O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Jb news informativo nr. 2218

52 visualizações

Publicada em

.

Publicada em: Arte e fotografia
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Jb news informativo nr. 2218

  1. 1. JB NEWS Filiado à ABIM sob nr. 007/JV Editoria: Ir Jeronimo Borges Loja Templários da Nova Era nr. 91(Florianópolis) - Obreiro Loja Alferes Tiradentes nr. 20 (Florianópolis) - Membro Honorário Loja Harmonia nr. 26 (B. Horizonte) - Membro Honorário Loja Fraternidade Brazileira de Estudos e Pesquisas (J. de Fora) -Correspondente Loja Francisco Xavier Ferreira de Pesquisas Maçônicas (P. Alegre) - Correspondente Academia Catarinense Maçônica de Letras Academia Maçônica de Letras do Brasil – Arcádia de B. Horizonte O JB News saúda os Irmãos leitores de Quixadá – CE (A mais populosa do sertão central do CE) Saudações, Prezado Irmão! Índice do JB News nr. 2.219 – Florianópolis (SC) – sexta-feira, 28 de outubro de 2016 Bloco 1-Almanaque Bloco 2-IrDaniel Paulo Santos – Antes e Depois da Maçonaria Bloco 3-IrAlciomar Antonio Marin - A Filosofia do Segundo Grau Bloco 4-IrJosé Anselmo Cícero de Sá – O Templo Maçônico Bloco 5-IrAntonio Rodiguero – Abóbada Celeste no Rito Escocês Antigo e Aceito Bloco 6-IrPedro Juk – Perguntas & Respostas – do IrAntonio Brito Dantas (Natal – RN) Bloco 7-Destaques JB – Breviário Maçônico p/o dia 28 de outubro e versos do IrFranklin dos Santos Moura
  2. 2. JB News – Informativo nr. 2.219– Florianópolis (SC) – sexta-feira, 28 de outubro de 2016 Pág. 2/27 28 de outubro 1866 - A Estátua da Liberdade em Nova York Campus da Universidade Harvard em Cambridge  30 - São Pedro se torna o primeiro Papa da Igreja Católica Apostólica Romana.  306  Magêncio, filho do anterior imperador romano, Maximiano, é proclamado imperador.  Flávio Severo é proclamado Augusto por Galério.  312 - Batalha da Ponte Mílvia: Constantino derrota Magêncio numa batalha onde se decidiria quem seria aclamado como primeiro Augusto pelo senado romano. Nesta edição: Pesquisas – Arquivos e artigos próprios e de colaboradores e da Internet – Blogs - http:pt.wikipedia.org - Imagens: próprias, de colaboradores e www.google.com.br Os artigos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião deste informativo, sendo plena a responsabilidade de seus autores. 1 – ALMANAQUE Hoje é o 302º dia do Calendário Gregoriano do ano de 2016– (Lua Quarto Minguante) Faltam 64 dias para terminar este ano bissexto Dia do Funcionário Público e dia do engenheiro aeronáutico Se o Irmão não deseja receber mais o informativo ou alterou o seu endereço eletrônico, POR FAVOR, comunique-nos pelo mesmo e-mail que recebeu a presente mensagem, para evitar atropelos em nossas remesssas diárias. Obrigado. Colabore conosco para evitar problemas na emissão de nossas mala direta diária. EVENTOS HISTÓRICOS (Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki) Aprofunde seu conhecimento clicando nas palavras sublinhadas
  3. 3. JB News – Informativo nr. 2.219– Florianópolis (SC) – sexta-feira, 28 de outubro de 2016 Pág. 3/27  1533 - Casamento de Henrique II de França com Catarina de Médici.  1636 - É fundada a Universidade Harvard.  1746 - Um sismo destrói quase que totalmente a cidade de Lima, no Peru.  1836 - O general Andrés de Santa Cruz proclama a Confederação Peru-Boliviana.  1856 - Inauguração da primeira linha-férrea em Portugal entre Lisboa e o Carregado.  1886 - O presidente norte-americano Grover Cleveland inaugura a Estátua da Liberdade, em Nova York.  1892 - Animação: Émile Reynaud exibe a projeção do primeiro desenho animado.  1911 - Fundação da sede internacional e Templo de Cura da Fraternidade Rosacruz em Mount Ecclesia, Oceanside, Califórnia, Estados Unidos.  1918 - É proclamada a independência da Tchecoslováquia.  1922 - A "Marcha contra Roma", liderada por Benito Mussolini, chega ao fim, marcando o início do regime fascista na Itália.  1924 - Irrompe no Rio Grande do Sul o movimento tenentista, composto por jovens oficiais das Forças Armadas do Brasil.  1925 - Frase proferida por Mussolini em seu discurso: Tutto nello Stato, niente al di fuori dello Stato, nulla contro lo Stato ("Tudo no Estado, nada fora do Estado, nada contra o Estado").  1937 - Considerada uma intelectual de esquerda, a escritora Rachel de Queiroz é presa no Ceará.  1940 - Durante a Guerra Greco-Italiana, tropas italianas invadem a Grécia.  1948 - É adotada a bandeira do Estado de Israel.  1951 - Juan Manuel Fangio vence seu primeiro título mundial de Fórmula 1, na Catalunha.  1958 - É eleito o Papa João XXIII, o 262º papa  1962  Franceses aprovam eleição presidencial direta.  Crise dos mísseis de Cuba: Nikita Khrushchov desiste de instalar mísseis balísticos naquele país.  1964 - Decretado estado de emergência no Sudão.  1966 - Carlos Lacerda publica manifesto da Frente Ampla no jornal Tribuna da Imprensa.  1968 - O programa Divino, Maravilhoso estreia na Rede Tupi.  1974  Países árabes reconhecem representatividade da Organização para a Libertação da Palestina (OLP).  Governo da Grécia exila ex-chefes militares.  1978 - Inaugurada pelo presidente Geisel a Rodovia dos Bandeirantes, a mais moderna e bem conservada estrada do Brasil.  1982  A Fundação Oswaldo Cruz, localizada no Rio de Janeiro, anuncia a produção da vacina contra o sarampo no Brasil.  Realizadas eleições na Espanha que trarão o PSOE de volta ao poder.  1995 - A inalação de um gás tóxico causa 289 mortes no metrô de Baku, capital do Azerbaijão.  1998 - O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais mostra que a seca na Amazônia é a maior em 118 anos.  2004 - Lançamento do iPod photo.  2007 - Cristina Kirchner torna-se a primeira mulher eleita para a presidência da Argentina.  2009 - Lançamento do documentário Michael Jackson's This Is It, que mostra os ensaios do que seria sua última turnê.  2011 - Terremoto de 6,9 na escala Richter atinge o Peru, e outro de 6,0 atinge o Chile.
