Revolução Americana e sua Independência. (American Revolution and its Independence.)

58 visualizações

Publicada em

Neste trabalho faço um pequeno resumo sobre o filme a Saga Americana, que é um relato da história da Guerra da Independência dos Estados Unidos, também conhecida como Guerra da Revolução Americana ou ainda Revolução Americana de 1776. disciplina de história da Escola Internacional de Aldeia (EIA), 8º ano turma A.
aluna Manuela Pessoa Amorim Ferreira de Sá, Professor Cefas.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
58
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
0
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Revolução Americana e sua Independência. (American Revolution and its Independence.)

  1. 1. EscolaInternacionaldeAldeia RevoluçãoAmericana ManuelaPessoaAmorimFerreiradeSá Neste trabalho faço um pequeno resumo sobre o filme a Saga Americana, que é um relato da história da Guerra da Independência dos Estados Unidos, também conhecida como Guerra da Revolução Americana ou ainda Revolução Americana de 1776. Motivos que levaram os Ingleses a irem para a America? Que tipo de problemas eles enfrentaram e quais as soluções encontradas? Quais os motivos que levaram os colonos a lutarem por sua independência? Quais forma os principais problemas enfrentados pelo exercito americano e quais foram as soluções? Quais foram as consequências dessa luta? História – 8 Ano A Professor Cefas Luís 2016
  2. 2. EIA – NAP / 8º ano A Historia – Revolução Americana MANUELA PESSOA AMORIM FERREIRA DE SÁ 2016 Página | 2 Motivos que levaram os Ingleses a irem para a America? Os ingleses foram para a América do norte esperando encontrar uma vida melhor, pois lá seria uma terra de novas oportunidades onde se esperava encontrar grandes riquezas no subsolo, que diziam ser cheios de gemas de pedras preciosas, prata e grandes veios de ouro e que encontrariam na América o tão sonhado El dourado. A viagem para a América era muito perigosa e poderia durar até dois meses, muitas embarcações se perdiam e muitos homens morriam de doenças e fome durante a viagem. Depois de alguns anos da chegada de Jonh Rolfe a Jamestown veio também uma colônia de peregrinos que chegaram a América em busca de liberdade religiosa. Que tipo de problemas eles enfrentaram e quais as soluções encontradas? Quando John Rolfe chegou á América encontrou a colônia inglesa de Jamestown fundada três anos antes por 500 pessoas e que agora restavam apenas 60. Eles tinham acabado de sair de um inverno longo e rigoroso, suas comidas tinham acabado fazendo com que eles tivessem que comer botas, sapatos, qualquer coisa de couro e alguns chegaram ate a cometer atos de canibalismo. Os ingleses vieram preparados para a extração de riquezas e não trouxeram reservas de comida, o ouro tão prometido não existia por aquelas terras. Outro problema que eles tiveram foi que Jamestown foi construída no meio de um império de nativos americanos, que eram armados com arcos e flechas, bem mais rápida a recarga que as escopetas. Eles logo se tornaram perigosos inimigos. Jonh Rolfe teve um plano para produção de riqueza, plantar tabaco pois servia para vender a uma Inglaterra viciada em tabaco e era uma mercadoria que dava muito dinheiro nessa época, até então só era produzido em colônias espanholas que monopolizavam o tabaco e puniam com a morte a venda de sementes para estrangeiros.
  3. 3. EIA – NAP / 8º ano A Historia – Revolução Americana MANUELA PESSOA AMORIM FERREIRA DE SÁ 2016 Página | 3 Jonh Rolfe se casou com Pocahontas, filha do Chefe da Confederação dos Powhatan e em 1616 foi com Pocahontas para a Inglaterra onde fizeram propaganda do novo mundo e de suas novas oportunidades atraindo assim a atenção de ricos investidores ingleses. Em 1619 mais de mil colonizadores dos quais 20 angolanos vieram para a Jamestown que se tornou o maior produtor de tabaco durante 150 anos. Dez anos após a chegada de Jonh Rolfe a America outra colônia de Ingleses foi formada 700 km a norte na costa a qual deram o nome de Plymonth, era composta por 19 famílias que vieram em busca da liberdade religiosa. O navio que os tinha trazido voltou para a Inglaterra não tendo eles como voltar ficaram isolados num local que o solo era pobre e o inverno longo e rigoroso, logo começaram a passar fome, e nos três primeiros meses mais da metade dos peregrinos morreram de doenças e desnutrição. Já havia habitantes nativos e queriam paz, ensinaram os Ingleses a cultivar nas terras plantando as sementes junto com peixes que serviam como fertilizante, mas queriam algo em troca tinham uma tribo rival em comum, e os Ingleses seriam bons aliados pois possuíam com armas mais mortais que as deles. O jantar para celebrar a vitoria sobre a tribo inimiga deu origem ao que hoje é conhecido como dia de ação de graças entre os Norte Americanos. Quais os motivos que levaram os colonos a lutarem por sua independência? Sete gerações depois da primeira colheita de tabaco de Jonh Rolfe, a ampliação da restrição econômica e de aumento de tributação sobre os colonos começa a gerar descontentamento, não tinham voz no parlamento e pagavam impostos para uma coroa distante. Isso fez a Inglaterra mandar reforço de soldados pra Boston fazendo com que a cidade ficasse repleta de soldados. Nessa época Boston representava 40% das exportações Americanas.
