SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 21
Bacia hidrográfica → território drenado por uma rede 
hidrográfica (rio principal e seus afluentes) 
Fonte da imagem: 
http://www.ebah.com.br/content/ABAAAfiOYAF/hidro-cap3-bh
10 maiores bacias hidrográficas do mundo 
Bacia Principal país Área (em km²) 
Amazônica Brasil 7.050.000 
Congo Congo 3.690.000 
Mississipi EUA 3.328.000 
Platina Brasil 3.140.000 
Obi Rússia 2.975.000 
Nilo Egito 2.867.000 
Ienissei Rússia 2.580.000 
Níger Nigéria 2.092.000 
Amur Rússia 1.855.000 
Amarelo China 1.807.000 
Bacia hidrográfica → território drenado por uma rede 
hidrográfica (rio principal e seus afluentes) 
Fonte da imagem: 
http://www.ebah.com.br/content/ABAAAfiOYAF/hidro-cap3-bh
Regime fluvial dos rios → depende da variação nas 
chuvas ao longo do ano: 
● Estações chuvosas → cheias 
● Estações secas → vazantes 
No caso do Brasil, temos o seguinte padrão: 
Tipo Clima Cheias Rio 
Equatorial Chuvas o ano 
todo, sem 
estação seca 
Grande volume de 
água; pequena 
variação no ano 
Amazonas 
(Brasil) 
Tropical Duas estações: 
verão chuvoso e 
inverno seco 
Cheias de verão e 
vazantes de inverno 
Paraná 
(Brasil) 
Semiárido Chuvas escassas 
e irregulares 
Rios temporários ou 
intermitentes 
Jaguaribe 
(Brasil)
Brasil 
● Mais de 90% do território em área 
intertropical 
● Extenso litoral → massas oceânicas 
úmidas permanentes 
● Floresta Amazônica → umidade 
constante naquela parte do território 
Rica rede 
hidrográfica
Brasil 
● Mais de 90% do território em área 
intertropical 
● Extenso litoral → massas oceânicas 
úmidas permanentes 
● Floresta Amazônica → umidade 
constante naquela parte do território 
Rica rede 
hidrográfica 
Fonte do mapa: 
http://www.vestibular1.com.br/revisao/r140.htm
Brasil 
● Mais de 90% do território em área 
intertropical 
● Extenso litoral → massas oceânicas 
úmidas permanentes 
● Floresta Amazônica → umidade 
constante naquela parte do território 
Rica rede 
hidrográfica 
Fonte do mapa: 
http://www.vestibular1.com.br/revisao/r140.htm 
Principais usos dos rios 
● Irrigação → produção 
de frutas no Vale do Rio 
São Francisco 
● Produção de energia 
elétrica → destaque no 
Brasil 
● Navegação → 
pontencial pouco usado 
no Brasil
Brasil 
● Mais de 90% do território em área 
intertropical 
● Extenso litoral → massas oceânicas 
úmidas permanentes 
● Floresta Amazônica → umidade 
constante naquela parte do território 
Rica rede 
hidrográfica 
Fonte do mapa: 
http://www.vestibular1.com.br/revisao/r140.htm 
Principais usos dos rios 
● Irrigação → produção 
de frutas no Vale do Rio 
São Francisco 
● Produção de energia 
elétrica → destaque no 
Brasil 
● Navegação → 
pontencial pouco usado 
no Brasil 
Transporte de carga pelos rios 
Em % Em toneladas 
Brasil 2,7 17 milhões 
EUA 17 700 milhões
Hidrovias dos 
rios Madeira e 
Amazonas 
Rio Madeira ↔ 
rio Amazonas ↔ 
oceano Atlântico 
● Exportação de 
soja (CO) 
● Importação de 
fertilizantes e 
adubos
● Corta cinco países da América do 
Sul (Brasil, Bolívia, Paraguai, 
Argentina, Uruguai) 
● Escoamento da produção 
agrícola e mineradora (soja / ferro 
e manganês - Maciço do Urucum)
● Corta cinco países da América do 
Sul (Brasil, Bolívia, Paraguai, 
Argentina, Uruguai) 
● Escoamento da produção 
agrícola e mineradora (soja / ferro 
e manganês - Maciço do Urucum) 
● Corta o Pantanal: 
– Funcionamento restrito no 
