Gás Natural

2.283 visualizações

Publicada em

101

0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.283
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
30
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
87
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Gás Natural

  1. 2. <ul><li>Nas próximas décadas o gás natural deverá desempenhar um papel fundamental na sociedade mundial, permitindo a estruturação de uma civilização tecnológica e economicamente desenvolvida, ambiental e ecologicamente sustentável, atendendo à demanda energética industrial, comercial e residencial e à demanda de insumos da moderna indústria química e de materiais. </li></ul>
  2. 4. <ul><li>Mais leve que o ar </li></ul><ul><li>o gás natural não provoca asfixia </li></ul><ul><li>não é quimicamente tóxico </li></ul><ul><li>Necessita de grande concentração para inflamar </li></ul><ul><li>Não tem risco de explosão </li></ul><ul><li>Não contribui para o aquecimento global </li></ul><ul><li>mais difícil de ser transportado </li></ul><ul><li>mais difícil de ser liquidificado (-160°C) </li></ul><ul><li>podem conter mercúrio </li></ul><ul><li>Inferioridade energética aos hidratos de metano </li></ul>
  3. 5. Impacto sobre
  4. 6. A lógica da destruição do meio ambiente ou do aproveitamento sem limites dos bens naturais dos modelos de produção baseados exclusivamente na rentabilidade econômica e na otimização financeira está chegando a seu fim. O novo padrão se apóia na tecnologia para encontrar soluções efetivamente globais e justas para o binômio Meio Ambiente – Desenvolvimento.
  5. 7. <ul><li>Gás liquefeito do petróleo(GLP) e Gasolina Natural </li></ul><ul><li>Siderurgia </li></ul><ul><li>Petroquímico </li></ul><ul><li>Misturas de hidrogênio e monóxido de carbono </li></ul><ul><li>Hidrogênio </li></ul><ul><li>Metanol </li></ul><ul><li>Amônia sintética e derivados </li></ul><ul><li>Metanol </li></ul><ul><li>Combustíveis sintéticos </li></ul>
  6. 8. <ul><li>Aquecedores de água para banho </li></ul><ul><li>Aquecedores de água para pias </li></ul><ul><li>Aquecedores de ambiente (interno/externo) </li></ul><ul><li>Fornos e fogões </li></ul><ul><li>Lareiras </li></ul><ul><li>Piso aquecido </li></ul><ul><li>Toalheiro aquecido. </li></ul><ul><li>Cogeração e geração de energia </li></ul><ul><li>Ar-condicionado </li></ul><ul><li>Saunas </li></ul><ul><li>Churrasqueira </li></ul>
  7. 10. <ul><li>Descoberta do gás natural ocorreu no Irã entre 6000 e 2000 AC, conhecido na China desde 900AC, mas foi em 211 AC que o país começou a extrair a matéria-prima com o objetivo de secar pedras de sal. </li></ul><ul><li>Foi o primeiro combustível responsável pela iluminação de casas e ruas desde 1790. </li></ul><ul><li>O Brasil começou modestamente por volta de 1940, com as descobertas de óleo e gás na Bahia. </li></ul>
  8. 12. Composição do Gás no Espírito Santo Metano – C2 91,36% Etano - C2 3,66% Propano – C3 1,71% Butano e + pesados - C4 + 0,86% Inertes - N2 + CO2 2,40% N2 2,05% O2 0,01% H2S (mg/m³) 0,15 Enxofre Total (mg/m³) 1,02 Ponto de Orvalho - PO (ºC) -62,14 Densidade 0,62 Índice de Wobbe 49.739
  9. 13. Poder calorífico superior, 1 atm 20ºC 9. 400 Kcal/m3 Limite de inflamabilidade 5 a 15% Temperatura de ignição espontânea 540ºC Velocidade de chama 34 cm/s Temperatura de chama 1. 920ºC com o ar e 2.700ºC com O2 Densidade relativa ao ar 0, 6246
  10. 15. <ul><li>O gasoduto Brasil-Bolívia, também chamado de Gasbol, é uma forma de transporte do gás natural boliviano para o Brasil. O Gasbol possui 3150 quilômetros de extensão, 2593 km em território brasileiro e 557 em boliviano. O gasoduto inicia na cidade boliviana de Santa Cruz de la Sierra e termina na cidade gaúcha de Canoas, atravessando os estados de Mato Grosso do Sul, São Paulo, Paraná e Santa Catarina, passando por cerca de 135 municípios. O gasoduto Brasil-Bolívia começou a ser construído em 1997, iniciando sua operação em 1999. Espera-se que ele esteja plenamente operativo em 2010. O gasoduto Brasil-Bolívia é algo estratégico, pois ele passa por uma área responsável por 71% do consumo energético nacional, 82% da produção industrial brasileira e 75% do PIB. </li></ul>

×