  4. 4. JB News – Informativo nr. 2.219– Florianópolis (SC) – sexta-feira, 28 de outubro de 2016 Pág. 4/27 1807 Joseph Cerneau, aventureiro francês, visando lucro fácil, abre em Nova York um Consistório de Príncipes do REAL Segredo, que traria sérias confusões ao Rito Escocês nos Estados 1822 Apesar de autorização de D. Pedro, não houve sessão no GOB. 1886 Inaugurada a Estátua da Liberdade, criada pelo escultor Francês, Irmão Fréderic-Auguste Bartholdi e assentada em base doada pelos Maçons de New York. 1904 Eclode o famoso escândalo das fichas. Guyot de Velleneuve, deputado francês, denuncia que o ministério da guerra baseia as fichas informativas dos oficiais em relatórios políticos do Grande Oriente de França. 1980 Foi fundado o Supremo Conselho do Gabão. 1989 Fundação da ARLS Jack Matl Nr. 49, de São Bento do Sul (GLSC) 1995 Fundação da ARLS Luz do Atlântico Sul, de Balneário Camboriú, que trabalha no Rito Brasileiro (GOB/SC) Fatos maçônicos do dia Fonte: O Livro dos Dias (Ir João Guilherme) e acervo pessoal
  5. 5. JB News – Informativo nr. 2.219– Florianópolis (SC) – sexta-feira, 28 de outubro de 2016 Pág. 5/27 Ir.: Daniel Paulo Santos – M.:M.: ARLS Cidade da Serra 95 – GLMEES Or.: Serra-ES - (JB News 930) Antes de me tornar maçom, eu já admirava as virtudes e os virtuosos. Porém, me esforçava muito pouco ou quase nada para desenvolvê-las e praticá-las. Talvez porque no mundo profano, quase não se fala mais das virtudes. Existem interesses pessoais, locais e mesquinhos que isolam as virtudes em cada ser. Portanto, tenho a certeza que o gesto mais importante da minha vida, no sentido da busca pelo aperfeiçoamento pessoal, foi o meu ingresso na ordem maçônica. Depois que iniciamos não podemos mais renunciar as virtudes, pois é através do desenvolvimento das mesmas que condenamos os nossos piores vícios, ou seja, é melhor a alegria do que a tristeza, melhor a admiração do que o desprezo, melhor o exemplo do que a vergonha. Neste contexto, não se trata da maçonaria ficar nos dando lições de moral, mas de ajudar a cada um a se tornar seu próprio mestre, como lhe convém, e seu único juiz. Desta forma nos transformamos a cada dia: tornamos-nos mais fortes, ao mesmo tempo mais suaves e, não por acaso fonte de luz no meio em que vivemos. A maçonaria faz com que a virtude seja uma excelência, pois são nossos valores morais vividos em atos. Dentre várias virtudes que desenvolvemos na maçonaria, como a fidelidade, a prudência, a justiça, a compaixão, o amor entre outras, duas me chamam a atenção e acredito que são as que refletem a minha mudança principal de profano para maçom, sendo a humildade e a tolerância. Aprendi que a humildade é uma virtude humilde. Pois quem se gaba da sua, mostra simplesmente que ela lhe falta. Por isso não devemos nos gabar, nem nos orgulhar, de nenhuma virtude, e é isso que a humildade ensina. Ela torna as virtudes discretas, como que despercebidas de si mesmas; Não se trata de sermos ignorantes do que somos, mas ao contrário, conhecimento, ou reconhecimento, de tudo que não somos. Quanto à tolerância, enquanto profano, entendia que fosse somente ter a capacidade de uma pessoa ou grupo social de aceitar, noutra pessoa ou grupo social, uma atitude diferente das que são a norma no seu próprio grupo. Porém, agora, entendo que somado a este ponto de vista, ao contrário do amor ou da generosidade, que não tem limites, a tolerância é limitada, pois uma tolerância infinita seria o fim da tolerância. O problema da tolerância surge na questão de opinião e, surge com muita frequência, pois ignoramos o que sabemos e, o que sabemos depende de algo que ignoramos. Portanto, tolerar o que pode ser condenável é deixar de fazer o que se poderia impedir ou combater, e desta forma abandonar todas as outras virtudes. Ou seja, tudo que ameaça efetivamente a liberdade, a paz ou sobrevivência de uma sociedade, a maçonaria se coloca de pé e a ordem para impedir ou combater. Somente devemos tolerar quando assumimos que iremos superar nossos próprios interesses, nosso próprio sofrimento, nossa própria impaciência. Concluindo, a maçonaria nos estimula a estudar e, pesquisando bons livros, alcancei a oração de Mahatma Gandhi, que reflete o que nós maçons, constantemente buscamos: “Ajuda-me a dizer a verdade diante dos fortes e a não dizer mentiras para ganhar o aplauso dos fracos. Se me dás fortuna, não me tires a razão. Se me dás o sucesso, não me tires a humildade. Se me dás humildade, não me tires a dignidade. Ajuda-me a enxergar o outro lado da moeda, não me deixes acusar o outro por traição aos demais, apenas por não pensar igual a mim. Ensina-me a amar aos outros como a mim mesmo. Não deixes que me torne orgulhoso se triunfo, nem cair em desespero se fracasso. Mas recorda-me que o fracasso é a experiência que precede ao triunfo. Ensina-me que perdoar é um sinal de grandeza e que a vingança é um sinal de baixeza... Senhor, se eu me esquecer de ti, nunca te esqueças de mim”. 2 – O Antes e Depois da Maçonaria Daniel Paulo Santos
  6. 6. JB News – Informativo nr. 2.219– Florianópolis (SC) – sexta-feira, 28 de outubro de 2016 Pág. 6/27 Ir Alciomar Antonio Marin CIM Nº 289716 Loja Estrela de Herval nr. 3.334 Joaçaba – GOB/SC A FILOSOFIA DO SEGUNDO GRAU 1. INTRODUÇÃO O Companheiro, já tendo vencido o tempo de aprendizagem no Primeiro Grau, continuará sendo considerado como um Neófito na Ordem. Este segundo trabalho do grau de Companheiro Maçom, objetiva aprofundar uma reflexão da filosofia do Grau de Companheiro, sua importância na preparação de uma passagem à um grau superior através do estudo do saber, que nada mais é o significado da filosofia. 2. FILOSOFIA DO SEGUNDO GRAU O Companheiro Maçom simboliza mais um passo conquistado na direção do aperfeiçoamento interno, tendo em vista a preparação por que passou no estágio anterior, o de Aprendiz, quando aprendeu a cultivar a Fraternidade e a praticar a. Este é o curso simbólico consagrado à exaltação do Trabalho, em qualquer uma de suas naturezas: intelectual, técnica ou manual. Ao ser admitido neste segundo estágio, estará vendo recompensados seus esforços e seus estudos no caminho da Luz. 3 – A Filosofia do Segundo Grau Alciomar Antonio Marin
