CHAPA 2: CONSOLIDAÇÃO DE PROPOSTAS E MENSAGEM FINALPrezados membros dos corpos docente, técnico-administrativo e discente ...
- ATENDIMENTO ÀS AULAS DE GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO: Em 2005 foi sinalizada à SR1,pelo Departamento de Biologia Vegetal e ...
- AUTONOMIA NA GESTÃO E BUSCA DE RECURSOS: Considerando que muitos departamentosapresentam grande gasto com suas aulas por...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Chapa 2 - consolidação de propostas e mensagem final

234 visualizações

Publicada em

Chapa 2 - consolidação de propostas e mensagem final

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
234
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Chapa 2 - consolidação de propostas e mensagem final

  1. 1. CHAPA 2: CONSOLIDAÇÃO DE PROPOSTAS E MENSAGEM FINALPrezados membros dos corpos docente, técnico-administrativo e discente do IBRAG:Chegando ao final de nosso período de campanha, gostaríamos de deixar registrado o resultado de nossosencontros, consolidando o que apresentamos desde o primeiro debate realizado em 26/09/2011, por meio donosso Plano Diretor, sistematizado no debate de 03/10/11 (Anexo).SEGMENTO DISCENTE (GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO)- Realização de encontros com eixos temáticos de importância no cenário atual envolvendo atividadesinterdisciplinares;- Realização de reuniões periódicas para diagnóstico de problemas;- Incentivo ao desenvolvimento de projetos de extensão, decorrentes das atividades de ensino e pesquisa;- Implantação de um espaço de capacitação do aluno de graduação no formato de um Escritório Modelo,visando atender a demandas externas e a inserção em atividades de retorno mais imediato à sociedade;- Retomada do projeto de Orientação Acadêmica dos alunos de graduação;- Incentivo à realização de atividades de natureza científica, cultural e de lazer, com vistas à melhoria dosespaços de integração dos alunos de graduação e pós-graduação;- Incentivo à maior articulação entre os Programas de Pós-graduação incrementando a inserção dos nossosalunos de graduação;-Incentivo à realização de intercâmbios e colaborações internacionais.SEGMENTO TÉCNICO-ADMINISTRATIVO- Realização de reuniões periódicas visando à recuperação do bom relacionamento com os servidorestécnico-administrativos e diagnóstico de problemas;- Busca de alternativas para a melhoria das condições de trabalho envolvendo as instalações prediais, oambiente de trabalho e o reconhecimento de sua contribuição ao desenvolvimento de atividades de ensino,pesquisa e extensão;- Implantação de uma assessoria administrativa de secretaria para atendimento das demandas, gerenciamentodo patrimônio e dos relatórios de prestações de contas a agências de fomento;- Apoio na realização de encontros de natureza técnico-científica;- Ações junto à SRH com vistas à abertura de concursos e ampliação do quadro de técnicos;- Ações junto à SR3 com vistas à inserção do segmento técnico-administrativo no Escritório Modelo,auxiliando em atividades extensionistas remuneradas.SEGMENTO DOCENTE- Discussão sobre a criação de cursos de formação de recursos humanos nas áreas biomédica e biológica,ampliando a demanda docente e de técnicos qualificados – retomada das discussões sobre a implantação doPólo de Biotecnologia em Nova Friburgo;- Discussão da proposta de um rearranjo da estrutura departamental;- Acompanhamento e avaliação periódica das atividades curriculares novas e das já implantadas;- Busca de recursos financeiros junto às agências de fomento e novas parcerias, além de maiorindependência dos departamentos na gestão dos recursos financeiros disponibilizados pela UERJ;- Ações junto à COPAD para abertura de concursos públicos visando suprir as carências docentes noatendimento da carga didática de graduação, pós-graduação e nas atividades de pesquisa;- Retomada dos encontros do IBRAG para discussão de diretrizes acadêmicas e maior interação entre osdiferentes departamentos.AÇÕES DE INTERESSES COMUNS JÁ INICIADAS E QUE TERÃO APOIO DOS CANDIDATOSDA CHAPA 2 PARA SUA CONTINUIDADE