  4. 4. EIA – NAP / 8º ano A Historia – Revolução Americana MANUELA PESSOA AMORIM FERREIRA DE SÁ 2016 Página | 4 Da Africa entre 1700 e 1800 vieram mais de 250.000 escravos que eram pagos com rum. Vieram mais escravos do que a soma de todos os grupos de imigrantes vindos da Europa. A tensão em Boston aumentava e em 5 de março de 1770 as pessoas vão para a rua revoltadas com o governo britânico culpando-o pela perda de empregos. O jovem Edward Gared provocou um soldado, o qual revidou, dando inicio a uma confusão generalizada resultando em quatro mortes, dando motivo para os políticos que combatiam a coroa inglesa. Gravuras confeccionadas pelo ourives Paul Revier, com cenas da violência e indignação eram espalhadas pelas 13 colônias, como uma propaganda contra os Ingleses. Por causa dos altos impostos sobre o chá, um grupo de rebeldes num ato de resistência jogou toda a carga de chá ao mar no porto de Boston levando os Britânicos a fecharem o porto, o que fez com que muitas pessoas perderam o emprego. Os colonos tentam avançar em terras indígenas para o oeste e estavam de olho nos Montes Apalaches, pois uma linha chamada linha da proclamação dividia as terras dos americanos nativos. Então se reuniram 56 representantes das colônias para o primeiro congresso da Filadélfia entre eles estavam George Washington, John Adams, Patrick Henry. Na Nova Inglaterra as pessoas se preparavam, contrabandeando armas e guardando-as em lugares secretos e foi decidido no primeiro congresso da Filadélfia que se ocorresse um ataque a uma das colônias representaria um ataque a todas elas, era dado treinamento básico as milícias da cidade, já não se consideravam colonos mas sim Americanos. A maioria queria a paz com a Inglaterra. Em 19 de abril de 1775, 900 soldados britânicos deixaram o quartel para deter os lideres rebeldes e tomar suas armas. O plano vazou e as milícias foram alertadas.
  5. 5. EIA – NAP / 8º ano A Historia – Revolução Americana MANUELA PESSOA AMORIM FERREIRA DE SÁ 2016 Página | 5 Sessenta milicianos formados por cidadãos comuns e comandados por John Parker enfrentaram os ingleses que eram bem armados e totalmente treinados A milícia de Lexington se reuniu na praça da cidade eram pecuaristas, comerciantes e afro americanos. O primeiro tiro saiu de Lexington. Tinha começado a revolução americana. Os Britânicos foram procurar armas o que deu a milícia mais tempo para se reorganizar e se reunir na cidade de Concord, se reforçaram com mais mil homens vindo de cidades vizinhas. Ao marcharem de volta para Boston os rebeldes tiveram sua revanche e atacaram os Britânicos fazendo-os perder mais de 1 terço do homens. Quais forma os principais problemas enfrentados pelo exercito americano e quais foram as soluções? Os rebeldes não tinham treinamento básico o suficiente nem boas armas, diferente dos britânicos que mandaram seus navios com as maiores e as mais perigosas armas da época, cada um levavam centenas de soldados e estavam armados com pelo menos 64 canhões, isso foi feito com o intuito de intimidar os rebeldes. O congresso continental constituído por 50 representantes das 13 colônias foi convocado pela segunda vez, era composto pelos lideres radicais Benjamin Franklin, Thomas Jefferson e John Adams. Eles debateram sobre a total independência da Inglaterra e tal insubordinação era punida com pena de morte. Assim nascia a democracia americana. Em 4 de junho de 1776 os representantes do congresso criaram um documento de muita importância chamado de a declaração da independência americana. Logo de seguida em 21 de junho 2 vasos de guerra britânico abriram fogo sobre Nova York. Dois meses depois disso 32mil soldados britânicos vieram em navios e se preparavam para invadir Manhattan, os soldados eram o dobro dos rebeldes e o ataque tinha começado.