trecho entre Cáceres (MT) e 
Corumbá (MS) 
– Funcionamento pleno a partir 
Disputas entre interesses de Corumbá (MS) 
ambientais e econômicos
● Transporte de 
produtos 
agrícolas 
(açúcar, milho, 
arroz, soja) 
● De Conchas (SP) 
até Foz do 
Iguaçu (PR) 
● Necessidade de 
construção de 
eclusas 
Fonte: http://www.adrianobranco.eng.br/2010/12/29/1166/
Produção de energia hidrelétrica 
Fotografia: http://www.mundoeducacao.com/geografia/a-polemica-sobre-usina-itaipu.htm
Produção de energia hidrelétrica 
Características do 
Brasil que favorecem 
a hidroeletricidade 
● Rica rede 
hidrográfica 
● Rios volumosos 
● Predomínio de 
planaltos 
Fotografia: http://www.mundoeducacao.com/geografia/a-polemica-sobre-usina-itaipu.htm
Produção de energia hidrelétrica 
Características do 
Brasil que favorecem 
a hidroeletricidade 
● Rica rede 
hidrográfica 
● Rios volumosos 
● Predomínio de 
planaltos 
Pontos positivos e negativos da 
hidroeletricidade 
● Negativos: não pode ser 
instalada em qualquer lugar; 
alagamento de grandes áreas 
(impactos sociais e ambientais) 
● Positivos: fonte de energia 
renovável; não emite poluentes 
(não há queima) 
Fotografia: http://www.mundoeducacao.com/geografia/a-polemica-sobre-usina-itaipu.htm
Energia nuclear
Energia nuclear 
Prós 
● Menos poluente do que 
outras fontes de energia 
– Processo sem queima 
– Seus dejetos são 
postos em local seguro, 
não sendo lançados em 
rios ou mares
Energia nuclear 
Prós 
● Menos poluente do que 
outras fontes de energia 
– Processo sem queima 
– Seus dejetos são 
postos em local seguro, 
não sendo lançados em 
rios ou mares 
● Consome pouco espaço
Energia nuclear 
Prós 
● Menos poluente do que 
outras fontes de energia 
– Processo sem queima 
– Seus dejetos são 
postos em local seguro, 
não sendo lançados em 
rios ou mares 
● Consome pouco espaço 
● As usinas podem ser 
instaladas próximas aos 
grandes centros 
consumidores
Energia nuclear 
Prós 
● Menos poluente do que 
outras fontes de energia 
– Processo sem queima 
– Seus dejetos são 
postos em local seguro, 
não sendo lançados em 
rios ou mares 
● Consome pouco espaço 
● As usinas podem ser 
instaladas próximas aos 
grandes centros 
consumidores 
Contras 
● Altos custos (construir 
usinas, enriquecer urânio, 
depositar lixo atômico e 
demolir reatores velhos)
Energia nuclear 
Prós 
● Menos poluente do que 
outras fontes de energia 
– Processo sem queima 
– Seus dejetos são 
postos em local seguro, 
não sendo lançados em 
rios ou mares 
● Consome pouco espaço 
● As usinas podem ser 
instaladas próximas aos 
grandes centros 
consumidores 
Contras 
● Altos custos (construir 
usinas, enriquecer urânio, 
depositar lixo atômico e 
demolir reatores velhos) 
● Os dejetos da fissão 
nuclear devem ser 
blindados e isolados até o 
término da radiação, o 
que pode levar mais de 
300 anos
Energia nuclear 
Prós 
● Menos poluente do que 
outras fontes de energia 
– Processo sem queima 
– Seus dejetos são 
postos em local seguro, 
não sendo lançados em 
rios ou mares 
● Consome pouco espaço 
● As usinas podem ser 
instaladas próximas aos 
grandes centros 
consumidores 
Contras 
● Altos custos (construir 
usinas, enriquecer urânio, 
depositar lixo atômico e 
demolir reatores velhos) 
● Os dejetos da fissão 
nuclear devem ser 
blindados e isolados até o 
término da radiação, o 
que pode levar mais de 
300 anos 
● O risco de acidente 
sempre existe

