SlideShare uma empresa Scribd logo

Concurso Cidades Criativas

Este documento descreve um concurso nacional de ideias para cidades criativas para estudantes do 12o ano em Portugal. O concurso envolveu mais de 2.100 alunos de 131 municípios para desenvolver propostas inovadoras para o futuro das suas cidades, como tecnologias, cultura e espaços verdes. Os alunos usaram blogs e debates para envolver as suas comunidades locais. O objetivo era promover o pensamento criativo sobre o futuro das cidades.

1 de 20
Baixar para ler offline
Creative Cities
  Youth Contest
   (Concurso Nacional de
Ideias ‘Cidades Criativas’)


                         José Carlos Mota
                             (jcmota@ua.pt)
Secção Autónoma de Ciências Sociais, Jurídicas
                                   e Políticas
                      Universidade de Aveiro
ideia

   Vivemos numa sociedade e num país que cultiva pouco o
    hábito de reflectir sobre o seu futuro de uma forma
    organizada e sistematizada, e que tem uma dificuldade
    acrescida para organizar essa reflexão de forma colectiva e
    participada.
   Vários documentos de política pública apontam para a
    necessidade de inverter esta situação. Contudo, existe uma
    diferença significativa entre a ambição ou o desejo e a acção,
    entre a teoria e a prática.
   Percebendo essa dificuldade, a Universidade de Aveiro e a
    Associação Portuguesa de Planeadores do Território
    entenderam que era oportuno e importante aproveitar a
    oportunidade da área curricular de ‘Área de Projecto’ para
    dinamizar um exercício de reflexão sobre o futuro da
    cidade, dirigido aos alunos do 12.º ano.
cidades criativas
(CÂMARA,A., 2007, FLORIDA, R., 2003)



                                          “estas devem
  “as cidades têm
                                          transformar-se em
    de explorar os
                                          laboratórios vivos,
   factores que as
                                          espaços de
     diferenciam”
                                          aventura e
                                          experimentação”



     “devem apostar no desenvolvimento de estratégias
colaborativas (que mobilizem os cidadãos e que tirem partido
                das tecnologias disponíveis)”.
a escola e a comunidade

“É possível inovar – e inovar
  socialmente – nos mais
  variados campos,
  incluindo a educação”

“A comunidade deve ser
  construída tendo a escola
  como centro”
Presidente República, 5 Outubro 07
discutir a pólis
…
uma forma de tornar a política (no
seu sentido original polis +
ethica) mais atractiva para os
jovens
a ideia do concurso                              ME/DGIDC, Junho 2007

“Cidades Criativas”
A ideia de produzir uma ‘reflexão sobre o
futuro das nossas cidades’ no âmbito da Área
de Projecto do 12.º ano enquadrava-se, de
forma particularmente apropriada, nos seus
objectivos programáticos:
     – natureza interdisciplinar e
        transdisciplinar do trabalho;
     – procura “da realização de projectos
        concretos, com o fim de desenvolver
        nos alunos uma visão integradora do           ANMP, Março 2007
        saber, promovendo a sua orientação
        escolar e profissional e facilitando a
        sua aproximação ao mundo do
        trabalho”;
     – criação de “oportunidades que
        aproximem a escola da comunidade e
        da sociedade em que esta se insere”.
                                                           Junho 2007

Recomendados

Temos As Cidades Que Merecemos
Temos As Cidades Que MerecemosTemos As Cidades Que Merecemos
Temos As Cidades Que Merecemosguestdd7f55
 
Apresentação InCiti LabCEUs
Apresentação InCiti LabCEUsApresentação InCiti LabCEUs
Apresentação InCiti LabCEUsRicardo Ruiz
 
Jorge Cerveira Pinto - Cidades criativas – um novo desafio e paradigma
Jorge Cerveira Pinto - Cidades criativas – um novo desafio e paradigmaJorge Cerveira Pinto - Cidades criativas – um novo desafio e paradigma
Jorge Cerveira Pinto - Cidades criativas – um novo desafio e paradigmaCICI2011
 
