Como se constrói uma lenda<br />(Nacimiento de una leyenda)<br />www.jarbascomputadores.blogspot.com<br />Tradução:<br />R...
“TITANIC”<br />
A companhia de navegação White Star foi fundada em 1850, com a sua frota composta por navios que transportavam o ouro das ...
     Em 1907,  em uma festa realizada na mansão de William J. Pirri no Canadá, Bruce lsmay propõe a construção de 2 grande...
O plano foi aprovado em Belfast em 29 de julho de 1908 por Bruce Ismay e os diretores da White Star. O projeto apresenta a...
Morgan, J Bruce Ismay<br />
Maquete original do “Titanic” e do “Olympic" <br />
Em 31 de julho de 1908 foi assinado o contrato para a construção dos navios Olypmpic, Titanic e um 3º navio, o Britannic, ...
Antes de iniciar a construção dos navios Olympic e Titanic, <br />foi necessária a construção de duas grandes estruturas n...
Para a construção do Olympic e do Titanic, foi construída uma enorme ponte de aço equipada com um guindaste e quatro eleva...
Os hangares de construção do Olympic (à dir.) e do Titanic(à esq.)<br />
Fim do expediente no estaleiro (observa-se ao fundo o Titanic).<br />Na época, a H & W tinha 15.000 funcionários,<br />dos...
A âncora<br />
O transporte de uma das âncoras<br />
Caldeiras em construção<br />
As caldeiras prontas antes da instalação.<br />(Compare o tamanho com o homem que está à direita)<br />
Caldeiras sendo transportadas para o navio.<br />
Unidade de Refrigeração<br />
Projeto das chaminés (Na foto seguite, o tranporte para a instalação)<br />
Projeto da instalação dos motores, posicionados lado a lado, cada um impulsiona uma hélice. <br />Nas caldeiras, a conduçã...
Construção de um dos motores principais<br />
Eixos dos pistões dos motores<br />
Rotor da Turbina<br />
A Caixa da Turbina<br />
Rotor da Turbina<br />
Tampa da Turbina<br />
Geradores de Eletricidade<br />
Instalação dos eixos das hélices<br />
O Leme<br />
Suporte do Leme<br />
Projeto do Timão<br />
Engrenagens do Timão<br />
Visão da construção do interior do Titanic.<br />
Em 31 de maio de 1911 o casco do Titanic é colocado no mar, onde será terminada a construção. O fato foi acompanhado por m...
Convite para o lançamento do casco do Titanic ao mar<br />(Veja o lançamento nas fotos seguintes) <br />
Ele é lançado sem as hélices, que serão instaladas posteriormente fora d’água.<br />
Houve uma comoção geral no estaleiro, quando o Titanic passou a flutuar em seu ambiente natural.<br />Mesmo sem os motores...
O Titanic na doca (ainda sem a falsa chaminé)<br />
 A hélice central com 4 pás e o diâmetro de 5 metros, é movida por uma turbina Parsons. <br />As duas hélices laterais con...
O Titanic posicionado para a instalação das hélices<br />
O Titanic é testado em 2 de abril as 06.00 horas.<br />Ele é rebocado do Canal Victoria para Belfast Lough. <br />Uma vez ...
    Lembramos que quando foi avistado o iceberg, ele estava a cerca de 450 metros da proa do navio que navegava a 21 nós.<...
Cabine de comando vista da proa<br />
A Popa<br />
Detalhe do costado de Estibordo.<br />
Detalhe de  costado de Bombordo.<br />
Edward J. Smith era o comandante mais antigo na White Star Line, e indiscutivelmente o mais experiente comandante na rota ...
Última fotografía do capitão Edward J. Smith. <br />
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Titanic - como nasce uma lenda

766 visualizações

Publicada em

Titanic - como nasce uma lenda

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
766
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
31
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Titanic - como nasce uma lenda

