SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 4
PERISPÍRITO E DOENÇAS
Referência bibliográfica:
Perispírito e suas Modelações, cap. 32 e 38 -Luiz Gonzaga Pinheiro
“O que contamina o homem não é o que entra na boca, mas o que sai da boca, isso é o que
contamina o homem.(Mateus 15:11)
“Mente sã, corpo são”
Allan Kardec estudou por 35 anos o Magnetismo Animal, ou Mesmerismo, antes de se dedicar à Doutrina
Espírita.
DOENÇA:A doença não é uma causa, é uma consequência proveniente das energias negativas que
circulam por nossos organismos espiritual e material. Atingindo um indivíduo provoca distúrbios de funções
a nível físico, mental e espiritual.
Doença é um conjunto de sinais e sintomas específicos que afetam um ser vivo, alterando o seu estado
normal de saúde. O vocábulo é de origem latina, em que “dolentia” significa “dor,
padecimento”.(http://www.significados.com.br)
Em essência, a doença é o resultado do conflito entre a Alma e a Mente, e ela jamais será erradicada
exceto por meio de esforços mentais e espirituais.(livro'Os Remédios Florais do Dr. Bach')
SAÚDE: É aausência de doenças.Éo estado de completo bem-estar físico, mental e social.
Estado do que é são ou de quem tem as funções orgânicas no seu estado normal. (Dic. Silveira Bueno)
– Em face dos esforços da Medicina, como devemos considerar a saúde?R: - Para o homem da Terra, a
saúde pode significar o equilíbrio perfeito dos órgãos materiais; para o plano espiritual, todavia, a saúde é
a perfeita harmonia da alma, para obtenção da qual, muitas vezes, há necessidade da contribuição
preciosa das moléstias e deficiências transitórias da Terra. (O Consolador, Emmanuel / Chico Xavier)
FINALIDADE DA DOENÇA:A doença, posto que pareça tão cruel, é benéfica e existe para nosso próprio
bem; se interpretada de maneira correta, guiar-nos-á em direção aos nossos defeitos principais. Se tratada
com propriedade, será a causa da supressão desses defeitos e fará de nós pessoas melhores e mais
evoluídas do que éramos antes. O sofrimento é um corretivo para se salientar uma lição que de outro
modo não haveríamos de aprender, e ele jamais poderá ser dispensado até que a lição seja totalmente
assimilada.
(Dr. Edward Bach, médico inglês em CURA-TE A TI MESMO, 1930 -do livro 'Os Remédios Florais do Dr. Bach' - Ed.
Pensamento. (http://magnetizador.blogspot.com.br/2010/02/causa-real-e-cura-das-doencas.html)
“As patologias servem para quê? Será que é para apenas nos infringir dores? Nos trazer sofrimentos inúteis desde
que nós entendemos que tudo na natureza está subordinada a uma Inteligência Superior? (Gilson Freire, homeopata)
É preciso a sintonia vibratória entre o corpo físico e o corpo espiritual.
CAUSASGERAIS: Os descontroles emocionais, nos ódios, na irritação, as extravagâncias no comer e
no beber, a maledicência, os desequilíbrios do sexo, o fumo, o álcool, os tóxicos, podem gerar
enfermidades, tais como, respectivamente: cardiopatias, doenças hepáticas, gastralgias, surdez e mudez,
cansaço precoce e distrofias musculares, asmas e bronquites, loucura, idiotia.” (
Dr. Ney Prieto Peres - http://espiriteiro.blogspot.com)".
"Assim como o corpo físico pode ingerir alimentos venenosos que lhe intoxicam os tecidos, também o
organismo perispiritual absorve elementos que lhe degradam, com reflexos sobre as células materiais".
(Nos Domínios da Mediunidade, André Luiz)
A cada pensamento, emoção, sentimento e ação negativa, o perispírito passa a adquirir maior densidade,
coloração mais escura devido a absorção de energias nocivas. Estas energias vão se acumulando
formando manchas e pelo seu peso energético e ação magnética, acabam materializando-se no corpo
físico originando os desequilíbrios. São os sentimentos de orgulho, inveja, intolerância, impaciência, ódio,
amargura, mágoa, tristeza, dentre outros, os maiores causadores de doenças.
CLASSIFICAÇÃO:de acordo com a origem, resumidamente:
EXÓGENAS: (causas externas)
São não doenças propriamente ditas. São acidentes biológicos. Provémdefatores circunstanciais,
ambientais, alimentação inadequada, vícios (álcool, fumo, drogas), excesso de esforço, contaminação
bacteriana, virótica, dentre outras. Um agente externo causou o desequilíbrio.
ENDÓGENAS: (causas internas)
Provém de nosso próprio desequilíbrio, seja ele nos pensamentos, emoções, sentimentos e atos. As auto-
obsessões, as doenças psicossomáticas, cármicas.
Poderíamos incluir aqui também as influências espirituais negativas causadas por um Espírito encarnado
ou desencarnado, uma vez que o que a causou foram os atos desequilibrados de ambos e por isso, ser
classificada como exógena e endógena simultaneamente.
Desequilíbrios perispirituais também são oriundos de reencarnações anteriores.
DOR: A função da dor está em nos chamar à atenção de que as nossas emoções, pensamentos e
sentimentos encontram-se desarmonizados pois que são estes os causadores das doenças e a dor a sua
manifestação final.
O Espírito não sente a dor física. Ele sente a dor moral causada por seus atos impensados. Poderíamos
dizer que cada ação por ele cometida negativamente, acaba por repercutir, como um retorno a si próprio,
danificando-o. E esta lesão, primeiramente no seu corpo espiritual, inicia-se com o desequilíbrio atômico
caminhando para a desarmonia molecular e terminando no conflito celular, atingindo o corpo físico
deixando registrado na sua memória a intensidade da dor que poderá advir, quando já manifestada a
doença. A dor então, sentida pelo corpo, é transmitida ao perispírito que, por sua vez, repassa ao Espírito.
Já não havendo mais a ligação entre o corpo físico e o perispírito ocasionada pela desencarnação, o
Espírito, por esta memória arquivada em seu corpo espiritual, admite continuar sentindo-a. Mas isto
também está relacionado ao seu grau de evolução e pela forma com a qual “aceitou” a doença,
compreendendo o que a causou, procurando corrigir-se nos seus equívocos. O Espírito reencarnado,
quanto mais evoluído, maior controle emocional tem sobre si e melhor aceitação tem sobre os
desequilíbrios que se materializam em seu corpo físico e esta sua atitude mental agirá em seu favor
quando da sua desencarnação não sofrendo na mesma intensidade, das dores sentidas enquanto
encarnado. (I.J.-J.C.)
EFEITOS PSICOSSOMÁTICOS: Nas pessoas que apresentam desequilíbrios psicossomáticos,
alergias, asma, dores de cabeça, dentre outros, o que a princípio deve ser trabalhado, modificado, é a
mudança do seu comportamento controlando o perfeccionismo, a irritabilidade de que pode ser portador.
As doenças autoimunes, as alergias respiratórias, as pneumonias, as exacerbações de doenças crônicas
como asma, enfisema, bronquite crônica e surtos inflamatórios das doenças intersticiais seriam
decorrentes da invigilância no pensar traduzidos num trato antifraterno, pensamentos agressivos, na
vingança, no orgulho, egoísmo e ambição. Desta forma, as doenças respiratórias ocorrem em perispíritos
alterados que induzem o corpo físico a ficar suscetível aos diferentes agentes biológicos, físicos e
químicos que, dependendo da capacidade de autodefesa ou autoagressão, desenvolvem alguma doença
respiratória. Caso haja retificação do pensamento, o caráter evolutivo se modifica, caso contrário, novas
doenças ocorrerão nos reencarnes sucessivos, pois o perispírito permanece alterado.(Paulo José Zimermann