ShareFest Porto Alegre - 15/04
ShareFest Porto Alegre - 15/04ShareFest Porto Alegre - 15/04
ShareFest Porto Alegre - 15/04Ph Martins
 
Laboratórios Cívicos Urbanos - documento de trabalho
Laboratórios Cívicos Urbanos - documento de trabalhoLaboratórios Cívicos Urbanos - documento de trabalho
Laboratórios Cívicos Urbanos - documento de trabalhoJosé Carlos Mota
 
Boletim Semestral Ed02
Boletim Semestral Ed02Boletim Semestral Ed02
Boletim Semestral Ed02ENRAÍZE
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Projectos-piloto - Participação das comunidades no planeamento
Projectos-piloto - Participação das comunidades no planeamentoProjectos-piloto - Participação das comunidades no planeamento
Projectos-piloto - Participação das comunidades no planeamentoPlanningwithCommunities
 
Informativo junho 2011
Informativo junho 2011Informativo junho 2011
Informativo junho 2011Norton Tavares
 
1º Encontro de Pontos de Cultura Socioambiental
1º Encontro de Pontos de Cultura Socioambiental1º Encontro de Pontos de Cultura Socioambiental
1º Encontro de Pontos de Cultura SocioambientalRegiane Nigro
 
Prêmio selo cidade cidadã.
Prêmio selo cidade cidadã.Prêmio selo cidade cidadã.
Prêmio selo cidade cidadã.ElinaldoMS
 
Bibliotecas Comunitárias em Rede - Abraão Antunes da Silva
Bibliotecas Comunitárias em Rede - Abraão Antunes da Silva Bibliotecas Comunitárias em Rede - Abraão Antunes da Silva
Bibliotecas Comunitárias em Rede - Abraão Antunes da Silva Semana Biblioteconomia
 

Mais procurados (10)

Cidade Humana
Cidade HumanaCidade Humana
Cidade Humana
 
Projectos-piloto - Participação das comunidades no planeamento
Projectos-piloto - Participação das comunidades no planeamentoProjectos-piloto - Participação das comunidades no planeamento
Projectos-piloto - Participação das comunidades no planeamento
 
Informativo junho 2011
Informativo junho 2011Informativo junho 2011
Informativo junho 2011
 
LabITA
LabITALabITA
LabITA
 
1º Encontro de Pontos de Cultura Socioambiental
1º Encontro de Pontos de Cultura Socioambiental1º Encontro de Pontos de Cultura Socioambiental
1º Encontro de Pontos de Cultura Socioambiental
 
Hermano
HermanoHermano
Hermano
 
Seminário 1 cidades criativas
Seminário 1   cidades criativasSeminário 1   cidades criativas
Seminário 1 cidades criativas
 
Prêmio selo cidade cidadã.
Prêmio selo cidade cidadã.Prêmio selo cidade cidadã.
Prêmio selo cidade cidadã.
 
Bibliotecas Comunitárias em Rede - Abraão Antunes da Silva
Bibliotecas Comunitárias em Rede - Abraão Antunes da Silva Bibliotecas Comunitárias em Rede - Abraão Antunes da Silva
Bibliotecas Comunitárias em Rede - Abraão Antunes da Silva
 
Paradiplomacia: cidades e empresas em defesa de seus interesses
Paradiplomacia: cidades e empresas em defesa de seus interessesParadiplomacia: cidades e empresas em defesa de seus interesses
Paradiplomacia: cidades e empresas em defesa de seus interesses
 

Semelhante a Concurso Cidades Criativas

Citeforma - A Escola do futuro
Citeforma - A Escola do futuroCiteforma - A Escola do futuro
Citeforma - A Escola do futuroCiteforma
 
Global city 2 apresentação finalíssima
Global city 2  apresentação finalíssimaGlobal city 2  apresentação finalíssima
Global city 2 apresentação finalíssimacidadespelaretoma
 