  1. 1. Como se constrói uma lenda<br />(Nacimiento de una leyenda)<br />www.jarbascomputadores.blogspot.com<br />Tradução:<br />Rodrigo *O Tecelão!<br />Clique para avançar<br />
  2. 2.
  3. 3. “TITANIC”<br />
  4. 4.
  5. 5.
  6. 6. A companhia de navegação White Star foi fundada em 1850, com a sua frota composta por navios que transportavam o ouro das minas australianas.<br />Em 1902, a Companhia International Mercantile Marine, uma <trust> com financiamento norte americano, organizada por J. Pierpont Morgan, compra a White Star por cerca de US $ 25 milhões em ouro, e esta passa a ser controlada por interesses norte americanos. Os navios porém continuam carregando a bandeira e a tripulação inglesa.<br />Em 1904 Bruce J. lsmay, de 41 anos assumiu a presidência e a gestão administrativa da empresa, com o pleno apoio de Morgan. <br />Por sua vez William J. Pirri, presidente da Harland & Wolff estaleiros, torna-se diretor da Marinha Mercante. <br />
  7. 7. Em 1907, em uma festa realizada na mansão de William J. Pirri no Canadá, Bruce lsmay propõe a construção de 2 grandes navios (posteriormente acrescentando um 3º) para concorrer com o luxo, o tamanho e a velocidade dos navios das empresas rivais, especialmente a Cunard, que nesse ano tinha lançado os transatlânticos Lusitânia e Mauritânia (*) ambos com 30.396 toneladas, 232 metros, e velocidade de 26.4 nós.<br /> (*) Estes dois navios foram construídos com subsídio governamental de 2,5 milhões de libras esterlinas, na condição de permanecerem em propriedade britânica e estarem disponíveis ao país em caso de guerra.. <br />
  8. 8. O plano foi aprovado em Belfast em 29 de julho de 1908 por Bruce Ismay e os diretores da White Star. O projeto apresenta a mais moderna arquitetura naval, incluindo a divisão do casco em uma série de compartimentos tanques, atuantes na estabilidade e equilíbrio do navio.<br />Ele comporta um enorme espaço para a ocupação das caldeiras e motores, e contém uma 4ª chaminé, falsa, que não está relacionada com as caldeiras, a sua função era apenas a de aumentar o prestígio e a estética do barco..<br />
  9. 9. Morgan, J Bruce Ismay<br />
  10. 10. Maquete original do “Titanic” e do “Olympic" <br />
  11. 11. Em 31 de julho de 1908 foi assinado o contrato para a construção dos navios Olypmpic, Titanic e um 3º navio, o Britannic, nos estaleiros navais de Belfast. <br />O Titanic terá 267 metros de comprimento, 28 de largura e 30 metros de altura do nível da água. O custo total de cada navio será 1.500.000 libras, ou seja, cerca de 7.500.000 dólares. <br />Este número é impressionante para a época, considerando-se que um operador do estaleiro ganhava 2 libras por semana, ou 96 libras por ano. Edward J. Smith, capitão do Titanic, tinha o maior salário da época, £ 1000 por ano. <br />As decisões finais sobre a concepção, os equipamentos e o mobiliário, dependiam de J. Bruce Ismay.<br />Em 31 de maio de 1908 tem início a construção do Titanic.no estaleiro Harland & Wolff.<br />
  12. 12. Antes de iniciar a construção dos navios Olympic e Titanic, <br />foi necessária a construção de duas grandes estruturas no estaleiro.<br />
  13. 13.
  14. 14. Para a construção do Olympic e do Titanic, foi construída uma enorme ponte de aço equipada com um guindaste e quatro elevadores elétricos.Toda a estrutura pesando 6.000 toneladas, com 65 metros de altura, foi entregue em 1908 por Sir William & Co. de Glasgow. <br />
  15. 15. Os hangares de construção do Olympic (à dir.) e do Titanic(à esq.)<br />
  16. 16. Fim do expediente no estaleiro (observa-se ao fundo o Titanic).<br />Na época, a H & W tinha 15.000 funcionários,<br />dos quais mais de 3.000 trabalharam na construção do Titanic.<br />
  17. 17.
  18. 18.
  19. 19. A âncora<br />
  20. 20. O transporte de uma das âncoras<br />
  21. 21. Caldeiras em construção<br />
  22. 22. As caldeiras prontas antes da instalação.<br />(Compare o tamanho com o homem que está à direita)<br />
  23. 23. Caldeiras sendo transportadas para o navio.<br />
  24. 24. Unidade de Refrigeração<br />
  25. 25.
  26. 26. Projeto das chaminés (Na foto seguite, o tranporte para a instalação)<br />
  27. 27.
  28. 28. Projeto da instalação dos motores, posicionados lado a lado, cada um impulsiona uma hélice. <br />Nas caldeiras, a condução da produção de vapor é ampliada através de uma turbina de baixa pressão. Este sistema proporciona mais potência, sem aumentar o consumo de carvão. <br />
