Uma oração que leve a pessoa a crer que
Deus vai sará-la.
Um cântico – Junto a ti quero está
Oração voltada para a presenç...
5. O propósito de Deus para a família é
que através dos nossos pais e irmãos
em amor venhamos a conhecer
nossas imperfeiçõ...
Abraão e Ló tiveram que se apartar.
Deus queria levar a Abraão a outro nível
espiritual. Ele precisava renovar sua
maneira...
insegurança: Será que sou amado,
aceito?”
Por que outras crianças tem pai e
mãe que buscam suas notas na
escola e eu não?
...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Tema 3 traumas na família

392 visualizações

Publicada em

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
392
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Tema 3 traumas na família

  1. 1. Uma oração que leve a pessoa a crer que Deus vai sará-la. Um cântico – Junto a ti quero está Oração voltada para a presença do Espírito Santo, para que venha trazer-lhe consolo. INTRODUÇÃO A família influi e impacta a cada um de nós, influenciando-nos para o bem e para o mal, no nosso caráter e o que vamos ser no futuro. Propósitos para a Família 1. Deus quer marcar-nos com hábitos bons na família 2. Que sejamos abençoados com amor, e proteção, suprimento, etc. 3. Que haja compreensão e aceitação 4. Mente aberta para pensar, falar e sermos pessoas seguras. Conflitos Familiares Gn. 4:1-7 - A família de Adão Caim e Abel - Eram diferentes. Abel era pastor de ovelhas, Caim, lavrador da terra. Caim ofereceu dos frutos da terra ao Senhor, Abel dos primogênitos das ovelhas. Mas, qual teria sido a motivação de Caim, será que ele soube que seu e irmão iria trazer uma oferta ao Senhor e por inveja o fez, ou por competição, será que ele ofereceu o melhor dos frutos que tinha, qual teria sido a motivação do coração de Caim. Não sabemos, mas alguma coisa havia em Caim, em suas intenções que não agradava a Deus. Mas Deus aceitou o sacrifício de Abel e o que havia de mal em Caim o motivou a cometer um assassinato. À medida que o pecado entra na família, entra também o conflito e, através da atitude de Caim, da intenção do seu coração, do não aceitar a palavra de Deus e decair o seu semblante, os conflitos começaram. A atitude de Caim foi para agradar a Deus ou imitar, competir com Abel? Gn. 9:1 – A família de Noé Deus quer abençoar-nos sempre. Neste texto Deus fala do propósito dEle para com o homem e sua família. Mas, quantos conflitos dentro da família de Noé, o próprio Noé, sacerdote da casa planta uma vinha e embriaga-se. Gn. 13:8 – Abraão e Ló Contendas e mal entendidos Gn. 13:18 - Tiveram que se apartar. Abraão havia levado Ló consigo. Abraão precisava renovar a maneira de pensar e não pensar como sua família pensava. Em nós foram fundados pensamentos. Nossos pais infundiram coisas erradas, foram secos, talvez duros nós temos mudar. O que Deus quer como família (ideal) 1. Deus definiu nossa família para demonstrar - atenção e suprimento das necessidades, suprimento dos sentimentos. 2. Premiar êxito (sucesso) por meio da família. A alegria da família pelas vitórias é importante. Quando enfrentamos problemas e queremos fugir é por que desde pequenos não fomos valorizados nas pequenas e grandes vitórias, daí nos fechamos, pois nunca nos sentimos valorizados, amados, etc. 3. Deus criou a família para que tivéssemos méritos. Há famílias que só recriminam e nunca há compreensão. A rebeldia muitas vezes é uma manifestação de algo que está lá dentro por falta de estímulo, a falta de entendimento gera amarguras. A mentira, a falta do pai em casa ou da mãe, traz insegurança. Há pais que mentem para seus filhos e os filhos descobrem isso. 4. Dar amor através dos pais. A ternura dos pais fala muito, quando os pais abandonam a família, a ausência deles gera um enorme vazio. Quando os pais são separados, a ausência da pessoa importante gera perguntas: Por que outras crianças tem pai e mãe que buscam suas notas na escola e eu não? TEMA 3 – Os Traumas na FamíliaOs Traumas na Família