  2. 2. - ATENDIMENTO ÀS AULAS DE GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO: Em 2005 foi sinalizada à SR1,pelo Departamento de Biologia Vegetal e o Diretor do IBRAG na época, Prof. Jorge Carvalho, anecessidade de atendimento às demandas da graduação relacionadas às aulas com necessidade de uso deequipamentos ópticos. Com isto, foi possível a abertura de edital da FAPERJ voltado para a melhoria dainfraestrutura da graduação, com a realização de reformas de espaços no PHLC e aquisição de equipamentospela aprovação de dois projetos na FAPERJ intitulados “Criação de Sala de Microscopia para o Curso deCiências Biológicas, Obras de Instalação e Aquisição de Aparelhos Ópticos - Parte I e Parte II” (processosE-26/171.018/2005 e E-26/171.400/2005), com a finalidade de atendimento às aulas práticas emonografias. Além da aquisição de vários equipamentos, foi criado o Laboratório de Microscopia daGraduação na sala 223/PHLC. A climatização desse espaço contou com recursos SIDES da gestão de2007. Contudo, outras necessidades surgiram e ainda precisam ser atendidas para melhoraproveitamento deste espaço. As ações decorrentes dessas propostas levaram à estruturação do Projetomultidisciplinar coordenado pelo Prof. Jorge Carvalho, com apoio FAPERJ para melhoria e ampliação doLaboratório de Microscopia Eletrônica – LABMEL, e também o de Microscopia Confocal a Laser,Coordenado pela Profª Veronica Morandi, que têm atendido a vários departamentos do IBRAG em trabalhosde graduação e pós-graduação. Outros grupos do IBRAG também envidaram esforços para a melhoria ecriação de novos espaços de aulas práticas de graduação e de pós-graduação. A reforma da sala 226 teveinício em 2009 com recursos de docentes do DBV e o grupo integrou proposta visando à adequação deespaços para melhoria da estrutura do Programa de Pós-graduação em Biologia Vegetal - PGBV, sendoconstruídos dois laboratórios no 5º. Andar do PHLC: Produtos Naturais e Análises Moleculares(processo FAPERJ 110.575/2009), que contou com apoio da Diretoria de Administração Financeira - DAF.Vários docentes do IBRAG têm conseguido, graças aos seus currículos competitivos, recursos para amelhoria de seus laboratórios. Porém ainda há muito que se fazer e, nesse sentido, precisamos ter umacarteira de projetos com eixos temáticos e participação multidisciplinar visando à apresentação imediataquando do lançamento de editais de âmbito estadual ou nacional.- REVITALIZAÇÃO DO HORTO BOTÂNICO DA UERJ: As ações de uso e recuperação deste espaçotiveram início em 2005 com aprovação do Projeto “Conservação da Biodiversidade Vegetal em Bancosde Germoplasma” em Edital do Programa Proatec. O projeto, coordenado pelo DBV, recebeu apoio daDiretora do Centro Biomédico, Profa. Terezinha Nóbrega, responsável pela retomada de parte do prédioprincipal. A proposta apresenta entre os seus objetivos: Estabelecimento de uma coleção diversificada,compreensível e bem documentada de plantas vivas expostas em um cenário atrativo ao público;Recuperação das estruturas existentes e a construção de novas, com a retomada do espaço físico;Implantação de uma coleção de referência de plantas medicinais para o estado do Rio de Janeiro;Implementação e manutenção de coleções botânicas com espécies econômica e ecologicamente importantes;Fornecimento de subsídios a programas integrados de pesquisa, ensino e extensão no que tange aos aspectosconservacionistas; Implantação de uma linha de produção para as espécies de interesse nos diferentes setoresacadêmicos. Recentemente o Horto recebeu recursos da FINEP no âmbito do Edital CT-Infra Proinfra01/2009, sob Coordenação Geral da Subreitoria de Pós-graduação e Pesquisa/SR2. O espaço está projetadopara abrigar coleções biológicas do IBRAG e laboratórios multiuso, com projeto arquitetônico jáaprovado na Prefeitura dos Campi/DEMOP.