Instituto Faber-Ludens - Quem somos e pra onde vamos
Instituto Faber-Ludens - Quem somos e pra onde vamosInstituto Faber-Ludens - Quem somos e pra onde vamos
Instituto Faber-Ludens - Quem somos e pra onde vamosUTFPR
 
Diálogo entre as áreas do conhecimento escolar
Diálogo entre as áreas do conhecimento escolarDiálogo entre as áreas do conhecimento escolar
Diálogo entre as áreas do conhecimento escolarSimone Petzhold Ferri
 
Artigo Linhas Ua Amigosd Avenida Vf
Artigo Linhas Ua Amigosd Avenida VfArtigo Linhas Ua Amigosd Avenida Vf
Artigo Linhas Ua Amigosd Avenida VfJose Carlos Mota
 
Escola da vida
Escola da vidaEscola da vida
Escola da vidaThaGomes
 
INTEGRA-(TE): cultura, ciência, pedagogia e empreendedorismo
INTEGRA-(TE): cultura, ciência, pedagogia e empreendedorismoINTEGRA-(TE): cultura, ciência, pedagogia e empreendedorismo
INTEGRA-(TE): cultura, ciência, pedagogia e empreendedorismoVitor Gonçalves
 
Cultura e arte na si - indústrias criativas
Cultura e arte na si - indústrias criativasCultura e arte na si - indústrias criativas
Cultura e arte na si - indústrias criativasLuis Borges Gouveia
 
Smart Cities e Design Estratégico - Hacktown 2018
Smart Cities e Design Estratégico - Hacktown 2018Smart Cities e Design Estratégico - Hacktown 2018
Smart Cities e Design Estratégico - Hacktown 2018Arco | Hub de Inovação
 
Mutantes S.21 - a cultura de convergência aplicada à CEC 2012
Mutantes S.21 - a cultura de convergência aplicada à CEC 2012Mutantes S.21 - a cultura de convergência aplicada à CEC 2012
Mutantes S.21 - a cultura de convergência aplicada à CEC 2012ojoana
 
Venha Participar ... Projeto Palco Digital !
Venha Participar ... Projeto Palco Digital !Venha Participar ... Projeto Palco Digital !
Venha Participar ... Projeto Palco Digital !srsales
 
Projeto Palco Digital
Projeto Palco DigitalProjeto Palco Digital
Projeto Palco Digitalsrsales
 
O PRINCÍPIO DA DIVERSIDADE CULTURAL NA CRIAÇÃO DE PERSONAGENS ANIMADOS PARA A...
O PRINCÍPIO DA DIVERSIDADE CULTURAL NA CRIAÇÃO DE PERSONAGENS ANIMADOS PARA A...O PRINCÍPIO DA DIVERSIDADE CULTURAL NA CRIAÇÃO DE PERSONAGENS ANIMADOS PARA A...
O PRINCÍPIO DA DIVERSIDADE CULTURAL NA CRIAÇÃO DE PERSONAGENS ANIMADOS PARA A...Universidade Estadual do Ceará
 
Educação Superior:Ensino - Pesquisa - Extensão
Educação Superior:Ensino - Pesquisa - ExtensãoEducação Superior:Ensino - Pesquisa - Extensão
Educação Superior:Ensino - Pesquisa - ExtensãoMariangela ziede
 
Educação Superior:Ensino,Pesquisa e Extensão
Educação Superior:Ensino,Pesquisa e ExtensãoEducação Superior:Ensino,Pesquisa e Extensão
Educação Superior:Ensino,Pesquisa e ExtensãoMariangela ziede
 
A Universidade e a Sociedade do Conhecimento
A Universidade e a Sociedade do ConhecimentoA Universidade e a Sociedade do Conhecimento
A Universidade e a Sociedade do ConhecimentoLuis Borges Gouveia
 

Semelhante a Concurso Cidades Criativas (20)

