Cartografia (Localização Cartográfica)

150 visualizações

Publicada em

Apresentação de Slides sobre cartografia, bem detalhada. Ela cobre os assuntos: cartografia, latitude e longitude, zonas climáticas, fusos horários, escala, projeções cartográficas, pontos cardeais, colaterais e subcolaterais (sub-colaterais), etc. Espero que gostem, sintam-se livres para baixar e usar.

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
150
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
11
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cartografia (Localização Cartográfica)

  1. 1. Cartografia representação cartográfica
  2. 2. O que é cartografia? A cartografia, como sabemos, é a área do conhecimento responsável pela elaboração e estudo dos mapas e representações cartográficas em geral, incluindo plantas, croquis e cartas gráficas. Essa área do conhecimento é de extrema utilidade não só para os estudos em Geografia, mas também em outros campos, como a Historia e a Sociologia, pois, afinal, os mapas são formas de linguagem para expressar uma dada realidade. MAPA Um mapa é uma representação reduzida de uma dada área do espaço geográfico. Um mapa temático, por sua vez, é uma representação de um espaço realizada a partir de uma determinada perspectiva ou tema, que pode variar entre indicadores sociais, naturais e outros.
  3. 3. Rosa dos ventosA Rosa dos Ventos é composta pelos pontos cardeais, colaterais e subcolaterais.
  4. 4. Pontos cardeais ✣ N – Norte, também chamado de Setentrional ou Boreal; ✣ S – Sul, também chamado de Meridional ou Austral; ✣ O – Oeste, também chamado de Ocidente ou Poente. ✣ L – Leste, também chamado de Oriente ou Nascente;
  5. 5. PONTOS COLATERAIS ✣ Noroeste, entre Norte e Oeste; ✣ Nordeste, entre Norte e Leste; ✣ Sudoeste, entre Sul e Oeste; ✣ Sudeste, entre Sul e Leste.
  6. 6. PONTOS SUBCOLATERAIS ✣ NNO – Nor-Noroeste; ✣ NNE – Nor-Nordeste; ✣ ONO – Oés-Noroeste; ✣ OSO – Oés-Nordeste; ✣ ENE – Lés-Nordeste; ✣ ESE – Lés-Sudeste; ✣ SSO – Sul-Sudoeste; ✣ SSE – Sul-Sudeste.
  7. 7. Paralelos São as linhas imaginárias traçadas horizontalmente sobre o planeta ou perpendiculares ao eixo de rotação terrestre. Os principais paralelos são a Linha do Equador, os Trópicos de Câncer e Capricórnio e os Círculos Polares Ártico e Antártico. PARALELOS E MERIDIANOS Meridianos São as linhas imaginárias traçadas verticalmente sobre o planeta ou paralelas ao eixo de rotação terrestre. O principal meridiano é o de Greenwich, estabelecido a partir de uma convenção internacional.
  8. 8. latitude É a distância, medida em graus, entre qualquer ponto da superfície terrestre e a Linha do Equador, que é um traçado imaginário que se encontra exatamente no meio da Terra.
  9. 9. Longitude É a distância, medida em graus, entre qualquer ponto da superfície terrestre e o Meridiano de Greenwich, outra linha imaginária que é empregada para definir a separação dos hemisférios leste e oeste.
  10. 10. O conjunto de Latitudes e Longitudes se chama Coordenada Geográfica, e é usado para identificar lugares.
  11. 11. Fusos Horários Definidos pelo afastamento do meridianos, são considerados a partir do meridiano de Greenwhich. Existem os limites teóricos ou práticos dos fusos horários. ✣ Limites Teóricos – São feitos com a divisão dos 360º da Terra pelas 24 horas da rotação do planeta ao redor do Sol, que dá 15º a cada hora; ✣ Limites Práticos – São feitos adaptando os limites teóricos aos territórios, os estados e países, para melhor organização.