Teixeira é pneumologista e trabalha na Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre (RS).
O TERAPEUTA: A função básica do terapeuta está em espelhar a verdade para o paciente, ajudá-lo a
desenvolver uma consciência do processo de vida e dos mecanismos (obstáculos e ilusões) que se criam
para gerar a doença e, também, poder ajudá-lo a entrar em sintonia com seus próprios recursos de cura,
possibilitando o resgate da auto estima, da aceitação e do perdão.(http://www.nenossolar.com.br)
Vemos o distanciamento que existe entre o profissional da medicina, na sua grande maioria, e o seu
paciente, pela quantidade de atendimentos que o primeiro faz durante o seu dia, não havendo um
comprometimento, um envolvimento de sua parte em relação ao seu paciente. É um sistema que
encontra-se desorientado. A preocupação em aumentar os seus honorários superam, e muito a de,
efetivamente, encaminhar o enfermo ao seu equilíbrio psicofísico. E por isso, os tratamentos
administrados, apesar de em alguns casos serem eficientes, não passam de paliativos,pois que tratam a
doença e não o doente.
CULTO À DOENÇA: Não devemos fazer uma apologia da doença achando-a maravilhosa em
nossas vidas e que para evoluirmos, para nos iluminarmos, temos que sofrer. Não é da vontade de Deus
que soframos. Ela é o meio utilizado para a nossa correção a fim de aprendermos o caminho correto a
seguir. Aprendido, dela não mais necessitaremos pois não mais semearemos as suas causas.
– Toda moléstia do corpo tem ascendentes espirituais?R: - As chagas da alma se manifestam através do
envoltório humano. O corpo doente reflete o panorama interior do espírito enfermo. A patogenia é um
conjunto de inferioridades do aparelho psíquico.
Podeis objetar que as injeções e os comprimidos suprimem a dor; todavia, o mal ressurgirá mais tarde nas
células do corpo. Indagareis, aflitos, quanto às moléstias incuráveis pela ciência da Terra e eu vos direi
que a reencarnação, em si mesma, nas circunstâncias do mundo envelhecido nos abusos, já representa
uma estação de tratamento e de cura e que há enfermidades d'alma, tão persistentes, que podem
reclamar várias estações sucessivas, com a mesma intensidade nos processos regeneradores.
(O Consolador, Emmanuel / Chico Xavier)
ENTROPIA: “A manutenção da saúde é um esforço constante e diário porque, assim como o nosso
organismo traz a tendência ao equilíbrio, o traz também para o desequilíbrio. Isto porque a matéria
biológica traz em si o fundamento da sua desagregação. Se ela for entregue a si mesma, como por
exemplo na morte física, ela termina da decomposição.” (Gilson Freire)
Nota: entropia: conceito que explica a busca do estado material pela simplicidade. A matéria tende
a buscar transformar-se de elementos mais complexos para elementos mais simples
PREDISPOSIÇÕES ÀS ENFERMIDADES: As predisposições físicas das pessoas às enfermidades
nada mais são do que as tendências morais da alma, que podem modificar as qualidades do sangue,
dando-lhe maior ou menor atividade, provocar secreções ácidas ou hormonais mais ou menos
abundantes, ou mesmo perturbar as multiplicações celulares, comprometendo a saúde como um todo.
(http://magnetizador.blogspot.com.br)
ESPIRITISMO / CURA:O Espiritismo vem ajudar o indivíduo através da bioenergia (imposição de mãos ou
qualquer dos seus métodos) a limpar seu campo energético, seu perispírito, para que eliminando as
impurezas fluídicas ou energéticas do perispírito, ele possa se auto-descobrir mais facilmente, e
rapidamente. O Espiritismo trazendo o conhecimento do amor, da caridade, a doutrinação moral
(doutrinação aqui no sentido de trazer o amor e a moral de Cristo) ajuda a entender onde estão suas
falhas e como modificar o próprio comportamento, ajudando assim, indiretamente, também os
desencarnados que estão a ele ligados por afinidades morais presentes ou passadas a também
reconhecerem-se e auto-descobrirem-se.(http://www.espirito.org.br/portal/artigos/geae/a-cura-integral.html)
( * )Nenhum esforço que se destine apenas ao corpo pode fazer mais do que reparar superficialmente um
dano, e nisso não há nenhuma cura, visto que a causa ainda continua em atividade e pode, a qualquer
momento, manifestar novamente sua presença, assumindo outro aspecto. (Dr. Edward Bach, Cura-te a Ti
Mesmo)
Na realidade, a cura em si não existe por ser um fator secundário dentro do processo. O que existe é
equilíbrio e desequilíbrio. Toda vez que eu estou em estado de desequilíbrio, eu estou em doença. A cura,
portanto, é retornar ao estado de equilíbrio.
E é ainda na alma que reside a fonte primária de todos os recursos medicamentosos definitivos. A
assistência farmacêutica do mundo não pode remover as causas transcendentes do caráter mórbido dos
indivíduos. O remédio eficaz está na ação do próprio espírito enfermiço.
A cura só se dará quando a carga tóxica for eliminada. É pelo peso dessas cargas plasmadas no seu
perispírito que apontarão em que região espiritual estagiará o Espírito após a sua desencarnação.
ALTERAÇÃO GENÉTICA: Se o geneticista, ao seu modo de ver, através da manipulação genética, tentar
erradicar a origem da enfermidade ou da deformidade física, o que poderá ocorrer, caso a enfermidade
ainda continue plasmada no perispírito do enfermo, é a escolha por outro gene pelo Espírito pois que o
desequilíbrio ainda permanece.
TERAPIAS ENERGÉTICAS:(homeopatia, acupuntura, florais, passes, agua fluída, ectoplasmia...)
Agem particularmente sobre o perispírito, restabelecendo-lhe o equilíbrio das funções e restituindo-lhe a
vitalidade. (Homeopatia e Espiritismo,Thales O.Oliveira/Lenice A S Alves/Gilson T Freire/Célio A K Oliveira)
INTERCOMUNICAÇÃO ESPÍRITO-PERISPÍRITO-CORPO FÍSICO:Todas as impressões psico-
emocionais procedem do Espírito (medo, amor). Se o corpo solicita alimento (fome) e o Espírito não o
satisfaz, poderá ocorrer a hipoglicemia. Porém, se o alimentar além do que sua necessidade pede,
também gerará um estado de desequilíbrio. A sensação de fome é do corpo. A gula é do Espírito.
Necessário entender onde está o equilíbrio, analisando quais são as suas reais necessidades. Ele precisa
de uma, duas ou mais porções de alimento? O que eu der a mais ou a menos resultará em desequilíbrio.
Impressões do corpo = frio, calor (os 5 sentidos) = transmite ao perispírito = transmite ao Espírito
Resposta do Espírito = pegue o agasalho.
CORPO ESPÍRITO = necessidades////// ESPÍRITO CORPO = vontade (livre-arbítrio)
OBSERVAÇÕES: O Espírito tem ascendência sobre toda matéria mais densificada que o reveste e
tudo o que existe no universo,trabalha em favor de sua evolução. O Espírito foi criado para atingir a auto
iluminação e tudo o que lhe causa desarmonia, seja de sua natureza interior, seja por fatores externos,
deverão ser transmutados, modificados de modo que possibilitem a sua jornada evolutiva em direção a
Inteligência Cósmica que o criou. E ele só o “sentirá” mais intensamente no seu mundo íntimo à medida
que for ultrapassando as barreiras impostas pela sua imaturidade repercutida no primitivismo das coisas
que o rodeiam devido ao nível evolutivo em que se encontre. (I.J.-J.C.)
“O corpo físico é um elemento passivo, um campo de efeitos.” (Gilson Freire)
Quando o sol quiser entrar pela janela do seu quarto, abra-a e deixe entrar também o ar para que, no seu
interior, a umidade e o mofo não prevaleçam.
Júlio César Evadro

