Case siron

272 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Case siron

  1. 1. CASE BRASIL CERRADO: VIDEOINSTALAÇÃO SIRON FRANCOCLIENTE: Ministério do Meio Ambiente – Governo FederalPATROCÍNIO: COCA COLA, ITAÚ E VOLKSWAGENPROJETO: BRASIL CERRADO: VIDEOINSTALAÇÃO SIRON FRANCOPROBLEMA: O Ministério do Meio Ambiente, desejava criar um grande evento para aConferência das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável - Rio+20. O temaescolhido pelo MMA foi o Cerrado Brasileiro, segundo maior bioma do país, que por uma sériede fatores vive um período de alto risco ambiental.A ideia era conceber um evento que, por meio das artes, tornasse impactante a questão dapreservação da região, ressaltando o valor de sua biodiversidade, alertando para o perigo dasqueimadas e propondo uma alternativa de convívio mais harmônico entre as ações humanas,as atividades econômicas e o meio ambiente.OBJETIVO DO PROJETO “BRASIL CERRADO: VIDEOINSTALAÇÃO SIRON FRANCO”1- Desenvolver o Projeto concebido por um artista plástico brasileiro com carreira de prestígiointernacional.2- Promover a realização de ampla pesquisa teórica e iconográfica sobre o Cerrado, além dedesenvolver a fundamentação teórica com foco na Biodiversidade.3- Selecionar aspectos, espécies, formas e fenômenos representativos da identidade visual docerrado e de sua biodiversidade.4- Traduzir, por meio da linguagem artística, a preocupação e os esforços direcionados àproteção do bioma.5- Encontrar formas de expressão impactantes para impulsionar a conscientização do crescenteperigo das queimadas, um dos principais fatores de destruição do bioma.6- Elaborar plano de comercialização e de divulgação do projeto para mobilizar a participaçãode empresas patrocinadoras.7- Sensibilizar o público sobre a importância de seu papel na preservação ambiental do Cerrado.DIFICULDADES DO PROJETO:1- O projeto necessitava de ampla pesquisa, e o período previsto para sua execução era curto.2- Não havia tempo hábil para realizar pesquisas de campo e promover o registro fotográficodas mais de 300 espécies da fauna e da flora do cerrado, que deveriam ser utilizados noprojeto, conforme solicitação do MMA e indicações do IBAMA.3- Não havia investimento disponível para realização do projeto.4- O local escolhido para abrigar a exposição – o Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro –encontrava-se alugado para o Ministério das Relações Exteriores para abrigar outros eventosrelacionados à Rio+20.5- Não havia verba para divulgação do Projeto na mídia, para gerar volume de visitação.DESAFIOS VENCIDOS:1- Perfeito entrosamento da equipe de criação da Produtora com o Artista convidado, durantequatro meses de trabalho contínuo.2- Realização de amplas pesquisas sobre a biodiversidade da fauna e da flora, além de aspectosgeológicos, geográficos, paleontológicos, econômicos e culturais do Cerrado.3- Realização de rica e criteriosa pesquisa de imagens junto a fotógrafos ligados ao Cerrado eUniversidades do Estado de Goiás, bancos de imagens de instituições culturais e de preservaçãoambiental, públicas e privadas.4- Busca de parceiros e patrocinadores dispostos a investir no projeto.
  2. 2. 5- Proposta de parceria com o Ministério de Relações Exteriores, para cessão de espaço nointerior do Museu de Arte Moderna – RJ.6- Levantamento de propriedades possíveis no projeto para elaboração de plano decomercialização para viabilização financeira do projeto.7- Realização de pesquisas tecnológicas, cenográficas, de materiais, sonoras e de aromase odores para subsidiar a recriação de ambientes e fenômenos representativos da riqueza,beleza e biodiversidade do cerrado, e dos riscos de queimadas e desmatamento.8- Definição e contratação de equipe multidisciplinar altamente capacitada, para integrar o projeto.9- Plano de Divulgação realizado apenas via assessoria de imprensa, com grande aceitação erepercussão do Projeto nos principais jornais, revistas e sites do país.10- Grande volume de público com ampla visitação do público da Conferência da ONU, Cúpulados Povos, estrangeiros e Escolas do Rio de Janeiro.O PROJETO DE PESQUISA REALIZADO:As diversas pesquisas desenvolvidas definiram a necessidade de se estabelecer uma “vivência”do visitante com as belezas do Cerrado. A ideia era apresentar, de forma diferenciada, osseres que habitam o Bioma. O resultado das indicações foi sintetizado em uma videoinstalaçãosensorial com temáticas formais, estéticas e tecnologias diversas:• A primeira pesquisa gerou uma das mais impactantes salas da videoinstalação: aBioluminescência, onde há uma transdução quimiofísica (uma transformação de energia químicaem energia luminosa) dos vagalumes. Milhares deles estão hospedados nos cupinzeiros quecriam um fenômeno de luz, com uma beleza inigualável.