Citeforma - A Escola do futuro
Citeforma - A Escola do futuroCiteforma - A Escola do futuro
Citeforma - A Escola do futuro
 
Global city 2 apresentação finalíssima
Global city 2  apresentação finalíssimaGlobal city 2  apresentação finalíssima
Global city 2 apresentação finalíssima
 
Apresentação TCC Parte 1 - A pesquisa
Apresentação TCC Parte 1 - A pesquisaApresentação TCC Parte 1 - A pesquisa
Apresentação TCC Parte 1 - A pesquisa
 
20151129 balanço de visita a belfast
20151129 balanço de visita a belfast20151129 balanço de visita a belfast
20151129 balanço de visita a belfast
 
Instituto Faber-Ludens - Quem somos e pra onde vamos
Instituto Faber-Ludens - Quem somos e pra onde vamosInstituto Faber-Ludens - Quem somos e pra onde vamos
Instituto Faber-Ludens - Quem somos e pra onde vamos
 
Diálogo entre as áreas do conhecimento escolar
Diálogo entre as áreas do conhecimento escolarDiálogo entre as áreas do conhecimento escolar
Diálogo entre as áreas do conhecimento escolar
 
Artigo Linhas Ua Amigosd Avenida Vf
Artigo Linhas Ua Amigosd Avenida VfArtigo Linhas Ua Amigosd Avenida Vf
Artigo Linhas Ua Amigosd Avenida Vf
 
Escola da vida
Escola da vidaEscola da vida
Escola da vida
 
INTEGRA-(TE): cultura, ciência, pedagogia e empreendedorismo
INTEGRA-(TE): cultura, ciência, pedagogia e empreendedorismoINTEGRA-(TE): cultura, ciência, pedagogia e empreendedorismo
INTEGRA-(TE): cultura, ciência, pedagogia e empreendedorismo
 
Cultura e arte na si - indústrias criativas
Cultura e arte na si - indústrias criativasCultura e arte na si - indústrias criativas
Cultura e arte na si - indústrias criativas
 
Smart Cities e Design Estratégico - Hacktown 2018
Smart Cities e Design Estratégico - Hacktown 2018Smart Cities e Design Estratégico - Hacktown 2018
Smart Cities e Design Estratégico - Hacktown 2018
 
Mutantes S.21 - a cultura de convergência aplicada à CEC 2012
Mutantes S.21 - a cultura de convergência aplicada à CEC 2012Mutantes S.21 - a cultura de convergência aplicada à CEC 2012
Mutantes S.21 - a cultura de convergência aplicada à CEC 2012
 
Venha Participar ... Projeto Palco Digital !
Venha Participar ... Projeto Palco Digital !Venha Participar ... Projeto Palco Digital !
Venha Participar ... Projeto Palco Digital !
 
Projeto Palco Digital
Projeto Palco DigitalProjeto Palco Digital
Projeto Palco Digital
 
Palestra Vidas paralelas
Palestra Vidas paralelasPalestra Vidas paralelas
Palestra Vidas paralelas
 
O PRINCÍPIO DA DIVERSIDADE CULTURAL NA CRIAÇÃO DE PERSONAGENS ANIMADOS PARA A...
O PRINCÍPIO DA DIVERSIDADE CULTURAL NA CRIAÇÃO DE PERSONAGENS ANIMADOS PARA A...O PRINCÍPIO DA DIVERSIDADE CULTURAL NA CRIAÇÃO DE PERSONAGENS ANIMADOS PARA A...
O PRINCÍPIO DA DIVERSIDADE CULTURAL NA CRIAÇÃO DE PERSONAGENS ANIMADOS PARA A...
 