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Máquinas de aplicação de corretivos e adubos
Máquinas de aplicação de corretivos e adubosMáquinas de aplicação de corretivos e adubos
Máquinas de aplicação de corretivos e adubosSabrina Nascimento
 
Recursos hídricos
Recursos hídricosRecursos hídricos
Recursos hídricosBriefCase
 
2º ano geografia brasil economica_transportes_comunicacoes_exercicios
2º ano geografia brasil economica_transportes_comunicacoes_exercicios2º ano geografia brasil economica_transportes_comunicacoes_exercicios
2º ano geografia brasil economica_transportes_comunicacoes_exerciciosMaria Inedi Leite
 
A hidrografia brasileira
A hidrografia brasileiraA hidrografia brasileira
A hidrografia brasileiraMaria da Paz
 
Zona cárstica da br 135
Zona cárstica da br 135Zona cárstica da br 135
Zona cárstica da br 135Igor Siri
 
Apresentação máquinas de aplicação de fertilizantes
Apresentação máquinas de aplicação de fertilizantes   Apresentação máquinas de aplicação de fertilizantes
Apresentação máquinas de aplicação de fertilizantes Anderson Santos
 
Hidrografia Brasileira
Hidrografia BrasileiraHidrografia Brasileira
Hidrografia Brasileiraelves0927
 
Relatorio eduarda, henri, robert
Relatorio eduarda, henri, robertRelatorio eduarda, henri, robert
Relatorio eduarda, henri, robertHENRI ALVES ISHIBA
 
Fontes de energia
Fontes de energiaFontes de energia
Fontes de energiarobertobraz
 
Atlas - Projeto Potencial Hídrico
Atlas - Projeto Potencial HídricoAtlas - Projeto Potencial Hídrico
Atlas - Projeto Potencial Hídricoequipeagroplus
 
O homem modificando a paisagem na zona oeste do rio de janeiro
O homem modificando a paisagem na zona oeste do rio de janeiroO homem modificando a paisagem na zona oeste do rio de janeiro
O homem modificando a paisagem na zona oeste do rio de janeiroSalageo Cristina
 

Mais procurados (19)

Informativo insp 8-
Informativo insp   8-Informativo insp   8-
Informativo insp 8-
 
Máquinas de aplicação de corretivos e adubos
Máquinas de aplicação de corretivos e adubosMáquinas de aplicação de corretivos e adubos
Máquinas de aplicação de corretivos e adubos
 
Projeto jari
Projeto jariProjeto jari
Projeto jari
 
Recursos hídricos
Recursos hídricosRecursos hídricos
Recursos hídricos
 
2º ano geografia brasil economica_transportes_comunicacoes_exercicios
2º ano geografia brasil economica_transportes_comunicacoes_exercicios2º ano geografia brasil economica_transportes_comunicacoes_exercicios
2º ano geografia brasil economica_transportes_comunicacoes_exercicios
 
Trabalho eliomar
Trabalho eliomarTrabalho eliomar
Trabalho eliomar
 
Modais no brasil
Modais no brasilModais no brasil
Modais no brasil
 
Trabalho Powerpoint Blog
Trabalho Powerpoint BlogTrabalho Powerpoint Blog
Trabalho Powerpoint Blog
 
Bacia hidrográfica do rio doce
Bacia hidrográfica do rio doceBacia hidrográfica do rio doce
Bacia hidrográfica do rio doce
 
A hidrografia brasileira
A hidrografia brasileiraA hidrografia brasileira
A hidrografia brasileira
 
Ota2006(2)
Ota2006(2)Ota2006(2)
Ota2006(2)
 
Zona cárstica da br 135
Zona cárstica da br 135Zona cárstica da br 135
Zona cárstica da br 135
 
Hidrografia 1220403083710955-8
Hidrografia 1220403083710955-8Hidrografia 1220403083710955-8
Hidrografia 1220403083710955-8
 
Apresentação máquinas de aplicação de fertilizantes
Apresentação máquinas de aplicação de fertilizantes   Apresentação máquinas de aplicação de fertilizantes
Apresentação máquinas de aplicação de fertilizantes
 
