Aponta a necessidade de colaboração dentro das empresas, conceito fundamental em Gestão
do Conhecimento, para gerar conhec...
saber de tudo e de todas as atividades de seus          tecnologia facilita, mas é, usualmente, a parte
funcionários. O pe...
resultados    financeiros   sejam      mais              ! #!
                                                            ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Conhecimento e Colaboração

415 visualizações

Publicada em

Aponta a necessidade de colaboração dentro das empresas, conceito fundamental em Gestão do Conhecimento, para gerar conhecimento e incentivar a criatividade e a inovação.
www.terraforum.com.br

Publicada em: Negócios, Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
415
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Conhecimento e Colaboração

  1. 1. Aponta a necessidade de colaboração dentro das empresas, conceito fundamental em Gestão do Conhecimento, para gerar conhecimento e incentivar a criatividade e a inovação. Conhecimento e Colaboração sempre de informação, como repositórios do andaram de mãos dadas. Engana-se quem conhecimento organizacional, são, pensa que a evolução do saber humano é fruto principalmente, as pessoas, principalmente de gênios e empreendedores trabalhando através de colaboração efetiva, que aprendem, isoladamente. É fato que talentos excepcionais criam, detêm e transmitem o conhecimento muito contribuíram para a evolução do mais relevante para o sucesso das empresas. conhecimento humano. Não se pode enganar, As empresas que entendem o novo paradigma no entanto, quem pensa que os maiores da colaboração também podem ser entendidas gênios foram aqueles que trabalharam de como organizações que aprendem, de acordo forma isolada. Pesquisas recentes revelam com os preceitos de Peter Senge, em sua obra que os ganhadores de prêmio Nobel são, em :The Fifth Discipline: The Art and Practice of geral, aqueles cientistas que mais participam the Learning Organization, de 1990. Nesta de conferências, publicam artigos em conjunto obra, ele definiu as Learning Organizations: e estão sempre preparados para que um Organizações onde as pessoas expandem estímulo externo inesperado lhes incendeie a continuamente sua capacidade de criar os chama criadora. Ademais,vários ganhadores resultados que elas realmente desejam, onde do Prêmio Nobel têm provado, por exemplo, maneiras novas e expansivas de pensar são que sistemas complexos não podem ser encorajadas, onde a aspiração coletiva é livre, deduzidos, nem mesmo teoricamente, a partir e onde as pessoas estão constantemente de um completo conhecimento de seus aprendendo a aprender coletivamente. (Senge, componentes. Neste sentido a visão sistêmica pág. 3) desenvolvida a partir de elevados níveis de colaboração é essencial para o progresso do McGill & Slocum, a nosso ver, também conhecimento. trouxeram bastante clareza para a discussão do tema aprendizado e colaboração. Segundo Abordagens reducionistas e, especialmente, estes autores, cinco comportamentos seriam as prescritivas acabam por gerar soluções essenciais nestas organizações: 1)abertura; 2) simplistas, pouco eficazes e algumas vezes pensamento sistêmico; 3) criatividade; 4) até prejudiciais à compreensão dos fenômenos eficácia pessoal; e 5) empatia. A abertura organizacionais. As empresas são sistemas significa que as pessoas têm que ter sociais abertos sujeitas a uma grande capacidade de reexaminar constantemente, multitude de influências internas e externas e suas premissas e crenças e, no caso dos apesar da crescente importância dos sistemas gerentes, ter consciência de que não precisam ©TerraForum Consultores 1
  2. 2. saber de tudo e de todas as atividades de seus tecnologia facilita, mas é, usualmente, a parte funcionários. O pensamento sistêmico se mais fácil): traduz através da capacidade de ver conexões Autenticidade = Genuína consistência entre entre eventos, assuntos e detalhes de dados e pensamentos e ações de pensar no todo ao invés de pensar nas • Diversidade = Apreciação por outras partes de forma isolada. Já a liberação do culturas medo do fracasso e das conseqüências • Confiança = Habilidade de arriscar organizacionais, assim como a flexibilidade • Reciprocidade = Foco na troca de para deixar de lado rotinas e hábitos valor, equipes e