Educação Superior:Ensino - Pesquisa - Extensão
Educação Superior:Ensino - Pesquisa - ExtensãoEducação Superior:Ensino - Pesquisa - Extensão
Educação Superior:Ensino - Pesquisa - Extensão
 
Educação Superior:Ensino,Pesquisa e Extensão
Educação Superior:Ensino,Pesquisa e ExtensãoEducação Superior:Ensino,Pesquisa e Extensão
Educação Superior:Ensino,Pesquisa e Extensão
 
Agenda 06
Agenda 06Agenda 06
Agenda 06
 
A Universidade e a Sociedade do Conhecimento
A Universidade e a Sociedade do ConhecimentoA Universidade e a Sociedade do Conhecimento
A Universidade e a Sociedade do Conhecimento
 

Mais de Jose Carlos Mota

Mais de Jose Carlos Mota (20)

Planeamento do lazer ciclável na ria de aveiro vf
Planeamento do lazer ciclável na ria de aveiro vfPlaneamento do lazer ciclável na ria de aveiro vf
Planeamento do lazer ciclável na ria de aveiro vf
 
Global city 2.0 v2
Global city 2.0 v2Global city 2.0 v2
Global city 2.0 v2
 
Cidades pela retoma público
Cidades pela retoma públicoCidades pela retoma público
Cidades pela retoma público
 
Global city 2 en
Global city 2 enGlobal city 2 en
Global city 2 en
 
Global city 2 vf
Global city 2 vfGlobal city 2 vf
Global city 2 vf
 
Workshop PRU 2010 5 Maio
Workshop PRU 2010 5 MaioWorkshop PRU 2010 5 Maio
Workshop PRU 2010 5 Maio
 
ExposiçãO Final Abaixo Assinado Vf
ExposiçãO Final Abaixo Assinado VfExposiçãO Final Abaixo Assinado Vf
ExposiçãO Final Abaixo Assinado Vf
 
Pensar Aveiro (Amigosd'Avenida) 2
Pensar Aveiro (Amigosd'Avenida) 2Pensar Aveiro (Amigosd'Avenida) 2
Pensar Aveiro (Amigosd'Avenida) 2
 
Pensar Aveiro (Amigosd'Avenida) 1
Pensar Aveiro (Amigosd'Avenida) 1Pensar Aveiro (Amigosd'Avenida) 1
Pensar Aveiro (Amigosd'Avenida) 1
 
Amigosd Avenida1 Ano
Amigosd Avenida1 AnoAmigosd Avenida1 Ano
Amigosd Avenida1 Ano
 
As ComemoraçõEs Do 250 Anos
As ComemoraçõEs Do 250 AnosAs ComemoraçõEs Do 250 Anos
As ComemoraçõEs Do 250 Anos
 
QuestõEs De ReflexãO Conf Vf
QuestõEs De ReflexãO Conf VfQuestõEs De ReflexãO Conf Vf
QuestõEs De ReflexãO Conf Vf
 
Flyer Pt Vf
Flyer Pt VfFlyer Pt Vf
Flyer Pt Vf
 
ConferêNcia Planear O Lazer E O Turismo CicláVel Em Portugal
ConferêNcia Planear O Lazer E O Turismo CicláVel Em PortugalConferêNcia Planear O Lazer E O Turismo CicláVel Em Portugal
ConferêNcia Planear O Lazer E O Turismo CicláVel Em Portugal
 
Cartaz Pt
Cartaz PtCartaz Pt
Cartaz Pt
 
Poster En
Poster EnPoster En
Poster En
 
Registration Form En
Registration Form EnRegistration Form En
Registration Form En
 
Flyer En
Flyer EnFlyer En
Flyer En
 
Flyer Pt
Flyer PtFlyer Pt
Flyer Pt
 
Ficha InscriçãO Pt
Ficha InscriçãO PtFicha InscriçãO Pt
Ficha InscriçãO Pt
 

Último

A) Cite inicialmente as três dimensões do desenvolvimento sustentável e estab...
A) Cite inicialmente as três dimensões do desenvolvimento sustentável e estab...A) Cite inicialmente as três dimensões do desenvolvimento sustentável e estab...
A) Cite inicialmente as três dimensões do desenvolvimento sustentável e estab...excellenceeducaciona
 
Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...
Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...
Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...Prime Assessoria
 
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...azulassessoriaacadem3
 
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...excellenceeducaciona
 
610854 (4).pptx Linguagem da música. Diferentes gêneros da musica tradicional...
610854 (4).pptx Linguagem da música. Diferentes gêneros da musica tradicional...610854 (4).pptx Linguagem da música. Diferentes gêneros da musica tradicional...
610854 (4).pptx Linguagem da música. Diferentes gêneros da musica tradicional...GraceDavino
 
Elementos da Formação Social: sociologia no ensino médio
Elementos da Formação Social: sociologia no ensino médioElementos da Formação Social: sociologia no ensino médio
Elementos da Formação Social: sociologia no ensino médioProfessor Belinaso
 
A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...
A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...
A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...apoioacademicoead
 
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento Mary Alvarenga
 
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;azulassessoriaacadem3
 
CONCEITOS BÁSICOS DA GEOGRAFIAGEOGRAFIAGEOGRAFIA
CONCEITOS BÁSICOS DA GEOGRAFIAGEOGRAFIAGEOGRAFIACONCEITOS BÁSICOS DA GEOGRAFIAGEOGRAFIAGEOGRAFIA
CONCEITOS BÁSICOS DA GEOGRAFIAGEOGRAFIAGEOGRAFIAHenrique Pontes
 
Um círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptx
Um círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptxUm círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptx
Um círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptxColmeias
 
08 de março - Dia Internacional da Mulher
08 de março - Dia Internacional da Mulher08 de março - Dia Internacional da Mulher
08 de março - Dia Internacional da MulherMary Alvarenga
 
Vários modelos foram propostos para estudar os determinantes sociais e a tram...
Vários modelos foram propostos para estudar os determinantes sociais e a tram...Vários modelos foram propostos para estudar os determinantes sociais e a tram...
Vários modelos foram propostos para estudar os determinantes sociais e a tram...Prime Assessoria
 
A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.
A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.
A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.Prime Assessoria
 
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...azulassessoriaacadem3
 
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptxAndreia Silva
 
Reprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º ano
Reprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º anoReprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º ano
Reprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º anoMariaJoão Agualuza
 
a) Como você pode utilizar plataformas digitais, como o Canva e o Book Creato...
a) Como você pode utilizar plataformas digitais, como o Canva e o Book Creato...a) Como você pode utilizar plataformas digitais, como o Canva e o Book Creato...
a) Como você pode utilizar plataformas digitais, como o Canva e o Book Creato...azulassessoriaacadem3
 
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...azulassessoriaacadem3
 
Explique o modelo de determinação social da saúde proposto por Dahlgren e Whi...
Explique o modelo de determinação social da saúde proposto por Dahlgren e Whi...Explique o modelo de determinação social da saúde proposto por Dahlgren e Whi...
Explique o modelo de determinação social da saúde proposto por Dahlgren e Whi...excellenceeducaciona
 

Último (20)

A) Cite inicialmente as três dimensões do desenvolvimento sustentável e estab...
A) Cite inicialmente as três dimensões do desenvolvimento sustentável e estab...A) Cite inicialmente as três dimensões do desenvolvimento sustentável e estab...
A) Cite inicialmente as três dimensões do desenvolvimento sustentável e estab...
 
Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...
Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...
Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...
 
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
 
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
 
610854 (4).pptx Linguagem da música. Diferentes gêneros da musica tradicional...
610854 (4).pptx Linguagem da música. Diferentes gêneros da musica tradicional...610854 (4).pptx Linguagem da música. Diferentes gêneros da musica tradicional...
610854 (4).pptx Linguagem da música. Diferentes gêneros da musica tradicional...
 
