serviço de concursos secção regional sul | ordem dos arquitectos | abril de 2007
sumário: 1. perspectiva histórica 2. enquadramento do Serviço de Concursos 3. erros e equívocos comuns 4. obras consequent...
1. perspectiva histórica
1419 : Concurso para a construção da cúpula da Catedral de Santa Maria del Fiori, Florença
 
1955 : Concurso para a Ópera da Sidney
 
 
1969 : Sede da Fundação Calouste Gulbenkian
 
 
1990 : Centro Cultural de Belém
 
 
2005 : Casa da Música
 
 
 
2. enquadramento do serviço de concursos
serviço de concursos da Ordem dos Arquitectos: 1. prémios municipais 2. assessoria em concursos de concepção
assessoria em concursos de concepção: 1. apoio técnico 2. assessoria técnica simples 3. assessoria técnica completa
1. apoio técnico:  a) apreciação do programa de concurso e caderno de encargos pelos serviços; b) nomeação de jurado; c) d...
2. assessoria técnica simples: a) elaboração do programa de concurso e caderno de encargos pelos serviços; b) redacção do ...
3. assessoria técnica completa: a) desenvolvimento do programa preliminar; b) elaboração do programa de concurso e caderno...
3. erros e equívocos comuns
erros e equívocos comuns: 1. concursos para fornecimento de serviços 2. concursos concepção/construção
1. concursos para fornecimento de serviços:  a) no âmbito do Dec. Lei 197/99, o procedimento para adjudicação de um projec...
2. concursos concepção/construção: a) procedimento para situações excepcionais; b) concorrência do critério de preço e do ...
Preâmbulo do Dec. Lei 341/88de 28 de Setembro:  “ Porém, quando os procedimentos de concepção-construção se generalizam, q...
4. obras consequentes de concursos com participação da Ordem dos Arquitectos
1983 : Assembleia Regional dos Açores, Horta 1989 : Centro Cultural Dominicano, Lisboa 1989 : Pavilhão de Portugal na Expo...
1992 : Escola Superior de Gestão, Portalegre 1993 : Complexo Pedagógico Universidade Nova, Almada 1993 : Biblioteca da Uni...
2004 : Museu de Arte e Arqueologia do Vale do Côa 14 milhões de euros, em construção
 
 
5. protocolos com Câmaras Municipais
protocolo com Câmaras Municipais:  a) A autarquia assume o compromisso de fazer todos os concursos de concepção com a part...
1. apoio técnico:  a) apreciação do programa de concurso e caderno de encargos pelos serviços; b) nomeação de jurado; c) d...
serviço de concursos secção regional sul | ordem dos arquitectos | abril de 2007
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

