da salvação.
  6. 6. 6 Imaculada Conceição da Virgem Santa Maria (8 de dezembro de 2014) LEITURA I Gen 3, 9-15.20 «Estabelecerei inimizade entre a tua descendência e a descendência dela» Leitura do Livro do Génesis Depois de Adão ter comido da árvore, o Senhor Deus chamou-o e disse-lhe: «Onde estás?». Ele respondeu: «Ouvi o rumor dos vossos passos no jardim e, como estava nu, tive medo e escondi-me». Disse Deus: «Quem te deu a conhecer que estavas nu? Terias tu comido dessa árvo- re, da qual te proibira comer?». Adão respondeu: «A mulher que me destes por companheira deu-me do fruto da árvore e eu comi». O Senhor Deus perguntou à mulher: «Que fizeste?» E a mulher respondeu: «A serpente enganou-me e eu comi». Disse então o Senhor Deus à serpente: «Por teres feito semelhante coisa, maldita sejas entre todos os animais domésticos e entre todos os animais selvagens. Hás-de rastejar e comer do pó da terra todos os dias da tua vida. Estabelecerei inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e a descendência dela. Esta te esma- gará a cabeça e tu a atingirás no calcanhar». O homem deu à mulher o nome de ‘Eva’, porque ela foi a mãe de todos os viventes. Palavra do Senhor. SALMO RESPONSORIAL Salmo 97 (98), 1.2-3ab.3cd-4 Refrão: Cantai ao Senhor um cântico novo: o Senhor fez maravilhas. Cantai ao Senhor um cântico novo, pelas maravilhas que Ele operou. A sua mão e o seu santo braço Lhe deram a vitória. O Senhor deu a conhecer a salvação, revelou aos olhos das nações a sua justiça. Recordou-Se da sua bondade e fidelidade em favor da casa de Israel. Os confins da terra puderam ver a salvação do nosso Deus. Aclamai o Senhor, terra inteira, exultai de alegria e cantai.
  7. 7. 7 LEITURA II Ef 1, 3-6.1 «Deus escolheu-nos em Cristo, antes da criação do mundo» Leitura da Epístola do apóstolo São Paulo aos Efésios Bendito seja Deus, Pai de Nosso Senhor Jesus Cristo, que do alto dos Céus nos abençoou com toda a espécie de bênçãos espirituais em Cristo. N’Ele nos esco- lheu, antes da criação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis, em cari- dade, na sua presença. Ele nos predestinou, conforme a benevolência da sua vontade, a fim de sermos seus filhos adoptivos, por Jesus Cristo, para louvor da sua glória e da graça que derramou sobre nós, por seu amado Filho. Em Cristo fomos constituídos herdeiros, por termos sido predestinados, segundo os desígnios d’Aquele que tudo realiza conforme a decisão da sua vontade, para sermos um hino de louvor da sua glória, nós que desde o começo esperámos em Cristo. Palavra do Senhor. ALELUIA cf. Lc 1, 28 Refrão: Aleluia. Ave, Maria, cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois Vós entre as mulheres EVANGELHO Lc 1, 26-38 «Ave, Maria, cheia de graça, o Senhor é contigo» Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas Naquele tempo, o Anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galileia cha- mada Nazaré, a uma Virgem desposada com um homem chamado José, que era descendente de David. O nome da Virgem era Maria. Tendo entrado onde ela es- tava, disse o «Ave, cheia de graça, o Senhor está contigo». Ela ficou perturbada com estas palavras e pensava que saudação seria aquela. Disse-lhe o Anjo: «Não temas, Maria, porque encontraste graça diante de Deus. Conceberás e darás à luz um Filho, a quem porás o nome de Jesus. Ele será gran- de e chamar-Se-á Filho do O Senhor Deus Lhe dará o trono de seu pai David; rei- nará eternamente sobre a casa de Jacob e o seu reinado não terá fim». Maria disse ao Anjo: «Como será isto, se eu não conheço homem?». O Anjo respondeu-lhe: «O Espírito Santo virá sobre ti e a força do Altíssimo te cobrirá com a sua sombra. Por isso o Santo que vai nascer será chamado Filho de Deus. E a tua parenta Isabel concebeu também na sua velhice e este é o sexto mês daquela a quem chamavam estéril; porque a Deus nada é impossível». Maria disse então: «Eis a escrava do Senhor; faça-se em mim segundo a tua pa- lavra». Palavra da salvação.
