Tudo na vida tem seu preço.

339 visualizações

Publicada em

Tudo na vida tem seu preço.

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
339
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
37
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Tudo na vida tem seu preço.

  1. 1. Formatado por Cris Sousa
  2. 2. Um dia, o professor de Química de um grande colégio,enquanto a turma estava no laboratório, percebeu um jovemque coçava continuamente as costas e se esticava como seelas doessem.CONTINUAR
  3. 3. Ao ser questionado o aluno respondeu que tinhauma bala alojada nas costas, pois tinha sido alvejadoquando lutava contra os comunistas de seu país queestavam tentando derrubar o governo e instalar umnovo regime, um “outro mundo possível ”.CONTINUAR
  4. 4. No meio do relato ele olhoupara o professor eperguntou:O senhor sabe como secapturam porcosselvagens ?Não, respondeu oprofessor.CONTINUAR
  5. 5. Você captura porcos selvagens encontrando um lugaradequado na floresta e colocando algum milho no chão.Os porcos vêm todo dia comer o milho gratuito.Quando eles se acostumam a vir todos os dias, você colocauma cerca. Mas só de um lado do lugar onde eles seacostumaram a vir.CONTINUAR
  6. 6. Quando eles se acostumam com a cerca, eles voltam para comero milho e você coloca o outro lado da cerca.Mais uma vez eles se acostumam e voltam para comer.Você continua assim, até colocar os quatro lados da cerca em voltadeles, com uma porta no último lado.CONTINUAR
  7. 7. O porcos, que já se acostumaram ao milho fácil e às cercas,continuam a vir .Você, então, fecha a porteira e captura o grupo todo. E assim,em um segundo, os porcos perdem sua liberdade.CONTINUAR
  8. 8. Eles ficam correndo e dando voltas dentro dascercas, mas logo voltam a comer o milho fácil egratuito. E ficam tão acostumados a ele que esquecemcomo caçar na floresta por si próprios. E por isso,aceitam a servidão.CONTINUAR
  9. 9. O jovem, então, disse aoprofessor que era isso o que elevia acontecer em seu país.O governo ficava empurrando opovo para o comunismo e osocialismo e espalhando o milhogratuito, na forma de• propagandas de auxílio de renda,• bolsas isso e aquilo,• impostos variados,• estatutos de proteção,• cotas para estes e aqueles,• subsídio para todo tipo de coisa,• programas de bem-estar social,• medicina e medicamentos gratuitos.CONTINUAR
  10. 10. Sempre e semprenovas leis.Tudo ao custo daperda contínua daliberdade.Migalha a migalha.CONTINUAR
  11. 11. Devemos nos lembrar que NÃO EXISTE ESSE NEGÓCIO DEALMOÇO GRÁTIS e, também, que NÃO É POSSÍVEL ALGUÉMPRESTAR UM SERVIÇO MAIS BARATO DO QUE SERIA SEVOCÊ MESMO O FIZESSE.CONTINUAR
  12. 12. Finalmente, se você percebe que toda essa maravilhosa“ajuda” governamental se opõe ao futuro da democraciaem nosso país, você vai mandar esta mensagem para seusamigos.Mas se você acha que políticos e ongueiros pedem maispoder para as classes deles tirarem liberdade e dinheirodos outros para beneficiar “você” ou os “pobres”, entãovocê, provavelmente, vai deletar este email.E que Deus o ajude quando trancarem a porteira !CONTINUAR
  13. 13. O milho já estásendo colocado faztempo;as cercas estãosendo colocandasaos poucos;imperceptivelmente.CONTINUAR
  14. 14. E quando menos se espera.. PRONTO!TRANCAM A PORTEIRA!SAIR

×