QUERIDO DIÁRIO               A fim de que juntos                             tenhamos a vontade deAcordei inspirada a     ...
Sexta – 21/08/1940:            Terça – 25/08/1940:Hoje ouvi ele se chamar de     Dia movimentado este, obicho. Estranha fa...
Quinta – 20/08/1940:Sinha Terta é uma vizinha        Choveu tanto, tanto, quemuito    religiosa     e   foi   parecia que ...
Segunda – 25/09/1940:           Alguns meses, ou até um ano                                 depois, Fabiano encontra de Es...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Crônicas-Vidas secas

665 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
665
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Crônicas-Vidas secas

  1. 1. QUERIDO DIÁRIO A fim de que juntos tenhamos a vontade deAcordei inspirada a conhecer um pouco daler o livro “Vidas família sertaneja queSecas” de Graciliano metaforiza váriasRamos. Na verdade outras histórias defoi depois de ler um famílias brasileiras.diário virtual de umparente de seu Tomásda Bolandeira.Antes de ler ahistória toda,contada por seuGraciliano Ramos,vou contar um poucodo que li dofamiliar de seuTomás para vocês.Sábado – 15/08/1940: Terça – 18/08/1940:Os infelizes tinham Quando a família estácaminhado o dia todo, feliz é porque Baleiaestavam cansados e está com a boca defamintos. É assim que sangue de preás. Atéentendo os sons guturais quis chegar junto, sóde Fabiano. Neste dia, que eles pouco tem prasegundo me parece, foi eles mesmo.sacrificado o papagaio dafamília, para Eita chuva boa, assimdiminuir um pouco a fome. todo escravo da roçaSe pudesse até ajudaria sonha ser vaqueiro e amas o que tenho é leitura mulher deste quer terque herdei do Tomás e cama de lastro depara cá das bandas do couro, quinem de Tomás.sertão a serventia quetem é de denunciar.
  2. 2. Sexta – 21/08/1940: Terça – 25/08/1940:Hoje ouvi ele se chamar de Dia movimentado este, obicho. Estranha família. Os vizinho foi comprar unsmeninos sem nome, a mantimentos, e como sertanejo num resiste acachorra que vive só nos provocação inda mais comossos, tem nome de peixe água que passarinho nãogordo, Baleia. E a mulher bebe, já viu? Não sei seque mal tem o que comer se ouvi bem, mas um tal dechama Vitória. Percebi uma soldado brigou combriga do patrão de Fabiano Fabiano, teve picuinha comcom ele. Não sei até quando nome de mãe, aí é perreio. Ele era ignorante, bruto,os ciganos ficarão por mas pacífico e que mal eleestas bandas. O que será fez para ir em cana?que vai acontecer com os Lembrando da galera domeninos? cangaço Fabiano pensou em perder os estribos, entrar no cangaço, acabando com os chefes do soldado Amarelo e com o próprio soldado, mas o que segurava ele era a família.Sexta – 28/08/1940: Quarta – 19/08/1940:Cada dia mais tenho pena da Esta família me aprontasinha Vitória. Ela novamente cada uma. Hoje foi otava falando da cama de pequeno. Pelo que vejo,varas. Fabiano disse que admira o pai, a roupa quepodia economizar, mas eles Fabiano usa, até o jeitomesmo falavam que não tinha dele andar. Vi o meninocomo, andavam quase nus, mal espatifado no chão, natinham querosene para a luz. tentativa de impressionarDecerto que as coisas seu irmão mais velho e aestavam melhor, a seca havia Baleia. O bode soltava maispassado, mas a sinha Vitória que tudo, não sei o quese queixava da coluna, será passa na cabeça destepecado sonhar com uma cama menino que deu com as carasdecente? no chão.
  3. 3. Quinta – 20/08/1940:Sinha Terta é uma vizinha Choveu tanto, tanto, quemuito religiosa e foi parecia que tudo ia serconvidada pela família de levado. A família não sabiaFabiano para rezar pela cura se chorava porque ade um espinho nele. Em meio a inundação matava os bichospedido a Deus, o menino mais ou se ria porque podia bebervelho ouviu uma palavra que água, a seca castigava indachamou muito atenção dele, deixava a garganta seca. Foi‘inferno’. Quase ninguém tem o dia que mais ouvi a voz dapaciência para explicar as família, mesmo que sonscrianças o que significa as desencontrados. Tomara quepalavras, como insistisse, a esta tempestade acabe...mãe deu uns cocorotes nacabeça dele que levou ele aperceber ser o lugar muitoruim, cheio de jararacas, eas pessoas que lá moravamrecebiam puxões de orelhas,cocorotes e pancadas combainhas de faca. Hoje amanheceu triste.Quarta – 29/09/1940: A Baleia está morrendo.Percebi que eles não estava Parece ser raiva, tavaem casa. Soube por Tomás que emagrecida, os peloseles tinham ido para uma soltano, sangrando na boca,festa na cidade. Imagino que cheia de mosca. Fabianoacharam estranho tanta gente, estava muito triste indotantas casas. Era como se as sacrificar alguém damãos e braços das multidão família. Pela cara da Baleiafossem agarrá-los, espremer ela está sonhando, comendonum canto da parede. preás, lambendo as mãos de um Fabiano enorme, rolando com as crianças no chiqueiro.
  4. 4. Segunda – 25/09/1940: Alguns meses, ou até um ano depois, Fabiano encontra de Estava muito azoada a novo o soldado Amarelo. O família. As contas do patrão que muda é que em de Fabiano estavam muito território diferente, no seu território. Passou na menor que da sinha Vitória, cabeça dele pelo que me que sabe somar e subtrair consta, vingar, também não com sementes. O patrão tava entendo como o governo roubando e Fabiano se retou, emprega gente só para mas quando ameaçado a perder prender e espancar pessoas o emprego, pediu desculpas. de bem, mas ele não quis Parece uma história que ele arriscar ser preso, nem ficar inutilizado, resolveu contou quando era vendedor ajudar o soldado Amarelo a de carnes de porco. Acredita achar o caminho de volta. que mal tendo ele para comer do que ele vendia, o fiscal cobrava imposto? Dia triste, percebi que ia ser difícil, quaseO dia tá tão quente que impossível esta famílianão sabe se o sol tá em continuar na fazenda. Oscima ou aqui em baixo. cálculos do patrão diziamA danada da sinha Vitória que tavam devendo, elesbem que tinha dito que as tinham que sair de fininho,aves matariam o restante só vimos depois. Será quedo gado, das cabras, eles sempre viveriam comobebendo o que sobrava das bichos? Fugindo. O que oságua. filhos ia ser quando crescessem? Ouvia comentários que Fabiano pensava deles ser vaqueiros, a sinha Vitória não, diz que eles ia ter estudo, um destino diferente. Enquanto os velhos se acabariam como a cachorra... Será que conseguiriam a cama de lastro de couro?

×