O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Jb news informativo nr. 2162

39 visualizações

Publicada em

.

Publicada em: Arte e fotografia
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Jb news informativo nr. 2162

  1. 1. JB NEWS Filiado à ABIM sob nr. 007/JV Editoria: Ir Jeronimo Borges Academia Catarinense Maçônica de Letras Academia Maçônica de Letras do Brasil – Arcádia de B. Horizonte Loja Templários da Nova Era nr. 91(Florianópolis) - Obreiro Loja Alferes Tiradentes nr. 20 (Florianópolis) - Membro Honorário Loja Harmonia nr. 26 (B. Horizonte) - Membro Honorário Loja Fraternidade Brazileira de Estudos e Pesquisas (J. de Fora) -Correspondente Loja Francisco Xavier Ferreira de Pesquisas Maçônicas (P. Alegre) - Correspondente Cristo Redentor. Homenagem do JB News aos leitores do Rio de Janeiro - RJ Saudações, Prezado Irmão! Índice do JB News nr. 2.162 – Florianópolis (SC) – sexta-feira, 2 de setembro de 2016 Bloco 1-Almanaque Bloco 2-IrVidigal de Andrade Faria – Os Lúcidos Bloco 3-IrE. Figueiredo – O Fim do Jornal Impresso Bloco 4-IrRicardo Caselli Moni – Filosofia – Razão e Emoção Bloco 5-IrMárcio dos Santos Gomes – Onde Estão os Mestres? Bloco 6-IrPedro Juk – Perguntas & Respostas – do Ir Nilson Garcia (Goiânia – GO) Bloco 7-Destaques JB – Breviário Maçônico p/o dia 2 de setembro. Versos do Irmão e Poeta Adilson Zotovici
  2. 2. JB News – Informativo nr. 2.162 – Florianópolis (SC) – sexta-feira, 2 de setembro de 2016 Pág. 2/27 Autor: Ir Rubens Barros de Azevedo (Natal RN) APRESENTAÇÃO DA 2ª EDIÇÃO DO LIVRO - VIVER MELHOR: É POSSÍVEL? Nesta edição: Pesquisas – Arquivos e artigos próprios e de colaboradores e da Internet – Blogs - http:pt.wikipedia.org - Imagens: próprias, de colaboradores e www.google.com.br Os artigos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião deste informativo, sendo plena a responsabilidade de seus autores. 1 – ALMANAQUE Hoje é o 246º dia do Calendário Gregoriano do ano de 2016– (Lua Nova) Faltam 120 para terminar este ano bissexto Semana da Pátria. Dia do Florista Se o Irmão não deseja receber mais o informativo ou alterou o seu endereço eletrônico, POR FAVOR, comunique-nos pelo mesmo e-mail que recebeu a presente mensagem, para evitar atropelos em nossas remesssas diárias. Obrigado. Colabore conosco para evitar problemas na emissão de nossas mala direta diária. LIVROS
  3. 3. JB News – Informativo nr. 2.162 – Florianópolis (SC) – sexta-feira, 2 de setembro de 2016 Pág. 3/27  9 d.C. — Batalha da Floresta de Teutoburgo: uma aliança de tribos germânicas, chefiada por Armínio, dizima três legiões romanas (data exata desconhecida).  1000 — Batalha de Swold no Mar Báltico entre Noruega e os demais países escandinavos.  1379 — O Tratado de Neuberg divide as terras da Casa de Áustria entre o Duque Alberto III e Leopoldo III.  1513 — Jaime IV da Escócia é derrotado e morre na Batalha de Flodden Field.  1543 — Mary Stuart, aos nove meses de idade, é oficialmente coroada Rainha da Escócia na cidade de Stirling.  1668 — Estréia da peça teatral L'avare ("O avarento", em português) de autoria de Molière.  1769 — Carta de lei portuguesa que sanciona o direito de renovação pela chamada equitativa batolina.  1776 — Estados Unidos: o Congresso Continental autoriza o nome United States of America.  1791 — Fundação de Washington, D.C., a capital dos Estados Unidos.  1807 — As forças inglesas do general Whitelocke abandonam Montevidéu.  1850  Criação do território estadunidense de Utah.  Califórnia torna-se o 31º estado norte-americano.  1884 — É inventado o cachorro quente.  1888 — A armada do Chile toma posse da Ilha de Páscoa.  1892 — Edward Barnard descobre a lua de Júpiter Amalteia.  1922 — Reconquista de Esmirna aos gregos pelas forças nacionalistas turcas, um acontecimento que marca o fim da Guerra Greco-Turca de 1919-1922.  1932 — Guerra do Chaco, entre Paraguai e Bolívia.  1939 — Segunda Guerra Mundial: A Alemanha de Adolf Hitler invade a Polônia (v. Alemanha Nazi).  1943 — Segunda Guerra Mundial: Os Estados Unidos iniciam a ocupação de Salerno  1944 — Bulgária: os comunistas, com o apoio do exército soviético, dão um golpe de Estado e implantam uma ditadura.  1947 — Argentina: a lei 13.010 reconhece o sufrágio universal: direito de votar e ser eleito para homens e mulheres.  1948 — Independência da Coreia do Norte.  1971 — Começa a Rebelião de Attica que durou quatro dias e acabou com 39 mortos.  1973 — Criação do Movimento das Forças Armadas em Portugal (v. Revolução dos Cravos).  1975 — NASA lança sonda Viking 2 (v. Programa espacial dos Estados Unidos).  1991 — O Tadjiquistão declara sua independência da URSS.  1996 — Croácia e Iugoslávia estabelecem relações diplomáticas completas depois de cinco anos de guerra.  2001 — Ahmad Shah Massoud, líder da Aliança do Norte, é assassinado no Afeganistão.  2015 — Isabel II tornou-se a monarca Britânica com o reinado mais longo da história. EVENTOS HISTÓRICOS Aprofunde seu conhecimento clicando nas palavras sublinhadas
  4. 4. JB News – Informativo nr. 2.162 – Florianópolis (SC) – sexta-feira, 2 de setembro de 2016 Pág. 4/27 1666 Começa o grande incêndio de Londres, que destruiu dois terços da cidade. A necessidade de reconstruir em pedra trouxe grande afluxo de Maçons e grande prestígio ao ofício de pedreiro. 1666 Começa o grande incêndio de Londres, que destruiu dois terços da cidade. A necessidade de reconstruir em pedra trouxe grande afluxo de Maçons e grande prestígio ao ofício de pedreiro. 1810 Thomas Lownds funda o primeiro Conselho dos Graus Crípticos, em New York. 1828 Nasce Leon Tolstoi, escritor russo, que descreve uma iniciação Maçônica em seu livro “Guerra e Paz”. 1846 Nasce Fernando Figueiredo Socarras, patriota cubano, Grão-Mestre da Grande Loja de Cuba Em 1907 1850 Fundação da cidade de Blumenau, pelo Ir. Hermann Blumenau. 1853 Nasce Wilhelm Ostwald, cientista alemão, Prêmio Nobel de Química de 1909, que foi Grão-Mestre da Grande Loja Zur Aufgenhenden, de Bayreuth. 1874 O Príncipe de Gales é eleito Grão-Mestre da United Grand Lodge of England, cargo que ocuparia até ser coroado Rei com o nome de Eduardo VII. Fatos maçônicos do dia Fonte: O Livro dos Dias (Ir João Guilherme) e acervo pessoal