  2. 2. 5. O propósito de Deus para a família é que através dos nossos pais e irmãos em amor venhamos a conhecer nossas imperfeições. Muitos pais exigem além dos seus filhos, além do que podem dar, daí surgem surras não merecidas. A falta de amor, afeto, compreensão, a maneira de tratar afeta profundamente. Ministração Maridos abraçando esposas e pessoas tomando o lugar dos familiares. Convite a ir a frente somente as pessoas que tiveram problemas com a falta de amor dos pais. TRAUMAS FAMILIARES (Outro exemplo) Através da Palavra de Deus observamos famílias que passaram por problemas e que necessitaram do auxílio divino para serem curadas. A família influi e impacta a cada um de nós, influenciando-nos para o bem ou para o mal, no nosso caráter, na nossa personalidade. Precisamos de amor, aceitação e compreensão. Se estes elementos não tiverem presentes teremos famílias traumáticas. DEUS ESTÁ INTERESSADO NA FAMÍLIA. Deus ama a família e quer remover todas as mazelas que tentam destruí-la. Malaquias 4:6 – Deus enviará o profeta Elias “Ele converterá o coração dos pais aos filhos e o coração dos filhos a seus pais, para que eu não venha e fira a terra com maldição.” Vamos ver alguns exemplos bíblicos de homens de Deus, mas que em determinado momento da vida foram instrumentos para ferir a vida de seus próprios filhos. Suas preferências e desajustes acabavam por ofender aos seus filhos. 1. A família de Adão. Gn. 4:1-7 Caim e Abel eram diferentes. Caim era lavrador e Abel era pastor de ovelhas. Caim trouxe oferta ao Senhor do fruto da terra. Abel trouxe dos primogênitos das suas ovelhas. E da sua gordura. Gn 4: 5-7 ao passo que de Caim e de sua oferta não se agradou. Irou-se, pois, sobremaneira, Caim, e descaiu-lhe o semblante. Então, lhe disse o SENHOR: Por que andas irado, e por que descaiu o teu semblante? Se procederes bem, não é certo que serás aceito? Se, todavia, procederes mal, eis que o pecado jaz à porta; o seu desejo será contra ti, mas a ti cumpre dominá-lo. • A terra tinha se tornado maldita por causa da queda. Gn 3: 17 • Caim se irou fortemente (contra Deus e Contra Abel) e se desfigurou-se. • Ira → abre a porta para o pecado → desejo é corrompido → vontade enfraquecida → gera a ação 2. A família de Noé. Abençoou Deus a Noé e a seus filhos, e disse-lhes: Frutificai e multiplicai- vos, e enchei a terra.(GN 9:1) O propósito de Deus em abençoar a família. Gn 9: 20-23 Sendo Noé lavrador, passou a plantar uma vinha. Bebendo do vinho, embriagou-se e se pôs nu dentro de sua tenda. Cão, pai de Canaã, vendo a nudez do pai, fê-lo saber, fora, a seus dois irmãos. 3. A família de Abraão. Abraão vai para o Egito e diz que Sara é sua irmã → Gera rejeição em Sara → Sara é rejeitada por Agar → Sara rejeita a Agar → Agar rejeita o filho → Ismael rejeitado → Uma nação inteira rejeitada. Abraão preferiu Isaque → Isaque preferiu Jacó – Jacó preferiu José – José preferiu Manassés.