redes enraizados, traduziria um comportamento • Compartilhamento = O Conhecimento criativo. Por fim, a eficácia pessoal estaria compartilhado é reconhecido associada à capacidade de ver a si próprio • Crescimento = Criação de valor para com precisão, enquanto que a empatia se clientes e TODAS as partes envolvidas traduziria na capacidade de estabelecer • Abertura = Para desafiar, com relacionamentos na organização e, com isso, respeito, afirmações, hipóteses e paradigmas levar em consideração diferentes dimensões para a mesma questão. Palavras bem ditas...diria um outro acadêmico ou alguma pessoa de formação claramente A organização vertical e incapaz de humanística. Infelizmente, como sabemos, isto desenvolver um intenso ambiente de nem sempre acontece na prática. Muitas das colaboração interno e, também, de colaborar pessoas em nossas empresas não conseguem com seus clientes, fornecedores e parceiros ver que colaboração traz benefícios realmente não entendeu o grande paradigma econômicos também independentemente de da "Era do Conhecimento". Há que se quaisquer preceitos morais e convicções competir e, ao mesmo tempo, colaborar. pessoais. Sem entrarmos, em uma outra Muitas vezes as empresas competem em esfera de discussão (talvez em outro artigo), alguns mercados e colaboram em outros. Hoje poderíamos ressaltar que vários nos mercados mais avançados já se fala muito historiadores/economistas de grande do "Collaboration Capital". Trata-se da idéia, envergadura internacional, como David Landes em boa medida, de se aproveitar a e Francis Fukuyama, vêm mostrando, de infraestrutura da Internet para aumentar as forma incontestável, que sociedades com receitas e lucros através de níveis nunca antes níveis mais elevados de confiança e atingidos de colaboração em alta escala e colaboração têm, geralmente, gerado mais independente da localização geográfica. riquezas e atingido níveis mais elevados de Segundo este modelo emergente tudo começa conhecimento. com as necessidades do cliente final e se materializa através de intensa colaboração Por fim, há que se ressaltar que colaboração para otimizar os processos conjuntos das não é simples, estática, mecânica, linear e diferentes partes e estimular a troca de wishy-washy. Exige decisão estratégica, informações, conhecimentos, recursos e alinhamento de objetivos, respeito à pessoas. manutenção de identidades individuais, maturidade para se lidar com conflitos e com Neste cenário são muitos os requisitos de diferentes premissas de comportamento e mudanças organizacionais necessários para culturas distintas. Se, a visão humanística não empresas tradicionalmente hierárquicas, for suficiente, esperamos que a necessidade burocráticas, rígidas e verticalizadas. Quais de aprendizado, inovação e obtenção de são os novos valores necessários (a ©TerraForum Consultores 2
  3. 3. resultados financeiros sejam mais ! #! " $ convincentes. Temos certeza que os clientes agradecerão. A TerraForum Consultores é uma empresa de *** consultoria e treinamento em Gestão do José Cláudio C. Terra é presidente da Conhecimento (GC) e Tecnologia da TerraForum Consultores. Atua como consultor e palestrante no Canadá, nos Estados Unidos, Informação. Os clientes da empresa são, em em Portugal, na França e no Brasil. Também é sua maioria, grandes e médias organizações professor de vários programas de pós- graduação e MBA e autor de vários livros dos setores público, privado e terceiro setor. A sobre o tema. Seu email é empresa atua em todo o Brasil e também no jcterra@terraforum.com.br exterior, tendo escritórios em São Paulo, Brasília e Ottawa no Canadá. É dirigida pelo Dr. José Cláudio Terra, pioneiro e maior referência em Gestão do Conhecimento no país. Além disso, conta com uma equipe especializada e internacional de consultores. Religiosidade, Altruísmo e Gestão do Conhecimento 7 Dimensões da Gestão do Conhecimento Poder e Compartilhamento de Conhecimento # &( ) ! ! % ' *$ + % , " Gestão do Conhecimento e E-learning na Prática Portais Corporativos, a Revolução na Gestão do Conhecimento Gestão do Conhecimento - O Grande Desafio Empresarial Gestão do Conhecimento em pequenas e médias empresas Realizing the Promise of Corporate Portals: Leveraging Knowledge for Business Success Gestão de Empresas na Era do Conhecimento ©TerraForum Consultores 3

×