  7. 7. JB News – Informativo nr. 2.219– Florianópolis (SC) – sexta-feira, 28 de outubro de 2016 Pág. 7/27 A qualidade do Companheiro é o resultado da sua Iniciação efetiva na Arte Real, como Obreiro e como artista, o que lhe confere destaque na sociedade em que vive e trabalha, desenvolvendo suas características de companheirismo, tornando-o útil e participativo. Maior ou menor será o seu desenvolvimento, a sua participação, em função dos seus esforços e estudos de atividades úteis e construtivas. Por ser um grau intermediário dentro da Maçonaria Simbólica, assumimos relevante posição de estudo. Ser Companheiro Maçom, significa o laço de união entre o Aprendiz e o Mestre. Sem ser Aprendiz e sem ter alcançado a posição de Mestre, colocamo-nos como se fosse fiel de uma balança imaginária, equilibrando posições, aspirações e tendências. 3. CINCO PERGUNTAS QUANDO QUEREMOS SABER SE ESTAMOS PREPARADOS PARA EXERCER AS ATIVIDADES DE COMPANHEIRO O Companheiro Maçom deve descobrir através da Virtude que praticou, a sua Verdade. Para cada ser humano, existe uma Verdade, que é a concepção do momento, em torno de um assunto ou problema. O homem passa por três fases: a infância, a maturidade e a velhice. Qual a fase realmente importante na vida do Companheiro? É evidente que a Vida é a soma das três fases e todas têm a mesma importância; na infância, o homem está na fase experimental; na maturidade executa o que aprendeu e na velhice medita sobre o que realizou. Destarte, cinco perguntas devem preocupar o Companheiro, a saber: a) Que é o Pensamento? b) Que é a Consciência? c) Que é a Inteligência? d) Que é a Vontade? e e) Que é a Liberdade? a) Que é Pensamento – é a faculdade que temos para conhecer as coisas e seus relacionamentos. É o produto da atividade de nossa mente estimulada por uma ação exterior dos sentidos ou interior da vontade e desta atividade adquirimos consciência, em diversos graus, conforme se manifesta a luz interior do “eu” e interiormente percebemos essa luz. O pensamento é atributo divino colocado misteriosamente, dentro do homem, ocupando todos os sentidos, pois estes são por ele comandados. Um filósofo popular gaúcho, Lupicínio Rodrigues, em uma de suas composições musicais, apresente esta resposta: “O Pensamento parece uma coisa à toa, mas como é que a gente voa, quando começa a pensar?” b) Que é a Consciência – o estudo do pensamento leva normalmente à consciência, que é a causa direta ou indireta de todo pensamento, seja consciente, reflexo ou subconsciente. Uma vez disciplinados os nossos pensamentos, o caminho até a Consciência passa a ser possível. É a faculdade central e primordial de nosso Ser e que é o fundamento permanente de todas as nossas experiências. Nossa consciência é a luz interior que nos ilumina. Sem ela, seríamos “brutos” inconscientes, incapazes de pensar, saber, querer, dirigir, julgar, etc. c) Que é a Inteligência – é a faculdade que possui o homem de discernir e penetrar no âmago dos mistérios. A Inteligência é uma diretriz segura, que orienta a Vida, aproxima a Deus e torna o homem realizado. É a faculdade de ler e penetrar “dentro” da aparência das coisas, por meio da inteligência o ser humano chega ao conhecimento da verdadeira natureza das coisas do mundo que o cerca. A inteligência é a capacidade consciente que temos de pensar, para desempenharmos a nossa missão. d) Que é a Vontade – é a faculdade de querer, é a gêmea da inteligência: sendo a inteligência passiva e iluminativa do nosso Ser, que determina e guia nossos juízos; vamos encontrar a
  8. 8. JB News – Informativo nr. 2.219– Florianópolis (SC) – sexta-feira, 28 de outubro de 2016 Pág. 8/27 vontade como a faculdade ativa por excelência, que nos impulsiona à ação, traduzindo-se em esforço construtor ou destruidor, conforme a direção determinada pela inteligência. Estas duas faculdades estão constantemente relacionadas e se determinam e influenciam mutuamente. O progresso, o desenvolvimento, o controle dessas faculdades, estão intimamente ligados com o Grau de Companheiro. Vontade e Liberdade estão na dependência uma da outra; a Vontade deve ser dirigida e o Companheiro, justamente trabalha para dominar o que vicia a Vontade, que são as paixões e os vícios. e) Que é a Liberdade – A faculdade de exercer a vontade encontra barreiras nas Leis da Natureza, dos Homens e Divinas. A Liberdade, portanto, encontra limites e se manifesta na conformidade do crescimento espiritual do homem; atingindo este o conhecimento da Verdade, a sua vontade confundir-se-á com a Vontade do Ser Supremo e encontrará então, um caminho perfeitamente livre, realizando o desejo supremo de conhecer a Verdade. A Liberdade, por ser um direito Natural e Social, deve ser conscientizada, para que não se transforme em “libertinagem”, “despotismo” e “escravidão”. O Companheiro que reconhece interiormente a verdadeira natureza das suas faculdades, está apto e perfeitamente capacitado a trilhar, com seu trabalho, o caminho que o conduzirá ao Templo Ideal, que é o Templo da Sabedoria Universal. 4. CONSIDERAÇÕES FINAIS Meus estimados Irmãos a evolução maçônica depende de muito trabalho e dedicação, e nos anos que ainda teremos pela frente na busca da evolução. Por isso devemos realmente nos dedicarmos a aprender dia a dia, hora a hora, grau a grau. Nunca saberemos tudo, eis a Verdade, porém não devemos ficar inertes, pois o desejo de querer saber a cada dia algo novo, algo que nos dignifica como Ser Humano, como Maçom faz com que nos aprofundemos na ciência da Filosofia do Saber. Portanto, não se esgota num simples estudo, mas sim no ato contínuo da busca do conhecimento e ensinamentos constante, assim com a Luz do Criador, passamos a controlar e dirigir nossos atos, passando da Pedra Bruta a trabalhar cada vez mais na Pedra Polida. REFERÊNCIAS: RIZZARDO DA CAMINO – Todos os direitos reservados Reprodução Autorizada para Repar Minden Mercantil (Livraria Maçônica Paulo Fuchs) São Paulo, SP – Maio, 2001. COTA, Frederico – Livraria Macônica Paulo Fuchs – O Grau de Companheiro por um Companheiro, 2008 ADOUM, Jorge – Grau do companheiro e seus mistérios, 2º grau – 1ª ed. – São Paulo: pensamento, 2010. CASTELLANI José – Liturgia e Ritualística do Grau de Companheiro Maçom – 1ª ed. – Londrina: Ed. Maçônica “A Trolha, 19 JAKOBI, Heinz Roland – Graus simbólicos: compêndio maçônico, 1ª ed. – Londrina: Ed. Maçônica “A TROLHA”, 2007