  5. 5. JB News – Informativo nr. 2.162 – Florianópolis (SC) – sexta-feira, 2 de setembro de 2016 Pág. 5/27 O Ir Vidigal de Andrade Vieira é Psicólogo em Carangola – MG e Membro Correspondente da Loja Brazileira de Estudos e Pesquisas De Juiz de Fora – MG vvidigal@ig.com.br Os Lúcidos Adaptado de Martha Medeiros – Revista Jornal O Globo; Transcrito por Vidigal de Andrade Vieira* “Quando alguém diz que você é muito lúcido, seu ego fica massageado, não fica? Lucidez num mundo insano como este, é ouro em pó. Outro dia me disseram que eu era muito lúcida e foi como se tivessem me dito que eu era uma jóia rara. Enfiei o elogio no bolso e voltei para casa me sentindo a tal. Depois do jantar, abri um livro de poemas de um querido amigo, Celso Gutfriend, que além de poeta é psiquiatra, mas não atentei para o perigo da combinação. No meio da leitura, encontrei lá um verso que dizia: ‘Nada neste mundo é mais falso do que um lúcido’. Meu castelo de cartas ruiu. Lúcidos, nós? Certo está meu amigo Celso: não há a mínima chance. Podemos, quanto muito, disfarçar, tentar, arriscar uma lucidez rapidinha para ajudar um filho a decidir um caminho, ou para escolher o nosso, mas com que garantias? Somos todos franco-atiradores diante dos medos, dos riscos, dos erros. Acordo de manhã desejando fazer a mala, colocá-la no meu carro e pegar uma estrada que me leve para longe de mim, mas ao meio dia estou sentadinha na sala de jantar comendo arroz, feijão, bife e batatas fritas com um sorriso no rosto e cronometrando as horas para não me atrasar para a mamografia: uma mulher lúcida, extremamente. Têm noites em que o sono não vem, me reviro na cama deixando que me invadam os piores prognósticos: não sobreviverei ao dia de amanhã, não terei como pagar as contas, quem me cuidará quando eu for velha, o que faço com aquela camiseta tenebrosa que comprei, não posso esquecer de telefonar, de dizer, de avisar, e o escuro do quarto pesa sobre minha insensatez, até que o dia amanheça e me traga de volta a lucidez. Enquanto trabalho com ar de moça séria e ajuizada, minha cabeça parece uma metralhadora giratória, os pensamentos sendo disparados a esmo: digo ou não digo; fico ou não fico; tento ou não tento – quem de mim é a sã e quem é a louca, por que ontem eu não estava a fim e hoje estou tão apaixonada, como estarei raciocinando daqui a duas horas, em linha reta ou por vias tortas? Alguém bate na porta interrompendo meus devaneios, é o zelador entregando a correspondência, eu agradeço e sorrio, gentil, demonstrando minha perfeita sanidade. Que controle tenho eu sobre o que ainda não me aconteceu? E sobre o já acontecido, que segurança posso ter de que minha memória seja justa, de que minhas lembranças não tenham sido corrompidas? Quero e não quero a mesma coisa tantas vezes ao dia, alterno o sim e o não intimamente, tenho dúvidas impublicáveis, e ainda assim me visto com sobriedade, respondo meus e-mails e não cometo infrações de trânsito, sou confiável, sou uma doida. E essa constatação da demência que os dias nos impingem não seria lucidez das mais requintadas? É de pirar.”  Psicólogo e Filósofo; Professor Titular da FAFILE / UEMG; Mestre em Psicologia Social pela UFES / ES; Doutor em Ciência e Saúde Pública pela ENSP / FIOCRUZ / RJ. 2 – Os Lúcidos Vidigal de Andrade Vieira
  6. 6. JB News – Informativo nr. 2.162 – Florianópolis (SC) – sexta-feira, 2 de setembro de 2016 Pág. 6/27 Ir E. Figueiredo* Loja Verdadeiros Irmãos, nr. 669 São Paulo - SP O Fim do Jornal Impresso ! Há algum tempo li uma notícia, transcrita de uma publicação americana, que o último jornal impresso circulará pela última vez, no ano de 2043. A notícia completava que o diagnóstico, mais ou menos consensual, era que, com a chegada da Internet o antigo modelo de negócios baseados em receitas publicitárias, seria danificado. Não entendi o que isso queria dizer. Num outro artigo, que tratava também sobre o fim dos jornais, revistas e livros impressos, atribuía ao fato da modernidade que força as mudanças dos hábitos, principalmente da leitura impressa, direcionando para a Internet, face a facilidade de busca, a qualquer momento, naquilo que se tem interesse. Mesmo 2043 estando muito longe, acho prematuro o anúncio de que o jornalismo impresso esteja vivendo seus derradeiros dias. O primeiro jornal, no sentido de noticiário impresso com circulação pública e periódica, surgiu em 1605, em Estrasburgo, que era uma cidade germânica. Outros noticiários existiram antes como manuscritos chineses, do século XVIII ou as “Acta Diurna”, a partir do ano 59 a.C, em que o imperador romano Júlio César tornara público atos governamentais, por meio de placas. Em meados do século XV, a técnica de impressão com tipos móveis, criada por Johannes Gutenberg, estimulou a circulação de panfletos noticiosos por toda a Europa. Todavia, antes do jornal de Estrasburgo, em 1556, o governo da República de Veneza, publicou o mensal Notizie Scritte, folhas avulsas podiam ser compradas por uma gazetta (o nome da moeda inspirou publicações em todo mundo com essa designação). Esses avisos eram boletins escritos à mão e utilizados para distribuir notícias políticas, militares e econômicas para as cidades italianas que compartilhava algumas características de um jornal, apesar de não serem, propriamente, considerados jornais verdadeiros. 3 – O Fim do Jornal Impresso E. Figueiredo