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Apostila do Curso de Passe 2016
Apostila do Curso de Passe 2016Apostila do Curso de Passe 2016
Apostila do Curso de Passe 2016Edna Costa
 
04 A categoria de médiuns de efeitos físicos
04   A categoria de médiuns de efeitos físicos04   A categoria de médiuns de efeitos físicos
04 A categoria de médiuns de efeitos físicosjcevadro
 
Quarto Módulo - 2ª aula - Tipo de mediunidade
Quarto Módulo - 2ª  aula - Tipo de mediunidadeQuarto Módulo - 2ª  aula - Tipo de mediunidade
Quarto Módulo - 2ª aula - Tipo de mediunidadeCeiClarencio
 
Obreiros da vida eterna capítulo 18
Obreiros da vida eterna capítulo 18Obreiros da vida eterna capítulo 18
Obreiros da vida eterna capítulo 18Lar Irmã Zarabatana
 
15 o passe-conceito, tipos e mecanismos
15   o passe-conceito, tipos e mecanismos15   o passe-conceito, tipos e mecanismos
15 o passe-conceito, tipos e mecanismosjcevadro
 
Desenvolvimento mediunico
Desenvolvimento mediunicoDesenvolvimento mediunico
Desenvolvimento mediunicoVictor Passos
 
Mediunidade doença mental ou oportunidade!
Mediunidade doença mental ou oportunidade!Mediunidade doença mental ou oportunidade!
Mediunidade doença mental ou oportunidade!Leonardo Pereira
 
O processo obsessivo - obsessor e obsidiado - obsessão e loucura
O processo obsessivo - obsessor e obsidiado - obsessão e loucuraO processo obsessivo - obsessor e obsidiado - obsessão e loucura
O processo obsessivo - obsessor e obsidiado - obsessão e loucurajcevadro
 
Obsessão - problema ou oportunidade de renovação?
Obsessão - problema ou oportunidade de renovação?Obsessão - problema ou oportunidade de renovação?
Obsessão - problema ou oportunidade de renovação?Ricardo Azevedo
 
Curso de Atendimento Fraterno 2014 - Completo
Curso de Atendimento Fraterno 2014 -  CompletoCurso de Atendimento Fraterno 2014 -  Completo
Curso de Atendimento Fraterno 2014 - CompletoEdna Costa
 
PARTE 1 - O PASSE COMO CURA MAGNÉTICA de Marlene Nobre
PARTE 1 - O PASSE COMO CURA MAGNÉTICA de Marlene NobrePARTE 1 - O PASSE COMO CURA MAGNÉTICA de Marlene Nobre
PARTE 1 - O PASSE COMO CURA MAGNÉTICA de Marlene NobreDenise Aguiar
 

Mais procurados (20)

Apostila do Curso de Passe 2016
Apostila do Curso de Passe 2016Apostila do Curso de Passe 2016
Apostila do Curso de Passe 2016
 
04 A categoria de médiuns de efeitos físicos
04   A categoria de médiuns de efeitos físicos04   A categoria de médiuns de efeitos físicos
04 A categoria de médiuns de efeitos físicos
 
Quarto Módulo - 2ª aula - Tipo de mediunidade
Quarto Módulo - 2ª  aula - Tipo de mediunidadeQuarto Módulo - 2ª  aula - Tipo de mediunidade
Quarto Módulo - 2ª aula - Tipo de mediunidade
 
Reuniões Mediúnicas
Reuniões MediúnicasReuniões Mediúnicas
Reuniões Mediúnicas
 
Desencarnação
DesencarnaçãoDesencarnação
Desencarnação
 
Obreiros da vida eterna capítulo 18
Obreiros da vida eterna capítulo 18Obreiros da vida eterna capítulo 18
Obreiros da vida eterna capítulo 18
 
Reencarnação
ReencarnaçãoReencarnação
Reencarnação
 
CURSO DE PASSES 2023
CURSO DE PASSES 2023CURSO DE PASSES 2023
CURSO DE PASSES 2023
 
15 o passe-conceito, tipos e mecanismos
15   o passe-conceito, tipos e mecanismos15   o passe-conceito, tipos e mecanismos
15 o passe-conceito, tipos e mecanismos
 
Magnetismo - Espiritísmo
Magnetismo - EspiritísmoMagnetismo - Espiritísmo
Magnetismo - Espiritísmo
 
Obsessão
ObsessãoObsessão
Obsessão
 
Centros de Força
Centros de ForçaCentros de Força
Centros de Força
 
Curso de Passe
Curso de PasseCurso de Passe
Curso de Passe
 
Desenvolvimento mediunico
Desenvolvimento mediunicoDesenvolvimento mediunico
Desenvolvimento mediunico
 
Mediunidade doença mental ou oportunidade!
Mediunidade doença mental ou oportunidade!Mediunidade doença mental ou oportunidade!
Mediunidade doença mental ou oportunidade!
 
Médiuns e mediunidade!
Médiuns e mediunidade!Médiuns e mediunidade!
Médiuns e mediunidade!
 