  9. 9. JB News – Informativo nr. 2.219– Florianópolis (SC) – sexta-feira, 28 de outubro de 2016 Pág. 9/27 Irmão José Anselmo Cícero de Sá (33º. REAA- 48 anos de Maçonaria) VM da Loja Estrela da Distinção Maçônica, 953 (GOB/GOERJ) Academia de Artes, Ciências e Letras do Estado do Rio de Janeiro Cadeira nr. 29 - Patrono: Quintino Bocaiuva – O TEMPLO MAÇÔNICO O Templo Maçônico é um espaço esotérico, formado pela união livre de maçons, os quais são considerados simbolicamente uma Pedra edificante. É o lugar onde se reúnem as Lojas ou trabalham os irmãos em Loja, cujo propósito simbólico é receber a Luz que os iluminará no aperfeiçoamento de si próprios e da humanidade. No trabalho maçônico a adoção mística do Templo de Salomão é simbolicamente a imagem e representação do Universo e de todas as maravilhas e perfeições da criação. Ele não deve ser considerado nem na sua realidade histórica, nem na sua acepção religiosa mas apenas na sua significação de alcance magnífico: a do Templo ideal. À semelhança da generalidade de construção dos Templos, a sua forma é a de um quadrilongo (simbolismo do mundo ideal), cujo comprimento vai do Oriente (nascimento aparente do Sol; em alusão ao Tabernáculo do povo de Israel em demanda pelo deserto; no Templo de Salomão é o lugar onde se encontrava o Santuário; pelo Oriente ser reconhecido pelos ocidentais como o manancial da Sabedoria), ao Ocidente (num Templo constitui a entrada vindo do lado obscuro para a luz; estabelece desta forma, por se crer na existência de outra corrente de forças, perpendicular a existente entre o Equador e os pólos), a largura do Meio Dia (hora simbólica do início dos trabalhos maçônicos), ao Setentrião (lado alegórico correspondendo à coluna do Norte) e a altura do Zênite ao 4– O Templo Maçônico - José Anselmo Cícero de Sá
  10. 10. JB News – Informativo nr. 2.219– Florianópolis (SC) – sexta-feira, 28 de outubro de 2016 Pág. 10/27 Nadir (simbolicamente representam a energia ascendente e descendente que atravessa cada maçom). A orientação do Templo deve ser no sentido este – oeste, (ficam assim completas as dimensões simbólicas da Loja, e cujo significado representa a Maçonaria Universal). A entrada é estabelecida por duas colunas: - Booz e Jachim, que simbolicamente significam “Deus se estabelecerá em força”. Elas assinalam os limites do Mundo criado. Os limites entre o mundo profano e o iniciático. São a contradição dos extremos de um simbolismo que tende para um equilíbrio que jamais será conseguido. Elas representam permanentemente duas forças opostas, o Sol e a Lua, a imaginação que reveste as 10ças duma forma a vida e a morte, o mal e o bem, o calor e o frio, ou seja, o mundo dual. Resumidamente não se pode constituir uma coluna sem a outra. Existem ainda outras duas colunas simbólicas: - a Coluna do Sul e a Coluna do Norte. Na primeira sentam-se os Companheiros (para ali receberem a instrução a cargo do 1.º Vig). Sentam neste lugar por terem recebido parte da luz, portanto não se encontram totalmente na escuridão) e na segunda os Aprendizes (iniciados nos Sagrados Mistérios da Maçonaria, ainda se encontram na escuridão, esta coluna é simbolicamente a menos iluminada, por tal motivo, é nela que os Aprendizes se sentam e recebem a sua instrução, a cargo do 2.º Vig, com o objetivo de progressivamente irem recebendo a Luz). Os Mestres e os Visitantes podem sentar-se em ambas as colunas, pois já receberam a Luz. Podem sentar-se no Oriente os Mestres, sempre que o Venerável o solicite. Representando o Templo a imagem do Universo, as suas medidas não podem ser eqüitativamente definidas. A essência simbólica das Lojas é sustentada por três grandes pilares que são: 1º)- A Sabedoria personificada no Venerável. A ele cabe a responsabilidade de conduzir os propósitos espirituais da sua Loja; 2º)- A Força representada no 1.º Vigilante. Constitui simbolicamente o sustento de todas as nossas dificuldades; 3º)- A Beleza personificada no 2.º Vigilante. Confere a beleza interior que cada homem deve possuir.Estes devem situar-se em esquadro nos ângulos do quadrilongo, respectivamente. O Venerável no ângulo Oriente; o 1.º Vigilante no ângulo Ocidente / Setentrião e o 2.ª Vigilante no ângulo Ocidente / Meio Dia Deve considerar-se simbolicamente o Templo, como o local ideal onde cada maçom combate os seus vícios profanos. O Templo torna-se realização material da Loja em que cada sessão há uma consolidação espiritual dos Iir, à Glória do Grande Arquiteto do Universo. A Loja passa simbolicamente a representar um local de harmonia e simultaneamente um ponto de encontro entre o Céu e Terra. Nela se estabelece a harmonia entre a Razão Universal (como atributo divino), a Natureza (como dádiva divina), e o Homem Maçom (como interveniente). Todos os atributos divinos estão simbolicamente representados na Loja, sob a forma de ornamentos e utensílios.
  11. 11. JB News – Informativo nr. 2.219– Florianópolis (SC) – sexta-feira, 28 de outubro de 2016 Pág. 11/27 Além da forma, extensão e orientação própria, a Loja deve conter os Ornamentos, dos quais fazem parte o Piso Mosaico (em clara alusão às diferenças, mas unidas por um mesmo cinzento, representando assim a união livre de todos os Maçons do globo. Pode dizer-se ainda que ele representa no Templo, a continuidade da dualidade estabelecida pelas Colunas Jachim e Booz, deduzindo-se daí, que ele constitui uma advertência ao Maçom, entre o Bem e o Mal, que são características inerentes à existência terrestre), a Estrela Flamejante ou Pentagrama. Do Mobiliário fazem parte os Três Volumes da Ciência Sagrada (representando o ideal das condutas que cada Maçom deve possuir), o Esquadro (símbolo da Matéria) e o Compasso (símbolo do espírito). No 1.º Grau o Esquadro sobrepõe-se ao Compasso, é ainda o domínio da Matéria sobre o Espírito. Este domínio irá sendo sucessivamente contrariado até ao 3.º Grau, altura em que o Compasso se sobrepõe ao Esquadro e o Maçom se torna Mestre, atingindo o último grau da Maçonaria Azul (Lojas Simbólicas) ou de Iniciação. É o domínio do Espírito sobre a Matéria. Existem também, as Jóias Móveis (porque passam de irmão para irmão de acordo com a sucessão dos cargos em Loja), respectivamente o Esquadro, (símbolo da Retidão), o Nível (símbolo da Moralidade e o Prumo (símbolo da Justiça) e as Jóias Imóveis, que integram o equipamento necessário à execução dos trabalhos em Loja. Elas são imóveis por se acharem permanentemente expostas, solicitando à reflexão na divina natureza, traduzidas simbolicamente no Quadro de Traçar, no qual o Venerável projeta a Oficina que tem de transformar a Pedra Bruta (é a imagem alegórica do profano antes de ser instruído nos mistérios maçônicos; simboliza ainda a mentalidade rude do Aprendiz, cujas arestas ele aplana e que lhe cabe disciplinar, educar e subordinar à sua vontade), tornando-a numa Pedra Cúbica (que representa simbolicamente o Mestre Maçom). No Oriente por cima do Venerável, encontra-se o Delta Flamejante (simbolizando uma tripla força: Pólo positivo, Negativo e o efeito da sua união), o Sol (lado ativo) e a Lua (lado passivo), estes formam com o Venerável Mestre, as Três Luzes da Loja. Uma Loja fica Justa e Perfeita quando três a dirigem (Venerável Mestre, O 1.º e 2.º Vigilantes), cinco a iluminam (os anteriores mais o Orador e o Secretário) e sete a tornam justa e perfeita (podendo ser mais um Companheiro e um Aprendiz).
