Testemunho

210 visualizações

Publicada em

Síndrome do Pânico

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
210
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Testemunho

  1. 1. Jesus Cristo é o único caminho! Amor, Paz, saúde, uma vida Prospera é que todos desejam. Mas quando a dificuldade chega tudo pode acontecer.
  2. 2. “Tudo posso naquele que me fortalece – Filipenses 4: 13” Meu nome é Janaina e tenho uma história para contar da minha vida, ou pelo menos uma parte dela. Sou uma pessoa alegre e com muita esperança e esta esperança vem do Criador do céu e da terra, nosso Senhor Jesus Cristo. É Ele que me dá esperança, vontade para viver e de não parar! Jesus toma conta de mim assim como de você desde o ventre de minha mãe; ele me ensina o amor e o perdão, mas digo que só Ele é Deus, pois Ele pode nos amar de uma maneira incondicional, ter paciência, carinho, ser justo e Pai para aceitar- nos do jeito que somos e transforma-nos para Sua honra e gloria. Estou vivendo deste amor e O aceito como meu único Senhor e Salvador. Há momentos em nossas vidas que queremos respostas, explicações para tudo que acontece. A verdade é que não precisamos assim de tantas respostas, mas nossa ansiedade, preocupações e pequenez fazem com que tenhamos estas reações, pois Ele Se deu como ovelha para o matadouro sem pecado algum para salvar-me a mim e a você! Jesus venceu a morte e nos justificou com Seu amor; sabemos por que estamos aqui e sabemos quem é nosso inimigo e ele fará tudo para nos confundir e atrapalhar nossa caminhada com Jesus. Quando eu era criança morava num lar muito atribulado, mas conheci uma família que morava ao lado da minha casa. Tinham muito respeito uns pelos outros, eram muito unidos; eram filhos que chamavam seus pais de mamãe e papai e sentia-me em um segundo lar, pois eles que me levaram à igreja. Senti no meu coração que eu tinha que ser um instrumento de bênção em minha casa. Eu sei que tudo tem a hora certa e que Deus não nos dá uma cruz maior do que possamos carregar porque o sacrifício maior Ele já fez. Mais como um Deus tem capacidade de nos dar uma cruz? Deus é amor único, Ele tem o poder de todas as coisas; seria muito fácil dar a paz ao mudo e vivermos sem guerra, doenças, morte e etc. Deus tem o poder para tudo, pois Ele está no poder. Se desejasse, poderia mudar tudo com um simples olhar, mas não somos Suas marionetes e sim Seus filhos. Por isso nos deu o livre arbítrio para decidirmos o caminho que vamos seguir e nos aproximarmos Dele com verdadeiro e genuíno amor. Jesus veio ao mundo, foi crucificado, morto e sepultado e ressuscitou ao terceiro dia e está à direita de Deus Pai Todo Poderoso e nos deixou o Espirito Santo, que é Jesus, para nos consolar: “trindade Pai Filho e Espirito Santo são um só”. Mas o inimigo quer nos enganar. No entanto, somos salvos pela graça mediante a fé, ele quer inverter nossos valores, nos confundir, nos atrapalhar e jogando em nossa cara nossos medos e pecados, preocupações; sim, nos comprar com ambições, dinheiro, desejos, colocando em nossos corações ódio, mágoa, inveja, cobiça e muito mais. Só que ele já é um perdedor e sabe que somos filhos de Deus, feitos à Sua imagem e semelhança, mas ele não tem nada a perder em nos destruir porque somos filhos obra prima de Deus.
