O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.
O ILUMINISMO<br />Professor Jarlison Augusto<br />
“Nunca devemos admitir senão aquilo que a razão nos mostra como evidente; em caso algum podemos aceitar o que nos é impost...
Pré – condições para o “Século das Luzes” (séc. XVIII)<br /><ul><li> Ascensão econômica da Burguesia
Revolução Científica </li></ul>				(Galileu, Descartes, Newton...)<br /><ul><li>Crise do Antigo Regime</li></li></ul><li><...
 Atrelado à classe burguesa, que lutava contra a intervenção do Estado na economia</li></ul>Burguesia = pagava altos impos...
 Estado - função</li></ul>	zelar e defender os direitos naturais do cidadão, senão o povo poderia destituí-lo<br />Obra: S...
MONTESQUIEU (1689 – 1755)<br />“só o poder limita o poder”<br />Obra: O espírito das leis; Cartas Persas.<br /><ul><li>Div...
Jean-Jacques ROUSSEAU (1712-1778)<br />“O homem nasce bom, a sociedade o corrompe”<br /><ul><li>Obra: O Contrato Social</l...
 Condenada pelo governo e pela Igreja como subversiva, circulou clandestinamente e influenciou as mentes da época</li></li...
<ul><li>Ideias Gerais:</li></ul>Defendiam a liberdade de mercado, a propriedade privada e o individualismo econômico<br />...
Déspotas Esclarecidos<br /><ul><li> Soberanos (ou ministros) que tentaram pôr em prática ideias iluministas, visando moder...
O Iluminismo
O Iluminismo
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

O Iluminismo

5.117 visualizações

Publicada em

O "Século das Luzes"

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

O Iluminismo

  1. 1. O ILUMINISMO<br />Professor Jarlison Augusto<br />
  2. 2. “Nunca devemos admitir senão aquilo que a razão nos mostra como evidente; em caso algum podemos aceitar o que nos é imposto pela nossa imaginação ou pelos nossos sentidos.”Descartes, Meditações Metafísicas, 1640<br />
  3. 3. Pré – condições para o “Século das Luzes” (séc. XVIII)<br /><ul><li> Ascensão econômica da Burguesia
  4. 4. Revolução Científica </li></ul> (Galileu, Descartes, Newton...)<br /><ul><li>Crise do Antigo Regime</li></li></ul><li><ul><li>Iluminar, combater à ignorância, às superstições, ser guiado sempre pela razão.
  5. 5. Atrelado à classe burguesa, que lutava contra a intervenção do Estado na economia</li></ul>Burguesia = pagava altos impostos<br /> sustentava<br />Nobreza = cargos no governo<br />Clero = privilégios<br /><ul><li>isentas de impostos</li></li></ul><li>John LOCKE (1632 – 1704)<br /><ul><li>Combate ao absolutismo
  6. 6. Estado - função</li></ul> zelar e defender os direitos naturais do cidadão, senão o povo poderia destituí-lo<br />Obra: Segundo Tratado sobre o Governo<br />“todos os homens, ao nascer, tinham direitos naturais: direito à vida, à liberdade e à propriedade. Para garantir esses direitos naturais, os homens haviam criado governos. Se esses governos, contudo, não respeitassem a vida, a liberdade e a propriedade, o povo tinha o direito de se revoltar contra eles.”<br />
  7. 7. MONTESQUIEU (1689 – 1755)<br />“só o poder limita o poder”<br />Obra: O espírito das leis; Cartas Persas.<br /><ul><li>Divisão dos 3 poderes e autonomia, o que garantiria o cumprimento das leis vigentes, e a liberdade dos cidadãos</li></li></ul><li>VOLTAIRE (1694 – 1778)<br />“Só haverá liberdade quando o último rei for enforcado com as tripas do último padre”<br /><ul><li> Crítico da religião (clero) e da monarquia (nobreza) </li></ul> Liberdade de expressão<br />“Posso não concordar com nenhuma das vossas palavras, mas defenderei até a morte o vosso direito de enunciá-las”<br />Obra: Dicionário Filosófico; Cartas Inglesas<br />
  8. 8. Jean-Jacques ROUSSEAU (1712-1778)<br />“O homem nasce bom, a sociedade o corrompe”<br /><ul><li>Obra: O Contrato Social</li></li></ul><li><ul><li>O contrato social</li></ul>Povo = soberania das decisões<br />Política = voto<br />Homens = livres e iguais<br /><ul><li> Progresso deteriorava o homem</li></ul>(chocou os outros iluministas...)<br /><ul><li>Propriedade privada = raiz das infelicidades humanas (Discurso Sobre a Origem e Fundamento da Desigualdade Entre os Homens) </li></li></ul><li>ENCICLOPEDISMO<br />Enciclopédia = divulgação p/ grande número de pessoas, novas ideias do século XVIII<br />Diversas áreas do conhecimento<br /><ul><li> Organizadores: - Denis Diderot</li></ul>(1789) - Jean D’Alembert<br /><ul><li> Outros: Voltaire, Montesquieu, Rousseau...
  9. 9. Condenada pelo governo e pela Igreja como subversiva, circulou clandestinamente e influenciou as mentes da época</li></li></ul><li>Liberalismo Econômico (“Escola Clássica”)<br /><ul><li>Adam Smith(1723 – 1790)</li></ul>“A riqueza das nações”<br />1° a fazer um estudo sobre o sistema capitalista<br />Capital aliado ao trabalho = verdadeira riqueza da nação<br />
  10. 10. <ul><li>Ideias Gerais:</li></ul>Defendiam a liberdade de mercado, a propriedade privada e o individualismo econômico<br />Existiriam leis naturais que guiariam o funcionamento da economia<br /> Outros: - Thomas Malthus<br /> - David Ricardo<br />
  11. 11. Déspotas Esclarecidos<br /><ul><li> Soberanos (ou ministros) que tentaram pôr em prática ideias iluministas, visando modernizar os estados que governavam, e assim diminuir a contestação</li></ul>Fim das barreiras comerciais<br />Fim da censura aos livros<br />Oposição Nobreza / Clero<br />Apoio Burguesia<br /><ul><li> Frederico II (Prússia) - Catarina II (Rússia) - Carlos III (Espanha) - José II & Maria Teresa (Áustria) - Marquês de Pombal (Portugal)</li>

×