  7. 7. JB News – Informativo nr. 2.162 – Florianópolis (SC) – sexta-feira, 2 de setembro de 2016 Pág. 7/27 Até 2007, quando se tornou on-line, o jornal mais antigo do mundo em circulação era o sueco POST-OCH INRIKES TIDNINGAR, que publica registros e notificações desde 1645. O jornal impresso, ou jornalismo moderno, surgiu no século XVI e tornou-se conhecido como o quarto poder. A invenção da prensa móvel ficou conhecida como a grande revolução da escrita impressa. A revolução na época foi tamanha que alguns historiadores afirmam que, a prensa de papel de Gutenberg, tirou o planeta de vez da Idade Média, levando o mundo para a Era da Renascença, com o despertar definitivo da ciência e do jornalismo profissional. No Brasil o jornal impresso chegou muito tempo depois, por volta de 1808, em virtude de motivos políticos e econômicos. Oficialmente, a imprensa brasileira nasceu no dia 13 de Maio de 1808, na cidade do Rio de Janeiro, com a criação da Impressão Régia (hoje Imprensa Nacional) pelo Príncipe Regente Dom João. O primeiro jornal publicado no Brasil foi a Gazeta do Rio de Janeiro, que começou a circular em 10 de Setembro de 1808, impressa em máquinas trazidas da Inglaterra. Todavia, no mesmo ano, pouco antes, o jornalista Maçom e diplomata brasileiro Hipólito José da Costa (1774-1823) lançara, de Londres, o primeiro jornal brasileiro com o nome de Correio Braziliense, com data de Primeiro de Junho de 1808, mas só chega ao Rio de Janeiro em Outubro, onde teve grande repercussão nas camadas mais esclarecidas, mas foi proibido e apreendido pelo governo. Os jornais impressos e o jornalismo chegaram ao século XX no auge do seu prestígio e popularidade. A indústria dos jornais na época era tão grande que as pesquisas afirmavam que 1 em cada 2 norte-americanos adultos lia jornais uma vez por dia. O período entre 1890 e 1920 tornou-se conhecido como Era de Ouro dos Jornais. A partir de 1920 a atividade do jornalismo tradicional começa a decair com a chegada do rádio. O rádio tornou-se um poderoso concorrente que passou a roubar anunciantes e os próprios jornalistas profissionais do jornalismo tradicional. Por sua vez, os jornais tentam reagir e providenciam várias medidas para se tornarem mais modernos e populares. Adotam, pela primeira vez, a publicação em larga escala de fotos grandes e coloridas, pois até então eram todas em preto e branco. Passam a usar uma linguagem mais popular e também criam novas sessões com espaços aos esportes e humor. Esse tipo de modernização permitiu que o jornalismo tradicional chegasse até os dias de hoje. Entretanto, o século XX ainda reservava outra surpresa: A Televisão ! A partir de 1950, a televisão passou a dominar a hegemonia dos jornais, dos rádios e do jornalismo clássico, e tornou-se o principal meio de comunicação em todo mundo, posição que se mantém até hoje. Com o surgimento e popularização dos computadores e Internet, o jornalismo clássico se reinventa e surge o Webjornalismo.
  8. 8. JB News – Informativo nr. 2.162 – Florianópolis (SC) – sexta-feira, 2 de setembro de 2016 Pág. 8/27 Apesar da diminuição da importância dos jornais impressos, face às novas tecnologias, essas publicações e a atividade de jornalismo tradicional, ainda ocupam grande espaço no mundo, sendo considerado principal meio de comunicação, atrás apenas da televisão. Meu pai não era de ler livros, porém sempre tinha jornais em casa. Ele lia tudo nos jornais, até os “reclames”. Quando eu estava com 10 para 11 anos ele passou a pedir, às vezes, que lesse alguma coisa no jornal para ele. À princípio eu pensava que era castigo, mas depois vim a compreender que era, primeiro, para aprender a ler jornal, hábito que todo homem deve ter; segundo, que eu fosse bem em leitura na escola. Com o tempo, passei a ler quase que o jornal todo enquanto ele não interrompia seus afazeres. Fiquei viciado em ler jornais e nunca mais parei de lê-los. Há de se considerar que, com o passar do tempo, existe cada vez mais u’a maior ligação entre as tecnologias que surgem e o ser humano, como forma de se ligar ao mundo. A comunicação torna- se cada vez mais eficaz à medida que evoluímos: passamos do telefone e telégrafo à rádio, da televisão à informática e hoje aos denominados multimídias, que são hoje um dos mais eficazes recursos para garantir a percepção e o acúmulo de conhecimento. Contudo, muitos opinam, que os jornais impressos ainda têm vida longa e prevê-se que sobreviverão porque promoverão mudanças radicais em seu conteúdo. Não se pode confundir jornais com jornalismo. Este, sim, jamais desaparecerá, pois é uma atividade profissional de comunicação num todo, que abrange várias formas de interatividade. Não sei como outras pessoas, habituadas a ler jornais impressos, encaram a premonição do seu fim. Será que aquelas, que são da era antiga, e não se acostumaram com as novas tecnologias, vão se adaptar à essas modernidades ? Evidente que, com o avanço tecnológico, as coisas mudam e nunca será o mesmo como no passado. Os processos de mudança na comunicação passam pela contemporânea convergência cujas plataformas agregam, inovavam e, consequentemente, ganham novos formatos, novas forças, novos modelos e apresentações. Aliás, isso é uma constante no jornalismo. O problema é como entender e encarar a metamorfose que abrange uma coisa que se gosta. Apesar de, às vezes, eu ler notícias pela Internet, para mim não é a mesma coisa, e, até acho meio estranho. Já me transportei, na imaginação, para esse futuro, para me ver no desjejum, pela manhã, sem meu jornal impresso ao lado. INCONCEBÍVEL ! Na verdade o jornal impresso tem grande poder de influência na sociedade, e, ela confia e se sente, realmente, segura. Não obstante, a evolução natural dos meios de comunicação e a procura em tempo real das notícias leva, cada vez mais, as pessoas procurarem dispositivos tecnológicos, que disponibilizam versões atualizadas o quê os impressos só publicam algum tempo depois. Diversas publicações impressas já migraram para a Internet. Se já possuíam veículo nessa plataforma, passaram a dar exclusividade em virtude de vários interesses. Os motivos variam desde o custo do papel à explosão da própria Internet, passando com a proliferação de aparelhos como smartphones, tablets e outros. Com essa nova dinâmica, no meio de comunicação, surgiram debates sobre como as publicações impressas vão sobreviver. Como divulgar informações se na Internet elas chegam em tempo real ? Quem viver, verá !