  8. 8. 8 DOMINGO III do Advento (14 de dezembro de 2014) LEITURA I Is 61, 1-2a.10-11 «Exulto de alegria no Senhor» Leitura do Livro de Isaías O espírito do Senhor está sobre mim, porque o Senhor me ungiu e me enviou a anunciar a boa nova aos pobres, a curar os corações atribulados, a proclamar a re- denção aos cativos e a liberdade aos prisioneiros, a promulgar o ano da graça do Senhor. Exulto de alegria no Senhor, a minha alma rejubila no meu Deus, que me revestiu com as vestes da salvação e me envolveu num manto de justiça, como noivo que cinge a fronte com o diadema e a noiva que se adorna com as suas jóias. Como a terra faz brotar os germes e o jardim germinar as sementes, assim o Senhor Deus fará brotar a justiça e o louvor diante de todas as nações. Palavra do Senhor. SALMO RESPONSORIAL Lc 1, 46-48.49-50.53-54 (R. Is 61, 10b) Refrão: Exulto de alegria no Senhor. Ou: A minha alma exulta no Senhor. A minha alma glorifica o Senhor e o meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador, porque pôs os olhos na humildade da sua serva: de hoje em diante me chamarão bem-aventurada todas as gerações. O Todo-poderoso fez em mim maravilhas: Santo é o seu nome. A sua misericórdia se estende de geração em geração sobre aqueles que O temem. Aos famintos encheu de bens e aos ricos despediu de mãos vazias. Acolheu a Israel, seu servo, lembrado da sua misericórdia. LEITURA II 1 Tes 5, 16-24 «Todo o vosso ser – espírito, alma e corpo – se conserve para a vinda do Senhor» Leitura da Primeira Epístola do apóstolo São Paulo aos Tessalonicenses Irmãos: Vivei sempre alegres, orai sem cessar, dai graças em todas as circunstân- cias, pois é esta a vontade de Deus a vosso respeito em Cristo Jesus.
  9. 9. 9 Não apagueis o Espírito, não desprezeis os dons proféticos; mas avaliai tudo, conservando o que for bom. Afastai-vos de toda a espécie de mal. O Deus da paz vos santifique totalmente, para que todo o vosso ser espírito, alma e corpo se conserve irrepreensível para a vinda de Nosso Senhor Jesus Cristo. É fiel Aquele que vos chama e cumprirá as suas promessas. Palavra do Senhor. ALELUIA Is 61, 1 (cf. Lc 4, 18) Refrão: Aleluia. O Espírito do Senhor está sobre mim: enviou-me a anunciar a boa nova aos pobres. EVANGELHO Jo 1, 6-8.19-28 «No meio de vós está Alguém que não conheceis» Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São João Apareceu um homem enviado por Deus, chamado João. Veio como testemunha, para dar testemunho da luz, a fim de que todos acreditassem por meio dele. Ele não era a luz, mas veio para dar testemunho da luz. Foi este o testemunho de João, quando os judeus lhe enviaram, de Jerusalém, sa- cerdotes e levitas, para lhe perguntarem: «Quem és tu?». Ele confessou a verdade e não negou; ele confessou: «Eu não sou o Messias». Eles perguntaram-lhe: «Então, quem és tu? És Elias?». «Não sou», respondeu ele. «És o Profeta?». Ele respondeu: «Não». Disseram-lhe então: «Quem és tu? Para podermos dar uma resposta àqueles que nos enviaram, que dizes de ti mesmo?». Ele declarou: «Eu sou a voz do que clama no deserto: ‘Endireitai o caminho do Se- nhor’, como disse o profeta Isaías». Entre os enviados havia fariseus que lhe perguntaram: «Então, porque baptizas, se não és o Messias, nem Elias, nem o Profeta?». João respondeu-lhes: «Eu baptizo na água, mas no meio de vós está Alguém que não conheceis: Aquele que vem depois de mim, a quem eu não sou digno de desa- tar a correia das sandálias». Tudo isto se passou em Betânia, além do Jordão, onde João estava a baptizar. Palavra da salvação.
