Educação Sexual - 2º Ciclo

9.795 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
2 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
9.795
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
70
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
522
Comentários
2
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Educação Sexual - 2º Ciclo

  1. 1. CLUBE DE FILOSOFIA – ESMGA, 2010
  2. 2. A sexualidade é uma energia que encontra a sua expressão física, psicológica e social no desejo de contacto, ternura e às vezes amor. Sexualidade Indivíduo como um todo Conhecimentos Vertente anatómicos e psico-afectiva fisiológicos e emocional 2 Clube de Filosofia, 2010
  3. 3. Clube de Filosofia, 2010   Desdeo nascimento, as relações entre as pessoas são marcadas pela identidade sexual:   Os pais não lidam com os rapazes do mesmo modo com que lidam com as raparigas;   Os próprios rapazes e raparigas têm comportamentos diferentes consoante estão num grupo de rapazes, ou de raparigas, ou mistos. 3
  4. 4. Clube de Filosofia, 2010   Mas as diferenças começam muito antes do nascimento:   Aosdois meses de gestação, já há diferenças hormonais entre os futuros rapazes e as futuras raparigas:   Os fetos masculinos produzem uma hormona específica em grande quantidade: a testosterona. 4
  5. 5. Clube de Filosofia, 2010   Como se forma, então, a Identidade Sexual?   Desenvolvimento de características físicas e químicas do organismo;   História de vida e das relações entre as pessoas. Características orgânicas e História de vida relacionam-se entre si. 5
  6. 6. Clube de Filosofia, 2010   Danossa História de Vida fazem parte:   As experiências concretas de cada um;   As expectativas dos outros;   Os projectos de futuro (expectativas) de cada um. Os projectos para o futuro fazem sempre parte da nossa experiência: • Ou porque se concretizaram; • Ou porque não se concretizaram. 6
  7. 7. Clube de Filosofia, 2010   Danossa História de Vida fazem parte ainda:   Os relatos ou narrativas que fazemos a nosso respeito. As histórias que contamos a nosso respeito podem ser verdade ou mentira, mas se acreditarmos nelas fazem parte de nós e da nossa História de Vida: • São crenças a respeito de nós mesmos. 7
  8. 8. Clube de Filosofia, 2010 A vinculação é uma ligação muito estreita e recíproca entre o bebé e   Vinculação: uma ou mais pessoas do seu ambiente, normalmente a mãe e o pai   Todos os bebés nascem com uma necessidade básica de ternura e de contacto físico. (lembrar conceito de sexualidade).   A satisfação dessa necessidade é tão importante ou mais importante do que a de comer ou de beber. De entre as figuras de vinculação, o bebé elege uma que é a principal, muitas vezes a mãe, mas, por vezes também, o pai. Esta escolha não é determinada pelas características sexuais. 8
  9. 9. Clube de Filosofia, 2010 Nos primeiros tempos de vida, o   Vinculação: bebé ainda não é um rapaz ou uma rapariga: é uma criança.   É a primeira manifestação da necessidade de carinho, ternura, afectos recíprocos (entre duas pessoas), isto é, de uma vida sexual satisfatória.   No entanto, o bebé ainda NÃO CONSTRUIU uma identidade sexual, do ponto de vista das relações interpessoais. 9
  10. 10. Clube de Filosofia, 2010 Nos primeiros tempos de vida, o   Relações com os Pais: bebé ainda não é um rapaz ou uma rapariga: é uma criança.   Obebé já possui características próprias:   Essas características influenciam a forma como os seus pais vão lidar com ele.   Ospais têm as sua próprias características e formas de reagir:   Estas características influenciam o comportamento da criança. 10
  11. 11. Clube de Filosofia, 2010 Nos primeiros tempos de vida, o   Relações com os Pais: bebé ainda não é um rapaz ou uma rapariga: é uma criança.   Obebé já tem características orgânicas masculinas ou femininas:   Essas características influenciam a forma como os seus pais vão lidar com ele.   Opai e a mãe têm identidades sexuais distintas:   Estas características influenciam o comportamento da criança. 11
  12. 12. Clube de Filosofia, 2010   Relações com os Pais:   O bebé masculino, por acção dos pais e das suas características pessoais, vai identificar-se com as características masculinas do pai.   O bebé feminino, por acção dos pais e das suas características pessoais, vai identificar-se com as características femininas da mãe. 12
  13. 13. Clube de Filosofia, 2010   Relações com os Pais:   Das características masculinas (idealizadas pela criança) faz parte o facto de o pai gostar da mãe.   Das características femininas (idealizadas pela criança) faz parte o facto de a mãe gostar do pai. 13
  14. 14. Clube de Filosofia, 2010 A procura do afecto privilegiado da   Identidade Sexual: mãe ou do pai faz parte da construção da identidade sexual com a figura masculina ou feminina.   O rapaz vai, então, procurar o afecto privilegiado da mãe.   A rapariga vai procurar o afecto privilegiado do pai. Nem os rapazes, nem as raparigas procuram afecto em crianças da mesma idade, durante a infância. Podem fazer jogos simbólicos (casamentos, namoros, etc.), mas o afecto procuram-no em pessoas mais velhas. 14
  15. 15. Clube de Filosofia, 2010 Numa fase inicial, um grande número de adolescentes continua a   Identidade Sexual na ser atraído por pessoas mais velhas do que eles, mas mais Adolescência: jovens do que os seus pais.   Noinício da adolescência (12, 13 anos +/-), os rapazes e as raparigas começam a descobrir a possibilidade de obter e dar afecto a pessoas de idades mais próximas das Os pedófilos tiram, normalmente, suas. proveito deste período de construção da identidade sexual das crianças e dos adolescentes. 15
  16. 16. Clube de Filosofia, 2010   Afectividade é:   Um processo mental responsável pela gestão das nossas emoções e sentimentos   Afectividade implica:   Compreensão correcta das situações (inteligência)   Controlo das emoções   Adequação dos comportamentos 16
  17. 17. Clube de Filosofia, 2010   Durantea infância e a adolescência, a gestão da afectividade é apoiada:   Pela interiorização de regras e normas sociais   Por modelos sociais   Por moldagem educativa 17
  18. 18. Clube de Filosofia, 2010   Comportamentos afectuosos (ternura, carinho):   São experiências fundamentais na construção de uma vida sexual equilibrada e satisfatória.   Ajudam a desenvolver competências na gestão das emoções, e   Constituem a parte mais significativa das relações sexuais na idade adulta. 18
  19. 19. Clube de Filosofia, 2010 CLUBE DE FILOSOFIA, 2010 19

×