EVOLUÇÃO HISTÓRICA DE ACIDENTES DO TRABALHO NO BRASIL EM 2011

2.226 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.226
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
18
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

EVOLUÇÃO HISTÓRICA DE ACIDENTES DO TRABALHO NO BRASIL EM 2011

  1. 1. Instituto Federal de Alagoas Campus São Miguel
  2. 2. Instituto Federal de Alagoas Campus São Miguel O que é Acidente de Trabalho? Define-se como acidente do trabalho aquele que ocorre pelo exercício do trabalho a serviço da empresa ou pelo exercício do trabalho dos segurados especiais, provocando lesão corporal ou perturbação funcional, permanente ou temporária, que cause a morte, a perda ou a redução da capacidade para o trabalho. Consideram-se acidente do trabalho a doença profissional e a doença do trabalho. Equiparam-se também ao acidente do trabalho: o acidente ligado ao trabalho que, embora não tenha sido a causa única, haja contribuído diretamente para a ocorrência da lesão; certos acidentes sofridos pelo segurado no local e no horário de trabalho; a doença proveniente de contaminação acidental do empregado no exercício de sua atividade; e o acidente sofrido a serviço da empresa ou no trajeto entre a residência e o local de trabalho do segurado e vice-versa.
  3. 3. Instituto Federal de Alagoas Campus São Miguel Frequência de acidentes em maior ocorrência por partes do corpo As partes do corpo com maior incidência de acidentes de motivo típico foram o dedo, a mão (exceto punho ou dedos) e o pé (exceto artelhos) com, respectivamente, 30,5%, 8,7% e 7,6%. Nos acidentes de trajeto, as partes do corpo mais atingidas foram Partes Múltiplas, Joelho e Pé (exceto artelhos) com, respectivamente, 11,6%, 8,7% e 8,6%. Nas doenças do trabalho, as partes do corpo mais incidentes foram o ombro, o dorso (inclusive músculos dorsais, coluna e medula espinhal) e Membros superiores, Não informado, com 17,8%, 13,3% e 9,8%, respectivamente.
  4. 4. Instituto Federal de Alagoas Campus São Miguel 740,000 [VALOR] 735,000 730,000 725,000 720,000 [VALOR] 715,000 [VALOR] 710,000 705,000 700,000 695,000 2009 2010 2011
  5. 5. Instituto Federal de Alagoas Campus São Miguel Durante o ano de 2011, foram registrados no INSS cerca de 711,2 mil acidentes do trabalho. Comparado com 2010, o número de acidentes de trabalho teve acréscimo de 0,2%. O total de acidentes registrados com CAT aumentou em 1,6% de 2010 para 2011. Do total de acidentes registrados com CAT, os acidentes típicos representaram 78,6%; os de trajeto 18,6% e as doenças do trabalho 2,8%. As pessoas do sexo masculino participaram com 75,3% e as pessoas do sexo feminino 24,7% nos acidentes típicos; 63,9% e 36,1% nos de trajeto; e 61,0% e 39,0% nas doenças do trabalho. Nos acidentes típicos e nos de trajeto, a faixa etária decenal com maior incidência de acidentes foi a constituída por pessoas de 20 a 29 anos com, respectivamente, 36,5% e 39,9% do total de acidentes registrados. Nas doenças de trabalho a faixa de maior incidência foi a de 30 a 39 anos, com 32,8% do total de acidentes registrados.
  6. 6. Instituto Federal de Alagoas Campus São Miguel - Elaboração ou aperfeiçoamento dos regulamentos de segurança e saúde no trabalho. - Execução das inspeções dos ambientes de trabalho. - Execução das operações de auditoria em obras de infraestrutura. - Investigação dos acidentes de trabalho, em especial os graves e fatais. - Aperfeiçoamento do processo de certificação dos equipamentos de proteção individual. - Realização de estudos, pesquisas, ações educativas e de difusão de informações em segurança e saúde no trabalho.
  7. 7. O governo está fazendo grande esforço para Reduzir também o número de acidentes de trabalho. Os gastos com esse tipo de acidente são Consideráveis. De dezembro de 2002 a junho De 2011, a quantidade de benefícios previdenciários e acidentários emitidos pela Previdência Aumentou 31,4%, passando de 18,9 milhões para 24,8 milhões. Em 2011 o governo federal aprovou a política nacional da Saúde do trabalhador, com foco na prevenção dos acidentes de trabalho, uma ação conjunta entre os ministérios da Previdência, da Saúde e do Trabalho, com participação de representantes da sociedade.
  8. 8. Instituto Federal de Alagoas Campus São Miguel

×