Elementos da Formação Social: sociologia no ensino médio
Elementos da Formação Social: sociologia no ensino médioElementos da Formação Social: sociologia no ensino médio
Elementos da Formação Social: sociologia no ensino médio
 
A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...
A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...
A Organização Racional do Trabalho (ORT), proposta por Frederick Taylor no in...
 
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
 
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
 
CONCEITOS BÁSICOS DA GEOGRAFIAGEOGRAFIAGEOGRAFIA
CONCEITOS BÁSICOS DA GEOGRAFIAGEOGRAFIAGEOGRAFIACONCEITOS BÁSICOS DA GEOGRAFIAGEOGRAFIAGEOGRAFIA
CONCEITOS BÁSICOS DA GEOGRAFIAGEOGRAFIAGEOGRAFIA
 
Um círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptx
Um círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptxUm círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptx
Um círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptx
 
08 de março - Dia Internacional da Mulher
08 de março - Dia Internacional da Mulher08 de março - Dia Internacional da Mulher
08 de março - Dia Internacional da Mulher
 
Vários modelos foram propostos para estudar os determinantes sociais e a tram...
Vários modelos foram propostos para estudar os determinantes sociais e a tram...Vários modelos foram propostos para estudar os determinantes sociais e a tram...
Vários modelos foram propostos para estudar os determinantes sociais e a tram...
 
A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.
A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.
A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.
 
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
 
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx
 
Reprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º ano
Reprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º anoReprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º ano
Reprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º ano
 
a) Como você pode utilizar plataformas digitais, como o Canva e o Book Creato...
a) Como você pode utilizar plataformas digitais, como o Canva e o Book Creato...a) Como você pode utilizar plataformas digitais, como o Canva e o Book Creato...
a) Como você pode utilizar plataformas digitais, como o Canva e o Book Creato...
 
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
 
Explique o modelo de determinação social da saúde proposto por Dahlgren e Whi...
Explique o modelo de determinação social da saúde proposto por Dahlgren e Whi...Explique o modelo de determinação social da saúde proposto por Dahlgren e Whi...
Explique o modelo de determinação social da saúde proposto por Dahlgren e Whi...
 