  3. 3. Imagine só: pessoas tiveram o prazer de ter Jesus Cristo pertinho delas e muitas assim O rejeitaram e hoje Ele está conosco como sempre o fez através do Espirito Santo e muitos creem! Isso é maravilhoso! Eu tive muitas dificuldades na vida como todos têm; Jesus esteve sempre presente cuidando, ensinando. Certo dia eu estava no trabalho e era um serviço que sugava muito do funcionário, o quadro estava reduzido e então fazíamos muita hora extra. Tínhamos horário para entrar, mas para sair nunca, eu já havia passado mal dentro da empresa, com tonturas, tremedeira, calafrios, boca formigando, dor no peito, coração acelerado. Eu achava que era pressão; chegava ao médico e ele me dizia estar tudo bem. Eu ia embora e ficava por isso mesmo. Até que um dia eu cheguei ao meu limite; não aguentava ficar lá dentro e já havia cumprido minha jornada de trabalho, estava em hora extra; cheguei à chefia e pedi autorização para ir embora, sai de moto e algo me falava ao coração “acelera, corra rápido com a moto”. Eu não sábia o porquê e comecei a correr. De repente dois indivíduos numa moto estavam com capacete fechado, pararam do meu lado e me disseram para dar a bolsa. Eu teria que parar a moto e dar a bolsa, mas fiquei com medo e continuei. Eles tentaram me derrubar da moto, me jogar no canto da sarjeta, mais eu não conseguia parar; não era pela bolsa ou moto e sim por minha vida, pois eles estavam em dois, mas na hora eu não consegui pensar em nada, só em correr ate chegar a uma rotatória que ficava entre dois barzinhos e comecei a gritar por socorro. Assim eles seguiram em frente e foram embora. Foi uma perseguição como em filmes, eu não tenho costume de usar a bolsa no ombro como a maioria das mulheres faz, mas coloco-a nas costas, pois assim me facilita andar de moto. Eu nunca andei de moto da forma que o fiz. Chegando a rotatória a moto começou engasgar. Eu não tinha noção do que estava fazendo e orei ao Senhor: ”me ajuda, Senhor, se esta moto parar agora estarei perdida”. E foi assim que vi os barzinhos e comecei a gritar por socorro e consegui chegar à casa de meu noivo Claudio Junior. Cheguei à casa do Claudio desesperada buzinando, confusa não me ligando no acontecido, dei até risada (nervosa), sem noção do que iria vir depois ou do que estava acontecendo. Meu sogro me levou embora e contei o ocorrido para minha família. Cheguei à manhã seguinte e acordei em desespero, assustada, chorava muito, gritava de medo e meus pais assustados me levaram ao médico. Fiquei em estado de choque, não conseguia falar, a sensação era de medo, pavor e a médica me afastou por quinze dias para consultar um especialista (psiquiatra). Esta doença é horrível, ela toma conta da gente de uma forma que nos sufoca, eu ficava com os olhos arregalados, tremia , parecia que eu ia morrer ou que ia me dar um enfarte,
  4. 4. pois a dor no peito era muito forte. Faltava-me o ar, não conseguia respirar direito, as mãos formigavam e a boca ficava seca. Então passei com o médico ele me orientou: eu estava com Síndrome do Pânico. Depois de algumas consultas ele diagnosticou o quadro como transtorno de pânico e disse-me que poderia ficar tranquila que esta doença não mata. E por que transtorno? O transtorno de pânico é quando a doença está num grau mais elevado e ela se manifesta varias vezes ao dia: pode durar 15, 20 minutos ou mais, e eu não conseguia sair do meu quarto, não queria ver e nem falar com ninguém. Eu me sentia bem com pessoas que me davam segurança, pois minha família não estava preparada para isso, não compreendiam, não sabiam como lidar com isso, estavam perdidos assim como eu. Meu noivo, minha filha e sobrinha me davam esta confiança, até queria o apoio de meus pais. Mas eles tiveram dificuldade em entender o problema, o que era pior. O maior apoio que tivesse neste caso seria de grande ajuda. A tentativa de roubo foi à gota d’água para transbordar o copo, para desencadear tudo aquilo que tinha vivido de dor ou trauma em minha vida: rejeição falta de amor, mágoa, raiva, desespero, humilhação, ressentimento e perdão. Aprendia sobre o amor vagamente, devido ao fato de ter um lar atribulado e comecei a ficar dependente de remédios. Sei que fiquei muito perdida, pois não sabia o que estava acontecendo comigo, foi horrível. Cada crise que eu tinha durava muito, era uma tortura, não me reconhecia mais como pessoa. Tomei Centralina, Alprazolam em doses pequenas, depois a dose máxima e foi muito difícil. No começo não saia do quarto, mais me explicaram que eu tinha que lutar contra aquilo, sair aos poucos do quarto, ir para sala, chegar ao quintal, chegar ao portão, sair na rua, ir até a esquina da rua de minha casa... Muitas vezes, em minhas crises, eu não queria mais viver, desejava a morte, não aguentava ser torturada pelo medo, angústia e desespero. É um sentimento de morte, escuridão, ficamos assustados, imaginando coisas, sobressaltos surgem com facilidade, vivemos desconfiando de tudo e o pior é quando as pessoas que estão ao seu redor veem sua crise, mas não compreendem, porque você estava bem e do nada passa mal. Começam a perguntar e isto deixava- me mais frustrada. Pensamentos veem e vão: ela está louca, isso é frescurite. Você se sente como um estorvo, incompreendido e por aí vai. Mas Jesus estava comigo, Ele me colocava de pé, a esperança queimava em meu coração. Se consegui sair do quarto foi porque Jesus me tirou de lá com Seu amor e misericórdia, tudo ao seu tempo.