  9. 9. JB News – Informativo nr. 2.162 – Florianópolis (SC) – sexta-feira, 2 de setembro de 2016 Pág. 9/27 Ir Ricardo Caselli Moni ------------------------------- TRGA - Técnico Responsável pela Gestão Ambiental das Bases da Bacia de Campos com CNPJ de Imbetiba e Imboassica Petrobras/ Serviços Compartilhado Gerencia de Segurança, Meio Ambiente e Saude da Regional Bacia de Campos Gerente de Meio Ambiente Tel: 22-2753-0445 moni@petrobras.com.br FILOSOFIA - RAZÃO E EMOÇÃO INFORME MASONIC LECTURE THREE UNICORN - I undrtake that I may perform PRAESTO UT PRAESTEM - in Memmoriam Bro.William Preston “ O mediador entre as mãos e a cabeça é o coração “ – Introdução Filme Metrópolis – Fritz Lang - 1927 William Shakespeare Metropolis - Homem Máquina E A Máquina - Moloch- De Robotizar Os Homens Disse uma vez um certo filósofo : cogito ergo sum.Ele se chamava René Descarte ( 1596 -1650 ) . Chegou a esta conclusão, pois somente uma certeza nele havia: a da existência, e que a comprovação se dava através do ato de pensar. Foi o precursor da filosofia dita Racionalista. Veja , a frase atribuída a Hamlet ( 1600 ) numa obra de Shakespeare ( 1564 - 1616 ) : " to be or not to be : that is the question ". Ou seja, ou se é , ou não se é. Pois passamos pelo mundo. Antes de nós, o nada. E depois de nós, também o nada. Por isso o titulo do livro existencialista de Jean Paul Sartre : O Ser e o Nada. A existência precede a essência ? Uma colocação que poderia ser feita por John Locke. E que o 4 – Filosofia – Razão e Emoção Ricardo Caselli Moni
  10. 10. JB News – Informativo nr. 2.162 – Florianópolis (SC) – sexta-feira, 2 de setembro de 2016 Pág. 10/27 existencialismo é um humanismo. Mas um humanismo pensado em termos seculares . Humanismo Prático ( ver hoje os ensaios do filósofo Andre Comte-Sponville ) diverso do humanismo tomado do período renascentista . J.P. Sartre - " O ser e o Nada " & Andre Comte - Sponville ( Humanismo Prático ) E a emoção ? O que pertence ao campo da razão não se confunde com o da emoção? Até que ponto afirmamos o que é racional é de fato racional, e não emocional ? Vide os 6 milhões de Judeus nas Câmaras de Gás. Existia uma justificativa nazista , ver o "Mein Kampf " de Hitler. A de que o Judeu era o culpado pelo capitalismo e a miséria em geral . A exploração do mundo pelos Judeus, donos de bancos e do capital. Muitos ainda possuem estas convicções anti-semitas . Também a briga de árabes e judeus . EnXergamos tudo com a nossa consciência ? Vide que se afirma que possuímos somente 3 % de consciência de nossos atos. Segundo o que nos leva a esta convicção cega de que sabemos ou temos consciência do mundo? Fala-se em filosofia numa natureza cega, que não existe uma razão superior nela. Ela é o que é. Nem boa e nem má. Somente existe por ela mesmo. Nós é que atribuímos estas qualidades. Mas , e de nós ? Fontoches do " mundo espetáculo" – Que grau de Consciência possuímos ?
  11. 11. JB News – Informativo nr. 2.162 – Florianópolis (SC) – sexta-feira, 2 de setembro de 2016 Pág. 11/27 Somos marionetes neste cenário de vida ? Somos como " lenhos " carregados pelas ondas do mar , como dizem os Gnósticos ? No fluxo e no refluxo das razões e sentimentos ? Ou vamos para frente , e não desistiremos , em nos tornarmos mais " conscientes " de nosso papel neste mundo - palco ? Estamos mesmo , então , num palco como marionetes , sendo guiados por algo ou por alguém ? Seremos guiados por nossos desejos ? Pois eles nos manipulam . Eles são a causa de nosso sofrimento . Desejamos ... mas e depois ? Desejamos mais .. O Budismo nos explica . Aprender a " pouco desejar" já é um começo ... As emoções : orgulho , raiva , inveja, medo .. , o que nos leva a isso ? Segundo os movimento Gnóstico deveremos aplicar a lição da clave de S.O.L = Situação, Objeto e Lugar as nossas situações. Deveremos analisar a Situação em que estamos, que Objeto e Onde estamos , o Lugar . Se somos nós mesmos – nosso eu - ou são os outros Eu que estão se manifestando. Os " eus" que nos compõem.Segundo ele existem outros eu. Arthur Shoppenhauer. ( 1788-1870 ) Os desejos podem ser trabalhados, seguindo a senda budista pelo caminho Octuplo da perfeição. Existem as 4 (quatro ) Nobres Verdades , das quais a primeira é que sofremos , e a segunda quem nos faz sofrer são os nossos desejos . O budismo serviu de apoio filosófico a várias correntes de pensamento , e a pensadores , tais como a Arthur Shoppenhauer( 1788-1870 ). Este se baseou na questão da representação , O Mundo como Vontade e Representação . Esta conta com dois pólos inseparáveis: por um lado, o objeto, constituído a partir de espaço e tempo; por outro, a consciência subjetiva acerca do mundo, sem a qual este não existiria. Contudo, Schopenhauer rompe com Kant, uma vez que este afirma a impossibilidade da consciência alcançar a Coisa-em- si, isto é, a realidade não fenomenica. Segundo Schopenhauer,ao tomar consciência de si, o homem se experiência como um ser movido por aspirações e paixões. Estas constituem a unidade da Vontade, compreendida como o princípio norteador da vida humana. Voltando o olhar para a natureza, o filósofo percebe esta mesma Vontade presente em todos os seres, figurando como fundamento de todo e qualquer movimento. Para Schopenhauer,a Vontade corresponde à Coisa- em-si; ela é o substrato último de toda realidade.... CAMINHO ÓCTUPLO Compreensão correta: Conhecer as Quatro Nobres Verdades de maneira a entender as coisas como elas realmente são, e com isso gerar uma motivação de querer se liberar de dukkha e ajudar os outros seres a fazerem o mesmo. Pensamento correto. Desenvolver as nobres qualidades da bondade amorosa, não tendo má vontade em relação aos outros, não querendo causar o mal (nem em pensamento), não ser avarento, e em suma, não ser egoísta.