  10. 10. 10 DOMINGO IV do Advento (21 de dezembro de 2014) LEITURA I 2 Sam 7, 1-5.8b-12.14a.16 O reino de David permanecerá eternamente na presença do Senhor Leitura do Segundo Livro de Samuel Quando David já morava em sua casa e o Senhor lhe deu tréguas de todos os ini- migos que o rodeavam, o rei disse ao profeta Natã: «Como vês, eu moro numa casa de cedro e a arca de Deus está debaixo de uma tenda». Natã respondeu ao rei: «Faz o que te pede o teu coração, porque o Senhor está contigo». Nessa mesma noite, o Senhor falou a Natã, dizendo: «Vai dizer ao meu servo Da- vid: Assim fala o Senhor: Pensas edificar um palácio para Eu habitar? Tirei-te das pastagens onde guardavas os rebanhos, para seres o chefe do meu povo de Isra- el. Estive contigo em toda a parte por onde andaste e exterminei diante de ti to- dos os teus inimigos. Dar-te-ei um nome tão ilustre como o nome dos grandes da terra. Prepararei um lugar para o meu povo de Israel; e nele o instalarei para que habite nesse lugar, sem que jamais tenha receio e sem que os perversos tornem a oprimi-lo como outrora, quando Eu constituía juízes no meu povo de Israel. Farei que vivas seguro de todos os teus inimigos. O Senhor anuncia que te vai fazer uma casa. Quando chegares ao termo dos teus dias e fores repousar com teus pais, estabelecerei em teu lugar um descendente que há-de nascer de ti e consolidarei a tua realeza. Serei para ele um pai e ele será para Mim um filho. A tua casa e o teu reino permanecerão diante de Mim eternamente, e o teu trono será firme para sempre». Palavra do Senhor. SALMO RESPONSORIAL Salmo 88 (89), 2-3.4-5.27 e 29 (R. cf. 2a) Refrão: Cantarei eternamente as misericórdias do Senhor. Ou: Senhor, cantarei eternamente a vossa bondade. Cantarei eternamente as misericórdias do Senhor e para sempre proclamarei a sua fidelidade. Vós dissestes: «A bondade está estabelecida para sempre», no céu permanece firme a vossa fidelidade. «Concluí uma aliança com o meu eleito, fiz um juramento a David meu servo: Conservarei a tua descendência para sempre, estabelecerei o teu trono por todas as gerações’».