• A segunda e ampla pesquisa foi a dos levantamentos de dados e bancos de imagens, a fim deselecionarimagensrepresentativasdosaspectosdabiodiversidadedoCerrado.Comoresultado,mais de 200 imagens selecionadas atendiam aos critérios específicos como: qualidade técnicae artística; alta definição; enquadramento fotográfico em close up; possibilidade de negociaçãode direitos autorais com os respectivos autores.• As imagens receberam tratamento digital e interferências do artista, que criou pinturas únicas.Com essa técnica, forçou-se uma nova relação com o visitante: a proporção das imagens foialterada, um inseto de cerca de três centímetros passou a ser apresentado com quatro metros.Uma visão diferente em que os detalhes e o maravilhoso design da natureza podem ser maisbem observados.• Outra pesquisa desenvolvida foi sobre odores característicos do cerrado: flores, animais,vegetação rasteira, árvores, terra, água, fogo. Essências foram desenvolvidas e testadas paracada ambiente.• Os sons do cerrado demandaram uma pesquisa envolvendo: canto de pássaros, rituaisindígenas, sons de cachoeiras, rios, boiadas, plantações e sonoplastia para motosserras egrandes queimadas.• Afim de demostrar a urgência da preservação, foi instalada, em um grande painel, umaconexão com o INPE – Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais via satélite, que apresentavao monitoramento dos focos de queimada em tempo real, no Cerrado e nos demais biomasbrasileiros.• Última e mais difícil pesquisa, a do levantamento das espécies do Cerrado, em extinção ouextintas, para compor a última área da videoinstalação. Desenvolvida com a participação doIBAMA, Universidade de Goiás e setores do Ministério do Meio Ambiente.
  3. 3. CURADORIA - CONCEPÇÃO CENOGRÁFICA – IDENTIDADE VISUALTÚNEL DA ÁGUACorredor de 12m com projeção de um lado e espelho de outro. Som, imagem e fragrância.SALA DE BIOLUMINESCÊNCIACinco esculturas em terra e fibra de vidro, iluminadas com LED. Som e fragrância.SALA DOS RUPESTRES, FAUNA E FLORAQuatro telas de projeção de 4,14 x 7,36m com 200 imagens. Som, imagem e fragrância.TÚNEL DO FOGOCorredor de 12m com projeção de um lado e espelho de outro. Som, imagem e fragrância.PAINEL DO INPE (Instituto Nacional de pesquisas Espaciais)Apresentação do monitoramento das queimadas em tempo real em TVs, som em sound tube,fragrância.MUROParede de 50m com nichos contendo silhuetas de animais em risco de extinção. Com fundosde espelho, onde o espectador pode se ver refletido e se conscientizar sobre a sua própriaresponsabilidade na preservação ambiental.SERVIÇOS OFERECIDOS• Atendimento exclusivo com equipes treinadas e bilíngues, atuando nas portarias e áreasinternas da videoinstalação, com monitores capacitados para a realização de visitas guiadas.• Interação com o público visitante, com cinco terminais livres para pesquisa sobre o projeto eespaço para comentários e perguntas, posteriormente respondidas pelo artista e ministério doMeio Ambiente.• Atendimento especializado do Núcleo de Estudos de Artes, para público infantil, com espaçolúdico para crianças, discussão sobre a temática com adultos.MATERIAL PRODUZIDO:• Logomarca e identidade visual da Videoinstalação.• Catálogo bilíngue da videoinstalação com textos da ministra Izabella Teixeira e de WashingtonNovaes, e série de 200 serigrafias assinadas e numeradas.• Convite para coquetel de abertura (impresso e virtual)• Press Kit para Assessoria de Imprensa• Hotsite da Videoinstalação, com assinatura na homepage e link para sites dos patrocinadores.EQUIPE DO PROJETOConcepção: Siron FrancoProjeto e Produção: Parceria IlimitadaDireção de Produção e Coordenação Geral: Marta BartholomeuDireção de Atendimento: Joana BartholomeuProjeto Gráfico: Diego Pena e Simone GrenierProdução Executiva: Rosane GuitarelliCenografia: Suzana LacevitzPesquisa de Fotos: Rui Faquini e Luis Claudio MarigoPesquisa e Edição e de Conteúdo: Muti RaldolphProjeto Técnico e Projeções: Infoview - Daniela Del CoronaPesquisa de sons e Produção de sonoplastia: Speedball – Kiko FernandesProjeto e pesquisa de Iluminação: Atelier da Luz – Milton GiglioPesquisa e Produção Fragrâncias: Air SenseDivulgação: In Press Porter NovelliSerigrafias: Lithos Edição de Arte – Guilherme Rodrigues
  4. 4. A videoinstalação
  5. 5. Material de divulgaçãoHotsitePeças promocionaisFolderPágina de entradaPágina sobre a videoinstalaçãoPágina com o tour virtualCatálogoConviteGravura

×