  29. 29.
  30. 30. Construção de um dos motores principais<br />
  31. 31. Eixos dos pistões dos motores<br />
  32. 32. Rotor da Turbina<br />
  33. 33. A Caixa da Turbina<br />
  34. 34. Rotor da Turbina<br />
  35. 35. Tampa da Turbina<br />
  36. 36.
  37. 37. Geradores de Eletricidade<br />
  38. 38. Instalação dos eixos das hélices<br />
  39. 39. O Leme<br />
  40. 40. Suporte do Leme<br />
  41. 41. Projeto do Timão<br />
  42. 42. Engrenagens do Timão<br />
  43. 43. Visão da construção do interior do Titanic.<br />
  44. 44.
  45. 45.
  46. 46.
  47. 47.
  48. 48.
  49. 49.
  50. 50.
  51. 51. Em 31 de maio de 1911 o casco do Titanic é colocado no mar, onde será terminada a construção. O fato foi acompanhado por mais de 100.000 pessoas. <br />É o maior objeto em movimento construído pelo homem. Para proteger a estrutura onde o casco está apoiado, da enorme pressão de 150 kg por cm2, foram utilizados 22 mil toneladas de sebo, sabão e óleo, para a descida até a água.<br />Rebocadores levam o Titanic à doca onde ele será terminado.<br />Em Junho de 1911 a White Star Line e o estaleiro Harland & Wolff anunciam a data para a primeira viagem do Titanic: 20 de março de 1912.<br />
  52. 52. Convite para o lançamento do casco do Titanic ao mar<br />(Veja o lançamento nas fotos seguintes) <br />
  53. 53.
  54. 54.
  55. 55.
  56. 56. Ele é lançado sem as hélices, que serão instaladas posteriormente fora d’água.<br />
  57. 57. Houve uma comoção geral no estaleiro, quando o Titanic passou a flutuar em seu ambiente natural.<br />Mesmo sem os motores, as caldeiras, as máquinas e acessórios, o Titanic reinou sobre as águas. Após uma hora ele foi rebocado para a doca onde serão terminadas as instalações, evitando assim o transporte das peças e dos equipamentos restantes.<br />Em 3 de fevereiro de 1912 o Titanic será instalado em doca seca, em Belfast, para a etapa de montagem final, com a presença dos técnicos responsáveis pelos projetos..<br />
  58. 58.
  59. 59. O Titanic na doca (ainda sem a falsa chaminé)<br />
  60. 60.
  61. 61.
  62. 62. A hélice central com 4 pás e o diâmetro de 5 metros, é movida por uma turbina Parsons. <br />As duas hélices laterais contém 3 pás com 7 metros de diâmetro e são movidas por 2 motores de quatro cilindros com três velocidades, o maior até agora construído.<br />A instalação é feita em doca seca, fora d´agua (fotos seguintes).. <br />
  63. 63. O Titanic posicionado para a instalação das hélices<br />
  64. 64.
  65. 65.
  66. 66.
  67. 67.
  68. 68. O Titanic é testado em 2 de abril as 06.00 horas.<br />Ele é rebocado do Canal Victoria para Belfast Lough. <br />Uma vez no mar, começam todos os testes de todos os equipamentos de bordo, incluindo o rádio.<br />São executados todos os testes de velocidade e de manobras arriscadas, em todos os movimentos e condições possíveis; sendo o principal deles o grande teste de detenção, onde o navio, a 20 nós, é desacelerado abruptamente sem regredir os motores (sem marcha à ré).<br />Este teste mostra que o Titanic, a esta velocidade, requer cerca de 2 milhas ( 3,22 Km ) para parar completamente após a "frenagem".<br />As 14:00 horas, começa um ensaio de rota à velocidade de 18 nós durante 2 horas, e o Titanic retorna para Belfast 2 horas mais tarde. <br />Havia tanta confiança na construção naval que os testes e ensaios levaram menos de um dia!<br />
  69. 69. Lembramos que quando foi avistado o iceberg, ele estava a cerca de 450 metros da proa do navio que navegava a 21 nós.<br /> Era impossível evitar o impacto.<br />
  70. 70.
  71. 71.
  72. 72.
  73. 73.
  74. 74. Cabine de comando vista da proa<br />
  75. 75. A Popa<br />
  76. 76. Detalhe do costado de Estibordo.<br />
  77. 77. Detalhe de costado de Bombordo.<br />
  78. 78. Edward J. Smith era o comandante mais antigo na White Star Line, e indiscutivelmente o mais experiente comandante na rota do Atlântico Norte. Ele havia comandado o Adriático, um dos grandes transatlânticos da empresa. <br />Ele tinha 38 anos de experiência e possuía um excelente currículo em termos de segurança. Em todos os seus anos de marinha nunca teve qualquer problema. <br />
  79. 79. Última fotografía do capitão Edward J. Smith. <br />

×