  11. 11. 11 «Ele Me invocará: ‘Vós sois meu Pai, meu Deus, meu Salvador’. Assegurar-lhe-ei para sempre o meu favor, a minha aliança com ele será irrevogável». LEITURA II Rom 16, 25-27 O mistério encoberto desde os tempos eternos foi agora manifestado Leitura da Epístola do apóstolo São Paulo aos Romanos Irmãos: Seja dada glória a Deus, que tem o poder de vos confirmar, segundo o Evangelho que eu proclamo, anunciando Jesus Cristo. Esta é a revelação do mistério que estava encoberto desde os tempos eternos, mas agora foi manifestado e dado a conhecer a todos os povos pelas escrituras dos Profetas, segundo a ordem do Deus eterno, para que eles sejam conduzidos à obediência da fé. A Deus, o único sábio, por Jesus Cristo, seja dada glória pelos séculos dos séculos. Ámen. Palavra do Senhor. ALELUIA Lc 1, 38 Refrão: Aleluia. Eis a escrava do Senhor: faça-se em mim segundo a vossa palavra. EVANGELHO Lc 1, 26-38 «Conceberás e darás à luz um Filho» Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas Naquele tempo, o Anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galileia cha- mada Nazaré, a uma Virgem desposada com um homem chamado José, que era descendente de David. O nome da Virgem era Maria. Tendo entrado onde ela esta- va, disse o Anjo: «Ave, cheia de graça, o Senhor está contigo». Ela ficou perturbada com estas palavras e pensava que saudação seria aquela. Disse-lhe o Anjo: «Não temas, Maria, porque encontraste graça diante de Deus. Conceberás e darás à luz um Filho, a quem porás o nome de Jesus. Ele será grande e chamar-Se-á Filho do Altíssimo. O Senhor Deus Lhe dará o trono de seu pai Da- vid; reinará eternamente sobre a casa de Jacob, e o seu reinado não terá fim». Maria disse ao Anjo: «Como será isto, se eu não conheço homem?». O Anjo respondeu-lhe: «O Espírito Santo virá sobre ti e a força do Altíssimo te cobri- rá com a sua sombra. Por isso o Santo que vai nascer será chamado Filho de Deus. E a tua parenta Isabel concebeu também um filho na sua velhice, e este é o sexto mês daquela a quem chamavam estéril; porque a Deus nada é impossível». Maria disse então:« Eis a escrava do Senhor; faça-se em mim segundo a tua pala- vra». Palavra da salvação.
  12. 12. 12 O Natal do Senhor (25 de dezembro de 2014) LEITURA I Is 52, 7-10 «Todos os confins da terra verão a salvação do nosso Deus» Leitura do Livro de Isaías Como são belos sobre os montes os pés do mensageiro que anuncia a paz, que traz a boa nova, que proclama a salvação e diz a Sião: «O teu Deus é Rei». Eis o grito das tuas sentinelas que levantam a voz. Todas juntas soltam brados de alegria, porque vêem com os próprios olhos o Senhor que volta para Sião. Rompei todas em brados de alegria, ruínas de Jerusalém, porque o Senhor con- sola o seu povo, resgata Jerusalém. O Senhor descobre o seu santo braço à vista de todas as nações, e todos os confins da terra verão a salvação do nosso Deus. Palavra do Senhor. SALMO RESPONSORIAL Salmo 97 (98), 1.2-3ab.3cd-4.5-6 (R. 3c) Refrão: Todos os confins da terra viram a salvação do nosso Deus. Cantai ao Senhor um cântico novo pelas maravilhas que Ele operou. A sua mão e o seu santo braço Lhe deram a vitória. O Senhor deu a conhecer a salvação, revelou aos olhos das nações a sua justiça. Recordou-Se da sua bondade e fidelidade em favor da casa de Israel. Os confins da terra puderam ver a salvação do nosso Deus. Aclamai o Senhor, terra inteira, exultai de alegria e cantai. Cantai ao Senhor ao som da cítara, ao som da cítara e da lira; ao som da tuba e da trombeta, aclamai o Senhor, nosso Rei. LEITURA II Hebr 1, 1-6 «Deus falou-nos por seu Filho» Leitura da Epístola aos Hebreus Muitas vezes e de muitos modos falou Deus antigamente aos nossos pais, pelos Profetas. Nestes dias, que são os últimos, falou-nos por seu Filho, a quem fez herdeiro de todas as coisas e pelo qual também criou o universo. Sendo o Filho esplendor da sua glória e imagem da sua substância, tudo sustenta com a sua palavra poderosa.