Concurso Cidades Criativas

  • 1. Creative Cities Youth Contest (Concurso Nacional de Ideias ‘Cidades Criativas’) José Carlos Mota (jcmota@ua.pt) Secção Autónoma de Ciências Sociais, Jurídicas e Políticas Universidade de Aveiro
  • 2. ideia  Vivemos numa sociedade e num país que cultiva pouco o hábito de reflectir sobre o seu futuro de uma forma organizada e sistematizada, e que tem uma dificuldade acrescida para organizar essa reflexão de forma colectiva e participada.  Vários documentos de política pública apontam para a necessidade de inverter esta situação. Contudo, existe uma diferença significativa entre a ambição ou o desejo e a acção, entre a teoria e a prática.  Percebendo essa dificuldade, a Universidade de Aveiro e a Associação Portuguesa de Planeadores do Território entenderam que era oportuno e importante aproveitar a oportunidade da área curricular de ‘Área de Projecto’ para dinamizar um exercício de reflexão sobre o futuro da cidade, dirigido aos alunos do 12.º ano.
  • 3. cidades criativas (CÂMARA,A., 2007, FLORIDA, R., 2003) “estas devem “as cidades têm transformar-se em de explorar os laboratórios vivos, factores que as espaços de diferenciam” aventura e experimentação” “devem apostar no desenvolvimento de estratégias colaborativas (que mobilizem os cidadãos e que tirem partido das tecnologias disponíveis)”.
  • 4. a escola e a comunidade “É possível inovar – e inovar socialmente – nos mais variados campos, incluindo a educação” “A comunidade deve ser construída tendo a escola como centro” Presidente República, 5 Outubro 07
  • 5. discutir a pólis … uma forma de tornar a política (no seu sentido original polis + ethica) mais atractiva para os jovens
  • 6. a ideia do concurso ME/DGIDC, Junho 2007 “Cidades Criativas” A ideia de produzir uma ‘reflexão sobre o futuro das nossas cidades’ no âmbito da Área de Projecto do 12.º ano enquadrava-se, de forma particularmente apropriada, nos seus objectivos programáticos: – natureza interdisciplinar e transdisciplinar do trabalho; – procura “da realização de projectos concretos, com o fim de desenvolver nos alunos uma visão integradora do ANMP, Março 2007 saber, promovendo a sua orientação escolar e profissional e facilitando a sua aproximação ao mundo do trabalho”; – criação de “oportunidades que aproximem a escola da comunidade e da sociedade em que esta se insere”. Junho 2007
  • 7. objectivos Um olhar criativo sobre o futuro das cidades  analisar os pontos fortes e pontos fracos da cidade  identificar potencial cultural, económico, tecnológico e de urbanidade  definir objectivos e orientações para o futuro (com base em boas práticas noutras cidades do mundo)  apresentar propostas inovadoras e criativas para a sua qualificação e valorização Produtos BLOGUE + RELATÓRIO ESCRITO + POSTER
  • 8. estrutura organizativa Ministério da Educação Associação Nacional de SEOTC / SEAAL Municípios Portugueses D.R.E Norte, Centro, INE, IGP, Ciência Viva Lisboa, Alentejo e Algarve Associação de Comissão Cientifica Professores UA/APPLA CCC 130 CM’s (Pivot’s) Agentes Culturais Rede Media Local
  • 11. 131 municípios (43%) inscrições 2.100 alunos 466 equipas 275 professores
  • 13. ‘it is one thing to know where you want a place to go; it’s another thing to get the actors to move in that direction’ 400 blogues
  • 14. ‘decision-makers, planners and citizens out of their comfort zones and compels them to confront key beliefs, to challenge conventional wisdom, and to look at the prospects of “breaking out of the box”’. envolver a comunidade…
  • 15. actividades  Os alunos envolveram-se num exercício de diagnóstico dos problemas e potencialidades das suas vilas/cidades;  Organizaram largas dezenas de debates envolvendo as suas autarquias e agentes locais;  Dinamizaram blogues que funcionaram como ferramentas de comunicação com as suas comunidades;  Identificaram áreas de aposta futura;  Olharam para experiências nacionais e internacionais  Desenharam um quadro de propostas de acção futura para as suas vilas/cidades.
  • 16. propostas tecnologias
  • 17. propostas cultura
  • 18. espaços verdes propostas
  • 20. resultados finais  diversidade de abordagens metodológicas nas áreas diferentes científicas (ciência&tecnologia, sócio- economia, humanidades, artes) -> diferentes olhares sobre ‘a cidade’;  promover “a capacidade de colocar questões, de estabelecer relações e de desenvolver uma abordagem inovadora e imaginativa para resolver problemas”  esforço de capacitação dos alunos para pensar a cidade/ comunidade (identificar e valorizar recursos locais, estimular diferentes olhares e saberes, valorizar a percepção dos contexto de mudança em se inserem, aprender a olhar exemplos e identificar propostas de acção)
  • 21. trabalho em rede -> pelas tecnologias e recursos disponíveis (350 blogues) + recursos disponibilizados pela organização (site, blogue, mailing-list e msn) -> plataforma colectiva de aprendizagem  importância da comunicação e a diversidade de instrumentos utilizados -> beneficiando com comentários de colegas participantes no concurso de outras vilas/cidades ou de elementos da sua comunidade (Rede do Concurso ‘Cidades Criativas’)
  • 22. próximos passos ‘Google Ideas for a Creative Community - Youth World Contest’ Organize a youth world contest addressed to students aged 16/18 with the objective of debating the future of theirs cities/communities (proposal submitted October 20th, 2008)
  • 23. Muito Obrigado! José Carlos Mota (jcmota@ua.pt) Secção Autónoma de Ciências Sociais, Jurídicas e Políticas Universidade de Aveiro