  6. 6. EIA – NAP / 8º ano A Historia – Revolução Americana MANUELA PESSOA AMORIM FERREIRA DE SÁ 2016 Página | 6 Em 1 hora de confronto as defesas rebeldes estavam mortas e o exercito de G. Washington foi vencido. Em 20 de setembro alguém não se sabe de onde tocou fogo na cidade deixando-a arrasada. Os prisioneiros de guerra que sobreviveram, foram postos em navios britânicos no porto de N. York, mas as condições de higiene eram tão precárias que cerca de 9 entre 10 homens morreram no navio. Vendo uma chance de reformular o seu exercito George Washington levou seus homens para o interior, na floresta. La ele ensinou novas técnicas de ataque e lhes deu novas armas, fazendo com que os seus homens tivessem um treinamento mais adequado. Em junho um novo exército britânico surgiu, mas seus avanços estavam cheios de dificuldades, pois eles já tinham arrumado alguns inimigos. Washington passou a usar uma tática de guerra a chamada guerrilha tornando os britânicos alvos fáceis. Os rebeldes tinham rifles novos que faziam com que seu tiro tivesse mais chance de acertar o alvo, os nativos se uniram aos rebeldes para preservar as terras de seus ancestrais e fazendo com que eles fossem ágeis e mais rápidos que os britânicos, pois conheciam bem o terreno. Os rebeldes começaram a atirar nos batedores britânicos deixando a tropa desorientada, depois atiraram em oficiais britânicos, quebrado o código de conduta de um exercito que era de nunca atirar nos superiores, e com isso começaram a ganhar vantagem. Em 1777 o general britânico se rendeu, este feito se deu porque a França que até então era a maior rival da Inglaterra tinha se aliado aos americanos com a sua marinha, forçando os Ingleses a lutarem tanto em terra como no mar. O exercito de G. Washington teve que enfrentar um inverno muito rigoroso e por causa disso começou a adoecer também não tinham sapatos nem água limpa, fazendo com que houvesse um surto de disenteria no acampamento. Com fome, doentes e sem equipamento, os soldados começam a se voltar uns contra os outros, só restava um pouco de farinha e alguma água tornando-os desmotivados e desnutridos.
  7. 7. EIA – NAP / 8º ano A Historia – Revolução Americana MANUELA PESSOA AMORIM FERREIRA DE SÁ 2016 Página | 7 Para piorar a situação eles pegaram uma epidemia de varíola e para tentar parar de perder homens, fizeram uma tentativa arriscada seus cirurgiões colheram pus de uma vítima da varíola e os espalharam em um paciente bom, criando assim a vacina, um em cada cinquenta morreu por causa da vacina, mas no final conseguiram salvar boa parte dos seus homens. Em 1788 um barão chegou para comandar o exército, ele era um ex- soldado de elite da Prússia, mas tinha sido afastado por causa da sua homossexualidade. Ele treinou disciplina e fez com que eles tivessem uma boa higiene, e ainda mostrou uma nova arma mais eficiente de combate corpo a corpo. Outra novidade foi a criação de uma rede de espiões lideradas por Washington que se ocupava de mandar informações aos rebeldes, e em 1781 quando avistaram uma frota francesa, Couper Junior avisou a Washington sobre isso numa carta onde era usada tinta invisível que só era vista por quem sabia como funcionava, para que se caísse em mãos erradas ninguém descobrisse o conteúdo das mensagens. G. Washington sabendo que os ingleses planejavam mandar uma frota de navios que iriam atacar pelo mar, enviou soldados á cidade para organizar e planejar junto com as tropas francesas um ataque aos ingleses, os navios franceses se afastaram e quando os navios ingleses entraram no porto os franceses os cercaram, tendo os ingleses em campo aberto. Após seis anos de luta os rebeldes venceram o que eles pensavam que em seis meses terminariam. Quais foram as consequências dessa luta? Depois que a guerra terminou, foram contabilizados 25 mil mortos pela guerra, e cerca de 20% da população continuavam leal a coroa George Washington virou o primeiro presidente dos Estados Unidos da América, tornando assim a América independente dos Ingleses. Durante o período da guerra o preço das mercadorias subiu muito com a inflação. Uma em cada cinco jovens se prostituiu.
  8. 8. EIA – NAP / 8º ano A Historia – Revolução Americana MANUELA PESSOA AMORIM FERREIRA DE SÁ 2016 Página | 8 Em 1783, o Tratado de Paris pôs um fim à guerra e reconheceu a soberania do Estados Unidos da América no território compreendido entre o Canadá, a norte, Flórida, a sul, e o rio Mississipi a oeste. Os britânicos gastaram pelo menos £96 milhões de libras e terminaram com uma dívida pública de £439 milhões, que foi financiado a £8,5 milhões por ano em juros. Os franceses gastaram 1,3 bilhões de livres (cerca de £56 milhões de libras). Sua dívida pública nacional subiu para mais de £187 milhões; mais da metade da renda do Estado foi destinado a pagar a dívida durante toda a década de 1780. A crise fiscal e a recessão econômica resultante dos gastos neste conflito impulsionaram o descontentamento popular com a monarquia francesa, impelindo uma Revolução (1789-1799) que derrubou o velho regime e instaurou uma República no país.

×