  12. 12. JB News – Informativo nr. 2.162 – Florianópolis (SC) – sexta-feira, 2 de setembro de 2016 Pág. 12/27 Fala correta. Abster-se de mentir, falar em vão, usar palavras ásperas ou caluniosas, e ao invés disso, falar a verdade, ter uma fala construtiva, harmoniosa, conciliadora. Ação correta. Abster-se de matar, roubar, tomar entorpecentes e ter conduta sexual indevida, e ao invés disso, promover a vida, praticar a generosidade e não causar o sofrimento através de práticas sexuais. Meio de vida correto. Evitar qualquer ocupação que prejudique os demais, tais como tráfico de drogas ou matança de animais, e ao invés disso, olhar os outros com amor, compaixão, alegria e equanimidade, que são as quatro qualidades incomensuráveis, e na prática do dia-a-dia, praticar os seis paramitas da generosidade, ética, paz, esforço, concentração e sabedoria. Atenção correta. Praticar autodisciplina para obter a quietude e atenção da mente, de maneira a evitar estados de mente maléficos e desenvolver estados de mente sãos. Sabedoria correta. Desenvolver completa consciência de todas as ações do corpo, fala e mente para evitar atos insanos, através da contemplação da natureza verdadeira de todas as coisas. Visão correta. Com todos os outros passos realmente realizados internamente, ter uma visão correta em relação ao mundo e à vida, e agindo de acordo com essa visão. E quanto a liberdade ? Somos condenados a ser livres , segundo J.P.Sartre . Mas então o que é liberdade se nossa consciência é tão pequena , e somos como marionetes guiados como quase cegos pelos palcos da vida ? Sabemos que existem vínculos que impedem a nossa liberdade. Temos que desamarrar os nossos vínculos e nos tornarmos mais felizes e mais libertos. O filosofo quis dizer que esta liberdade nos é cara . Não é fácil conseguir mais a liberdade , pois nós mesmos colocamos os fios que limitam a nós mesmos . O Outro também nos prende , nos tolhe , mas sem ele não nos tornamos auto-conscientes . Portanto quando tomamos atitudes , em nossa vida, precisamos pensar se somos nós mesmos que estamos tomando estas atitudes ou se estamos sendo guiados por um manipulador geral , como marionetes. A vida nos dá muitos ensinamentos . Logo a observação, a "fenomenologia" é o melhor passo a ser dado. É melhor Ética . Nisso é questionar neste campo . Como me sinto ? Porque me sinto assim ? A observação de minhas ações . O que me leva à isso ? Deve-se pesar com seus sentimentos mais profundos primeiramente. Pois este assunto não vem do mundo da razão. Ele vem do mundo da emoção . Friedrich Nietzche ( 1844-1900 )
  13. 13. JB News – Informativo nr. 2.162 – Florianópolis (SC) – sexta-feira, 2 de setembro de 2016 Pág. 13/27 A grande resposta para muitas correntes reside no amor << Andre Comte-Sponville >> . Se se ama, não temos porque sermos extremos em nossas ações : quem ama liberta e não aprisiona ! Isso se dá com os nossos filhos ! Não queremos que eles fiquem grudados sem crescer ao nosso lado . Limitando eles . Mas que eles se dêem bem na vida . Ao nosso lado ou não. Isso é amor . Querer o melhor para o outro sem beneficio próprio . É incondicional . O que sempre está em jogo são os medos da liberdade e do que se fazer com ela . Vide as pessoas que se aposentam. Falam em se aposentar e depois estão trabalhando acorrentadas que ficaram por 35 anos. O filósofo Friedrich Nietzsche para resolver esta questão disse que somente o Amore fati responderia esta questão de liberdade. Aquele de que nos fala " Der Sprach " Zarathustra . É um caso ainda não fechado ... Na questão da teoria da salvação ( Soteriologia) ... Aqueles vínculos acima se tornam grilhões aos quais nos acostumamos, e nos acorrentamos, cada vez mais . Em toda a filosofia temos uma Theoria ( ver que vem do termo grego Theos - Deus , Zeus : antes olhar , velar ) , uma Ética( ligadas a Ontologia conhecimento do ser e da Epistemologia , do conhecimento em geral ) para um gran finalee prepararmos uma " salvação ". Todo este pensamento e esta racionalização, mesmo das nossas emoções, surgiu do abandono dos deuses - que teve inicio nos Gregos e da posição do homem responder sobre a morte. O inicio da filosofia moderna . Aqui se insere Freud com a teoria de Eros e Tânatos. Para ele as ações se derivavam de uma destas fontes. Hamlet – Ator Sérgio Cardoso "Ser ou não ser, eis a questão: será mais nobre Em nosso espírito sofrer pedras e setas Com que a Fortuna, enfurecida, nos alveja, Ou insurgir-nos contra um mar de provocações E em luta pôr-lhes fim? Morrer.. dormir: não mais. Dizer que rematamos com um sono a angústia E as mil pelejas naturais-herança do homem: Morrer para dormir... é uma consumação Que bem merece e desejamos com fervor [...]"
  14. 14. JB News – Informativo nr. 2.162 – Florianópolis (SC) – sexta-feira, 2 de setembro de 2016 Pág. 14/27 Onde Estão os Mestres? Publicado pelo IrLuiz Marcelo Viegas (https://opontodentrodocirculo.wordpress.com) Autor: IrMárcio dos Santos Gomes M.I da Loja Águia das Alterosas nr. 197 – Belo Horizonte (GLMMG) “O verdadeiro mestre não é aquele que ensina, é aquele que de repente descobre que aprende”. (João Guimarães Rosa) A comunidade Maçônica sabe não ser possível afirmar que apenas o domínio da ritualística contemplada em nossos Rituais proporciona o acesso ao conhecimento encerrado nos mistérios e simbologia da Ordem. Para compreendê-los e vivenciar a essência desse aprendizado são necessários esforço e dedicação adicionais. Por outro lado, não se sustenta o argumento de que o quarto de hora de estudos das sessões de trabalho tem a finalidade de propiciar o tempo suficiente, se e quando utilizados, para as reflexões e apresentação de trabalhos que esgotem as temáticas envolvidas e nivelem informações e conhecimentos filosóficos. Para suprir essas necessidades complementares de aprendizagem e estudos funcionam, nas dependências da GLMMG, dois excelentes fóruns representados pela Escola Maçônica “Mestre Antônio Augusto Alves D’Almeida”, criada pelo Decreto nº 1.537, de 25.08.03, e pela Loja Maçônica de Pesquisas “Quatuor Coronati” Pedro Campos de Miranda, na forma do Decreto do Grão Mestrado nº 1.713, de 08.11.07. A Escola Maçônica tem o objetivo de “promover e instituir a revitalização de instruções e aprendizagem aos moldes da padronização ritualística”. Por sua vez, a Loja de Pesquisas se dedica a estudos, pesquisas e apresentação de trabalhos maçônicos. Esses dois centros de estudos são dirigidos por irmãos voluntários, competentes e dedicados, que não medem esforços para proporcionar as melhores oportunidades para 5 – Onde Estão os Mestres? (do Site O Ponto Dentro do Círculo) – Márcio dos Santos Gomes