Hidrografia Brasileira
Hidrografia BrasileiraHidrografia Brasileira
Hidrografia Brasileira
 
Relatorio eduarda, henri, robert
Relatorio eduarda, henri, robertRelatorio eduarda, henri, robert
Relatorio eduarda, henri, robert
 
Fontes de energia
Fontes de energiaFontes de energia
Fontes de energia
 
Atlas - Projeto Potencial Hídrico
Atlas - Projeto Potencial HídricoAtlas - Projeto Potencial Hídrico
Atlas - Projeto Potencial Hídrico
 
O homem modificando a paisagem na zona oeste do rio de janeiro
O homem modificando a paisagem na zona oeste do rio de janeiroO homem modificando a paisagem na zona oeste do rio de janeiro
O homem modificando a paisagem na zona oeste do rio de janeiro
 

Semelhante a Aula 47 52 - 1º cga

Geografia do Brasil - Hidrografia - [www.gondim.net]
Geografia do Brasil - Hidrografia - [www.gondim.net]Geografia do Brasil - Hidrografia - [www.gondim.net]
Geografia do Brasil - Hidrografia - [www.gondim.net]Marco Aurélio Gondim
 
Usinas Hidreletricas
Usinas HidreletricasUsinas Hidreletricas
Usinas HidreletricasIgor Gabriel
 
Barragem Umari - Upanema|RN
Barragem Umari - Upanema|RNBarragem Umari - Upanema|RN
Barragem Umari - Upanema|RNKlíssia Lira
 
HIDROGRAFIA, CICLO DA ÁGUA E USINA DE BELO MONTE
HIDROGRAFIA, CICLO DA ÁGUA E USINA DE BELO MONTEHIDROGRAFIA, CICLO DA ÁGUA E USINA DE BELO MONTE
HIDROGRAFIA, CICLO DA ÁGUA E USINA DE BELO MONTEPaes Viana
 
A importancia da água
A importancia da águaA importancia da água
A importancia da águaCleber Reis
 
Hidrelétricas e desenvolvimento sustentável.
Hidrelétricas e desenvolvimento sustentável.Hidrelétricas e desenvolvimento sustentável.
Hidrelétricas e desenvolvimento sustentável.UNIVAG
 
Aula geo energia_trasnporte_telecomunicacao
Aula geo energia_trasnporte_telecomunicacaoAula geo energia_trasnporte_telecomunicacao
Aula geo energia_trasnporte_telecomunicacaoAlmir
 
Transposição do Rio São Francisco
Transposição do Rio São FranciscoTransposição do Rio São Francisco
Transposição do Rio São FranciscoBruno Labanca Lopes
 
Usina hidrelétrica na amazônia
Usina hidrelétrica na amazôniaUsina hidrelétrica na amazônia
Usina hidrelétrica na amazôniageografia do G.J.P
 
Usina hidrelétrica na amazônia
Usina hidrelétrica na amazôniaUsina hidrelétrica na amazônia
Usina hidrelétrica na amazôniageografia do G.J.P
 
VALOR: Aproveitamento de água de chuva
VALOR: Aproveitamento de água de chuvaVALOR: Aproveitamento de água de chuva
VALOR: Aproveitamento de água de chuvaslides-mci
 
BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO URUGUAI
BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO URUGUAIBACIA HIDROGRÁFICA DO RIO URUGUAI
BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO URUGUAIConceição Fontolan
 

Semelhante a Aula 47 52 - 1º cga (20)

Geografia do Brasil - Hidrografia - [www.gondim.net]
Geografia do Brasil - Hidrografia - [www.gondim.net]Geografia do Brasil - Hidrografia - [www.gondim.net]
Geografia do Brasil - Hidrografia - [www.gondim.net]
 
Transposição do Rio São Francisco
Transposição do Rio São FranciscoTransposição do Rio São Francisco
Transposição do Rio São Francisco
 
Usinas Hidreletricas
Usinas HidreletricasUsinas Hidreletricas
Usinas Hidreletricas
 
Barragem Umari - Upanema|RN
Barragem Umari - Upanema|RNBarragem Umari - Upanema|RN
Barragem Umari - Upanema|RN
 
