Silogismo

3.420 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.420
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
14
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
81
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Silogismo

  1. 1. Silogismo
  2. 2. Silogismo Cadapessoa tem uma forma especial de pensar;O senso comum e o pensamento informal não dá segurança ao que é pensado;O silogismo dá-nos a possibilidade de garantir o argumento.
  3. 3. PadronizaçãoO silogismo estrutura-se na padronização; Padronizar é estabelecer um modelo para todos; Transformar toda frase em uma única forma; Ex: a linguagem. Padronizar é traduzir uma proposição comum na linguagem lógica.
  4. 4. Aristóteles Aristótelesresumiu os termos em dois: sujeito e predicado; Numa proposição, o predicado está ligado a um sujeito pelo verbo SER; Todos os verbos são dedutíveis do verbo Ser;
  5. 5. Diamantes são pedras preciosasTermo Termo Verbo TermoQuantif. Sujeito PredicadoTodos Os São Pedras diamantes preciosasNenhum Diamante é Pedra preciosaAlguns Diamantes São Pedras preciosasAlguns Diamantes Não são Pedras preciosas
  6. 6. Exemplos Marcos constrói edifícios;  Marcos é construtor de edifícios. Todos os homens trabalham nesse edifício;  Todos os homens são trabalhadores deste edifício.
  7. 7. Partes do silogismo Premissa maior: Todos os homens são mortais; Premissa menor: Sócrates é homem. Conclusão: Sócrates é mortal
  8. 8. Letras = TermosT – Termo maior = mortal;M – Termo médio = homem;t – Termo menor = Sócrates.
  9. 9. Termos Termo maior é o termo cuja extensão envolve todos os outros termos; Termo menor é quando a extensão da palavra é reduzida a um determinado elemento; Termomédio faz a relação entre o maior e o menor
  10. 10.  Regras da Oposição CONTRÁRIAS (A e E) Não podem ser ambas verdadeiras, podendo ser ambas falsas. CONTRADITÓRIAS(A e O; E e I) Não podem ser ambas verdadeiras ou falsas ao mesmo tempo, se uma é verdadeira, a outra é falsa, e inversamente. SUBCONTRÁRIAS (I e O) Não podem ser ambas falsas, podendo ser ambas verdadeiras. SUBALTERNAS (A e I; E e O) Se a universal for verdadeira, a particular não pode ser falsa; Se a particular for falsa, a universal não pode ser verdadeira.
  11. 11.  Atividades:   1. Dada a proposição A= “Todos os animais são seres vivos”: 1.1 . Apresente as opostas de A. 1.2. Sendo A verdadeira, indique o valor de verdade de cada uma das suas opostas. Justifique. 2. Se for falso que Nenhum homem é europeu, pode ser verdade que Alguns homens são europeus? Justifique a sua resposta. 3. Tendo as proposições: P= “Alguns australianos não gostam de futebol” e Q= “Nenhum australiano gosta de futebol”: 3.1. Se Q for falsa, P pode ser verdadeira? Justifique a sua resposta. 3.2. Apresente as contraditórias de P e de Q. 3.3. Sendo P falsa, decida do valor de verdade das contraditórias de P e de Q. 4. Se demonstrar que Todos os corvos são negros, podemos considerar que também fica demonstrado que Alguns corvos são negros? Justifique a sua resposta.
  12. 12.  1. Dada a proposição A= “Todos os animais são seres vivos”: 1.1 . Apresente as opostas de A. R: Contraditória: “Alguns animais não são seres vivos”.      Subalterna: “Alguns animais são seres vivos”.      Subalterna: “Alguns animais são seres vivos”.      Contrária: “Nenhum animal é ser vivo”.      Contrária: “Nenhum animal é ser vivo”. 1.2. Sendo A verdadeira, indique o valor de verdade de cada uma das suas opostas. Justifique. R: Contraditória: Falsa. Porque de acordo com a regra das contraditórias, duas proposições  contraditórias não podem ser nem verdadeiras , nem falsas ao mesmo tempo, por isso se A é verdadeira,  a sua contraditória tem que ser falsa. 2. Se for falso que Nenhum homem é europeu, pode ser verdade que Alguns homens são europeus? Justifique a europeu, europeus? sua resposta. R: Atendendo só à relação entre estas duas proposições, que são contraditórias, a falsidade duma  implica a verdade da outra (e inversamente), pelo que a falsidade da primeira, implica a verdade da  segunda.  3. Tendo as proposições: P= “Alguns australianos não gostam de futebol” e Q= “Nenhum australiano gosta de futebol”: 3.1. Se Q for falsa, P pode ser verdadeira? Justifique a sua resposta. R: Sim. Porque se trata de duas proposições subalternas e, neste caso, a falsidade da universal não  implica a falsidade da particular, pelo que esta pode ser verdadeira. 3.2. Apresente as contraditórias de P e de Q. R: Contraditória de P: “Todos os australianos gostam de futebol”. Contraditória de Q: “Alguns australianos gostam de futebol”. 3.3. Sendo P falsa, decida do valor de verdade das contraditórias de P e de Q. R: Contraditória de P: Verdadeira. Porque, de acordo com a regra das contraditórias, se uma é  verdadeira, a outra é falsa e inversamente.     Contraditória de Q: Verdadeira, porque a sua subalterna, que neste caso é universal, é verdadeira, pois,      Contraditória de Q: Verdadeira, porque a sua subalterna, que neste caso é universal, é verdadeira, pois,  de acordo com a regra das subalternas, a verdade da universal implica a verdade da particular. 4. Se se demonstrar que Todos os corvos são negros, podemos considerar que também fica demonstrado que negros, Alguns corvos são negros? Justifique a sua resposta. negros? R: Sim, pois se a universal for verdadeira, a particular não pode ser falsa, de a acordo com a regra das  subalternas.  

×