  15. 15. JB News – Informativo nr. 2.162 – Florianópolis (SC) – sexta-feira, 2 de setembro de 2016 Pág. 15/27 estimular a investigação, o debate e o intercâmbio de experiências e informações sobre a essência da Maçonaria. Ocorre que, em que pese a carga de trabalho e tempo dedicados à preparação dos eventos imprescindíveis ao cumprimento dos objetivos propostos, a receptividade por parte da população maçônica que frequenta semanalmente as Lojas ativas no Palácio Maçônico, em torno de 60, envolvendo mais de 1.000 obreiros, não tem sido satisfatória. Não é raro registrar-se a presença bastante reduzida de interessados em várias sessões, tanto na Escola Maçônica quando na Loja de Pesquisas. E tal situação enseja algumas reflexões. No que se refere à Escola Maçônica, é divulgada uma programação mensal contemplando a apresentação das instruções dos Graus 1, 2 e 3 do REAA, onde são discutidos e analisados os rituais, a liturgia e o simbolismo maçônico. No decorrer das apresentações são frequentes as oportunidades em que as discussões se aprofundam mesmo com reduzido número de participantes, ensejando sinergias enriquecedoras para gáudio dos presentes. Nessas oportunidades, são recorrentes as observações dos presentes quanto à falta de interesse dos demais obreiros em participar de eventos da espécie, em face de eventuais conflitos entre a ritualística e a prática nas sessões de trabalho. Mesmo entre aqueles que estão iniciando na senda maçônica ou vem de galgar os degraus da elevação ou exaltação, não se verifica uma constância no cumprimento da programação. Não resta dúvida de que os ciclos de aprendizagem demandam tempo, disciplina e dedicação. Sabemos todos das responsabilidades dos padrinhos no processo de formação dos seus afilhados na Ordem, no sentido de que se tornem pessoas melhores e mais preparadas Entretanto,a situação se assemelha aos pais que delegam às escolas a educação dos filhos e se mostram negligentes no acompanhamento no processo de desenvolvimento e aperfeiçoamento pessoal, moral e espiritual de seus afiançados e futuros dirigentes da Ordem. Têm-se notícias de que são raros os convites para que um afilhado acompanhe um padrinho nas sessões ou mesmo a ocorrência de uma sutil sugestão de comparecimento. Não poderíamos deixar de registrar um comentário frequente que se ouve nas instruções do Grau 3, objeto da constatação do reduzido número de Mestres presentes às sessões. Algumas reflexões se resumem no questionamento: “será que os Mestres estão suficientemente repletos de sabedoria que não há nada a aprender?” Outra observação destacada e também atribuída aos trabalhos em Loja, aborda o entusiasmo inicial com a plenitude alcançada, onde em pouco tempo muitos passam a ter “bode do trabalho” maçônico, adotando ritmo mais lento, quando não desinteressado ou com foco em outros proveitos. No mesmo diapasão transcorrem as sessões da Loja de Pesquisas. É rara a oportunidade de Templo com plateia numerosa. Por vezes, trabalhos do mais alto gabarito são apresentados para um grupo pequeno. As Lojas que funcionam nas datas dos eventos
  16. 16. JB News – Informativo nr. 2.162 – Florianópolis (SC) – sexta-feira, 2 de setembro de 2016 Pág. 16/27 perdem excelentes oportunidades de incorporar-se aos trabalhos e tirar vantagens dos ensinamentos oferecidos. Mas tal fato não inibe que se ouça ou que se leia em currículos ou pranchas os vínculos à fundação da Loja ou outra de destaque em cargos de direção. Apenas citar que é membro de uma Loja, seja ela qual for e, efetivamente não participar, não se mostrar, é apenas se beneficiar com o trabalho daqueles que permanecem na senda, é colher o que os abnegados estão cultivando. Fazer parte sem estar presente, onde está o mérito? Não se pode deixar de dar destaque aos obreiros que honram a Ordem e fazem-na respeitada e valorizada e que são maioria. A presente reflexão visa a estimular aqueles reputados como sábios e referencial para os demais que se doem àqueles que buscam o conhecimento e o debate saudável e enriquecedor. É corriqueiro ouvirmos que determinados irmãos são profundos conhecedores da Ordem, têm muito tempo de lida e são portadores de inúmeros títulos, porém se mostram silenciosos. Mas, como diz o Livro da Lei, “ninguém acende uma lâmpada para cobri-la com uma vasilha ou coloca-la debaixo da cama. Ele a coloca no candeeiro, a fim de que todos os que entram vejam a luz”. Observados o protocolo e as exigências da cada Grau, o saber não pode ser egoísta. É motivo de comentários por vezes irônicos que muitos Mestres quando desafiados a comentar a respeito de determinado assunto devolvem a pergunta ou afirmam que o questionador não está preparado para aquele conhecimento demandado. Muitos interpretam tal comportamento como insegurança, talvez por falta de conteúdo ou por deficiências nos estudos ou medo de demonstrar ignorância. Por isso faz-se mister matutar sobre a dica de Cora Coralina: “feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina”. Nesse sentido, a missão do Mestre no exercício da sua plenitude é transmitir aquilo que aprendeu, compartilhando informações e experiências, estimulando, questionando, provocando e, por vezes, confundindo o Aprendiz, mostrando-lhe vertentes ou caminhos que possam ser exploradas. O verdadeiro Mestre deve dar o seu testemunho e honrar o compromisso de ser um facilitador para os novos Aprendizes e Companheiros, para que os mesmos sejam sempre melhores do que aqueles que os treinaram. Como reflexão derradeira, porém sem esgotar a temática, merece destaque o comentário do catedrático Philip Kotler, referência no ensino e no planejamento de marketing, autor dos livros e das teorias mais citadas no setor que afirma: “Demora dias para se aprender marketing. Infelizmente leva-se uma vida inteira para ser um mestre”. Sopesadas as diferenças, podemos tirar algum proveito do pensamento. “A messe é grande, mas poucos são os operários!” (Divino Mestre) Autor: Márcio dos Santos Gomes Márcio é Mestre Instalado da ARLS Águia das Alterosas – 197 – GLMMG, Oriente de Belo Horizonte, membro da Escola Maçônica Mestre Antônio Augusto Alves D’Almeida, da Academia Mineira Maçônica de Letras, e para nossa alegria, também um colaborador do blog.