  12. 12. JB News – Informativo nr. 2.219– Florianópolis (SC) – sexta-feira, 28 de outubro de 2016 Pág. 12/27 A Abóbada Celeste no Rito Escocês Antigo e Aceito Publicado pelo IrLuiz Marcelo Viegas (https://opontodentrodocirculo.wordpress.com) Autor: Ir Antonio Rodiguero Loja Tiradentes nº 02 – GLMDF I – RITUAIS DO R.:E.:A.:A.: RITUAL DE 1804 “A Loja tem a forma de um quadrado longo, se dirigindo de oeste para leste, arredondada ao fundo, recoberta de uma abobada, onde estão espalhadas estrelas sem nome, “ RITUAL DE 1904 5 – A Abóbada Celeste no REAA (do site O Ponto Dentro do Círculo) – Antonio Rodiguero
  13. 13. JB News – Informativo nr. 2.219– Florianópolis (SC) – sexta-feira, 28 de outubro de 2016 Pág. 13/27 “o tecto figura uma abobada azulada, com estrelas formando um grande numero de constelações. “ RITUAL DE 1927 (Mario Behring) “O tecto do Templo representa o céo. Do lado do Oriente, um pouco …………..No centro do tecto, três estrelas da constelação de Orion. Entre estas e o nordeste, ficam as Pleiades, Hyadas e Aldebaran; a meio caminho, entre Orion e o nordeste, Regulus, do Leao; ao Norte, a Ursa Maior; a Noroeste, Areturus (em vermelho); a Leste, a Spica, da Virgem,; a Oeste, Antares; ao Sul, Fomalhaut. No Oriente, Jupiter,; no Ocidente, Venus; Mercurio, junto ao Sol e Saturno, com seus satélites, próximo a Orion. As estrelas principais são: 3 de Orion; 5 Hyadas e 7 das Plêiades e Ursa Maior. As estrelas chamadas reaes são: Aldebaran, Arcturus, Regulus, Antares e Formalhaut. “ II – INTRODUÇÃO A Abóbada Celeste com seus astros e estrelas tem a função mística destinada a produzir energia e contemplação. Assim, o teto do templo maçônico é confeccionado em forma de abóboda ou céu com a cor azul celeste predominante na qual figuram os astros e as estrelas que mais ferem a imaginação do homem. Sabemos que, normalmente, o céu é escuro, sendo o tom de azul o efeito da luz do sol, por isso com o movimento de rotação da terra temos o dia e a noite. Convém salientar que não são quaisquer astros ou qualquer disposição, mas sim determinados astros e numa posição previamente estudada e preparada. A palavra céu vem do latim “caelum” ligado também ao ar, espaço livre, atmosfera. Na verdade o céu é a parte física que vemos, e o firmamento do latim “firmamentum”, onde pela nossa crença de cada um, imaginamos ser a morada dos deuses e anjos. III – A ABÓBADA CELESTE NOS TEMPLOS MAÇÔNICOS Cada astro e estrela, uniformemente dispostos na abobada celeste, representam funções e possuem valores místicos próprios, sendo que, no templo destinado á pratica do R.:E.:A.:A.: existem com 35 (trinta e cinco) astros, cuidadosamente escolhidos, colocados em posição geométrica apropriada, os quais regem os cargos em Loja. 1. SOL – A luz do céu da Loja, representando o Ven:. M:. Colocado no oriente e no eixo da Loja. 2 – LUA – Selene rege o Primeiro Vigilante. 3 –STELLA PITAGORIS – A estrela Virtual ou Estrela Flamejante, colocada sobre o altar do Segundo Vigilante. (O Homem, Deus, Cristo, Buda ou mesmo Hércules, o iluminado que transcende a condição humana. 4 – SATURNO com seus satélites – É o sexto planeta e o segundo em tamanho, possui três anéis na altura do Equador e mais quinze satélites, dos quais só nove eram conhecidos na época em que os rituais foram escritos. Na Loja, Saturno é representado com seus três anéis e seus nove satélites, exatamente sobre o centro geométrico do ocidente. Saturno rege a cadeia de união. Os seus três anéis representam os Aprendizes, os Companheiros e os Mestres Maçons. Os nove satélites representam os nove cargos: Venerável Mestre, Primeiro Vigilante, Segundo Vigilante, Secretario, Orador, Tesoureiro, Chanceler, Mestre de Cerimonias e Guarda do Templo. 5 – MERCÚRIO -Símbolo da astúcia, protetor dos viajantes e dos comerciantes. Identificado como Hermes dos gregos, era filho de Maia e de Zeus (Júpiter) de quem recebeu o encargo de mensageiro
  14. 14. JB News – Informativo nr. 2.219– Florianópolis (SC) – sexta-feira, 28 de outubro de 2016 Pág. 14/27 dos deuses. Carregava um bastão com duas serpentes enroladas (Caduceu) símbolo da paz, (Harmonia e Forças Opostas). É o menor e mais rápido dos planetas, e também o primeiro e o mais próximo do Sol e por isso representa o Primeiro Diácono. 6 – JÚPITER – Era Zeus para os gregos. O maior planeta do sistema solar era o guardião do Direito, o defensor do Estado, protetor das fronteiras e do matrimônio. Júpiter é o astro regente do ex- venerável e por isso fica no Oriente. 7 – VÊNUS – É o segundo planeta e o mais próximo da Terra. Surge sempre próximo à Lua (Primeiro Vigilante) e é o astro regente do Segundo Diácono. Conhecido ainda hoje como “Estrela Vésper”, a primeira a aparecer no céu, Vênus era o “Mensageiro do Dia”, anunciava a hora de começar e de encerrar o período de trabalho. 8 – ARCTURUS – Estrela Alfa da constelação de Bootes. Por sua posição junto à Ursa Maior é conhecida como a “guardiã do Urso” e correspondente ao cargo de Orador, guardião do Oriente. Sua posição é em cima da grade do Oriente. 9 – ALDEBARAN – Estrela Alfa da constelação de Touro, as quais pertencem as Plêiades e as Hyades. Na abóbada maçônica rege o cargo do Tesoureiro. 10 – FOMALHAUT – Alfa Piscis Austrinis – em latim significa peixe do sul, é aqui uma correlação com a coluna zodiacal dos peixes. Fomalhaut é uma palavra árabe que significa “a boca do peixe do sul”, o que se aplica ao cargo de Chanceler. 11 – REGULUS – Alfa Leonis é a estrela mais brilhante na constelação de Leão. Na Astrologia, Regulus sempre manteve posição de comando. Ela dirige todos os trabalhos do paraíso. Foi Nicolau Copérnico quem a batizou com o nome Regulus, que significa “Regente”. Correspondente ao cargo de Mestre de Cerimônia. 12 – SPICA – Alfa Virginis, em latim, “a Espiga”, é a estrela gerente do cargo de Secretário. Por outro lado, os primitivos instrumentos de escrita usados pelos gregos e romanos não eram penas, mas canetas feitas de caules ocos de vegetais chamadas de “Spícula“. 13 – ANTARES – Alfa Scorpii, a estrela vermelha gigante. Durante muitos séculos, a maior estrela conhecida. Às vezes confundida com Marte, razão do grego chama-la de “O Rival de Marte”. Tanto Antares como Marte, são vermelhas e, ocasionalmente, aparecem próximas. Por essa razão, Antares é conhecida como o astro regente do Guarda do Templo. Existem, ainda, representadas na Abobada Celeste do Templo Maçônico, quatro grupos de estrelas pertencentes a quatro constelações, sendo elas: 1. ORION – Constelação equatorial é formada por quatro estrelas brilhantes com uma linha de três estrelas que formam o “Cinto de Orion” e são popularmente conhecidas como “as Três Marias” ou “os Três Reis Magos”. No Teto do Templo só são representadas as três estrelas, porque representam a idade do Aprendiz, que ainda não tem o domínio do espírito sobre a matéria. Na tradição árabe mais antiga, Orion era chamada de “A Ovelha de Cinto Branco” e o avental de Aprendiz era feito, na sua origem de pele de carneiro. As três estrelas de Orion são regentes dos Aprendizes. 2. HYADES ou HÍADAS. É o notável grupo de cinco estrelas formando a ponta de uma flecha na constelação de Touro. As Híadas são as regentes dos Companheiros. 3. PLÊIADES – É um outro grupo de estrelas da mesma constelação de Touro. São também conhecidas como “As Sete Irmãs”. Elas regem os Maçons, a paz, plêiade de homens justos.