  3. 3. Abraão e Ló tiveram que se apartar. Deus queria levar a Abraão a outro nível espiritual. Ele precisava renovar sua maneira de pensar e não pensar como sua família. E Ló estava ali para puxá-lo para baixo. 4. A família de Jacó. José era o filho da velhice de Jacó e filho da mulher que ele amava. José era preferido por seu pai, o que causava grande ciúme em seus irmãos. Jacó faz uma túnica para José – representava a autoridade e realeza que somente os primogênitos teriam direito de recebê-la. Como meio de vingança por ser amado mais que seus irmãos, estes o venderam a uma caravana que o levou para o Egito. Quando José foi vendido: 1. Trataram-no asperamente. (tirou-lhe a túnica e o lançou no poço) 2. Estava preso num poço por uma noite 3. Refeição - Sentaram-se para comer 4. José é vendido – barulho das moedas 5. Mentira – a túnica manchada de sangue de animal José como Governador do Egito: Ninguém conseguirá tirar o plano de Deus em nossas vidas. A posição de governador não apagou as suas feridas. O tempo e a posição não podem apagar uma ferida na alma. Elas precisam ser curadas. José levava a dor no coração e as feridas de rejeição que ainda carregava consigo. O primeiro filho Manassés foi chamado: “Deus me fez esquecer”. Esquecer de que? Do seu passado e dizia: “Eu me esqueço do que meus irmãos fizeram comigo.” E o segundo filho Efraim: “Deus me fez próspero na terra da minha aflição”, isto é, “Aqui é o lugar em que eu estou, mas não o lugar onde eu gostaria de estar; eu queria estar na terra do meu Deus e do meu pai.” José levou 20 anos antes de voltar para a casa de seus pais. E neste tempo não os procurou. Quando José se depara com seus irmãos , prepara-se para uma pequena vingança: 1. Tratou seus irmãos asperamente Gn 42: 7 2. Os colocou na prisão por 3 dias 3. O dinheiro é devolvido – Ele lembra do barulho das moedas que seus irmãos receberam na noite em que ele foi vendido. 4. Mentira – Devolve o dinheiro e diz que eles é que roubaram 5. Prepara-lhes uma refeição José só se deixou ser tratado quando fez- se conhecido de seus irmãos. Quando encarou a realidade e enfrentou-a. Deste momento em diante ele chorou intensamente. O choro que estava engasgado há 20 anos. Chorou a dor da sua alma que não chorava há 20 anos. Depois do choro e do perdão ele entrou num processo de cura e aquela ferida foi sarada e ele pode ser canal de Deus para preservar a vida à sua família e abençoá- la . Para sermos sarados precisamos espremer a ferida, expurgar todos esses sentimentos de dor, rejeição, ódio, amargura. José era um homem que Deus usava; Deus sabia falar com José, mas José não sabia falar com seus irmãos. ( os sonhos) Os propósitos de Deus para a família: 1. Deus definiu a família para demonstrar amor – aceitação – compreensão, suprindo assim as necessidades e sentimentos. 2. Premiar sucesso por meio da família. A alegria da família pelas vitórias é importante. Quando enfrentamos problemas e queremos fugir é porque desde pequenos não fomos valorizados nas pequenas e grandes vitórias, daí nos fechamos, pois nunca nos sentimos valorizados, amados, reconhecidos. 3. Deus criou a família para que tivéssemos méritos. Há famílias que só recriminam e nunca dão estímulos. E isto gera a rebeldia. Pais que mentem para seus filhos. A ausência dos pais gera a insegurança. 4. Dar amor através dos pais. A ternura dos pais fala muito. Quando há ausência disto leva a
  4. 4. insegurança: Será que sou amado, aceito?” Por que outras crianças tem pai e mãe que buscam suas notas na escola e eu não? Todo o tipo de comparação entre filhos é uma brecha para que sejam geradas dores ou situações constrangedoras. 5. Através da família venhamos a conhecer nossas imperfeições. Muitos pais exigem além do que os seus filhos podem dar, daí surgem as surras não merecidas e consequentemente as feridas são instaladas. Na família não deve haver máscara. Por que alguém é amado? Porque se deixa amar. Há filhos que se aproximam mais dos pais do que outros. Atraí-os com cordas humanas, com laços de amor; fui para eles como quem alivia o jugo de sobre as suas queixadas e me inclinei para dar-lhes de comer. (OS 11:4) Ministração:

×