  17. 17. JB News – Informativo nr. 2.162 – Florianópolis (SC) – sexta-feira, 2 de setembro de 2016 Pág. 17/27 Este Bloco é produzido pelo Ir. Pedro Juk, Loja Estrela de Morretes, 3159 - Morretes – PR assentos dos cobridores Em 26/04/2016 o Respeitável Irmão Nilson Garcia, Deputado Federal da Loja Estrela da Serrinha, REAA, Grande Oriente do Estado de Goiás - GOB, Oriente de Goiânia, Estado de Goiás, formula a seguinte questão: nilson@higintel.com.br Está na página 22 do Ritual em vigência – Planta do Templo, a identificação das cadeiras dos Cobridores (números 17 e 18) ficando uma de frente para outra, isto é, voltadas para o equador do Templo. Isso está correto? Os Cobridores não têm os seus assentos voltados para o Oriente. Do modo como estão os Cobridores eles se sentam de costas para o Sul e para o Norte respectivamente. Isso está certo? Gostaria de saber a sua opinião a esse respeito. Considerações: Isso é puro equívoco do Ritual. É mesmo um erro de impressão, pois tradicionalmente em qualquer lugar do mundo, no REAA, sempre os Cobridores tomam assentos de frente para o Oriente e não de lado como se apresenta no atual ritual. Seus assentos se localizam próximos à parede ocidental do Templo e junto à porta de entrada pelo lado de dentro do recinto, cujas cadeiras têm os seus encostos (espaldares) à retaguarda – de costas para o Ocidente. Em síntese, isso nem se discute. Ora, os Cobridores sentados no seu lugar em Loja sempre ficam de frente para o Venerável Mestre. Note que o mesmo erro acontece também nos Rituais do Segundo e Terceiro Grau em vigência, e com a agravante de que também estão equivocados os Painéis do Grau, já que como estão indicados no Grau de Companheiro e Mestre os Painéis são os de Aprendiz (veja o desenho indicado pelo nº 25 nos outros dois rituais). Ora, isso simplesmente sacramenta o equivoco de impressão com a mesma imagem para os três rituais que tem o mesmo Painel e os assentos dos Cobridores voltados erradamente para o Sul e para o Norte. Deve ter sido isso que aconteceu – erro de impressão aproveitando o mesmo clichê. 6 – Perguntas & Respostas Pedro Juk
  18. 18. JB News – Informativo nr. 2.162 – Florianópolis (SC) – sexta-feira, 2 de setembro de 2016 Pág. 18/27 Assim, sou da opinião que os assentos mencionados fiquem voltados para o Oriente - no mesmo sentido de como estão o Segundo Diácono e os Expertos. Do mesmo modo, também que sejam colocados os Painéis de acordo com o Grau em que a Loja estiver aberta nas sessões de Companheiro e Mestre. Esperamos então que os peripatéticos defensores do que está escrito não se arvorem com o seu puritanismo desprovido de bom senso nesse caso, pois se assim defenderem a posição dos assentos de “ladinho” (equívoco do ritual), que então mantenham o mesmo engano com os painéis trocados nos demais Graus conforme o que menciona o ritual. Que não sejam então dois pesos e duas medidas. Concluindo, os assentos dos Cobridores verdadeiramente ficam de frente para o Oriente, assim como cada Grau terá aberta a sua Loja de acordo com o seu respectivo Painel. T.F.A. – PEDRO JUK – jukirm@hotmail.com – Abr/2016
  19. 19. JB News – Informativo nr. 2.162 – Florianópolis (SC) – sexta-feira, 2 de setembro de 2016 Pág. 19/27 (as letras em vermelho significam que a Loja completou ou está completando aniversário) GLSC - http://www.mrglsc.org.br GOSC https://www.gosc.org.br Data Nome da Loja Oriente 01.09.1952 Fraternidade Blumenauense nr. 06 Blumenau 05.09.1996 Fraternidade Chapecó nr. 63 Chapecó 08.09.1982 Sentinela do Sul nr. 29 Tubarão 17.09.1986 Universo nr. 43 Florianópolis 17.09.1993 Universo II – nr. 57 Florianópolis 17.09.2000 Universo III nr. 77 Florianópolis 20.09.1991 Acácia da Arte Real nr. 50 Florianópolis 22.09.1982 Fraternidade Josefense nr. 30 São José 25.09.1978 Harmonia e Fraternidade nr. 22 Joinville 27.09.2000 Colunas da Fraternidade nr. 78 Blumenau Data Nome da Loja Oriente 03/09/1993 Treue Freundschaft Florianópolis 09/09/1969 Liberdade E Justiça Canoinhas 09/09/1991 Cavaleiros Da Luz Blumenau 16/09/2003 Ordem E Fraternidade Florianópolis 18/09/2009 Colunas Do Oriente Tijucas 20/09/1948 Luiz Balster Caçador 20/09/2008 Acácia Da Serra Rio Negrinho 25/09/2002 Fraternidade Tresbarrense Três Barras 27/09/2010 João Marcolino Costa Sto. Amaro da Imperatriz 28/09/1993 Colunas da Fraternidade Balneário Camboriú 30/09/2010 Triângulo Equilíbrio e Consciência Mafra 7 – Destaques (Resenha Final) Lojas Aniversariantes de Santa Catarina Mês de setembro
  20. 20. JB News – Informativo nr. 2.162 – Florianópolis (SC) – sexta-feira, 2 de setembro de 2016 Pág. 20/27 GOB/SC – http://www.gob-sc.org.br/gobsc Data Loja Oriente 01.09.64 Harmonia e Trabalho - 2816 Florianópolis 03.09.05 Retidão e Cultura - 3751 Florianópolis 08.09.04 Cruzeiro do Sul - 3631 Florianópolis 09.09.10 Reg. Guabirubense - 4100 Brusque 10.09.96 Reg. Lagunense - 2984 Laguna 11.09.10 Cruz e Sousa de Estudos e Pesq. do Rito de York Florianópolis 12.09.23 Paz e Amor V - 0998 São Francisco do Sul 12.09.97 Otávio Rosa 3184 São Pedro de Alcântara 15.09.94 Herbert Jurk - 2818 Rio dos Cedros 18.09.10 Frat. Guabirubense - 4116 Brusque 19.09.08 Cavaleiros Templários - 3968 Fraiburgo 22.09.09 Acácia De Itapoá-4044 Itapoá 30.09.93 União Catarinense - 2764 Florianópolis Faça Agora "Se não faço meu trabalho hoje, haverá mais o que fazer amanhã e dessa forma as coisas podem ficar fora do meu controle. Priorize as tarefas e faça uma após a outra. Não podemos lidar com tudo ao mesmo tempo. Um melhor planejamento faz mais em menos tempo e dessa forma a eficiência e a eficácia aumentam milhões de vezes. Faça o trabalho antes que ele se torne urgente. Faça as coisas certas agora mesmo. Você se tornará mais leve e livre de tensão" José Aparecido dos Santos TIM: 044-9846-3552 E-mail: aparecido14@gmail.com Visite nosso site: www.ourolux.com.br "Tudo o que somos é o resultado dos nossos pensamentos".