serviço de concursos

556 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

serviço de concursos

  1. 1. serviço de concursos secção regional sul | ordem dos arquitectos | abril de 2007
  2. 2. sumário: 1. perspectiva histórica 2. enquadramento do Serviço de Concursos 3. erros e equívocos comuns 4. obras consequentes de concursos 5. protocolos com Câmaras Municipais
  3. 3. 1. perspectiva histórica
  4. 4. 1419 : Concurso para a construção da cúpula da Catedral de Santa Maria del Fiori, Florença
  5. 6. 1955 : Concurso para a Ópera da Sidney
  6. 9. 1969 : Sede da Fundação Calouste Gulbenkian
  7. 12. 1990 : Centro Cultural de Belém
  8. 15. 2005 : Casa da Música
  9. 19. 2. enquadramento do serviço de concursos
  10. 20. serviço de concursos da Ordem dos Arquitectos: 1. prémios municipais 2. assessoria em concursos de concepção
  11. 21. assessoria em concursos de concepção: 1. apoio técnico 2. assessoria técnica simples 3. assessoria técnica completa
  12. 22. 1. apoio técnico: a) apreciação do programa de concurso e caderno de encargos pelos serviços; b) nomeação de jurado; c) divulgação do concurso; d) disponibilização do processo para consulta e compra; e) divulgação e exposição do resultado.
  13. 23. 2. assessoria técnica simples: a) elaboração do programa de concurso e caderno de encargos pelos serviços; b) redacção do contrato; c) nomeação de jurado; d) acompanhamento dos trabalhos do júri; e) divulgação do concurso; f) disponibilização do processo para consulta e compra; g) divulgação e exposição do resultado.
  14. 24. 3. assessoria técnica completa: a) desenvolvimento do programa preliminar; b) elaboração do programa de concurso e caderno de encargos pelos serviços; c) redacção do contrato; d) nomeação de jurado; e) acompanhamento dos trabalhos do júri; f) divulgação do concurso; g) disponibilização do processo para consulta e compra; h) divulgação e exposição do resultado; i) acompanhamento da execução do contrato; j) mediação entre dono de obra e autor do projecto.
  15. 25. 3. erros e equívocos comuns
  16. 26. erros e equívocos comuns: 1. concursos para fornecimento de serviços 2. concursos concepção/construção
  17. 27. 1. concursos para fornecimento de serviços: a) no âmbito do Dec. Lei 197/99, o procedimento para adjudicação de um projecto de arquitectura ou urbanismo está ao abrigo dos “trabalhos de concepção” art.º 164; b) retira o valor absoluto da proposta, concentrando-se no preço, prazo ou qualificação da equipa técnica; c) existem alternativas; d) a Ordem dos Arquitectos tem prosseguido a impugnação judicial.
  18. 28. 2. concursos concepção/construção: a) procedimento para situações excepcionais; b) concorrência do critério de preço e do critério de qualidade na mesma entidade; c) falta de interacção do dono de obra no projecto; c) impactos financeiros negativos, o que levou ao seu abandono por alguns estados; d) em regra, e no que respeita a edifícios, pior qualidade de execução; e) pouco adequados ao sector da construção nacional.
  19. 29. Preâmbulo do Dec. Lei 341/88de 28 de Setembro: “ Porém, quando os procedimentos de concepção-construção se generalizam, qualquer que seja o tipo de procedimento em causa, pode-se ser conduzido a desperdícios inconvenientes e injustificados. Aliás, da experiência internacional, tem-se concluido que o recurso sistemático a essa modalidade é característica de países pouco desenvolvidos que não dispõem de meios humanos para acompanhar a execução de empreeendimentos ou, mais grave ainda, não estão sequer em condições de definir o programa das necessidades. Quando utilizado de forma não criteriosa, a solução conduz, muitas vezes, a projectos pouco cuidadosos, pouco imaginativos e a preços, em regra, mais elevados. No que se refere a prazos, apenas é competitica quando se recorre ao emprego de sistemas de industrialização maçiça. O seu uso tem, pois, de ser devidamente ponderado e rodeado de precauções.”
  20. 30. 4. obras consequentes de concursos com participação da Ordem dos Arquitectos
  21. 31. 1983 : Assembleia Regional dos Açores, Horta 1989 : Centro Cultural Dominicano, Lisboa 1989 : Pavilhão de Portugal na Expo’92, Sevilha 1989 : Complexo Turístico Cais do Carvão, Funchal 1990 : Cerca do Castelo, Óbidos 1991 : Pólo Universitário da Mitra, Évora 1991 : ISCP Universidade Técnica, Lisboa 1992 : Plano da Universidade Nova, Almada 1992 : Escola de Arte e Design, Caldas da Rainha 1992 : Residências do Instituto Politécnico, Coimbra
  22. 32. 1992 : Escola Superior de Gestão, Portalegre 1993 : Complexo Pedagógico Universidade Nova, Almada 1993 : Biblioteca da Universidade Nova, Almada 1993 : C6 da Faculdade de Ciências, Lisboa 1993 : C8 da Faculdade de Ciências, Lisboa 1994 : Ampliação da Ordem dos Engenheiros, Lisboa 1997 : Anfiteatros da Universidade, Ponta Delgada 1997 : Biblioteca da Universidade, Ponta Delgada 1998 : Estação Arqueológica, Santiago do Cacém
  23. 33. 2004 : Museu de Arte e Arqueologia do Vale do Côa 14 milhões de euros, em construção
  24. 36. 5. protocolos com Câmaras Municipais
  25. 37. protocolo com Câmaras Municipais: a) A autarquia assume o compromisso de fazer todos os concursos de concepção com a participação da Ordem dos Arquitectos; b) a Ordem dos Arquitectos presta o serviço de Apoio Técnico a custo zero;
  26. 38. 1. apoio técnico: a) apreciação do programa de concurso e caderno de encargos pelos serviços; b) nomeação de jurado; c) divulgação do concurso; d) disponibilização do processo para consulta e compra; e) divulgação e exposição do resultado.
  27. 39. serviço de concursos secção regional sul | ordem dos arquitectos | abril de 2007

×