O processo obsessivo - obsessor e obsidiado - obsessão e loucura
O processo obsessivo - obsessor e obsidiado - obsessão e loucuraO processo obsessivo - obsessor e obsidiado - obsessão e loucura
O processo obsessivo - obsessor e obsidiado - obsessão e loucura
 
Obsessão - problema ou oportunidade de renovação?
Obsessão - problema ou oportunidade de renovação?Obsessão - problema ou oportunidade de renovação?
Obsessão - problema ou oportunidade de renovação?
 
Curso de Atendimento Fraterno 2014 - Completo
Curso de Atendimento Fraterno 2014 -  CompletoCurso de Atendimento Fraterno 2014 -  Completo
Curso de Atendimento Fraterno 2014 - Completo
 
PARTE 1 - O PASSE COMO CURA MAGNÉTICA de Marlene Nobre
PARTE 1 - O PASSE COMO CURA MAGNÉTICA de Marlene NobrePARTE 1 - O PASSE COMO CURA MAGNÉTICA de Marlene Nobre
PARTE 1 - O PASSE COMO CURA MAGNÉTICA de Marlene Nobre
 

Destaque

Fluidos e Perispírito
Fluidos e PerispíritoFluidos e Perispírito
Fluidos e Perispíritoigmateus
 
IMPONDERABILIDADE DA CURA ESPÍRITA E AS CAUSAS DE SUAS DIFICULDADES
IMPONDERABILIDADE DA CURA ESPÍRITA E AS CAUSAS DE SUAS DIFICULDADESIMPONDERABILIDADE DA CURA ESPÍRITA E AS CAUSAS DE SUAS DIFICULDADES
IMPONDERABILIDADE DA CURA ESPÍRITA E AS CAUSAS DE SUAS DIFICULDADESJorge Luiz dos Santos
 
Perispírito-1,5h
Perispírito-1,5hPerispírito-1,5h
Perispírito-1,5hhome
 
O Passe como cura magnética
O Passe como cura magnéticaO Passe como cura magnética
O Passe como cura magnéticaPatricia Farias
 
2013-03-17-Aula-Psicossomática a Luz do Espiritismo-Rosana De Rosa
2013-03-17-Aula-Psicossomática a Luz do Espiritismo-Rosana De Rosa2013-03-17-Aula-Psicossomática a Luz do Espiritismo-Rosana De Rosa
2013-03-17-Aula-Psicossomática a Luz do Espiritismo-Rosana De RosaRosana De Rosa
 
A cura verdadeira - Emmanuel/Chico Xavier
A cura verdadeira - Emmanuel/Chico XavierA cura verdadeira - Emmanuel/Chico Xavier
A cura verdadeira - Emmanuel/Chico XavierAlaide Chaded
 
Palestra Pública - A verdadeira cura
Palestra Pública - A verdadeira curaPalestra Pública - A verdadeira cura
Palestra Pública - A verdadeira curanelmarvoc
 
Nossos Corpos Espirituais
Nossos Corpos EspirituaisNossos Corpos Espirituais
Nossos Corpos Espirituaiscefeg2010
 
Aula 1 - Classificação Mediúnica - Mediunidade de Efeitos Físicos
Aula 1 - Classificação Mediúnica - Mediunidade de Efeitos FísicosAula 1 - Classificação Mediúnica - Mediunidade de Efeitos Físicos
Aula 1 - Classificação Mediúnica - Mediunidade de Efeitos FísicosSergio Lima Dias Junior
 
A paciência
A paciênciaA paciência
A paciênciahome
 
Açao dos espíritos sobre os fluidos
Açao dos espíritos sobre os fluidosAçao dos espíritos sobre os fluidos
Açao dos espíritos sobre os fluidosGraça Maciel
 
Saúde emocional
Saúde emocionalSaúde emocional
Saúde emocionalDalila Melo
 

Destaque (20)

Fluidos e Perispírito
Fluidos e PerispíritoFluidos e Perispírito
Fluidos e Perispírito
 
A cura espirita
A cura espiritaA cura espirita
A cura espirita
 
16/08/2013 - "Doença e cura"
16/08/2013 - "Doença e cura"16/08/2013 - "Doença e cura"
16/08/2013 - "Doença e cura"
 
IMPONDERABILIDADE DA CURA ESPÍRITA E AS CAUSAS DE SUAS DIFICULDADES
IMPONDERABILIDADE DA CURA ESPÍRITA E AS CAUSAS DE SUAS DIFICULDADESIMPONDERABILIDADE DA CURA ESPÍRITA E AS CAUSAS DE SUAS DIFICULDADES
IMPONDERABILIDADE DA CURA ESPÍRITA E AS CAUSAS DE SUAS DIFICULDADES
 
Perispírito-1,5h
Perispírito-1,5hPerispírito-1,5h
Perispírito-1,5h
 
Perispírito
PerispíritoPerispírito
Perispírito
 
O Passe como cura magnética
O Passe como cura magnéticaO Passe como cura magnética
O Passe como cura magnética
 
2013-03-17-Aula-Psicossomática a Luz do Espiritismo-Rosana De Rosa
2013-03-17-Aula-Psicossomática a Luz do Espiritismo-Rosana De Rosa2013-03-17-Aula-Psicossomática a Luz do Espiritismo-Rosana De Rosa
2013-03-17-Aula-Psicossomática a Luz do Espiritismo-Rosana De Rosa
 
A cura verdadeira - Emmanuel/Chico Xavier
A cura verdadeira - Emmanuel/Chico XavierA cura verdadeira - Emmanuel/Chico Xavier
A cura verdadeira - Emmanuel/Chico Xavier
 
Palestra Pública - A verdadeira cura
Palestra Pública - A verdadeira curaPalestra Pública - A verdadeira cura
Palestra Pública - A verdadeira cura
 
Nossos Corpos Espirituais
Nossos Corpos EspirituaisNossos Corpos Espirituais
Nossos Corpos Espirituais
 
Doenças: Uma Visão Espírita
Doenças: Uma Visão EspíritaDoenças: Uma Visão Espírita
Doenças: Uma Visão Espírita
 
Aula 1 - Classificação Mediúnica - Mediunidade de Efeitos Físicos
Aula 1 - Classificação Mediúnica - Mediunidade de Efeitos FísicosAula 1 - Classificação Mediúnica - Mediunidade de Efeitos Físicos
Aula 1 - Classificação Mediúnica - Mediunidade de Efeitos Físicos
 
A paciência
A paciênciaA paciência
A paciência
 
Mediunidade efeitos físicos e intelectuais
Mediunidade efeitos físicos e intelectuaisMediunidade efeitos físicos e intelectuais
Mediunidade efeitos físicos e intelectuais
 
Eae 78 - medicina psicossomatica
Eae   78 - medicina psicossomaticaEae   78 - medicina psicossomatica
Eae 78 - medicina psicossomatica
 
Açao dos espíritos sobre os fluidos
Açao dos espíritos sobre os fluidosAçao dos espíritos sobre os fluidos
Açao dos espíritos sobre os fluidos
 
Cuidar do corpo e do espírito
Cuidar do corpo e do espíritoCuidar do corpo e do espírito
Cuidar do corpo e do espírito
 