  5. 5. Lembro-me do que o médico falou: a Síndrome do Pânico não tem cura, só tratamento. Essa informação me deixou muito triste, mas algo me fez lembrar que eu tenho um Deus que pode todas as coisas e isto me fortalecia, enchia-me de esperanças e creio que este amor vem de nosso Senhor Jesus Cristo nosso Consolador. Isto aconteceu comigo em setembro de 2011, fiquei afastada do trabalho por três meses e votei em dezembro de 2011. Mas meu quadro piorou e me afastei novamente, pois o ambiente de trabalho era fechado como se fosse uma prisão, pois era uma transportadora de valores. Eu ficava em uma tesouraria, então meu serviço não ajudava em minha recuperação. Não ajudava porque eu já tinha colocado em minha mente que a empresa não me fazia bem, pelo fato de ter sofrido um acidente de moto no horário de almoço. Fiquei longe do trabalho nesta ocasião, pois tive um coágulo no cérebro, trinquei a coluna em dois lugares e quebrei a clavícula. Noutra ocasião, saindo de lá, três indivíduos me cercaram, sendo que um colocou uma faca em minha barriga e roubou meu celular. Isso tudo aconteceu enquanto eu ia e voltava à empresa. Adquiri trauma, medo, pois trabalhava com dinheiro em uma tesouraria. Será que pensaram que eu tinha dinheiro? Trabalhei por cinco anos lá e durante dois anos foi tudo de bom, mas depois tudo mudou. Voltei em abril de 2012, consegui ficar bem por uns dois meses e quando tinha crise, lá era o pior; imagine você ficar perto de pessoas que não vão entender seu problema,. Vai haver falatório e pessoas vão olhar para você como se fosse esquisita, me diziam que eu tinha que controlar aquilo, ter mais força, eles queriam de certa forma ajudar, dando conselhos, fazendo daquilo uma coisa simples... Quem dera fosse tão fácil, mas não é me sentia mal perto deles, pois eu não era a mesma Janaina. Eu estava tentando, mas não era tão fácil assim como falar; não fazia corpo mole, mas por causa dos remédios e crises, noites sem dormir, eu não estava no meu normal, fiquei confusa, esquecia com facilidade as coisas que fazia, ficava abobada, não era mais uma mulher alegre, pois aquela doença me prendia. Fiquei sem ir à igreja, pois passava mal dentro dela também, só que eu me esforçava, meu noivo me levava, eu assistia o culto do lado de fora, sofri, mas Deus me acolheu. Até que um dia eu orei e pedi a Deus que eu precisava muito de estar na Sua casa para adorá-lo e fui numa igreja em Cristo que fazia parte da que eu frequentava, mas era uma igreja menor. Foi maravilhoso, me receberam com muito carinho e amor. Sentei ao lado de uma irmã muito receptiva, parecia um anjo, me recebeu e cuidou de mim. Por isso eu declaro o amor e cuidado de nosso Senhor, Ele estava e está presente como sempre! Recebi a palavra de Deus naquela noite, parece que aquele culto foi preparado para mim, mas ninguém sabia do meu problema lá, só Deus, pois era a primeira vez que ia ao
  6. 6. culto naquela igreja. Acabei indo sozinha, chamei meu noivo, mas ele não estava bem e minha vontade era tanta que isso se tornou uma vitória aquele dia! E para ver como os planos de Deus são perfeitos, quem pregou a palavra naquele dia foi um convidado que estava se formando para Pastor, um visitante. Duas músicas foram cantadas “Sou Humano” cantora Bruna Carla e “Grandes Coisas” cantor Fernandinho. A primeira música falava como me sentia e a segunda foi profética em minha vida. E a pregação se encaixava em tudo que eu vivera na minha vida! Era perfeito, maravilhoso, só Deus pode todas estas coisas, amém! 23 E percorria Jesus toda a Galileia, ensinando nas suas sinagogas e pregando o evangelho do reino, e curando todas as enfermidades e moléstias entre o povo. 24 E a sua fama correu por toda a Síria, e traziam-lhe todos os que padeciam acometidos de várias enfermidades e tormentos, os endemoninhados, os lunáticos, e os paralíticos, e ele os curava. 