De Capitaniado Rio Negroa Comarca doAlto RioAmazonas
Estado do Grão- Pará e Rio Negro e aindependência do Brasil• A elevação do Brasil acategoria de Reino Unido aPortugal e Al...
Comarca do Rio Negro ( 1824-1833)• A região do Rio doNegro recebeu umstatus inferior, deComarca da provínciado Pará, neste...
1)Conflitos dos Poderes InternosO governo provincialparaense adotou asseguintes medidas:• Aboliu a junta governativado Rio...
2) MovimentoAutonomista do RioNegro de 1832• Observa-se orelacionamento tenso,embora pacífico, entre obacharel Manoel Bern...
3)Repressão dogovernoparaense• O governo paraense, napessoa do presidente JoséJoaquim Machado deOliveira, ao saber dosacon...
4) Quadro Geral daComarca do Rio Negro• Era uma populaçãoque pouco tinhacrescido, secomparada com a docenso demográfico de...
Comarca do alto Amazonas (1833-1850)• Em 29 de setembro de 1832, aRegência promulgou o Códigodo Processo Criminal doImpéri...
1) Manaus, Sededa Comarca• Por volta dessareforma, o Lugar daBarra do Rio Negro foielevado a categoria deVila, com o nome ...
2) Novos Rumos, aLiderança deManaus• Em 1834, a Comarca doAlto Amazonas voltou aviver momentosagitados. Já em fevereirodaq...
3) Cabanagem noAltoAmazonas(1836-1840) A Cabanagem atingiu oAmazonas, que se iniciarano Grão-Pará. Deve ser encarada com...
Processo InsurrecionalCabano no Alto Amazonas Tomada do Amazonas Cabanos, Senhores doAlto Amazonas Conflitos Internos:C...
Restabelecimento daLegalidade A movimentaçãoarmada paradesestruturar opoder cabano noAM ocorreu, emTefé.
Alto Amazonas Pós-Cabanagem A situação da comarca setorna critica, sobretudoao nível da geopolítica.Era perturbadora ampl...
A Decadência Pra melhor estabelecermos aComarca do AM, as vésperasda sua elevação a categoria deProvíncia, duas impressõe...
Referências• FRANCISCO, santos- Historia Geral da Amazônia-Ed.MemVaMem.• PONTES, Filho. Estudos de História do Amazonas.Ed...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

De capitania do rio negro a comarca do amazonas

9.076 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
9.076
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4.812
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
199
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

De capitania do rio negro a comarca do amazonas

  1. 1. De Capitaniado Rio Negroa Comarca doAlto RioAmazonas
  2. 2. Estado do Grão- Pará e Rio Negro e aindependência do Brasil• A elevação do Brasil acategoria de Reino Unido aPortugal e Algarves, nãoalterou o status do Grão-Pará e Rio Negro. Estecontinuava distinto doBrasil.• Quando D. João VI e suacorte retornaram a Lisboa,as autoridades do Grão-Parávoltavam a receber ordensde Portugal ignorando aregência de D. Pedro no Riode Janeiro.
  3. 3. Comarca do Rio Negro ( 1824-1833)• A região do Rio doNegro recebeu umstatus inferior, deComarca da provínciado Pará, neste caso aincorporação daAmazônia portuguesaao Brasil não alterou ocaráter subalterno doRio Negro em relaçãoao Pará.
  4. 4. 1)Conflitos dos Poderes InternosO governo provincialparaense adotou asseguintes medidas:• Aboliu a junta governativado Rio Negro• Reforçou a autoridadejudiciaria do Ouvidor e amunicipal na Câmara deBarcelos, a ser transferidapara a Barra do Rio Negro• Nomeou um comandantemilitar, o capitão HilárioPedro Gurjão.
  5. 5. 2) MovimentoAutonomista do RioNegro de 1832• Observa-se orelacionamento tenso,embora pacífico, entre obacharel Manoel Bernardode Souza e Figueiredo e ocoronel Joaquim dos Reis.O primeiro havia assumidoa Ouvidoria no início de1828, substituindo RamosFerreira, e mostrava-sesimpático as ideiasautonomistas, ao contrariodo segundo, nomeadocomandante militar, cujocomportamento hostil ascausas autonomistas eraconhecido.
  6. 6. 3)Repressão dogovernoparaense• O governo paraense, napessoa do presidente JoséJoaquim Machado deOliveira, ao saber dosacontecimentos,condenou osprocedimentos dasautoridades e dapopulação do Rio Negro,enfatizando a ilegalidadeda separação. Além dissoenviou forças militaresque tinham a incumbênciade restaurar a legalidadeconstitucional e punirrevoltosos.
  7. 7. 4) Quadro Geral daComarca do Rio Negro• Era uma populaçãoque pouco tinhacrescido, secomparada com a docenso demográfico de1796 que totalizou apopulação para aCapitania do RioNegro de 14.232habitantes
  8. 8. Comarca do alto Amazonas (1833-1850)• Em 29 de setembro de 1832, aRegência promulgou o Códigodo Processo Criminal doImpério, unificando a legislaçãoque se encontrava dispersa.Pelo artigo 3 deste código, asProvíncias teriam que fazer umadivisão interna administrativo-judiciária, devido aos seusresultados ser submetidos aoparlamento imperial paraúltima aprovação.
  9. 9. 1) Manaus, Sededa Comarca• Por volta dessareforma, o Lugar daBarra do Rio Negro foielevado a categoria deVila, com o nome deManaus, pois setornou sede daComarca ondefuncionaria um juizadode direito, um deórfãos e umapromotoria pública,além da CâmaraMunicipal.
  10. 10. 2) Novos Rumos, aLiderança deManaus• Em 1834, a Comarca doAlto Amazonas voltou aviver momentosagitados. Já em fevereirodaquele ano houveprotestos em Manaus,cuja população livre foratingida e prejudicadapela medida do governoprovincial em retirar asmoedas de cobre, queeram o meio circulantemais comum na região.
  11. 11. 3) Cabanagem noAltoAmazonas(1836-1840) A Cabanagem atingiu oAmazonas, que se iniciarano Grão-Pará. Deve ser encarada comouma ‘’revolta aberta” jáque seus setorespopulares agiram deforma autônoma. Representou umaoportunidade de mudançasocial extremamenterevolucionaria para ascondições sociais.
  12. 12. Processo InsurrecionalCabano no Alto Amazonas Tomada do Amazonas Cabanos, Senhores doAlto Amazonas Conflitos Internos:Cabanos X Cabanos
  13. 13. Restabelecimento daLegalidade A movimentaçãoarmada paradesestruturar opoder cabano noAM ocorreu, emTefé.
  14. 14. Alto Amazonas Pós-Cabanagem A situação da comarca setorna critica, sobretudoao nível da geopolítica.Era perturbadora amplazona de fronteira,verdadeiramente portaaberta para penetração.
  15. 15. A Decadência Pra melhor estabelecermos aComarca do AM, as vésperasda sua elevação a categoria deProvíncia, duas impressões sefazem necessárias:a. A primeira é a do coronel JoãoMatosb. Revelações do naturalistaAlfred Russel Eles fizeram uma serie deanotações sobre a atividadecomercial e os costumes doshabitantes da cidade.
  16. 16. Referências• FRANCISCO, santos- Historia Geral da Amazônia-Ed.MemVaMem.• PONTES, Filho. Estudos de História do Amazonas.Editora Valer

×