Doenças da alma
Doenças da almaDoenças da alma
Doenças da alma
 
Saúde emocional
Saúde emocionalSaúde emocional
Saúde emocional
 

Semelhante a Doenças e saúde segundo a Doutrina Espírita

Espiritualidade e saúde (fatima)
Espiritualidade e saúde (fatima)Espiritualidade e saúde (fatima)
Espiritualidade e saúde (fatima)Fatima Carvalho
 
Medicinaeoespiritismo 091220141822-phpapp02
Medicinaeoespiritismo 091220141822-phpapp02Medicinaeoespiritismo 091220141822-phpapp02
Medicinaeoespiritismo 091220141822-phpapp02Alberto Barth
 
Medicina E O Espiritismo
Medicina E O EspiritismoMedicina E O Espiritismo
Medicina E O EspiritismoAndySans 2008
 
ELIZETH CORONA - MEDICINA E O ESPIRITISMO
ELIZETH CORONA - MEDICINA E O ESPIRITISMOELIZETH CORONA - MEDICINA E O ESPIRITISMO
ELIZETH CORONA - MEDICINA E O ESPIRITISMOguest9002b0
 
38 doenças -tipos e como surgem
38 doenças -tipos e como surgem38 doenças -tipos e como surgem
38 doenças -tipos e como surgemAntonio SSantos
 
Medicina e o espiritismo
Medicina e o espiritismoMedicina e o espiritismo
Medicina e o espiritismosiaromjo
 
A_MEDICINA_E_O_ESPIRITISMO.ppt
A_MEDICINA_E_O_ESPIRITISMO.pptA_MEDICINA_E_O_ESPIRITISMO.ppt
A_MEDICINA_E_O_ESPIRITISMO.pptlincolncvieira
 
Aspectos espirituais de saúde e doenças1
Aspectos espirituais de saúde e doenças1Aspectos espirituais de saúde e doenças1
Aspectos espirituais de saúde e doenças1Dr. Walter Cury
 
medicinaeespiritismo
medicinaeespiritismomedicinaeespiritismo
medicinaeespiritismoAri Carrasco
 

Semelhante a Doenças e saúde segundo a Doutrina Espírita (20)

Espiritualidade e saúde (fatima)
Espiritualidade e saúde (fatima)Espiritualidade e saúde (fatima)
Espiritualidade e saúde (fatima)
 
Medicinaeoespiritismo 091220141822-phpapp02
Medicinaeoespiritismo 091220141822-phpapp02Medicinaeoespiritismo 091220141822-phpapp02
Medicinaeoespiritismo 091220141822-phpapp02
 
Medicina e o_espiritismo
Medicina e o_espiritismoMedicina e o_espiritismo
Medicina e o_espiritismo
 
Medicina e o_espiritismo
Medicina e o_espiritismoMedicina e o_espiritismo
Medicina e o_espiritismo
 
Medicina E O Espiritismo
Medicina E O EspiritismoMedicina E O Espiritismo
Medicina E O Espiritismo
 
ELIZETH CORONA - MEDICINA E O ESPIRITISMO
ELIZETH CORONA - MEDICINA E O ESPIRITISMOELIZETH CORONA - MEDICINA E O ESPIRITISMO
ELIZETH CORONA - MEDICINA E O ESPIRITISMO
 
Medicina e o_espiritismo
Medicina e o_espiritismoMedicina e o_espiritismo
Medicina e o_espiritismo
 
Medicina e o espiritismo
Medicina e o espiritismoMedicina e o espiritismo
Medicina e o espiritismo
 
38 doenças -tipos e como surgem
38 doenças -tipos e como surgem38 doenças -tipos e como surgem
38 doenças -tipos e como surgem
 
Medicina E O Espiritismo
Medicina E O EspiritismoMedicina E O Espiritismo
Medicina E O Espiritismo
 
Medicina E O Espiritismo
Medicina E O EspiritismoMedicina E O Espiritismo
Medicina E O Espiritismo
 
Medicina e o Espiritismo
Medicina e o EspiritismoMedicina e o Espiritismo
Medicina e o Espiritismo
 
M E D I C I N A E E S P I R I T I S M O
M E D I C I N A  E  E S P I R I T I S M OM E D I C I N A  E  E S P I R I T I S M O
M E D I C I N A E E S P I R I T I S M O
 
Medicina e o espiritismo
Medicina e o espiritismoMedicina e o espiritismo
Medicina e o espiritismo
 
A_MEDICINA_E_O_ESPIRITISMO.ppt
A_MEDICINA_E_O_ESPIRITISMO.pptA_MEDICINA_E_O_ESPIRITISMO.ppt
A_MEDICINA_E_O_ESPIRITISMO.ppt
 
DOENÇAS PSICOSSOMÁTICAS
DOENÇAS PSICOSSOMÁTICASDOENÇAS PSICOSSOMÁTICAS
DOENÇAS PSICOSSOMÁTICAS
 
Doenças da alma
Doenças da almaDoenças da alma
Doenças da alma
 
Aspectos espirituais de saúde e doenças1
Aspectos espirituais de saúde e doenças1Aspectos espirituais de saúde e doenças1
Aspectos espirituais de saúde e doenças1
 
AS DOENÇAS DA ALMA
AS DOENÇAS DA ALMAAS DOENÇAS DA ALMA
AS DOENÇAS DA ALMA
 
medicinaeespiritismo
medicinaeespiritismomedicinaeespiritismo
medicinaeespiritismo
 

Mais de jcevadro

Mistificações, contradições e animismo
Mistificações, contradições e animismoMistificações, contradições e animismo
Mistificações, contradições e animismojcevadro
 
Conceito,causas e graus da obsessão
Conceito,causas e graus da obsessãoConceito,causas e graus da obsessão
Conceito,causas e graus da obsessãojcevadro
 
A audiência, a psicopictografia, psicometria e o sonambulismo
A audiência, a psicopictografia, psicometria e o sonambulismoA audiência, a psicopictografia, psicometria e o sonambulismo
A audiência, a psicopictografia, psicometria e o sonambulismojcevadro
 
A psicofonia, a vidência e as manifestações visuais
A psicofonia, a vidência e as manifestações visuaisA psicofonia, a vidência e as manifestações visuais
A psicofonia, a vidência e as manifestações visuaisjcevadro
 
A categoria de médiuns de efeitos intelectuais - a psicografia
A categoria de médiuns de efeitos intelectuais - a  psicografiaA categoria de médiuns de efeitos intelectuais - a  psicografia
A categoria de médiuns de efeitos intelectuais - a psicografiajcevadro
 
Mecanismo das comunicações - Afinidade - Sintonia
Mecanismo das comunicações - Afinidade  - SintoniaMecanismo das comunicações - Afinidade  - Sintonia
Mecanismo das comunicações - Afinidade - Sintoniajcevadro
 
Sintomas precursores da mediunidade
Sintomas precursores da mediunidadeSintomas precursores da mediunidade
Sintomas precursores da mediunidadejcevadro
 