25 E seguia-o uma grande multidão da Galileia, de Decápolis, de Jerusalém, da Judéia, e de além do Jordão (Mt4: 23-25). Jesus estava no culto, Ele está em nossa vida seja na alegria ou tristeza, cuidando de nós e ensinando-nos um amor que só Ele pode dar. Por mais difícil que pareça nossa caminhada, achamos que não teremos mais forças para seguir ou que estamos sozinhos. Só que Jesus está lá desde o início. A dor e o sofrimento nos cegam afastando-nos do amor Dele, olhamos na direção errada, só para o sofrimento, mas estamos presos nas ciladas do inimigo que tira nossa esperança, nos confundindo, mentindo para nós. 1 Depois disto havia uma festa entre os judeus, e Jesus subiu a Jerusalém. 2 Ora, em Jerusalém há próximo à porta das ovelhas, um tanque, chamado em hebreu Betesda, o qual tem cinco alpendres. 3 Nestes jazia grande multidão de enfermos, cegos, mancos e ressicados, esperando o movimento da água. 4 Porquanto um anjo descia em certo tempo ao tanque, e agitava a água; e o primeiro que ali descia, depois do movimento da água, sarava de qualquer enfermidade que tivesse. 5 E estava ali um homem que, havia trinta e oito anos, se achava enfermo. 6 E Jesus, vendo este deitado, e sabendo que estava neste estado havia muito tempo, disse-lhe: Queres ficar são? 7 O enfermo respondeu-lhe: Senhor não tem homem algum que, quando a água é agitada, me ponha no tanque; mas, enquanto eu vou, desce outro antes de mim. 8 Jesus disse-lhe: Levanta-te, toma o teu leito, e anda. 9 Logo aquele homem ficou são; e tomou o seu leito, e andava. E aquele dia era sábado. 10 Então os judeus disseram àquele que tinha sido curado: É sábado, não te é lícito levar o leito.
  7. 7. 11 Ele respondeu-lhes: Aquele que me curou, ele próprio disse: Toma o teu leito, e anda. 12 Perguntaram-lhe, pois: Quem é o homem que te disse: Toma o teu leito, e anda? 13 E o que fora curado não sabia quem era; porque Jesus se havia retirado, em razão de naquele lugar haver grande multidão. 14 Depois Jesus encontrou-o no templo, e disse-lhe: Eis que já estás são; não peques mais, para que não te suceda alguma coisa pior. 15 E aquele homem foi, e anunciou aos judeus que Jesus era o que o curara. 16 E por esta causa os judeus perseguiram a Jesus, e procuravam matá-lo, porque fazia estas coisas no sábado. 17 E Jesus lhes respondeu: Meu Pai trabalha até agora, e eu trabalho também. 18 Por isso, pois, os judeus ainda mais procuravam matá-lo, porque não só quebrantava o sábado, mas também dizia que Deus era seu próprio Pai, fazendo-se igual a Deus (João5: 1-18). Ele nos ama incondicionalmente. Orei pedindo a Sua presença, mas Ele sempre esteve presente eu não O sentia por causa do sofrimento e dor das ciladas do inimigo, mas como sempre, Jesus não desiste de nós. O homem com sua enfermidade não conseguia entrar na água e não tinha quem o colocase, mas Jesus Cristo estava lá como sempre e foi ao seu encontro, cuidou de seu filho amado. Veja o homem não perguntou o nome de Jesus, ele apenas confiou e foi obediente. Jesus Cristo sabe tudo que está acontecendo com cada filho seu, ele pode todas as coisas, mas Ele quer que nos aproximemos Dele como filhos, precisando de colo, agradecendo a cada dia de vida, nosso alimento, honrando-O, glorificando-O e reconhecendo que somos dependentes Dele, de seu amor, que não somos nada sem Ele e que Seu amor deixa-nos em paz, desligando-nos das coisas deste mundo que o inimigo nos oferece para nos destruir. Jesus quer ter uma intimidade conosco de Pai para filho de filho para Pai, um amor que só Ele tem para nos dar, basta aceitarmos. Hb13: 1-17Permaneça o amor fraternal. Não vos esqueçais da hospitalidade, porque por ela alguns, não o sabendo, hospedaram anjos (GN19: 1-22). Lembrai-vos dos presos, como se estivésseis presos com eles, e dos maltratados, como sendo-o vós mesmos também no corpo. Venerado seja entre todos o matrimônio e o leito sem mácula; porém, aos que se dão à prostituição, e aos adúlteros, Deus os julgará. Sejam vossos costumes sem avareza, contentando-vos com o que tendes; porque ele disse: Não te deixarei, nem te desampararei. E assim com confiança ousemos dizer: O Senhor é o meu ajudador, e não temerei O que me possa fazer o homem.
