EAD: Antes e depois da Cibercultura

316 visualizações

Publicada em

Trabalho realizado para a disciplina de Educação a Distância do Cederj. Realizado por: Janaina Pereira Lopes. O texto em que foi baseado meu trabalho é Texto 1: EAD: antes e depois da cibercultura de Lucila Pesce

Publicada em: Educação, Tecnologia
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

EAD: Antes e depois da Cibercultura

  1. 1. Licenciatura em Pedagogia<br />Educação a Distância <br />Nome: Janaína Pereira Lopes<br />Matrícula: 20081208318<br />Pólo: Angra dos Reis <br />
  2. 2. EAD: Antes e depois da Cibercultura<br />
  3. 3. A primeira geração da EAD foi entre as décadas de 40 a 70 com a Fundação do Instituto Rádio-Monitor, o Instituto Universal Brasileiro e o Projeto Minerva. Eram utilizados materiais impressos...<br />Livros <br />
  4. 4. Rádios e fitas cassetes <br /> Os programas, gravados em discos de vinil, eram repassados às emissoras que programavam as emissões das aulas nos radiopostos três vezes por semana. Nos dias alternados, os alunos estudavam nas apostilas e corrigiam exercícios, com o auxílio dos monitores. Na década de 1950, a Universidade do Ar chegou a atingir 318 localidades e oitenta mil alunos. (MARQUES, 2004)<br />
  5. 5. TV e vídeos cassetes<br /> Acreditavam que através da TV atingiriam uma parcela igual ou superior ao rádio. <br />
  6. 6. Anos mais tarde veio o CD e DVD que iriam substituir as fitas e vídeos cassetes. Havia algum tipo de interação com a equipe de formação, por carta ou telefone.<br /> EAD Interação<br />
  7. 7. Enfim a internet...<br />
  8. 8. A Primeira geração da internet ainda não existia uma vivência plena de interação entre professores e alunos. A interação acontece a partir da geração Web 2.0...<br />A Web 2.0 é uma mudança na forma como a internet é encarada por usuários e desenvolvedores. Baseia no desenvolvimento de uma rede de informações onde cada usuário pode não somente usufruir como mero receptor de mensagem e/ ou conteúdo de aprendizagem, mas também contribuir. <br />
  9. 9. Contribuições da Cibercultura para a qualidade do EAD: <br />Amplia vínculos sociais de distintas culturas;<br />Tem a possibilidade de trabalhar com diferentes linguagens (textual, imagética, sonora...);<br />Através dela acontece o processo interativo entre formandos e formadores contribuindo para o processo de construção de conhecimento. <br />
  10. 10. “a principal função do professor não pode mais ser uma difusão dos conhecimentos, que agora é feita de forma mais eficaz por outros meios. Sua competência deve deslocar-se no sentido de incentivar a aprendizagem e o pensamento. O professor torna-se um animador da inteligência coletiva dos grupos que estão a seu encargo. Sua atividade será centrada no acompanhamento e na gestão das aprendizagens: o incitamento à troca dos valores dos saberes, a meditação relacional e simbólica, a pilotagem personalizada dos percursos de aprendizagem etc. (LÉVY, 1999: p. 171).<br />

×