Linguagem e comunicação I

2.278 visualizações

Publicada em

Disciplina administrada n Curso de Pedagogia do IEM – INSTITUTO DE EDUCAÇÃO METROPOLITANO DO MARANHÃO, em Bom Jardim - MA, pelo professor José Arnaldo da Silva.

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.278
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
146
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Linguagem e comunicação I

  1. 1. Linguagem e Comunicação I Prof. José Arnaldo da Silva
  2. 2. LINGUAGEM: é todo sistema de sinais convencionais que nos permite realizar atos de comunicação. Pode ser verbal e não-verbal. a) verbal: aquela cujos sinais são as palavras
  3. 3. A comunicação é um processo que  envolve a troca de informações, e  utiliza os sistemas simbólicos como  suporte para este fim.
  4. 4. Língua é o sistema de códigos linguísticos  utilizados por um grupo social. Os indivíduos do grupo devem decodificar  os signos para obterem a mensagem e  efetivar a comunicação. Fala é o uso particular que o indivíduo  pertencente a um grupo social faz da  língua.
  5. 5. Elementos da comunicação Humana
  6. 6. b). não-verbal: aquela que utiliza outros sinais que não as palavras. Exemplos: LIBRAS - Linguagem Brasileira de Sinais O conjunto dos sinais de trânsito, mímica etc. Todos eles constituem tipos de linguagem nãoverbal.
  7. 7. Emissor – o que emite a mensagem. Receptor – o que recebe a mensagem. Mensagem – o conjunto de informações transmitidas. Código – a combinação de signos utilizados na transmissão de uma mensagem. A comunicação só se concretizará, se o receptor souber decodificar a mensagem.
  8. 8. Canal de Comunicação – por onde a mensagem é transmitida: TV, rádio, jornal, revista, cordas vocais, ar... Contexto – a situação a que a mensagem se refere, também chamado de referente. Ruído – qualquer perturbação na comunicação.
  9. 9. Funções da Linguagem
  10. 10. Funções da linguagem são recursos de ênfase que atuam segundo a intenção do produtor da mensagem, cada qual abordando um diferente elemento da comunicação. Um texto pode apresentar mais de uma função enfatizada. O modelo a seguir foi proposto por Roman Jakobson no livro Linguística e Comunicação (1970).
  11. 11. Modelo de Roman Jakobson 1. Função emotiva ou expressiva 2. Função referencial ou denotativa 3. Função apelativa ou conativa 4. Função fática 5. Função poética ou estética 6. Função metalinguística
  12. 12. Função emotiva ou expressiva • A mensagem é centrada nas opiniões e emoções do emissor. • Geralmente usa-se a 1ª pessoa do singular, interjeições e exclamações. •O texto é pessoal, subjetivo. Exemplos: autobiografias, memórias, poesia lírica e cartas de amor.
  13. 13. Função referencial ou denotativa • A mensagem é centrada no referente (contexto relacionado a emissor e receptor). • O emissor procura fornecer informações da realidade, sem a opinião pessoal, de forma objetiva, direta, denotativa. •A ênfase é dada ao conteúdo, às informações. •Geralmente usa-se a 3ª pessoa do singular. Exemplos: textos jornalísticos, científicos, etc.
  14. 14. Função apelativa ou conativa • A mensagem é centrada no receptor e organiza-se de forma a influenciá-lo. • Geralmente usa-se a 2ª e 3ª pessoa, vocativos e imperativo. Exemplos: discursos, sermões, textos de publicidade e propaganda.
  15. 15. Função fática • O canal é posto em destaque. •O interesse do emissor é emitir e simplesmente testar ou chamar a atenção para o canal. Exemplos típicos da função fática são: "alô", "pronto", "oi", "tudo bem?" "boa tarde", "sentem-se", etc. Ou na propaganda, de forma a chamar a atenção, a tipografia, layout, etc.
  16. 16. Função poética ou estética • É aquela que põe em evidência a forma da mensagem, ou seja, que se preocupa mais em "como dizer" do que com "o que dizer". • A mensagem é posta em destaque, chamando a atenção para o modo como foi organizada. É afetiva, sugestiva, conotativa, metafórica. Valorizam-se as palavras e suas combinações. Exemplos: obras literárias, letras de música, em algumas propagandas. • Características: Subjetividade Figuras de linguagem Brincadeiras com o código
  17. 17. Função metalingüística •O código lingüístico é posto em destaque. • Usa-se o código para falar dele mesmo. Exemplos: dicionários, gramáticas, textos que analisam textos, poemas que abordam o assunto da poesia.

×