  13. 13. 13 Depois de ter realizado a purificação dos pecados, sentou-Se à direita da Majestade no alto dos Céus e ficou tanto acima dos Anjos quanto mais sublime que o deles é o nome que recebeu em herança. A qual dos Anjos, com efeito, disse Deus alguma vez: «Tu és meu Filho, Eu ho- je Te gerei»? E ainda: «Eu serei para Ele um Pai e Ele será para Mim um Filho»? E de novo, quando introduziu no mundo o seu Primogénito, disse: «Adorem-n’O todos os Anjos de Deus». Palavra do Senhor. ALELUIA Refrão: Aleluia. Santo é o dia que nos trouxe a luz. Vinde adorar o Senhor. Hoje, uma grande luz desceu sobre a terra. EVANGELHO Forma longa Jo 1, 1-18 «O Verbo fez-Se carne e habitou entre nós» Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São João No princípio era o Verbo e o Verbo estava com Deus e o Verbo era Deus. No princípio, Ele estava com Deus. Tudo se fez por meio d’Ele, e sem Ele nada foi feito. N’Ele estava a vida, e a vida era a luz dos homens. A luz brilha nas tre- vas, e as trevas não a receberam. Apareceu um homem enviado por Deus, chamado João. Veio como testemunha, para dar testemunho da luz, a fim de que todos acreditassem por meio dele. Ele não era a luz, mas veio para dar testemunho da luz. O Verbo era a luz verda- deira, que, vindo ao mundo, ilumina todo o homem. Estava no mundo, e o mundo, que foi feito por Ele, não O conheceu. Veio para o que era seu, e os seus não O receberam. Mas àqueles que O receberam e acreditaram no seu nome, deu-lhes o poder de se tornarem filhos de Deus. Estes não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus. E o Verbo fez-Se carne e habitou entre nós. Nós vimos a sua glória, glória que Lhe vem do Pai como Filho Unigénito, cheio de graça e de verdade. João dá testemunho d’Ele, exclamando: «É deste que eu dizia: ‘O que vem depois de mim passou à minha frente, porque existia an- tes de mim’». Na verdade, foi da sua plenitude que todos nós recebemos graça sobre graça. Porque, se a Lei foi dada por meio de Moisés, a graça e a verdade vieram por meio de Jesus Cristo. A Deus, nunca ninguém O viu. O Filho Unigénito, que está no seio do Pai, é que O deu a conhecer. Palavra da salvação.
  14. 14. 14 Sagrada Família de Jesus, Maria e José (28 de dezembro de 2014) LEITURA I Sir 3, 3-7.14-17a (gr. 2-6.12-14) «Aquele que teme a Deus honra os seus pais» Leitura do Livro de Ben-Sirá Deus quis honrar os pais nos filhos e firmou sobre eles a autoridade da mãe. Quem honra seu pai obtém o perdão dos pecados, e acumula um tesouro quem honra sua mãe. Quem honra o pai encontrará alegria nos seus filhos e será aten- dido na sua oração. Quem honra seu pai terá longa vida, e quem lhe obedece se- rá o conforto de sua mãe. Filho, ampara a velhice do teu pai e não o desgostes durante a sua vida. Se a sua mente enfraquece, sê indulgente para com ele e não o desprezes, tu que estás no vigor da vida, porque a tua caridade para com teu pai nunca será esquecida e converter-se-á em desconto dos teus pecados. Palavra do Senhor. SALMO RESPONSORIAL Salmo 127 (128), 1-2.3.4-5 (R. cf. 1) Refrão: Felizes os que esperam no Senhor e seguem os seus caminhos. Ou: Ditosos os que temem o Senhor, ditosos os que seguem os seus ca- minhos. Feliz de ti, que temes o Senhor e andas nos seus caminhos. Comerás do trabalho das tuas mãos, serás feliz e tudo te correrá bem. Tua esposa será como videira fecunda no íntimo do teu lar; teus filhos serão como ramos de oliveira ao redor da tua mesa. Assim será abençoado o homem que teme o Senhor. De Sião te abençoe o Senhor: vejas a prosperidade de Jerusalém todos os dias