- AMPLIAÇÃO DAS COLEÇÕES BIOLÓGICAS: Várias ações têm sido realizadas para a manutenção eexpansão das coleções biológicas mantidas no Campus Maracanã. Em relação aos Herbários (Herbário daUniversidade do Estado do Rio de Janeiro - HRJ e o Herbarium Bradeanum – HB), dois projetos foramaprovados na FAPERJ, sob coordenação de docentes do DBV e do PGBV, viabilizando a melhoria dainfraestrutura dos acervos (processos 111.990/2008 110.840/2008). As coleções zoológicas têm sidomantidas graças à competência e projeção de nossos docentes no cenário da pesquisa nacional einternacional. Contudo, ainda necessitam de local adequado para sua instalação. A importância dessascoleções tem sido reconhecida pela SR2, que em 2009 coordenou um projeto aprovado na FAPERJ para amelhoria dos espaços das coleções botânicas e zoológicas do IBRAG. Este esforço dos docentes da áreabiológica cria condições para a curadoria de outros acervos e projeção da UERJ na reivindicação de espaçospara expansão das nossas coleções. No momento encontra-se em discussão a transferência definitiva doHB para a UERJ, graças à atuação da atual Administração Central e dos docentes do DBV.
  3. 3. - AUTONOMIA NA GESTÃO E BUSCA DE RECURSOS: Considerando que muitos departamentosapresentam grande gasto com suas aulas por atenderem outras unidades além do IBRAG, é necessário oapoio às ações que busquem recursos complementares e de pronto atendimento descentralizado dentro daUniversidade. A cota SIDES do IBRAG, atualmente, é insuficiente no seu valor e forma de utilização paraos grupos que realizam muitas atividades práticas, inclusive de campo, no curso de Ciências Biológicas ouque atendem grande número de alunos, como no curso de medicina. Também é importante considerar queos departamentos não podem ficar com saldo negativo, aguardando novos depósitos, quando existe umfundo de reserva na Unidade.- BIOTÉRIO CENTRAL: É necessária a adequação do Biotério Central às modernas normas de criação eexperimentação animal, discutindo junto aos departamentos da área biomédica, que necessitam dessainfraestrutura, a melhor forma de sua utilização.- NEGOCIAÇÃO JUNTO À PREFEITURA DE REVISÃO E READEQUAÇÃO DE ESPAÇOS NOSDEPARTAMENTOS: Durante o nosso período de campanha recebemos inúmeras solicitações paraintermediação de interesses junto à Prefeitura dos Campi, com vistas à readequação e melhoraproveitamento de espaços. Um primeiro contato já foi realizado por meio de solicitação ao prefeito dosCampi, Prof. Ivair, no sentido de agendar visitas aos diferentes departamentos para revisão dos espaços,independentemente de novos espaços já projetados.Recebemos nesses últimos dias, inúmeras manifestações sobre a grande necessidade de tranquilidade notrato das questões da nossa Unidade, requisito imprescindível para intermediar conflitos e superar desafios,visando ao crescimento de um grupo que já fez tanto e que ainda tem tanto a contribuir.Agradecemos o enorme apoio recebido, manifestado pessoalmente ou por meio de mensagens eletrônicas.Por isso, pedimos o seu voto para a Chapa 2, pois queremos um IBRAG com desenvolvimento e parceriaconstrutiva e solidária.Jorge Carvalho e Norma AlbarelloChapa 2jorge-norma.blogspot.com

×