Oração do mendigo

683 visualizações

Publicada em

ORAÇÃO DO MENDIGO

Publicada em: Diversão e humor
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
683
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
189
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Oração do mendigo

  1. 1. TEXTO: Luiz Gonzaga da Silva FORMATAÇÃO: Vitória Flores da Silva Email: luizvitoria.silva76@gmail.com
  2. 2. Senhor, não sei direito Teu nome. Uns dizem que és Javé, outros que és Jeová, e a maioria que és Deus ou Jesus. Ouvi certa vez alguém dizer que és três em um: És Pai, és Filho e és Espírito Santo. É meio complicado para mim, por isso vou chamá-lo apenas de “SENHOR”
  3. 3. Nesta noite que espero não seja tão longa como as demais, peço-Vos Senhor que o PAPELÃO DE GELADEIRA, que me serve de colchão seja suficientemente forte para isolar-me da frieza da calçada.
  4. 4. e que esta manta rota que me cobre o corpo semidesnudo, tenha mais uma vez o calor da VOSSA MISERICÓRDIA
  5. 5. Tornei-me vagabundo Senhor, por circunstâncias que ainda não sei ao certo. Só sei que ninguém acredita mais no meu trabalho. Acabei sendo somente vagabundo ou mendigo.
  6. 6. Estou deitado Senhor, bem ao pé de um edifício de apartamentos. Centenas de pessoas entram e saem.
  7. 7. Parecem formigas. Algumas, alegres e sorridentes, outras carrancudas como se a vida fosse uma tortura. Outras passam gesticulando ou resmungando. É um acende e apaga de luzes nos apartamentos.
  8. 8. O que acho curioso Senhor, é que todas essas pessoas estão bem vestidas, bem calçadas e não deviam estar chateadas. Creio eu que elas têm mesa farta, cama macia onde descansar seus corpos.
  9. 9. Têm quartos fechadinhos que as abrigam do vento frio das longas noites de inverno. Daqui Senhor, do meu refúgio improvisado, observo os altos edifícios: Centenas deles debruçam-se sobre a periferia que jaz a seus pés. Sou um "João Ninguém" para a maioria, Senhor!
  10. 10. Menos importante que um cão vadio, mas tenho pena deles, Senhor! São cegos no meio de tanta luz, são surdos no meio de tanto barulho... E o que me dói mais Senhor: São tão solitários no meio da multidão de pessoas. Todos filhos Teus!
  11. 11. Muitas pessoas passam por mim, olham-me e eu vejo um lampejo de compaixão em seus olhos quando me olham. E sempre me jogam uma MOEDINHA em minhas mãos. Não é muita coisa, mas é algo que poderá fazer falta na passagem no final do mês.
  12. 12. São as pessoas de menor poder aquisitivo, as que mais se preocupam com a miséria, Senhor! Eu quero nesta noite pedir por elas : São vítimas do sistema. Algumas, já nem sonham, apenas trabalham com salários injustos.
  13. 13. Para encerrar essa minha oração Senhor, peço pelas crianças que estão na mesma situação minha: Sem lar e prostituindo-se nas drogas e na promiscuidade. Olha por elas, vela por elas, Senhor! Assim Seja!

×