da tua vida. LEITURA II Col 3, 12-21 A vida doméstica no Senhor. Leitura da Epístola do apóstolo São Paulo aos Colossenses Irmãos: Como eleitos de Deus, santos e predilectos, revesti-vos de sentimentos de misericórdia, de bondade, humildade, mansidão e paciência. Suportai-vos uns aos outros e perdoai-vos mutuamente, se algum tiver razão de queixa contra ou- tro. Tal como o Senhor vos perdoou, assim deveis fazer vós também. Acima de tudo, revesti-vos da caridade, que é o vínculo da perfeição. Reine em vossos co- rações a paz de Cristo, à qual fostes chamados para formar um só corpo. E vivei em acção de graças. Habite em vós com abundância a palavra de Cristo, para vos instruirdes e aconselhardes uns aos outros com toda a sabedoria;
  15. 15. 15 e com salmos, hinos e cânticos inspirados, cantai de todo o coração a Deus a vossa gratidão. E tudo o que fizerdes, por palavras ou por obras, seja tudo em nome do Senhor Jesus, dando graças, por Ele, a Deus Pai. Esposas, sede submis- sas aos vossos maridos, como convém no Senhor. Maridos, amai as vossas espo- sas e não as trateis com aspereza. Filhos, obedecei em tudo a vossos pais, porque isto agrada ao Senhor. Pais, não exaspereis os vossos filhos, para que não caiam em desânimo. Palavra do Senhor. ALELUIA Col 3, 15a.16a Refrão: Aleluia. Reine em vossos corações a paz de Cristo, habite em vós a sua palavra. EVANGELHO Forma longa Lc 2, 22-40 «O Menino crescia e enchia-Se de sabedoria» Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas Ao chegarem os dias da purificação, segundo a Lei de Moisés, Maria e José levaram Jesus a Jerusalém, para O apresentarem ao Senhor, como está escrito na Lei do Senhor: «Todo o filho primogénito varão será consagrado ao Senhor», e para oferecerem em sacrifício um par de rolas ou duas pombinhas, como se diz na Lei do Senhor. Vivia em Jerusalém um homem chamado Simeão, homem justo e piedoso, que esperava a consolação de Israel; e o Espírito Santo estava nele. O Espírito Santo revelara-lhe que não morreria antes de ver o Messias do Senhor; e veio ao templo, movido pelo Espírito. Quando os pais de Jesus trouxeram o Meni- no, para cumprirem as prescrições da Lei no que lhes dizia respeito, Simão rece- beu-O em seus braços e bendisse a Deus, exclamando: «Agora, Senhor, segundo a vossa palavra, deixareis ir em paz o vosso servo, porque os meus olhos viram a vossa salvação, que pusestes ao alcance de todos os povos: luz para se revelar às nações e glória de Israel, vosso povo». O pai e a mãe do Menino Jesus estavam admirados com o que d’Ele se dizia. Simeão abençoou-os e disse a Maria, sua Mãe: «Este Menino foi estabelecido para que muitos caiam ou se levantem em Israel e para ser sinal de contradição; e uma espada trespassará a tua alma assim se reve- larão os pensamentos de todos os corações». Havia também uma profetisa, Ana, filha de Fanuel, da tribo de Aser. Era de idade muito avançada e tinha vivido casa- da sete anos após o tempo de donzela e viúva até aos oitenta e quatro. Não se afastava do templo, servindo a Deus noite e dia, com jejuns e orações. Estando presente na mesma ocasião, começou também a louvar a Deus e a falar acerca do Menino a todos os que esperavam a libertação de Jerusalém. Cumpridas todas as prescrições da Lei do Senhor, voltaram para a Galileia, para a sua cidade de Nazaré. Entretanto, o Menino crescia, tornava-Se robusto e enchia- Se de sabedoria. E a graça de Deus estava com Ele. Palavra da salvação. NOTA: As contas apresentadas pelo Conselho Económico a partir desta edição passarão a ser publicadas anualmente.