HIDROGRAFIA, CICLO DA ÁGUA E USINA DE BELO MONTE
HIDROGRAFIA, CICLO DA ÁGUA E USINA DE BELO MONTEHIDROGRAFIA, CICLO DA ÁGUA E USINA DE BELO MONTE
HIDROGRAFIA, CICLO DA ÁGUA E USINA DE BELO MONTE
 
Hidrografia do brasil
Hidrografia do brasilHidrografia do brasil
Hidrografia do brasil
 
Hidreletricas Brasil 3006
Hidreletricas Brasil 3006Hidreletricas Brasil 3006
Hidreletricas Brasil 3006
 
Hidrografia no brasil
Hidrografia no brasilHidrografia no brasil
Hidrografia no brasil
 
Uhe belo monte
Uhe belo monteUhe belo monte
Uhe belo monte
 
Eletrica usinas
Eletrica usinasEletrica usinas
Eletrica usinas
 
A importancia da água
A importancia da águaA importancia da água
A importancia da água
 
Hidrelétricas e desenvolvimento sustentável.
Hidrelétricas e desenvolvimento sustentável.Hidrelétricas e desenvolvimento sustentável.
Hidrelétricas e desenvolvimento sustentável.
 
Aula geo energia_trasnporte_telecomunicacao
Aula geo energia_trasnporte_telecomunicacaoAula geo energia_trasnporte_telecomunicacao
Aula geo energia_trasnporte_telecomunicacao
 
Transposição do Rio São Francisco
Transposição do Rio São FranciscoTransposição do Rio São Francisco
Transposição do Rio São Francisco
 
Usina hidrelétrica na amazônia
Usina hidrelétrica na amazôniaUsina hidrelétrica na amazônia
Usina hidrelétrica na amazônia
 
Usina hidrelétrica na amazônia
Usina hidrelétrica na amazôniaUsina hidrelétrica na amazônia
Usina hidrelétrica na amazônia
 
VALOR: Aproveitamento de água de chuva
VALOR: Aproveitamento de água de chuvaVALOR: Aproveitamento de água de chuva
VALOR: Aproveitamento de água de chuva
 
1º Médio
1º Médio 1º Médio
1º Médio
 
Hidrografia do brasil
Hidrografia do brasilHidrografia do brasil
Hidrografia do brasil
 
BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO URUGUAI
BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO URUGUAIBACIA HIDROGRÁFICA DO RIO URUGUAI
BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO URUGUAI
 

Mais de Janaína Kaecke

Mais de Janaína Kaecke (20)

Exercicios palestina
Exercicios palestinaExercicios palestina
Exercicios palestina
 
Exercícios integrado introdução ao oriente médio
Exercícios integrado   introdução ao oriente médioExercícios integrado   introdução ao oriente médio
Exercícios integrado introdução ao oriente médio
 
Aula confliltos arabes israelenses
Aula confliltos arabes israelensesAula confliltos arabes israelenses
Aula confliltos arabes israelenses
 
Aula confliltos arabes israelenses
Aula confliltos arabes israelensesAula confliltos arabes israelenses
Aula confliltos arabes israelenses
 
Prova i sub - gabarito
Prova i   sub - gabaritoProva i   sub - gabarito
Prova i sub - gabarito
 
Prova i substitutiva
Prova i   substitutivaProva i   substitutiva
Prova i substitutiva
 
Prova i gabarito
Prova i   gabaritoProva i   gabarito
Prova i gabarito
 
Prova i versão a
Prova i   versão aProva i   versão a
Prova i versão a
 
Aula áfrica
Aula áfricaAula áfrica
Aula áfrica
 
Exercícios integrado aula 4
Exercícios integrado   aula 4Exercícios integrado   aula 4
Exercícios integrado aula 4
 
Exercícios integrado aula 3
Exercícios  integrado   aula 3Exercícios  integrado   aula 3
Exercícios integrado aula 3
 
Exercícios integrado aula 2
Exercícios integrado   aula 2Exercícios integrado   aula 2
Exercícios integrado aula 2
 