Desobsessão-profilaxia e terapêutica
Desobsessão-profilaxia e terapêuticaDesobsessão-profilaxia e terapêutica
Desobsessão-profilaxia e terapêuticajcevadro
 
18 transe - conceito e tipos
18   transe - conceito e tipos18   transe - conceito e tipos
18 transe - conceito e tiposjcevadro
 
07 sono e sonhos
07   sono e sonhos07   sono e sonhos
07 sono e sonhosjcevadro
 
16 o passe, responsabilidade do médium e assistidos
16   o  passe, responsabilidade do médium e assistidos16   o  passe, responsabilidade do médium e assistidos
16 o passe, responsabilidade do médium e assistidosjcevadro
 
2.o fenômeno mediúnico através dos tempos. médiuns precursores
2.o fenômeno mediúnico através dos tempos. médiuns precursores2.o fenômeno mediúnico através dos tempos. médiuns precursores
2.o fenômeno mediúnico através dos tempos. médiuns precursoresjcevadro
 
01 o médium conceito e classif. mediunidade com jesus
01   o médium conceito e classif. mediunidade com jesus01   o médium conceito e classif. mediunidade com jesus
01 o médium conceito e classif. mediunidade com jesusjcevadro
 
08 o ectoplasma
08   o ectoplasma08   o ectoplasma
08 o ectoplasmajcevadro
 
11 centros vitais frontal e laríngeo
11   centros vitais frontal e laríngeo11   centros vitais frontal e laríngeo
11 centros vitais frontal e laríngeojcevadro
 
18 transe. conceito - tipos
18   transe. conceito - tipos18   transe. conceito - tipos
18 transe. conceito - tiposjcevadro
 
14 atividade espiritual no centro espírita
14   atividade espiritual no centro espírita14   atividade espiritual no centro espírita
14 atividade espiritual no centro espíritajcevadro
 
06 perispírito
06   perispírito06   perispírito
06 perispíritojcevadro
 
Aula 8 o ectoplasma
Aula 8 o  ectoplasmaAula 8 o  ectoplasma
Aula 8 o ectoplasmajcevadro
 

Mais de jcevadro (19)

Mistificações, contradições e animismo
Mistificações, contradições e animismoMistificações, contradições e animismo
Mistificações, contradições e animismo
 
Conceito,causas e graus da obsessão
Conceito,causas e graus da obsessãoConceito,causas e graus da obsessão
Conceito,causas e graus da obsessão
 
A audiência, a psicopictografia, psicometria e o sonambulismo
A audiência, a psicopictografia, psicometria e o sonambulismoA audiência, a psicopictografia, psicometria e o sonambulismo
A audiência, a psicopictografia, psicometria e o sonambulismo
 
A psicofonia, a vidência e as manifestações visuais
A psicofonia, a vidência e as manifestações visuaisA psicofonia, a vidência e as manifestações visuais
A psicofonia, a vidência e as manifestações visuais
 
A categoria de médiuns de efeitos intelectuais - a psicografia
A categoria de médiuns de efeitos intelectuais - a  psicografiaA categoria de médiuns de efeitos intelectuais - a  psicografia
A categoria de médiuns de efeitos intelectuais - a psicografia
 
Mecanismo das comunicações - Afinidade - Sintonia
Mecanismo das comunicações - Afinidade  - SintoniaMecanismo das comunicações - Afinidade  - Sintonia
Mecanismo das comunicações - Afinidade - Sintonia
 
Sintomas precursores da mediunidade
Sintomas precursores da mediunidadeSintomas precursores da mediunidade
Sintomas precursores da mediunidade
 
Desobsessão-profilaxia e terapêutica
Desobsessão-profilaxia e terapêuticaDesobsessão-profilaxia e terapêutica
Desobsessão-profilaxia e terapêutica
 
18 transe - conceito e tipos
18   transe - conceito e tipos18   transe - conceito e tipos
18 transe - conceito e tipos
 
07 sono e sonhos
07   sono e sonhos07   sono e sonhos
07 sono e sonhos
 
16 o passe, responsabilidade do médium e assistidos
16   o  passe, responsabilidade do médium e assistidos16   o  passe, responsabilidade do médium e assistidos
16 o passe, responsabilidade do médium e assistidos
 
2.o fenômeno mediúnico através dos tempos. médiuns precursores
2.o fenômeno mediúnico através dos tempos. médiuns precursores2.o fenômeno mediúnico através dos tempos. médiuns precursores
2.o fenômeno mediúnico através dos tempos. médiuns precursores
 
01 o médium conceito e classif. mediunidade com jesus
01   o médium conceito e classif. mediunidade com jesus01   o médium conceito e classif. mediunidade com jesus
01 o médium conceito e classif. mediunidade com jesus
 
08 o ectoplasma
08   o ectoplasma08   o ectoplasma
08 o ectoplasma
 
11 centros vitais frontal e laríngeo
11   centros vitais frontal e laríngeo11   centros vitais frontal e laríngeo
11 centros vitais frontal e laríngeo
 
18 transe. conceito - tipos
18   transe. conceito - tipos18   transe. conceito - tipos
18 transe. conceito - tipos
 
14 atividade espiritual no centro espírita
14   atividade espiritual no centro espírita14   atividade espiritual no centro espírita
14 atividade espiritual no centro espírita
 