  21. 21. JB News – Informativo nr. 2.162 – Florianópolis (SC) – sexta-feira, 2 de setembro de 2016 Pág. 21/27 Graus Filosóficos: Iniciação ao Grau 4 (Aos Irmãos Mestres das Lojas da GLSC da Grande Florianópolis) Às EEXC.: LLOJ.: DE PERF.: “LUZ E MEDITAÇÃO” E “MANOEL GOMES”, sediadas em Florianópolis e São José, SC, informam que vão realizar no dia 08/10/2016, às 9:00 horas, Sessão Conjunta Magna de Iniciação no Grau 4, de Mestre Secreto, destinada à Mestres Maçons, detentores da terceira instrução de Mestre Maçom. As sessões das EEXC LLOJ DE PERF, oferecem condições da participação de todos os IIr sem exceção, não atrapalhando ou prejudicando de forma alguma a participação dos IIrnas Lojas Simbólicas. À EXC.: LOJ.:DE PERF.: “LUZ E MEDITAÇÃO”, trabalha quinzenalmente, na primeira e terceira terça feira do mês, no Templo do Condomínio Itacorubi, Florianópolis, SC, com início da sessão as 20:00 horas. Contato com o IrANTÔNIO ORLANDO FERRARO JÚNIOR, através do telefone (48) 32491117, Cel. (48) 99815044 ou 96530734 e inda pelo e-mail: ferraroja@brturbo.com.br. À EXC.:LOJ.: DE PERF.: “MANOEL GOMES”, trabalha quinzenalmente, no primeiro e terceiro sábado do mês, no Templo do Condomínio Padre Roma, com início da sessão as 9:00 horas. Contato com o IrHAMILTON SILVA BEZ BATTI, através do telefone (48) 32441798 / 32513103, Cel. (48) 99813160, e inda pelo e-mail: hbezbatti@hotmail.com. Solicite ao Ven.: M.: de sua Loja Simbólica a sua indicação para ser iniciado.
  22. 22. JB News – Informativo nr. 2.162 – Florianópolis (SC) – sexta-feira, 2 de setembro de 2016 Pág. 22/27 XXIII Encontro de Estudos E Pesquisas maçônicas Florianópolis(SC), 14 e 15 de outubro de 2016 Caros Irmãos. O XXIII Encontro de Estudos e Pesquisas Maçônicas, que será realizado no Hotel Castelmar, em Florianópolis nos dias 14 e 15 de outubro próximo, pelo Departamento de Membros Correspondentes, da Loja Maçônica Fraternidade Brazileira de Estudos e Pesquisas, Oriente de Juiz de Fora, MG, tem o apoio do Grande Oriente de Santa Catarina, do Grande Oriente de Minas Gerais e da MasonWeb (Sistemas Gestores para o Universo Maçônico). Enviamos o Folder do Encontro com as informações para os Irmãos relacionados em nossos arquivos. Caso o Irmão queria recebê-lo novamente, por favor nos comunique que providenciaremos o envio. Chamamos sua atenção três pontos importantes. O primeiro ponto, em relação ao Hotel Castelmar, cujas reservas com preços promocionais estão garantidas apenas até o dia primeiro de setembro do corrente ano. O segundo ponto, em relação ao prazo para envio dos trabalhos, dia 26 de setembro. O terceiro ponto é relativo à inscrição que, quando efetuada, deve ter o comprovante de depósito enviado para meu e-mail (miguel.simao.neto@uol.com.br). Os valores de inscrição constam no Folder. Fraternalmente, Miguel Simão Neto Coordenador
  23. 23. JB News – Informativo nr. 2.162 – Florianópolis (SC) – sexta-feira, 2 de setembro de 2016 Pág. 23/27 Clique aqui e faça sua Inscrição
  24. 24. JB News – Informativo nr. 2.162 – Florianópolis (SC) – sexta-feira, 2 de setembro de 2016 Pág. 24/27
  25. 25. JB News – Informativo nr. 2.162 – Florianópolis (SC) – sexta-feira, 2 de setembro de 2016 Pág. 25/27 Ir Marcelo Angelo de Macedo, 33∴ MI da Loja Razão e Lealdade nº 21 Or de Cuiabá/MT, GOEMT-COMAB-CMI Tel: (65) 3052-6721 divulga diariamente no JB News o Breviário Maçônico, Obra de autoria do saudoso IrRIZZARDO DA CAMINO, cuja referência bibliográfica é: Camino, Rizzardo da, 1918-2007 - Breviário Maçônico / Rizzardo da Camino, - 6. Ed. – São Paulo. Madras, 2014 - ISBN 978-85.370.0292-6) BREVIÁRIO MAÇÔNICO Para o dia 2 de setembro NÚMEROS O vocábulo número procede do latim numerus, sendo a relação existente entre duas quantidades. Em grego é denominado de rythmós, de onde deriva a aritmética; a relação entre os números sugere um “ritmo” musical, porque a manipulação dos números obedece a regras fixas e periódicas. Sendo o ritmo a expressão do movimento, conclui-se que o jogo dos números produz movimento, portanto, vida. Os números marcam o Tempo, que é um fator vital, na vida do ser humano. Foram os filósofos Pitágoras e Platão que nos legaram o valor dos números, cujos cálculos, desde uma simples soma ou subtração aos mais complicados, hoje formulados eletronicamente, tendem a esclarecer os mistérios do universo. Os números comprovam a existência de uma Ordem no Universo que, embora possam se multiplicar ao infinito, estabelece regras inalteráveis, equilibrando desde o pensamento até atos mais simples da vida. Os alfabetos obedecem ordens numéricas e cada letra possui um peso numérico que deve ser filosoficamente interpretado. O nome que portamos, analisando numericamente, nos dirá se esse nome é áureo ou aziago. A numerologia é a ciência que analisa esse aspecto; cada maçom deve interessar-se por conhecer o seu destino. Breviário Maçônico / Rizzardo da Camino, - 6. Ed. – São Paulo. Madras, 2014, p. 264.
  26. 26. JB News – Informativo nr. 2.162 – Florianópolis (SC) – sexta-feira, 2 de setembro de 2016 Pág. 26/27 O Irmão Adilson Zotovici, escreve aos sábados neste espaço. adilsonzotovici@gmail.com PROPOSTAS , INFORMAÇÕES... Eis aí rico momento ! Mantendo-se o ritual Que “o cerimônias” atento Faz seu giro usual Como manda o regimento Depois de anunciado Começa seu movimento Calmo e determinado ! Altivo, com recatamento, A “bolsa”com discrição, Serve-a para acolhimento Ao que vem do coração Vai de assento em assento E de cada mão lançada, Espera o recebimento D’alguma coluna gravada
  27. 27. JB News – Informativo nr. 2.162 – Florianópolis (SC) – sexta-feira, 2 de setembro de 2016 Pág. 27/27 Seja algum documento Comunicação, manifestos, De jubilação, de lamento Mas verdadeiros, honestos ! Forma de pronunciamento Silente, dum livre pedreiro, Para dar conhecimento À Loja, do mundo inteiro ! Não havendo provimento De papéis, quaisquer moções, Vai na “bolsa” “o sentimento” De propostas e Informações !!! Adilson Zotovici ARLS Chequer Nassif-169

×