Pop Art

3.779 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.779
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
34
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pop Art

  1. 1. UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA DE COMUNICAÇÕES E ARTES DEPARTAMENTO DE RELAÇÕES PÚBLICAS, PROPAGANDA E TURISMO ESTÉTICA EM PUBLICIDADE Prof. Emerson Súmula de leitura: Pop Art Jean Michel Gallo Soldatelli Número USP - 6441052 SÃO PAULO, JUNHO/2008
  2. 2. Pop Art foi o termo utilizado pelo crítico de arte Lawrence Alloway para designar o uso da cultura de massa para a produção de arte 1. Esse movimento artístico teve bases no dadaísmo e no expressionismo abstrato, porém não apenas uma base inspiradora, mas também uma base na contestação destes movimentos. No momento em que propõe um retorno a pintura e a arte representacional ela se difere do expressionismo abstrato, e no momento que substituí os impulsos anárco-satíricos pelos artefatos da cultura de massa ela rompe com o dadaísmo 2. Esse movimento caracterizou-se por utilizou-se de elementos de vários meios e tipos, de revistas em quadrinhos a anúncios publicitários, para se opor a uma cultura elitista que dominava a arte e criticar ironicamente a obsessão da sociedade pelos objetos de consumo. Com o tempo porém artistas como Andy Warhol foram contratados por empresas para expor seus pensamentos e sua arte nos mesmos objetos de consumo, como no famoso caso das Sopas Campbell. Reproduzia estes objetos às vezes com tamanhos exagerados, com cores intensas e vibrantes, ou uma repetição intensa destes, por vezes unindo todos esses elementos com o objetivo de transformar o real em hiper-real. A pop art não se restringiu as artes plásticas, estando presente também na moda, na música e no cinema, como pode-se notar, por exemplo, nas obras do cineasta espanhol Pedro Almodóvar. O movimento se expandiu e criou vertentes fora do eixo EUA – Inglaterra, principalmente no Japão com representantes como Yayoi Kusama e na Espanha com Eduardo Arroyo. Alguns dos principais representantes da pop art: • Robert Rauschenberg (1925 – 2008): passou pelo dadaísmo e pelo expressionismo abstrato até ser o precursor da pop art. Um dos principais artistas de vanguarda da década de 50 criou a chamada combine painting, técnica na qual ele utilizava, além 1 Lawrence Alloway, "As Artes e da Comunicação Social," Architectural Design & Construction, fevereiro de 1958. 2 PIPER, David. The Illustrated History of Art. Chancellor Press, 2000, p. 486-487.
  3. 3. da tinta, embalagens de produtos e animais empalhados, visando relacionar a vida com a arte. Ao pintar sua coberta e posteriormente exibir uma cama na vertical, Rauschenberg rompe com os limites entre o a vida cotidiana e a arte. Além disso utilizou a técnica de silk-screen, que consistia em imprimir uma foto em grandes dimensões e depois modificá-la com piceladas de tinta. • Roy Lichtenstein (1923 – 1997): grande apreeciador dos comic books, buscou usar seu hobby como uma forma de arte transpondo os procedimentos gráficos das histórias em quadrinhos e dos anúncios publicitários para suas obras. Delineava suas imagens com um traço negro, utilizava cores fortes e brilhantes e uma técnica que se assemelhava a impressão chamada pontilhismo. Mesclava a arte comercial e a abstração com o objetivo de mostrar como algo fora de um contexto se transforma em algo totalmente diferente,. • Andy Warhol (1927 – 1978): certamente o artista mais conhecido da pop art, Warhol via nas celebridades pessoas vazias, impessoais, por isso as retratava como forma de criticar os objetos de consumo capitalistas. Também pintou produtos famosos como as latas de sopa Campbell, que aderiram suas obras como rótulos, e garrafas de Coca – Cola, utilizando sobretudo a técnica de serigrafia para expor a impessoalidade destes objetos. Foi um grande incentivador da arte, produzindo diversos filmes e patrocinando a banda “Velvet Revolver”, além de revelar artistas como Jean-Michel Basquiat. Uma das suas frases mais famosas é “um dia todos terão seus 15 minutos de fama”.
  4. 4. Bibliografia: Wilson, Simon. Pop. Nova York: Barron´s, 1978. Ratcliff, Carter. Andy Warhol. New York : Abbeville, 1983 PIPER, David. The Illustrated History of Art. Chancellor Press, 2000

×