  15. 15. JB News – Informativo nr. 2.219– Florianópolis (SC) – sexta-feira, 28 de outubro de 2016 Pág. 15/27 4. URSA MAIOR -. É considerada a constelação mais antiga. No teto da Loja são Representadas as sete estrelas mais importantes que formam a “Charrua”. A última estrela da cauda da Ursa Maior é ALKAID, também conhecida como BENETNASCH; ambos os nomes fazem parte da frase árabe “QUAID AL BANAT AD NASCH”, que significa “A Chefe dos Filhos do Ataúde Mario“. Este nome provém da concepção árabe mais antiga, que representava a Ursa Maior como um caixão e três carpideiras. Esta interpretação interessa à Maçonaria, pois a representação egípcia coincidia com a arábica, de um sarcófago (de Osíris) e sua viúva (Ísis) e o filho da viúva (Hórus) em procissão fúnebre. Ao todo contamos 35 (trinta e cinco) astros existentes na ABÓBADA CELESTE DO TEMPLO MAÇÔNICO, ressaltando a ausência do planeta Marte, o qual para os gregos era o deus da guerra e, como tal, não poderia figurar entre aqueles que buscam a paz e a harmonia universal, por isso foi para o átrio, o reino profano dos tumultos e das lutas. Por essa interpretação, Marte tem a incumbência de “cobrir o Templo”, sendo o astro do Cobridor Externo, enquanto, do lado de dentro do Templo foi colocado Antares, do Cobridor Interno, para garantir a fronteira entre o mundo iniciático e o profano. IV – CONCLUSÃO Poderíamos concluir afirmando que, esse céu representado em nossos Templos é o do Hemisfério Norte. Sim, é verdade, no Hemisfério Sul o nosso maravilho céu é diferente, entretanto, a origem de nosso Rito nos leva ás belezas vislumbradas e estudadas pelos nossos valorosos irmãos que nos antecederam e a eles devemos nosso respeito e gratidão. Assim, a Abóbada Celeste existente nos Templos Maçônicos preparado para a prática do R.:E.:A.:A.:, estejam eles no Norte ou no Sul, se caracteriza numa gigantesca e inesgotável fonte de pesquisas e estudos, razão de nos levar as mais brilhantes viagens mentais, ou mesmo, de forma simples, vibrarmos unidos em contemplação do belo firmamento a nos elevar espiritualmente. Autor: Antonio Rodiguero Mestre Maçom Loja Tiradentes nº 02 – GLMDF Bibliografia: 1. Ritual de Aprendiz Maçom, do R.:E.:A.:A.:, de 1804, 1904 e 1927; 2. Astronomia na Maçonaria, do Blog Luz do Universo 1953; 3. A Origem da Maçonaria – David Stevenson – Editora Madras 4. O Firmamento, o zodíaco e a abobada celeste, brilhantemente exposto no blog do Mestre Maçom da GLMDF, Irmão Jose Roberto Cardoso.
  16. 16. JB News – Informativo nr. 2.219– Florianópolis (SC) – sexta-feira, 28 de outubro de 2016 Pág. 16/27 O Irmão Pedro Juk, Produz este Bloco às Segundas, quartas e sextas-feiras Loja Estrela de Morretes, 3159 – Morretes – PR Esquadro e o compasso Em 08/04/2016 o Respeitável Irmão Antonio Brito Dantas, Loja Padre Miguelinho, REAA, GOIERN – COMAB, Oriente de Natal, Estado do Rio Grande do Norte, solicita esclarecimentos para o que segue: brito@britoecarvalho.adv.br Meu caro irmão, bom-dia. Ontem à noite estava numa Loja em Sessão de Mestre e foi apresentada instrução do grau com leitura de um texto retirado de um livro de instruções no qual o articulista se referia ao Esquadro e o Compasso sobre o Livro da Lei em posições inversas ao que tenho visto nestes 31 anos ininterruptos de Maçonaria no REAA: o Esquadro com o vértice de 90° voltado para o Oriente e as hastes para o Ocidente, e o Compasso sobre ele, porém com as hastes voltadas para o Resp. Mestre, ou seja, para o Oriente. É uma novidade para mim, e acredito que para muita gente que frequenta lojas do REAA. Poderia o irmão esclarecer essa dúvida? Considerações: Antes das considerações propriamente ditas, seguem os seguintes apontamentos esclarecedores: para os dois segmentos em 90º que formam a esquadria (Esquadro) dá-se o nome de “ramos”. Quanto aos segmentos ligados pelas extremidades e pontiagudos no outro que constituem o Compasso, dá-se o nome de “hastes”. Assim são os ramos do Esquadro, e as hastes do Compasso. Não esqueça: envie sua pergunta identificada pelo nome completo, Loja, Oriente, Rito e Potência. 6 – Perguntas & Respostas Pedro Juk
  17. 17. JB News – Informativo nr. 2.219– Florianópolis (SC) – sexta-feira, 28 de outubro de 2016 Pág. 17/27 Em se tratando do Rito Escocês Antigo e Aceito a disposição descrita na questão acima é totalmente equivocada. Assim, no REAA o Esquadro fica com os ramos voltados para o Oriente e o Compasso com as hastes (pontas) voltadas para o Ocidente, isto é, o primeiro com os ramos dirigidos para a parte superior das páginas abertas do Livro da Lei e o segundo com as hastes apontadas para o rodapé das páginas, cujo Livro fica sobre o Altar dos Juramentos e em posição de leitura para aquele que se posiciona de costas para o Ocidente. Por outro lado, a posição desses instrumentos também pode ser inversa de acordo com a prática do Rito, ou Trabalho maçônico. É o caso, por exemplo, do Trabalho de Emulação (York – vertente inglesa). Nesse costume o Livro da Lei Sagrada fica sobre o pedestal (no Brasil a mesa) ocupado pelo Venerável e voltado em posição de leitura para o Venerável. Assim, diferente do REAA, o Compasso tem as suas hastes (pontas) direcionadas para o Oriente e o Esquadro tem os ramos voltados para o Ocidente. A diferença é que no ritual de Emulação o Esquadro e o Compasso não ficam dispostos ao centro, ou sobre as duas páginas, do Livro aberto, porém na página da direita (vista pelo Venerável), já que em havendo necessidade de se colocar a Loja em descanso (procedimento previsto nesse ritual), o Livro da Lei é fechado sem que se desfaça a disposição das outras duas Luzes Maiores (do Esquadro e do Compasso). Nesse sentido, a regra da disposição desses dois objetos emblemáticos estará de acordo com a posição de leitura do Livro da Lei, mesmo que o costume não preveja nenhuma leitura como é o caso do Trabalho de Emulação. Conforme a regra o Compasso estará sempre com as suas hastes voltadas para a base do Livro e o Esquadro com os seus ramos apontados para a parte superior. Enfim, a disposição desses dois instrumentos estará sempre de acordo com a posição de leitura do Livro da Lei, seja ela do ponto de vista de quem lê do Oriente, ou do Ocidente. Concluindo, é indispensável considerar na questão qual o rito que porventura o livro de instrução nela mencionado fazia referência. Embora o objetivo universal da Maçonaria seja um só, os ritos e rituais que a compõem possuem características distintas, podendo existir entre eles diferenças nas suas práticas litúrgicas. T.F.A. PEDRO JUK – jukirm@hotmail.com - Jun/2016 Exegese Simbólica para o Aprendiz Maçom I Tomo - Rito Escocês Antigo e Aceito e Trabalhos de Emulação Autor – Ir. Pedro Juk - Editora – A trolha, Londrina 2.012 – Segunda Edição. www.atrolha.com.br - Objetivo – Introdução a interpretação simbólica maçônica. Conteúdo – Resumo histórico das origens da Maçonaria – Operativa, Especulativa e Moderna. Apreciação – Sistema Latino e Inglês – Rito Escocês Antigo e Aceito e Trabalho de Emulação. Tema Central – Origens históricas do Painel da Loja de Aprendiz e da Tábua de Delinear. Enfoque – Exegese do conteúdo dos Painéis (Ritualística e Liturgia, História, Ética e Filosofia). Extenso roteiro bibliográfico. https://www.trolha.com.br/loja/
  18. 18. JB News – Informativo nr. 2.219– Florianópolis (SC) – sexta-feira, 28 de outubro de 2016 Pág. 18/27 (as letras em vermelho significam que a Loja completou ou está completando aniversário) GLSC - http://www.mrglsc.org.br GOSC https://www.gosc.org.br Data Nome da Loja Oriente 03.10.1981 Ação e Fraternidade Gasparense nr. 26 Gaspar 17.10.1969 São João Batista nr. 14 Orleans 19.10.2000 Gênesis nr. 47 Florianópolis 20.10.1977 Duque de Caxias nr. 21 Florianópolis 22.10.1970 Sentinela do Oeste nr. 17 Chapecó 25.10.1978 Harmonia e Fraternidade nr. 22 Joinville 25.10.1996 Cavaleiros da Luz nr. 64 Florianópolis 28.10.1989 Jack Malt nr. 49 Rio Negrinho 28.10.2008 Delta do Universo nr. 98 Florianópolis Data Nome da Loja Oriente 05/10/1991 Zezinho Cascaes Braço do Norte 12/10/1994 Fraternidade Serrana São Joaquim 13/10/2004 Portal da Serra Bom Retiro 15/10/1985 Lealdade, Ação e Vigilância Florianópolis 16/10/1951 Estrela do Planalto Curitibanos 18/10/1997 Acácia das Gaivotas Bal. Gaivota 20/10/2008 Construtores da Paz Chapecó 21/10/1972 General Bento Gonçalves Araranguá 22/10/1997 Sol do Oriente Camboriú 26/10/1975 Acácia das Neves São Joaquim 30/10/2002 Frank Shermann Land Florianópolis 7 – Destaques (Resenha Final) Lojas Aniversariantes de Santa Catarina Mês de setembro
  19. 19. JB News – Informativo nr. 2.219– Florianópolis (SC) – sexta-feira, 28 de outubro de 2016 Pág. 19/27 GOB/SC – http://www.gob-sc.org.br/gobsc Data Loja Oriente 03.10.03 Delta de Ingleses - 3535 Florianópolis 06.10.81 Prof. Clementino Brito - 2115 Florianópolis 13.10.07 Luz de São Joaquim - 3884 São Joaquim 15.10.93 Cidade Azul - 2779 Tubarão 15.10.05 Estácio de Sá -3763 Florianópolis 17.10.08 Luz de Órion - 3951 Itapema 23.10.00 Luz e Harmonia - 3347 Brusque 26.10.96 Arquitetos do Vale - 2996 Blumenau 26.10.08 Amigos da Liberdade - 3967 Palhoça 27.10.97 Atalaia -3116 Itajaí 28.10.95 Luz do Atlântico Sul - 2894 Baln. Camboriú
  20. 20. JB News – Informativo nr. 2.219– Florianópolis (SC) – sexta-feira, 28 de outubro de 2016 Pág. 20/27 Loja Esperança Brasileira
  21. 21. JB News – Informativo nr. 2.219– Florianópolis (SC) – sexta-feira, 28 de outubro de 2016 Pág. 21/27 (do Irmão Luiz Antonio Cunha Barreto – Recxife PE) - Em um belo evento ocorrido ao dia 23 de junho de 2016, repleto de Irmãos, com o mais puro sentimento fraterno, foi Fundada e Filiada mais uma Loja ao Grande Oriente Independente de Pernambuco, a “Esperança Brasileira” que recebeu o nº 81. A Solenidade foi presidida pelo Soberano GM Irmão Antonio do Carmo Ferreira. Já na noite do dia 19 de julho, em uma esplendorosa sessão, foi Instalado o Irmão Luiz Antonio Cunha Barreto para dirigir a Loja “Esperança Brasileira”. A Loja de pesquisas trabalhará desvendando o Rito Brasileiro. “Constitui um dos altos objetivos do Rito o incentivo e a prática do civismo em cada Pátria”. O time de Guerreiros/Obreiros que compõem o quadro desta nova Loja é da mais alta estirpe. Todos altamente motivados com o belo e cívico Rito Brasileiro. Após a cerimônia, todos brindaram ao crescimento do GOIPE.
