Familia na atualidade

24.309 visualizações

Publicada em

0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
24.309
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6.969
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
595
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Chafic Jbeili - www.chafic.com.br
  • Chafic Jbeili - www.chafic.com.br
  • Chafic Jbeili - www.chafic.com.br
  • Chafic Jbeili - www.chafic.com.br
  • Chafic Jbeili - www.chafic.com.br
  • Chafic Jbeili - www.chafic.com.br
  • Chafic Jbeili - www.chafic.com.br
  • Chafic Jbeili - www.chafic.com.br
  • Chafic Jbeili - www.chafic.com.br
  • Chafic Jbeili - www.chafic.com.br
  • Chafic Jbeili - www.chafic.com.br
  • Chafic Jbeili - www.chafic.com.br
  • Chafic Jbeili - www.chafic.com.br
  • Chafic Jbeili - www.chafic.com.br
  • Familia na atualidade

    1. 1. Colégio Santa DorotéiaA Construção e a Reconfiguração da Família: uma abordagem histórica Manaus 2012 1
    2. 2. O termo “família” é derivado do latim “famulus”,que significa “escravo doméstico”.Este termo foi criado na Roma Antiga para designarum novo grupo social que surgiu entre as triboslatinas, ao serem introduzidas à agricultura e tambémescravidão legalizada.
    3. 3. ConceitoSegundo ATKINSON e MURRAY (cit.por VARA, 1996), a família é umsistema social uno, composto por umgrupo de indivíduos, cada um com umpapel atribuído, e emboradiferenciados, consubstanciam ofuncionamento do sistema como umtodo. 3
    4. 4. O conceito de família, ao ser abordado,evoca obrigatoriamente, os conceitos depapéis e funções.Em todas as famílias, independentementeda sociedade, cada membro ocupadeterminada posição ou tem determinadoestatuto, como por exemplo, marido,mulher, filho ou irmão, sendo orientados porpapéis. 4
    5. 5. Papéis estes, que não são mais do que,“as expectativas de comportamento, deobrigações e de direitos que estãoassociados a uma dada posição nafamília ou no grupo social” (DUVALL ; MILLER cit. por STANHOPE, 1999; p. 502). 5
    6. 6. No fim do século XVI e durante o século XVII vaisurgir um novo sentimento de família que vemacompanhado de mudanças significativas emrelação às crianças.“A criança tornou-se um elemento indispensávelda vida cotidiana, e os adultos passaram a sepreocupar com sua educação, carreira e futuro” (Arié, p. História social da criança e da família, p.270) 6
    7. 7.  A Europa como “civilização mais avançada”,promove/sofre guerras que vão alterar as formasde relações pessoais e sociais. Impondo umsentimento de urgência em viver todas as coisasjá.Neste contexto a família também será alterada, acriança será entendida como esperança, há umaextensão da família pelo espírito dasolidariedade, espírito de comunidade e decuidado mútuo. 7
    8. 8. FAMÍLIA HOJE    DIVERSIDADE ESTRUTURAL MAIS COMUM FAMÍLIAS TRADICIONAIS> Papai + mamãe + filhosFAMÍLIAS  MONOPARENTAIS>formada por qualquer dos pais eseus filhosFAMÍLIAS  RECASADAS> novos membros no contexto dasFamílias (padrasto – madrasta)FAMÍLIAS  AMPLIADAS> família nuclear, mais os parentes diretosou colaterais, existindo uma extensão das relações entre pais efilhos para avós, pais e netosFAMÍLIAS NÃO CONVENCIONAIS> escapa à fórmula biológica depai, mãe e filhos morando juntos 8
    9. 9. 9Família na pré-história: papéis muito bem definidos (pela capacidade e força de cada um)
    10. 10. 10Família romana: modelo paternalista / patriarcal. Papéis estabelecidos pelo pater.
    11. 11. 11Família Aristocrata: Papéis impostos por rígidas tradições. (Amas de criação)
    12. 12. Família  camponesa:  Mulheres  cuidam  das  crianças  e  da  casa,  tecem  e  cozinham.  Os  12homens cuidavam das plantações, das construções e do comércio.
    13. 13. Família classe trabalhadora: Com a Revolução Industrial homens e mulherescompartilhavam afazeres na indústria. Os filhos perambulavam pelas ruas. O papel daama de criação (babá) ressurge posteriormente.