06 perispírito
06   perispírito06   perispírito
06 perispírito
 
Aula 8 o ectoplasma
Aula 8 o  ectoplasmaAula 8 o  ectoplasma
Aula 8 o ectoplasma
 

Doenças e saúde segundo a Doutrina Espírita

  • 1. PERISPÍRITO E DOENÇAS Referência bibliográfica: Perispírito e suas Modelações, cap. 32 e 38 -Luiz Gonzaga Pinheiro “O que contamina o homem não é o que entra na boca, mas o que sai da boca, isso é o que contamina o homem.(Mateus 15:11) “Mente sã, corpo são” Allan Kardec estudou por 35 anos o Magnetismo Animal, ou Mesmerismo, antes de se dedicar à Doutrina Espírita. DOENÇA:A doença não é uma causa, é uma consequência proveniente das energias negativas que circulam por nossos organismos espiritual e material. Atingindo um indivíduo provoca distúrbios de funções a nível físico, mental e espiritual. Doença é um conjunto de sinais e sintomas específicos que afetam um ser vivo, alterando o seu estado normal de saúde. O vocábulo é de origem latina, em que “dolentia” significa “dor, padecimento”.(http://www.significados.com.br) Em essência, a doença é o resultado do conflito entre a Alma e a Mente, e ela jamais será erradicada exceto por meio de esforços mentais e espirituais.(livro'Os Remédios Florais do Dr. Bach') SAÚDE: É aausência de doenças.Éo estado de completo bem-estar físico, mental e social. Estado do que é são ou de quem tem as funções orgânicas no seu estado normal. (Dic. Silveira Bueno) – Em face dos esforços da Medicina, como devemos considerar a saúde?R: - Para o homem da Terra, a saúde pode significar o equilíbrio perfeito dos órgãos materiais; para o plano espiritual, todavia, a saúde é a perfeita harmonia da alma, para obtenção da qual, muitas vezes, há necessidade da contribuição preciosa das moléstias e deficiências transitórias da Terra. (O Consolador, Emmanuel / Chico Xavier) FINALIDADE DA DOENÇA:A doença, posto que pareça tão cruel, é benéfica e existe para nosso próprio bem; se interpretada de maneira correta, guiar-nos-á em direção aos nossos defeitos principais. Se tratada com propriedade, será a causa da supressão desses defeitos e fará de nós pessoas melhores e mais evoluídas do que éramos antes. O sofrimento é um corretivo para se salientar uma lição que de outro modo não haveríamos de aprender, e ele jamais poderá ser dispensado até que a lição seja totalmente assimilada. (Dr. Edward Bach, médico inglês em CURA-TE A TI MESMO, 1930 -do livro 'Os Remédios Florais do Dr. Bach' - Ed. Pensamento. (http://magnetizador.blogspot.com.br/2010/02/causa-real-e-cura-das-doencas.html) “As patologias servem para quê? Será que é para apenas nos infringir dores? Nos trazer sofrimentos inúteis desde que nós entendemos que tudo na natureza está subordinada a uma Inteligência Superior? (Gilson Freire, homeopata) É preciso a sintonia vibratória entre o corpo físico e o corpo espiritual. CAUSASGERAIS: Os descontroles emocionais, nos ódios, na irritação, as extravagâncias no comer e no beber, a maledicência, os desequilíbrios do sexo, o fumo, o álcool, os tóxicos, podem gerar enfermidades, tais como, respectivamente: cardiopatias, doenças hepáticas, gastralgias, surdez e mudez, cansaço precoce e distrofias musculares, asmas e bronquites, loucura, idiotia.” ( Dr. Ney Prieto Peres - http://espiriteiro.blogspot.com)". "Assim como o corpo físico pode ingerir alimentos venenosos que lhe intoxicam os tecidos, também o organismo perispiritual absorve elementos que lhe degradam, com reflexos sobre as células materiais". (Nos Domínios da Mediunidade, André Luiz)
  • 2. A cada pensamento, emoção, sentimento e ação negativa, o perispírito passa a adquirir maior densidade, coloração mais escura devido a absorção de energias nocivas. Estas energias vão se acumulando formando manchas e pelo seu peso energético e ação magnética, acabam materializando-se no corpo físico originando os desequilíbrios. São os sentimentos de orgulho, inveja, intolerância, impaciência, ódio, amargura, mágoa, tristeza, dentre outros, os maiores causadores de doenças. CLASSIFICAÇÃO:de acordo com a origem, resumidamente: EXÓGENAS: (causas externas) São não doenças propriamente ditas. São acidentes biológicos. Provémdefatores circunstanciais, ambientais, alimentação inadequada, vícios (álcool, fumo, drogas), excesso de esforço, contaminação bacteriana, virótica, dentre outras. Um agente externo causou o desequilíbrio. ENDÓGENAS: (causas internas) Provém de nosso próprio desequilíbrio, seja ele nos pensamentos, emoções, sentimentos e atos. As auto- obsessões, as doenças psicossomáticas, cármicas. Poderíamos incluir aqui também as influências espirituais negativas causadas por um Espírito encarnado ou desencarnado, uma vez que o que a causou foram os atos desequilibrados de ambos e por isso, ser classificada como exógena e endógena simultaneamente. Desequilíbrios perispirituais também são oriundos de reencarnações anteriores. DOR: A função da dor está em nos chamar à atenção de que as nossas emoções, pensamentos e sentimentos encontram-se desarmonizados pois que são estes os causadores das doenças e a dor a sua manifestação final. O Espírito não sente a dor física. Ele sente a dor moral causada por seus atos impensados. Poderíamos dizer que cada ação por ele cometida negativamente, acaba por repercutir, como um retorno a si próprio, danificando-o. E esta lesão, primeiramente no seu corpo espiritual, inicia-se com o desequilíbrio atômico caminhando para a desarmonia molecular e terminando no conflito celular, atingindo o corpo físico deixando registrado na sua memória a intensidade da dor que poderá advir, quando já manifestada a doença. A dor então, sentida pelo corpo, é transmitida ao perispírito que, por sua vez, repassa ao Espírito. Já não havendo mais a ligação entre o corpo físico e o perispírito ocasionada pela desencarnação, o Espírito, por esta memória arquivada em seu corpo espiritual, admite continuar sentindo-a. Mas isto também está relacionado ao seu grau de evolução e pela forma com a qual “aceitou” a doença, compreendendo o que a causou, procurando corrigir-se nos seus equívocos. O Espírito reencarnado, quanto mais evoluído, maior controle emocional tem sobre si e melhor aceitação tem sobre os desequilíbrios que se materializam em seu corpo físico e esta sua atitude mental agirá em seu favor quando da sua desencarnação não sofrendo na mesma intensidade, das dores sentidas enquanto encarnado. (I.J.-J.C.) EFEITOS PSICOSSOMÁTICOS: Nas pessoas que apresentam desequilíbrios psicossomáticos, alergias, asma, dores de cabeça, dentre outros, o que a princípio deve ser trabalhado, modificado, é a mudança do seu comportamento controlando o perfeccionismo, a irritabilidade de que pode ser portador. As doenças autoimunes, as alergias respiratórias, as pneumonias, as exacerbações de doenças crônicas como asma, enfisema, bronquite crônica e surtos inflamatórios das doenças intersticiais seriam decorrentes da invigilância no pensar traduzidos num trato antifraterno, pensamentos agressivos, na vingança, no orgulho, egoísmo e ambição. Desta forma, as doenças respiratórias ocorrem em perispíritos alterados que induzem o corpo físico a ficar suscetível aos diferentes agentes biológicos, físicos e químicos que, dependendo da capacidade de autodefesa ou autoagressão, desenvolvem alguma doença respiratória. Caso haja retificação do pensamento, o caráter evolutivo se modifica, caso contrário, novas doenças ocorrerão nos reencarnes sucessivos, pois o perispírito permanece alterado.(Paulo José Zimermann Teixeira é pneumologista e trabalha na Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre (RS). O TERAPEUTA: A função básica do terapeuta está em espelhar a verdade para o paciente, ajudá-lo a desenvolver uma consciência do processo de vida e dos mecanismos (obstáculos e ilusões) que se criam para gerar a doença e, também, poder ajudá-lo a entrar em sintonia com seus próprios recursos de cura, possibilitando o resgate da auto estima, da aceitação e do perdão.(http://www.nenossolar.com.br)