  8. 8. Amarás a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a ti mesmo. Jesus Cristo me amparou, cuidou de mim, me ensinou e me ama assim como a você! A palavra de Deus é maravilhosa, viva, tudo que precisamos para nossa vida está dentro dela! Eu tive pioras, o médico disse que os remédios não estavam fazendo o efeito desejado e que teria que mudar a medicação e incluiu em meu quadro a Agorafobia. Eu já estava com um ano de tratamento. E passei a usar Venlafaxina de 150mg mais o Alprazolam 1mg, fiquei muito decepcionada, cabisbaixa. Puxa vida, um ano nesta caminhada, deu errado o remédio. Começou a revolta, isso foi em Setembro 2012. Foi muito difícil, que batalha tive que travar! Mas eu errei, olhei em direção errada, fui laçada pela armadilha do inimigo, ele me cegou, tirando minha esperança. Pensei muitas vezes em desistir, andei pelo vale da sombra da morte, mas Jesus com seu amor e misericórdia, cuidou de mim. Eu quero dizer que creio em Deus, mas somos falhos, pequeninos e Deus sabe de nossa incapacidade, de nossas limitações e conhece nossos corações. O que fez eu não desistir foi o Seu amor para comigo. Podia estar fraca, sem forças para prosseguir, querendo dar o último suspiro, mas dentro do meu coração eu tinha certeza de ter um Pai que me ama e que deu seu único Filho para salvar-me. Eu creio neste amor e foi assim que tudo começou e em Outubro de 2012 fui à igreja, recebi a palavra do Senhor e tomei posse dela, meu remédio e alimento para viver. Parei de tomar remédio e fiquei só com alprazolam por conta própria e deixei de ir ao medico. Comecei a ter fome da presença de Deus, de ler a palavra e conhece-Lo. Achei melhor desligar-me da empresa em que eu trabalhava e isso me ajudou. De 2011 a 2012 foi terrível, mas em outubro de 2012 a novembro de 2013 foi maravilhoso e dou graças a Deus por tudo na minha vida! Obrigada, Senhor Jesus, pelo Seu amor e pela Sua misericórdia! Hoje, dia 1° de novembro de 2013, não tomo remédios e creio que o Senhor está fazendo Sua obra como sempre fez, passei por dificuldades sim, e tive crises, mas elas foram diminuindo e dando-me um novo fôlego de vida. Deus é Deus e Ele nos ama. Medos e fraquezas são lançados pelo inimigo, pois Ele veio para roubar e matar. Dificuldades todos terão, mas se reconhecermos que somos dependentes do amor de Deus nossa visão se mudará para o olhar de Jesus Cristo e Sua vontade em nós será cumprida, melhor que nossos planos. O mal que nos sucede Deus proverá um bem maior, mas haverá um dia que a paz se tornara presente e eterna Ap21: 1-8.
  9. 9. “Eu me arrependo dos meus pecados Senhor, preciso de Ti e reconheço ser totalmente dependente de Ti, me ensina a amar como o Senhor, ser a filha que Tu desejas em nome do Senhor Jesus eu peço amém.” Pois Jesus Cristo é meu único Senhor e Salvador! Jesus está ao seu lado e quer cuidar de você, enxugar as lágrimas de seus olhos e cuidar das feridas de seu coração; não precisa de muita coisa para falar com Ele, esqueça tudo ao seu redor e dê este momento a Ele. Apenas diga a Jesus Cristo como se sente, Ele já sabe, mas quer ter este encontro pessoal com você em amor. Diga-me: você O aceita como seu único Senhor e Salvador? Deus lhe abençoe! Por que... A enfermidade, ódio, adultério, fome e morte. Tudo esta difícil e se eu... Existem muitos caminhos para escolhermos, se o casamento não vai bem, no serviço, com família e amigos. Não perca a esperança existe um caminho e único! É Jesus Cristo! Ele te ama e quer cuidar de você, poderia mudar tudo, mas quer que você venha a ele em amor, porque o reconhece como Pai e acredita que Ele deu sua Vida por você. Estou na luta e sei que Jesus Cristo cuida de mim, sei que é fácil falar, mas estou vivendo! O sofrimento que o inimigo nos da ou optamos por ele se transforma em ferramenta para obra e reconstrução da vontade de Deus em nos. Pedi, e dar-se-vos-á; buscai e achareis; batei e abri-se-vos-á. Mateus7 – 7. Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho Unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. João3 – 16.

×