Trabalho hipertensão

18.598 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia, Negócios
1 comentário
2 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
18.598
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
15
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
79
Comentários
1
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Trabalho hipertensão

  1. 2. HIPERTENSÃO METODOLOGIA DO TRABALHO CIENTIFICO E PROFISSIONAL DA ESCOLA DA SAÚDE E DO MEIO AMBIENTE FABIO DUTRA AMANDA ALENTEJO SHEILA EVANGELISTA LENICE DA COSTA ALINE DO ROSÁRIO JEFFERSON PACHECO GABRIEL SAMPAIO PEDRO HENRIQUE
  2. 3. Introdução Pressão Arterial Pressão arterial é a força com a qual o coração bombeia o sangue através dos vasos. É determinada pelo volume de sangue que sai do coração e a resistência que ele encontra para circular no corpo. Ela pode ser modificada pela variação do volume de sangue ou viscosidade (espessura) do sangue, da freqüência cardíaca (batimentos cardíacos por minuto) e da elasticidade dos vasos. Hipertensão Arterial Hipertensão arterial é a pressão arterial acima de 140x90 mmHg (milímetros de mercúrio) em adultos com mais de 18 anos, medida em repouso de quinze minutos e confirmada em três vezes consecutivas e em várias visitas médicas. Elevações ocasionais da pressão podem ocorrer com exercícios físicos, nervosismo, preocupações, drogas, alimentos, fumo, álcool e café. A pressão arterial é considerada normal quando a pressão sistólica (máxima) não ultrapassar a 130 e a diastólica (mínima) for inferior a 85 mmHg. A hipertensão arterial pode ser sistólica e diastólica (máxima e mínima) ou só sistólica (máxima). A maioria desses indivíduos, 95%, tem hipertensão arterial chamada de essencial ou primária (sem causa) e 5% têm hipertensão arterial secundária a uma causa bem definida.
  3. 4. Objetivo O presente estudo tem como objetivo pesquisar as principais causas de hipertensão, e observar se ocorre o tratamento correto desta patologia por parte dos entrevistados.
  4. 5. Amostra A amostra dessa pesquisa foi composta de 35 pessoas de ambos os sexos, todas hipertensas. Foram realizadas 5 perguntas para cada um dos entrevistados:
  5. 6. Amostra A amostra dessa pesquisa foi composta de 35 pessoas de ambos os sexos, todas hipertensas. Foram realizadas 5 perguntas para cada um dos entrevistados: 1 - Você pratica atividade física regularmente? Sim Não 2 - Você fuma ou já fumou? Sim Não 3 - Você tem histórico familiar de hipertensão? Sim Não 4 - Você faz uso de medicamentos? Sim Não 5 - Você tem uma dieta balanceada? Sim Não
  6. 7. Gráfico – Questão 1
  7. 8. Gráfico – Questão 1 Sim Não Diversos estudos tem verificado que o treinamento físico é capaz de diminuir a pressão arterial de indivíduos hipertensos. No entanto deve-se atentar para a adequação do treinamento físico para essa finalidade, ou seja, quais as características do treinamento físico que ampliam seu efeito hipotensor. O exercício dinâmico aeróbico comprovadamente reduz a pressão arterial, sendo considerado o mais adequado para o hipertenso. Porém vimos que apenas 34.3% dos indivíduos entrevistados praticam uma atividade física regularmente.
  8. 9. Gráfico – Questão 2
  9. 10. Gráfico – Questão 2 Sim Não Ainda que a pressão arterial e a freqüência cardíaca se elevem durante o ato de fumar, o uso prolongado de nicotina não se associa a maior prevalência de hipertensão. Além do risco aumentado para a doença coronariana associada ao tabagismo, indivíduos que fumam mais de uma carteira de cigarros ao dia têm risco 5 vezes maior de morte súbita do que indivíduos não-fumantes. Adicionalmente, o tabagismo colabora para o efeito adverso da terapêutica de redução dos lípides séricos e induz resistência ao efeito de drogas anti-hipertensivas.
  10. 11. Gráfico – Questão 3
  11. 12. Gráfico – Questão 3 Sim Não Pessoas que tem familiares com pressão arterial elevada têm maior chance de serem hipertensas. Pelo gráfico podemos ver que esta afirmação é verdadeira, 94.3% dos indivíduos hipertensos entrevistados têm histórico familiar de hipertensão.
  12. 13. Gráfico – Questão 4
  13. 14. Gráfico – Questão 4 Sim Não O uso de medicamentos é de suma importância para o controle da hipertensão, os medicamentos devem ser prescritos por um médico, e o tratamento deve ser seguido à risca pelos pacientes. A maioria dos entrevistados fazem o uso de medicamentos (65.7%), porém, de todos os entrevistado 34.3% não fazem uso de medicamentos, uma porcentagem considerável para uma patologia tão perigosa.
  14. 15. Gráfico – Questão 5
  15. 16. Gráfico – Questão 5 Sim Não A evolução da doença e o sucesso do tratamento são influenciados pelo estilo de vida e podem ser alterados pela adoção de hábitos mais saudáveis. Na alimentação o sódio é o principal inimigo do hipertenso, por tal motivo o hipertenso deve seguir uma dieta balanceada, regulando a entrada de sódio no seu organismo. De acordo com nossa pesquisa, ocorre um empate técnico, metade de nossos entrevistado utilizam uma dieta balanceada e a outra metade não.
  16. 17. Conclusão A hipertensão arterial representa um grave problema de saúde. Contamos com uma amostra de 35 pessoas, entre 22 e 92 anos. As perguntas foram relacionadas ao tabagismo, ao histórico familiar, ao uso de medicamentos, a pratica de atividades físicas e ao uso de uma dieta balanceada. Os resultados foram representados por gráficos e vimos que uma pessoa com histórico familiar de hipertensão tem grandes possibilidades de ser uma pessoa hipertensa no futuro. O tabagismo eleva a pressão arterial no ato de fumar, porém o uso prolongado do cigarro não se associa a hipertensão. Vimos que o uso de medicamentos, associado a uma dieta balanceada e atividades físicas regulares é um forte aliado para o tratamento da hipertensão. O treinamento físico é capaz de diminuir a pressão arterial, e os medicamentos e a alimentação ajudam a controlar a pressão arterial.

×