Exercícios integrado aula 1
Exercícios integrado   aula 1Exercícios integrado   aula 1
Exercícios integrado aula 1
 
Sistemas econômicos
Sistemas econômicosSistemas econômicos
Sistemas econômicos
 
Exercícios aula américa
Exercícios aula américaExercícios aula américa
Exercícios aula américa
 
Exercícios aula 2
Exercícios aula 2Exercícios aula 2
Exercícios aula 2
 
Exercícios integrado aula 1
Exercícios integrado   aula 1Exercícios integrado   aula 1
Exercícios integrado aula 1
 
América
AméricaAmérica
América
 
Globalização
GlobalizaçãoGlobalização
Globalização
 
Aulas 83 e 84 3º cga
Aulas 83 e 84   3º cgaAulas 83 e 84   3º cga
Aulas 83 e 84 3º cga
 

Aula 47 52 - 1º cga

  • 1. Bacia hidrográfica → território drenado por uma rede hidrográfica (rio principal e seus afluentes) Fonte da imagem: http://www.ebah.com.br/content/ABAAAfiOYAF/hidro-cap3-bh
  • 2. 10 maiores bacias hidrográficas do mundo Bacia Principal país Área (em km²) Amazônica Brasil 7.050.000 Congo Congo 3.690.000 Mississipi EUA 3.328.000 Platina Brasil 3.140.000 Obi Rússia 2.975.000 Nilo Egito 2.867.000 Ienissei Rússia 2.580.000 Níger Nigéria 2.092.000 Amur Rússia 1.855.000 Amarelo China 1.807.000 Bacia hidrográfica → território drenado por uma rede hidrográfica (rio principal e seus afluentes) Fonte da imagem: http://www.ebah.com.br/content/ABAAAfiOYAF/hidro-cap3-bh
  • 3. Regime fluvial dos rios → depende da variação nas chuvas ao longo do ano: ● Estações chuvosas → cheias ● Estações secas → vazantes No caso do Brasil, temos o seguinte padrão: Tipo Clima Cheias Rio Equatorial Chuvas o ano todo, sem estação seca Grande volume de água; pequena variação no ano Amazonas (Brasil) Tropical Duas estações: verão chuvoso e inverno seco Cheias de verão e vazantes de inverno Paraná (Brasil) Semiárido Chuvas escassas e irregulares Rios temporários ou intermitentes Jaguaribe (Brasil)
  • 4. Brasil ● Mais de 90% do território em área intertropical ● Extenso litoral → massas oceânicas úmidas permanentes ● Floresta Amazônica → umidade constante naquela parte do território Rica rede hidrográfica
  • 5. Brasil ● Mais de 90% do território em área intertropical ● Extenso litoral → massas oceânicas úmidas permanentes ● Floresta Amazônica → umidade constante naquela parte do território Rica rede hidrográfica Fonte do mapa: http://www.vestibular1.com.br/revisao/r140.htm
  • 6. Brasil ● Mais de 90% do território em área intertropical ● Extenso litoral → massas oceânicas úmidas permanentes ● Floresta Amazônica → umidade constante naquela parte do território Rica rede hidrográfica Fonte do mapa: http://www.vestibular1.com.br/revisao/r140.htm Principais usos dos rios ● Irrigação → produção de frutas no Vale do Rio São Francisco ● Produção de energia elétrica → destaque no Brasil ● Navegação → pontencial pouco usado no Brasil
  • 7. Brasil ● Mais de 90% do território em área intertropical ● Extenso litoral → massas oceânicas úmidas permanentes ● Floresta Amazônica → umidade constante naquela parte do território Rica rede hidrográfica Fonte do mapa: http://www.vestibular1.com.br/revisao/r140.htm Principais usos dos rios ● Irrigação → produção de frutas no Vale do Rio São Francisco ● Produção de energia elétrica → destaque no Brasil ● Navegação → pontencial pouco usado no Brasil Transporte de carga pelos rios Em % Em toneladas Brasil 2,7 17 milhões EUA 17 700 milhões
  • 8. Hidrovias dos rios Madeira e Amazonas Rio Madeira ↔ rio Amazonas ↔ oceano Atlântico ● Exportação de soja (CO) ● Importação de fertilizantes e adubos
  • 9. ● Corta cinco países da América do Sul (Brasil, Bolívia, Paraguai, Argentina, Uruguai) ● Escoamento da produção agrícola e mineradora (soja / ferro e manganês - Maciço do Urucum)