    14. 14. Família moderna:Valorização da mulherno mercado detrabalho - filhos naresponsabilidade deavós ou “amas”modernas - Papéisconfusos - Sustento dacasa é compartilhado -Surgimento de novosmodelos familiares.
    15. 15. E os papéis?
    16. 16. Ontem HojePatriarcal - Roma família autoridade do Igualitáriachefe da família, submissão da Organizações familiares alternativas:esposa e dos filhos  casamentos sucessivos com parceiros distintos e homem - chefe. filhos de diferentes uniões;  casais homossexuais adotando filhos legalmente;Idade Média -Sacramental casais com filhos ou parceiros isolados ou mesmo cada um vivendo com uma das famílias de origem; casamento  as chamadas “produções independentes” tornam- influência da Igreja se mais frequentes; fidelidade  mais ultimamente, duplas de mães solteiras ou já separadas compartilham a criação de seus filhos.
    17. 17. Influências que marcaram a formação da família brasileira: Romana - a autoridade do chefe da família, onde a submissãoda esposa e dos filhos ao pai confere ao homem o papel dechefe. Medieval - perpetua-se o caráter sacramental do casamentooriginado no século XVI. Portuguesa, temos a solidariedade, o sentimento de sensívelligação afetiva, abnegação e desprendimento
    18. 18. Modificações na família a partir da década de 60Cresceu o número deseparações e divórcios,A religião foi perdendosua força, não maisconseguindo segurarcasamentos com relaçõesinsatisfatórias.A igualdade passou a serum pressuposto em muitasrelações matrimoniais.
    19. 19. Século XXI – Crise da Instituição familiar?Não se trata propriamente doenfraquecimento da instituiçãofamília, mas:o surgimento de novos modelosfamiliaresnovas relações entre os sexosperspectiva igualitária,mediante maior controle danatalidadeinserção massiva da mulher nomercado de trabalho
    20. 20. Na tradicional divisão de tarefas dentro do lar ocorrem modificações importantes:Com o trabalho fora de casa, decorrente da inserçãofeminina no mercado de trabalho, o tempo da mulher parao cuidado dos filhos foi diminuindoO homem foi mudando seuespaço no interior da família,assumindo inclusive tarefas antestipicamente femininas.A mulher torna-se maiscompetente no trabalho,autônoma e competitiva, aomesmo tempo em que o homemaprende a ser mais cuidadoso ecuidador nas relações.
    21. 21. Na estrutura familiar, os filhos são osE os filhos? membros mais vulneráveis às situações de conflitos no grupo e, neste sentido, estão mais expostos que os demais, justamente por não ter autonomia e capacidade plena de defesa e resolução. Com relação aos adolescentes, a situação é praticamente a mesma, com o agravante de que, muitas vezes, eles são depositários de expectativas e esperanças de ascensão do grupo familiar, sofrem com a frustração destas expectativas, tanto pelo contexto familiar de sobrevivência, como pelo contexto de possibilidades de inserção social
    22. 22. Os dois lados da instituição familiar e como forma fundamental deConformismo às exigências resistência contra essa mesmasociais sociedade.Mantém a subordinação mas protege mulheres, criançasfeminina e dos filhos e velhos contra a violência urbana;Conserva tradições mas é o espaço de elaboração de projetos para o futuroÉ um núcleo de tensões e de mas também o lugar onde seconflitos obtém prazer
    23. 23. O papel da famíliaA família desempenha papel fundamental não só na relaçãocom seus membros, mas também na relação com o Estado,na perspectiva de instituição social decisiva aodesenvolvimento do processo de integração/inclusão socialde seus membros.
    24. 24. Autonomia, independência, responsabilidade e afetividade Através do incentivo à construção da autonomia e independência de seus membros, a família estará, favorecendo a formação de um indivíduo capaz de organizar sua própria vida e responsabilizar-se por suas relações sociais, e fortalecendo a manutenção de laços afetivos já existentes, bem como a formação de novos laços

    ×