  12. 12. Zonas Climáticas As latitudes interferem diretamente no clima, pois os raios do sol, responsáveis por aquecer o nosso planeta, incidem de diferentes formas ao longo do eixo norte-sul, fazendo com que o clima apresente condições diferentes conforme alteramos as latitudes. Quanto mais as latitudes aproximam-se dos polos da Terra, menores são as temperaturas. Quanto mais próximas as latitudes estão da Linha do Equador, maiores são as temperaturas. Diante disso, é possível até mesmo estabelecer algumas zonas climáticas, que são as faixas de latitude em que o clima se apresenta de formas diferenciadas.
  13. 13. Quais são as Zonas Climáticas? Zonas Tropicais tendem a ser mais quentes. O território brasileiro está, quase todo, localizado nessas faixas, o que contribui para as médias de temperatura no nosso país serem mais altas que em outros lugares. Zonas Temperadas durante a maior parte do ano, apresentam temperaturas mais baixas. Em certas épocas, regiões do extremo sul do Brasil, por exemplo, apresentam um frio muito forte, chegando até a nevar em alguns casos Zonas Polares Nelas encontram-se os polos da Terra, os locais do planeta onde se registram as menores temperaturas. O extremo norte dos continentes americano, europeu e asiático sofrem com o frio extremo.
  14. 14. ESCALA A escala é a relação entre uma distância real e uma distância gráfica. Ela indica o quanto um determinado espaço geográfico foi reduzido para “caber” no local em que ele foi confeccionado em forma de material gráfico. Existem doduas formas de representar uma escala, a Escala Numérica e a Escala Gráfica. ESCALA NUMÉRICA - é expressa por uma fração, na qual o numerador representa a distância no mapa e o denominador, a distância na superfície real. Ex: 1: 100 000 – Nesse exemplo, cada 1 cm no mapa equivale 100 000 cm na superfície real, ou seja, 1 cm no mapa é igual a 1 km na superfície real. ESCALA GRÁFICA: é aquela que expressa diretamente os valores da realidade mapeada. Ex: - Levando em consideração o exemplo, cada 1 cm no mapa equivale a 50 km na superfície real.
  15. 15. FÓRMULA DA ESCALA
  16. 16. E = D / dEscala = Distância Real dividida pela distância gráfica D = d * EDistância real = distância gráfica multiplicada pela Escala d = D / Edistância gráfica = Distância Real dividida pela Escala
  17. 17. Projeçoes Cartográficas Projeção Cartográfica é a representação em um plano de fenômenos e características da superfície terrestre. E é muito difícil representar formas e medidas da Terra sem causar qualquer tipo de alteração, por isso, existem vários tipos de projeções cartográficas. Cada tipo de projeção possui algumas equivalências e alguma diferenças.
  18. 18. PROJEÇÕES CONFORMES Neste tipo de projeção, os ângulos são mantidos idênticos mas as áreas são deformadas. A projeção conforme mais conhecida é a de Mercator, e é uma projeção etnocêntrica pois faz a Europa ficar ao centro e maior do que é.
  19. 19. PROJEÇÕES equivalentes Já nessa projeção, ás áreas são mantidas idênticas mas os ângulos e as formas são deformados. A projeção equivalente mais conhecida é a de Peters, e dá mais destaque as áreas do sul, já que essas eram diminuídas na projeção de Mercator.
  20. 20. PROJEÇÕES equidistantes Nessa projeção, a representação das distâncias é precisa. Ela usa de um ponto qualquer do planeta e mede a distância entre outros lugares e este ponto. Uma tipo de projeção equidistante é a Azimutal. Ela tem como ponto de referência um dos polos, geralmente o Polo Norte.
  21. 21. PROJEÇÃO DE ROBINSON Ela é a projeção cartográfica mais usada atualmente. Ela não distorce as formas mas não preserva nenhuma propriedade de conformidade. É muito comum nos Atlas e mapas escolares.

×