  22. 22. JB News – Informativo nr. 2.219– Florianópolis (SC) – sexta-feira, 28 de outubro de 2016 Pág. 22/27 A LOJA SABEDORIA LUZ E UNIÃO REFORÇA SUAS COLUNAS COM A FILIAÇÃO DE DOIS PODEROSOS IRMÃOS (do Ir Edward Santos - Del. Lit. Adonhiramita -0 Feira de Santana) -A A.: R.: L.: S.: do Complexo Maçônico de Feira de Santana Bahia, reforçou suas colunas com a filiação de dois PPod.: IIr.:, na sessão realizada no dia 17 de outubro da era vulgar. Os Iir.: foram recebidos com grande alegria por todos os presentes, numa belíssima sessão que contou com a presença de 32 irmãos. O Ven.: M.: Ir.: Roberto Aquino, falou da sua alegria em poder contar com um significativo reforço para sua loja, ressaltando as qualidades dos IIr.; que agora ajudam a sustentam as colunas do templo sagrado da Sabedoria Luz e União. Os irmãos hora filiados são da A.: R.: L.: S.: Deus liberdade e Justiça, que também pertence ao Complexo Maçônico. Os Poderosos IIr.: Luiz Carlos Tosta De Santana, Secretario de Finanças do GOEB e Edmilson Pereira dos santos Secretario de Educação e Cultura do GOEB, manifestaram grande alegria em serem recebidos, ao tempo em que se colocaram inteiramente à disposição dos irmãos para darem continuidade ao trabalho desta oficina, fazendo uma Maçonaria forte e vibrante.
  23. 23. JB News – Informativo nr. 2.219– Florianópolis (SC) – sexta-feira, 28 de outubro de 2016 Pág. 23/27 Lojas Maçônicas de Vitória da Conquista Lançam Campanha Natal Sem Fome (do Irmão Glauber Santos Soares - Vitória da Conquista) Na última segunda-feira dia 24 de Outubro as Lojas Maçônicas de Vitória da Conquista - BA realizaram uma sessão conjunta para realizar o lançamento da Campanha Natal Sem Fome. Os trabalhos foram realizados no templo da Loja Maçônica Cavaleiros do Oriente e foi presidido pelo Venerável Mestre Ailton Andrade, com a participação de várias autoridades maçônicas. A tradicional ação social já faz parte do calendário maçônico há mais de 15 anos e já arrecadou milhares de toneladas de alimentos com a finalidade de ajudar a comunidade carente da cidade.
  24. 24. JB News – Informativo nr. 2.219– Florianópolis (SC) – sexta-feira, 28 de outubro de 2016 Pág. 24/27 CONVITE O Venerável Mestre Roberto Aquino da A.’.R.’.L.’.S.’. Sabedoria, Luz e União, Rito Adonhiramita, têm a honrosa satisfação de convidar toda a família maçônica, para mais uma elevação, no próximo dia 31/outubro/2016 as 19:30 horas em nosso templo; Rua N acional, 229-Parque Ipê- Feira de Santana-BA. Feira de Santana, 25 de outubro de 2016. V.’.M.’. Roberto Aquino Sec.’. Edward Santos Ir Marcelo Angelo de Macedo, 33∴ MI da Loja Razão e Lealdade nº 21 Or de Cuiabá/MT, GOEMT-COMAB-CMI Tel: (65) 3052-6721 divulga diariamente no JB News o Breviário Maçônico, Obra de autoria do saudoso IrRIZZARDO DA CAMINO, cuja referência bibliográfica é: Camino, Rizzardo da, 1918-2007 - Breviário Maçônico / Rizzardo da Camino, - 6. Ed. – São Paulo. Madras, 2014 - ISBN 978-85.370.0292-6) Para o dia 28 de outubro: A Pureza Pureza adjetiva aquele que é puro. Todo maçom que participa de uma sessão dentro do templo purifica-se quando é aberto o Livro Sagrado e surge a Egrégora. As vibrações, os fluidos, o som das palavras sagradas, a bateria, a exclamação e a liturgia, no seu todo, são atos de pureza e de purificação. Nas religiões, a purificação era exercida por meio da queima de incenso; no Judaísmo, era por meio dos sacrifícios; no Catolicismo, era por meio das indulgências; hoje, diante da confissão e dos sacramentos; os evangélicos, por meio da comunhão e assim por diante. Na purificação, o “pescador” é a mente humana; é preciso “limpar” essa mente que está em tudo. Logo, para o maçom, afora o que ele possa participar na sua religião, pois é livre nesse sentido, a purificação decorre de seus pensamentos; a Maçonaria quer seus filiados “puros” no sentido de tolerantes e amorosos. Esse amor fraterno, que é a vivência em comunidade, aceitando o irmão como ele é, tolerando as suas imperfeições, o desbastamento das arestas na pedra bruta de cada um, o bom propósito de se corrigir quando em falta, isso é a “operação pureza”, que a Maçonaria espera de cada maçom. O bom propósito alivia as pressões, recarregadas as baterias e torna o maçom irritadiço em alguém tranquilo, pronto a abraçar a todos, derramando carinhos. Breviário Maçônico / Rizzardo da Camino, - 6. Ed. – São Paulo. Madras, 2014, p. 320.
  25. 25. JB News – Informativo nr. 2.219– Florianópolis (SC) – sexta-feira, 28 de outubro de 2016 Pág. 25/27 Sede do Grande Oriente do Paraná (foto JB News)
  26. 26. JB News – Informativo nr. 2.219– Florianópolis (SC) – sexta-feira, 28 de outubro de 2016 Pág. 26/27 1 – Inacreditável: o arroz é muito mais que um alimento! 2 – Grécia: https://www.youtube.com/watch?v=-8xf5CDG39Q 3 – Santiago – Chile: https://www.youtube.com/watch?v=ddeyASooi-Y 4 – Acapulco: https://www.youtube.com/watch?v=3QyLjwMcHB0 5 – Galícia: Santiago de Compostela: https://www.youtube.com/watch?v=_4mRnoZuiZU 6 – A Pompa do “Emulation”: A Pompa do Emulation.mp4 7 – Filme do Dia: “A Casa do Farol”- dublado A bela Ava é uma cantora pop muito famosa. Um dia ela sofre um acidente e um fã a encontra. Ao invés de salvá-la, sua obsessão por ela o leva a mantê-la presa em um farol isolado. Até onde chegará esta loucura? https://www.youtube.com/watch?v=QRhle5WtWT8
  27. 27. JB News – Informativo nr. 2.219– Florianópolis (SC) – sexta-feira, 28 de outubro de 2016 Pág. 27/27 Ir Franklin dos Santos Moura ARBLS Prof. Hermínio Blackman 1761 Oriente de Vila Velha – ES GOB-ES Membro Fundador da ACADGOB-ES Cadeira 22, Patrono Wagner Araújo Humildade Homem, por que tanto te elevas? Único habitante do universo e premiado racional...será? Mostre que sua mão pode ser estendida a quem precisar. Insista em vencer o orgulho que te acorrenta Largue a soberba que te envaidece. Doe seu calor a quem tem frio e não pode te agradecer Aceite sua pequenez! Devolva a sabedoria com simplicidade. Encontre a razão em não ter sempre a razão.

×