  16. 16. 16
  17. 17. 17
  18. 18. 18 CURIOSIDADES—NATAL Significado dos Símbolos de Natal As comemorações de Natal incluem a presença de diversos símbolos tradicionais co- mo a ceia de Natal, árvore de Natal, o Pai Natal, as músicas, a troca de presentes, o presépio, a iluminação e outras decorações natalinas. Árvore de Natal A árvore de Natal é um dos símbolos mais populares, e normalmente é um pinheiro. Há muitas versões sobre a associação da árvore ao Natal. Uma delas é que o forma- to triangular do pinheiro representaria a Santíssima Trindade. Pai Natal Inspirado na figura de São Nicolau, um bispo do século III, o Papai Noel é responsá- vel por trazer os presentes das crianças no Natal, segundo a tradição. Estrela de Natal Simboliza a estrela que guiou os reis magos até o local do nascimento de Jesus, se- gundo o relato do Evangelho de Mateus, na Bíblia. Presentes de Natal Os reis magos deram presentes para Jesus e o bispo Nicolau (que originou Papai Noel) era conhecido por dar presentes. Trocar presentes é uma das tradições de na- tal mais antigas. Velas de Natal Tanto as velas de Natal como as outras iluminações de natal simbolizam Jesus, que afirmou ser "a luz do mundo". Em termos gerais, o Natal significa paz, alegria, fraternidade e generosidade. Todas as tradições associadas às comemorações natalinas proporcionam um forte aumento das vendas, constituindo a melhor época para os comerciantes. Significado do présepio de Natal O presépio é uma montagem com peças, que faz referência ao momento do nasci- mento de Jesus Cristo. Com o menino Jesus na manjedoura ao centro, o presépio apresenta o local e os personagens bíblicos que estavam presentes neste importan- te momento cristão. Origem do presépio de Natal De acordo com fontes históricas, o primeiro presépio foi montado por São Francisco de Assis no Natal de 1223. O frade católico, montou o presépio em argila na floresta de Greccio (comuna italiana da região do Lácio). Sua ideia era montar o presépio para explicar as pessoas mais simples o significado e como foi o nascimento de Jesus Cristo. No século XVIII, a tradição de montar o presépio, dentro das casas das famílias, se popularizou pela Europa e, logo em seguida, por outras regiões do mundo. Tradição da montagem do presépio É tradição em várias regiões do mundo a montagem do presépio na época de Natal. Os presépios variam em tamanho e materiais usados. Existem presépios minúsculos e outros em tamanho real. As peças podem ser feitas de madeira, argila, metal ou outros materiais. O mais comum, atualmente, é a montagem dentro das casas das famílias cristãs. Porém, encontramos também presépios em lojas, empresas, praças, escolas e outros locais públicos.
  19. 19. 19
  20. 20. 20 Com a colaboração do JES Por favor guarde a nossa voz, pode ser-lhe útil no futuro. 2014 Lua cheia Lua nova Quarto crescente Quarto Minguante Dezembro Este é o mês em que o espírito natalício se apodera de si. E o stress provocado pelas compras de Natal e pelos preparativos da Consoada também! Sendo De- zembro um dos meses mais frios do ano, as flores e as plantas necessitam de cuidados especiais para fa- zerem face às baixas temperaturas. No que respeita a sementeiras e plantações, as últi- mas semanas do ano devem ser aproveitadas para plantar amores-perfeitos e prímulas, mas também ervilhas de cheiro. Na horta, é tempo de semear agri- ões, alfaces, cebolas, coentros, nabiças e salsa.

×