  • 10. ● Corta cinco países da América do Sul (Brasil, Bolívia, Paraguai, Argentina, Uruguai) ● Escoamento da produção agrícola e mineradora (soja / ferro e manganês - Maciço do Urucum) ● Corta o Pantanal: – Funcionamento restrito no trecho entre Cáceres (MT) e Corumbá (MS) – Funcionamento pleno a partir Disputas entre interesses de Corumbá (MS) ambientais e econômicos
  • 11. ● Transporte de produtos agrícolas (açúcar, milho, arroz, soja) ● De Conchas (SP) até Foz do Iguaçu (PR) ● Necessidade de construção de eclusas Fonte: http://www.adrianobranco.eng.br/2010/12/29/1166/
  • 12. Produção de energia hidrelétrica Fotografia: http://www.mundoeducacao.com/geografia/a-polemica-sobre-usina-itaipu.htm
  • 13. Produção de energia hidrelétrica Características do Brasil que favorecem a hidroeletricidade ● Rica rede hidrográfica ● Rios volumosos ● Predomínio de planaltos Fotografia: http://www.mundoeducacao.com/geografia/a-polemica-sobre-usina-itaipu.htm
  • 14. Produção de energia hidrelétrica Características do Brasil que favorecem a hidroeletricidade ● Rica rede hidrográfica ● Rios volumosos ● Predomínio de planaltos Pontos positivos e negativos da hidroeletricidade ● Negativos: não pode ser instalada em qualquer lugar; alagamento de grandes áreas (impactos sociais e ambientais) ● Positivos: fonte de energia renovável; não emite poluentes (não há queima) Fotografia: http://www.mundoeducacao.com/geografia/a-polemica-sobre-usina-itaipu.htm
  • 16. Energia nuclear Prós ● Menos poluente do que outras fontes de energia – Processo sem queima – Seus dejetos são postos em local seguro, não sendo lançados em rios ou mares
  • 17. Energia nuclear Prós ● Menos poluente do que outras fontes de energia – Processo sem queima – Seus dejetos são postos em local seguro, não sendo lançados em rios ou mares ● Consome pouco espaço
  • 18. Energia nuclear Prós ● Menos poluente do que outras fontes de energia – Processo sem queima – Seus dejetos são postos em local seguro, não sendo lançados em rios ou mares ● Consome pouco espaço ● As usinas podem ser instaladas próximas aos grandes centros consumidores
  • 19. Energia nuclear Prós ● Menos poluente do que outras fontes de energia – Processo sem queima – Seus dejetos são postos em local seguro, não sendo lançados em rios ou mares ● Consome pouco espaço ● As usinas podem ser instaladas próximas aos grandes centros consumidores Contras ● Altos custos (construir usinas, enriquecer urânio, depositar lixo atômico e demolir reatores velhos)
  • 20. Energia nuclear Prós ● Menos poluente do que outras fontes de energia – Processo sem queima – Seus dejetos são postos em local seguro, não sendo lançados em rios ou mares ● Consome pouco espaço ● As usinas podem ser instaladas próximas aos grandes centros consumidores Contras ● Altos custos (construir usinas, enriquecer urânio, depositar lixo atômico e demolir reatores velhos) ● Os dejetos da fissão nuclear devem ser blindados e isolados até o término da radiação, o que pode levar mais de 300 anos
  • 21. Energia nuclear Prós ● Menos poluente do que outras fontes de energia – Processo sem queima – Seus dejetos são postos em local seguro, não sendo lançados em rios ou mares ● Consome pouco espaço ● As usinas podem ser instaladas próximas aos grandes centros consumidores Contras ● Altos custos (construir usinas, enriquecer urânio, depositar lixo atômico e demolir reatores velhos) ● Os dejetos da fissão nuclear devem ser blindados e isolados até o término da radiação, o que pode levar mais de 300 anos ● O risco de acidente sempre existe