  • 3. Vemos o distanciamento que existe entre o profissional da medicina, na sua grande maioria, e o seu paciente, pela quantidade de atendimentos que o primeiro faz durante o seu dia, não havendo um comprometimento, um envolvimento de sua parte em relação ao seu paciente. É um sistema que encontra-se desorientado. A preocupação em aumentar os seus honorários superam, e muito a de, efetivamente, encaminhar o enfermo ao seu equilíbrio psicofísico. E por isso, os tratamentos administrados, apesar de em alguns casos serem eficientes, não passam de paliativos,pois que tratam a doença e não o doente. CULTO À DOENÇA: Não devemos fazer uma apologia da doença achando-a maravilhosa em nossas vidas e que para evoluirmos, para nos iluminarmos, temos que sofrer. Não é da vontade de Deus que soframos. Ela é o meio utilizado para a nossa correção a fim de aprendermos o caminho correto a seguir. Aprendido, dela não mais necessitaremos pois não mais semearemos as suas causas. – Toda moléstia do corpo tem ascendentes espirituais?R: - As chagas da alma se manifestam através do envoltório humano. O corpo doente reflete o panorama interior do espírito enfermo. A patogenia é um conjunto de inferioridades do aparelho psíquico. Podeis objetar que as injeções e os comprimidos suprimem a dor; todavia, o mal ressurgirá mais tarde nas células do corpo. Indagareis, aflitos, quanto às moléstias incuráveis pela ciência da Terra e eu vos direi que a reencarnação, em si mesma, nas circunstâncias do mundo envelhecido nos abusos, já representa uma estação de tratamento e de cura e que há enfermidades d'alma, tão persistentes, que podem reclamar várias estações sucessivas, com a mesma intensidade nos processos regeneradores. (O Consolador, Emmanuel / Chico Xavier) ENTROPIA: “A manutenção da saúde é um esforço constante e diário porque, assim como o nosso organismo traz a tendência ao equilíbrio, o traz também para o desequilíbrio. Isto porque a matéria biológica traz em si o fundamento da sua desagregação. Se ela for entregue a si mesma, como por exemplo na morte física, ela termina da decomposição.” (Gilson Freire) Nota: entropia: conceito que explica a busca do estado material pela simplicidade. A matéria tende a buscar transformar-se de elementos mais complexos para elementos mais simples PREDISPOSIÇÕES ÀS ENFERMIDADES: As predisposições físicas das pessoas às enfermidades nada mais são do que as tendências morais da alma, que podem modificar as qualidades do sangue, dando-lhe maior ou menor atividade, provocar secreções ácidas ou hormonais mais ou menos abundantes, ou mesmo perturbar as multiplicações celulares, comprometendo a saúde como um todo. (http://magnetizador.blogspot.com.br) ESPIRITISMO / CURA:O Espiritismo vem ajudar o indivíduo através da bioenergia (imposição de mãos ou qualquer dos seus métodos) a limpar seu campo energético, seu perispírito, para que eliminando as impurezas fluídicas ou energéticas do perispírito, ele possa se auto-descobrir mais facilmente, e rapidamente. O Espiritismo trazendo o conhecimento do amor, da caridade, a doutrinação moral (doutrinação aqui no sentido de trazer o amor e a moral de Cristo) ajuda a entender onde estão suas falhas e como modificar o próprio comportamento, ajudando assim, indiretamente, também os desencarnados que estão a ele ligados por afinidades morais presentes ou passadas a também reconhecerem-se e auto-descobrirem-se.(http://www.espirito.org.br/portal/artigos/geae/a-cura-integral.html) ( * )Nenhum esforço que se destine apenas ao corpo pode fazer mais do que reparar superficialmente um dano, e nisso não há nenhuma cura, visto que a causa ainda continua em atividade e pode, a qualquer momento, manifestar novamente sua presença, assumindo outro aspecto. (Dr. Edward Bach, Cura-te a Ti Mesmo) Na realidade, a cura em si não existe por ser um fator secundário dentro do processo. O que existe é equilíbrio e desequilíbrio. Toda vez que eu estou em estado de desequilíbrio, eu estou em doença. A cura, portanto, é retornar ao estado de equilíbrio. E é ainda na alma que reside a fonte primária de todos os recursos medicamentosos definitivos. A assistência farmacêutica do mundo não pode remover as causas transcendentes do caráter mórbido dos indivíduos. O remédio eficaz está na ação do próprio espírito enfermiço.
  • 4. A cura só se dará quando a carga tóxica for eliminada. É pelo peso dessas cargas plasmadas no seu perispírito que apontarão em que região espiritual estagiará o Espírito após a sua desencarnação. ALTERAÇÃO GENÉTICA: Se o geneticista, ao seu modo de ver, através da manipulação genética, tentar erradicar a origem da enfermidade ou da deformidade física, o que poderá ocorrer, caso a enfermidade ainda continue plasmada no perispírito do enfermo, é a escolha por outro gene pelo Espírito pois que o desequilíbrio ainda permanece. TERAPIAS ENERGÉTICAS:(homeopatia, acupuntura, florais, passes, agua fluída, ectoplasmia...) Agem particularmente sobre o perispírito, restabelecendo-lhe o equilíbrio das funções e restituindo-lhe a vitalidade. (Homeopatia e Espiritismo,Thales O.Oliveira/Lenice A S Alves/Gilson T Freire/Célio A K Oliveira) INTERCOMUNICAÇÃO ESPÍRITO-PERISPÍRITO-CORPO FÍSICO:Todas as impressões psico- emocionais procedem do Espírito (medo, amor). Se o corpo solicita alimento (fome) e o Espírito não o satisfaz, poderá ocorrer a hipoglicemia. Porém, se o alimentar além do que sua necessidade pede, também gerará um estado de desequilíbrio. A sensação de fome é do corpo. A gula é do Espírito. Necessário entender onde está o equilíbrio, analisando quais são as suas reais necessidades. Ele precisa de uma, duas ou mais porções de alimento? O que eu der a mais ou a menos resultará em desequilíbrio. Impressões do corpo = frio, calor (os 5 sentidos) = transmite ao perispírito = transmite ao Espírito Resposta do Espírito = pegue o agasalho. CORPO ESPÍRITO = necessidades////// ESPÍRITO CORPO = vontade (livre-arbítrio) OBSERVAÇÕES: O Espírito tem ascendência sobre toda matéria mais densificada que o reveste e tudo o que existe no universo,trabalha em favor de sua evolução. O Espírito foi criado para atingir a auto iluminação e tudo o que lhe causa desarmonia, seja de sua natureza interior, seja por fatores externos, deverão ser transmutados, modificados de modo que possibilitem a sua jornada evolutiva em direção a Inteligência Cósmica que o criou. E ele só o “sentirá” mais intensamente no seu mundo íntimo à medida que for ultrapassando as barreiras impostas pela sua imaturidade repercutida no primitivismo das coisas que o rodeiam devido ao nível evolutivo em que se encontre. (I.J.-J.C.) “O corpo físico é um elemento passivo, um campo de efeitos.” (Gilson Freire) Quando o sol quiser entrar pela janela do seu quarto, abra-a e deixe entrar também o ar para que, no seu interior, a umidade e o mofo não prevaleçam. Júlio César Evadro